Carros antigos estão isentos do IPVA, mas isso varia de acordo com o Estado Federativo. Confira a tabela neste artigo.

O pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículo Automotor, o IPVA, é um assunto que costuma causar dúvidas nas pessoas. Pois, algumas regras a respeito deste imposto são determinadas pelo governo federal e outras ficam a cargo do governo de cada estado. E uma dessas determinações que costuma gerar questionamentos é a respeito do pagamento do IPVA em relação a veículos mais antigos. Isso se deve, ao fato de que há alguns anos ficou determinado que carros mais velhos pudessem ser isentos de pagar essa taxa em todo território nacional. Entretanto, essa determinação de quais automóveis estariam livres do IPVA ficou a cargo de cada estado. Entenda todos esses pontos abordados com as explicações abaixo.

Sobre o Imposto sobre a Propriedade de Veículo Automotor, o IPVA

O IPVA é uma taxa cobrada anualmente para todos os donos de automóveis e carros que circulam no Brasil. Esse imposto foi criado no final dos anos 60 e a sua arrecadação é dividida em três fatias: uma parte vai para o governo federal; outra para o governo estadual e a outra para investir em programas educacionais.

A grande questão envolvendo o Imposto sobre a Propriedade de Veículo Automotor e que não é um assunto de domínio público é que dependendo de quantos anos o carro tiver sido emplacado, anos de fabricação e a cidade em que ele está registrado não é mais necessário o pagamento dessa taxa. E essa variação de anos é determinada por estado.

Antes de apresentar a tabela referente há quantos anos é necessário que um carro esteja emplacado e um estado para que ele deixe de pagar o IPVA, é necessário salientar que neste texto estão sendo abordados exclusivamente os automóveis. Para outros veículos, como as motos existem outras regras.

Confira agora a tabela de isenção por estado:

– Sergipe: 15 anos da data de fabricação.

– Alagoas: 20 anos da data de fabricação

– Maranhão: 15 anos da data de fabricação.

– Rio de Janeiro: 15 anos da data de fabricação

– São Paulo: 20 anos da data de fabricação.

– Minas Gerais: a redução é progressiva conforme o ano do carro.

– Pará: 15 anos da data de fabricação.

– Mato Grosso do Sul: 15 anos da data de fabricação.

– Tocantins: 15 anos da data de fabricação.

– Acre: 10 anos da data de fabricação.

– Distrito Federal: 15 anos da data de fabricação

– Pernambuco: a redução é progressiva conforme o ano do carro.

– Rondônia: 15 anos da data de fabricação.

– Espírito Santo: 15 anos da data de fabricação.

– Amapá: 15 anos da data de fabricação

– Paraíba: 15 anos da data de fabricação.

– Amazonas: 15 anos da data de fabricação.

– Santa Catarina: veículos produzidos até 1985.

– Bahia: 15 anos da data de fabricação.

– Piauí: 15 anos da data de fabricação.

– Rio Grande do Norte: 10 anos da data de fabricação.

– Ceará: 15 anos da data de fabricação.

– Goiás: 10 anos da data de fabricação.

– Mato Grosso: 15 anos da data de fabricação.

– Roraima: 10 anos da data de fabricação.

– Rio Grande do Sul: 20 anos da data de fabricação.

Lembrando que após o carro de um determinado estado atingir a quantidade de anos de fabricação, nos documentos referentes ao veículo vai constar uma sinalização que ele não precisa mais arcar com o IPVA.

Essa medida, desde que foi criada, dividiu opiniões, pois alguns acreditam que parte da população foi beneficiada e outros argumentam que outro grupo foi prejudicado. A parte que ganhou com essa lei, muitas vezes são pessoas que possuem menos recursos e assim estão com veículos mais antigos.

Essa medida é uma forma de aliviar no orçamento anual dessas pessoas. Já a parte que não concorda, alega muitas vezes que isso é injusto com os outros motoristas e também que os carros mais antigos causam mais danos ao meio ambiente, por serem mais poluentes em relação a carros mais novos.

Para qualquer dúvida, procure pelo DETRAN do seu estado.

Por Isabela Castro

Carros antigos

aaa

Saiba aqui como participar do quadro Lata Velha do Programa Caldeirão do Huck.

Uma das grandes paixões do brasileiro é, sem sombra de dúvidas, a dele pelo seu carro. Porém, para quem está com a sua caranga meio maltratada e não tem condições de reformá-lo, o Programa do Caldeirão do Huck oferece uma grande oportunidade de repaginar o seu veículo.

Trata-se do Lata Velha, que já contou com a participação de inúmeras pessoas que realizaram o seu sonho e tiveram a sua vida contada para os telespectadores, bem como garantiram a reforma gratuita do seu automóvel. Sendo assim, se você acha que tem uma história que possa agradar ao público, além de um carro velho que é o seu verdadeiro xodó, mas que precisa de um bom trato, se inscreva hoje mesmo no quadro. Essa pode ser uma daquelas oportunidades que está esperando somente por você e por uma atitude sua.

Para se inscrever no Caldeirão do Huck e participar do Lata Velha, é muito fácil. Você somente precisa preencher um cadastro no site oficial do programa disponibilizado pela direção no www.gshow.globo.com.

Após, preencha os dados com muito cuidado e com extrema atenção, evitando que possíveis erros sejam feitos, de forma que possam desclassificar você ou, ainda, não ser possível realizar o contato posterior. É importante lembrar que, para efetivar a inscrição, é preciso enviar também duas fotos do veículo, uma do dono do carro, uma da família do automóvel e, por último, uma da casa do proprietário. Também são aceitos vídeos contando a sua história de vida, de forma que o público possa conhecer mais sobre você.

Quanto mais completo e verdadeiro o seu cadastro, mais chances de ser chamado. É importante lembrar que a inscrição é totalmente gratuita, não sendo cobrada nenhuma taxa para ela.

Quem não tiver acesso à internet também pode fazer a inscrição via caixa postal. Sendo assim, envie a sua carta com a documentação necessária para o seguinte endereço: Caixa Postal 70630, CEP 22740-971.

Não perca tempo e participe dessa oportunidade única de ser chamado. Após a seleção, o apresentador Luciano Huck irá até a sua residência e te desafiará para participar de uma prova que determinará se você está ou não apto a levar o carro para casa, todo reformado. Uma chance única de realizar o seu sonho ou o de alguém que você admira muito.

Kellen Kunz

aaa

Modelos da Fiat, General Motors, Peugeot e Volkswagen podem deixar de ser vendidos no Brasil neste ano de 2016.

Quem é apaixonado por automóveis sabe que as montadoras disponibilizam carros diferentes anualmente, deixando de lado alguns modelos para dar lugar aos novos sucessores. No ano passado, uma das maiores montadoras do Brasil, a Chevrolet, tirou do mercado o Celta. Já em relação à Mitsubishi, houve uma queda na venda do TR4, enquanto que a Chery, a mais nova montadora chinesa no Brasil, excluiu o Face de sua linha.

E não é somente os populares que sofrem essa queda. A Mini também teve os modelos Roadster e Coupé tirados de sua linha premium. E os nomes não param por aí. Ainda tiveram grandes marcas na lista, como a Land Rover, a Suzuki e a Nissan.

Como em 2015, o ano de 2016 também não será diferente. Veja agora alguns modelos que provavelmente sairão do mercado de automóveis este ano no Brasil:

1. Peugeot RCZ: Um grande esportivo da marca Peugeot, o Peugeot RCZ estará ausente nas vitrines de concessionárias a partir deste ano. O modelo era importado da Áustria e estava sendo vendido no Brasil desde o ano de 2011.

2. Passat Variant (VW): Quem se lembra da peruona Passat? Pois é, ela também sairá do catálogo de vendas. Comercializada no país desde 1994, o modelo da Volkswagen teve uma queda no mercado devido à chegada do Golf Variant em 2015, modelo que atendia às mesmas necessidades dos consumidores da antiga perua.

3. Chevrolet Classic: Quem deve ser descartado este ano, além do Celta que foi no ano passado, é o Chevrolet Classic ou Corsa Sedan, como é conhecido no Brasil. O veículo recebeu o nome de Classic depois do novo lançamento do Corsa, que já não é mais comercializado também. O Sedan, que veio da Argentina, é bem diferente do seu antecessor, e portanto, nenhum substitui o outro. Foi um dos carros mais vendidos no mercado pela GM durante os últimos 20 anos. A queda dele teve a ver com a nova regra dos automóveis de taxistas em São Paulo, cuja obrigação era para carros entre 2,45 m e 1,65 m de largura mínima, o modelo foi reprovado nesses quesitos.

4. Fiat Uno Vivace: Há rumores de que a Fiat esteja preparando um modelo para substituir o Fiat Uno Vivace em 2016, o Fiat Mobi. Nesse caso, o novo Fiat ficará acima dele em relação ao preço. Além disso, pode ser que o Palio Fire fique junto com o Fiat Mobi nas vitrines de vendas das concessionárias.

Além destes, os modelos Fiat Siena EL, Renault Clio, Mercedes-Benz SLK, Mercedes-Benz GLK, Mercedes-Benz ML e Mitsubishi Lancer Evolution também podem parar de ser comercializados a partir deste ano.

Por Daniela Almeida da Silva

aaa

Veículos antigos serão vendidos impecáveis de mecânica e visual.

Foi anunciado pela Mercedes-Benz uma nova divisão de vendas da marca: a All Time Stars. Isso é uma excelente notícia para quem é colecionador de veículos clássicos, pois serão vendidos vários modelos antigos da empresa em condições impecáveis de mecânica e visual.

Os modelos estarão em exposição em Stuttgart, na Alemanha, no Mercedes-Benz Museum. Se você acha que a cidade é muito longe, poderá fazer a visualização dos carros no site da All Time Stars – alltime.stars.com. No link, os usuários poderão conferir os contatos dos vendedores e efetuar a compra.

Dados da Mercedes dão conta de que os veículos que estão sendo vendidos apresentam revisões muito rigorosas em termos de mecânica e de seu visual. Caso tenha algum defeito no relatório, ele será apontado, pois são aproximadamente 160 itens que são verificados.

Os clientes que comparecem à loja encontram vendedores que são qualificados para que os carros antigos sejam apresentados em todos os seus detalhes, tal qual como fazem com os veículos zero.

São três categorias em que os veículos são dividios:

  • Premium: São os modelos com quilometragem muito baixa e originalidade grande.
  • Collectors: Os carros são de condição mecânica excelente e também apresentam visual impecável. Porém, não contam com a exclusividade da Premium.
  • Drivers: Os modelos estão em boas condições, mas alguns podem precisar de certos reparos.

Alguns modelos que são vendidos no catálogo:

Uma unidade bem rara de um modelo da Mercedes, lançado no ano de 1929, sendo o carro mais antigo da loja, é vendido pelo custo de 850 mil euros. O mesmo está na categoria Premium.

Outro carro antigo é o E 60 AMG Limited, com lançamento datado de 1994. Ele tem um preço de 189 mil euros.

Um superesportivo como o AMG CLK-LM de 1998, o qual tem somente 14.140 km, só tem o preço do mesmo apresentado para quem vai até a loja na Alemanha.

aaa

É sonho de todo e qualquer amante de veículos ter um carro clássico. São lindos, com detalhes especiais e únicos, têm características históricas e foram os pilares conceituais de todas as gerações automobilísticas que vieram no futuro.

Infelizmente o desejo de muitos é de acesso de poucos. Os automóveis ditos clássicos são avaliados em milhões de reais, dólares, euros. Mas vale lembrar que se esses fossem carros comuns, não teriam a mesma graça e se fossem de fácil acesso, jamais seriam objetos de desejo. 

Recentemente houve um grande boom nesse seleto mercado de carros clássicos e valiosos. Os valores desses produtos (quase artesanais nos seus mínimos detalhes) sofreram uma ascensão impressionante nos últimos tempos e estão batendo recordes e recordes em vários leilões especiais ao redor do mundo todo. Muitas pessoas têm levado a aquisição desses produtos como investimento a longo prazo. Esses clássicos nunca perderão valor, muito pelo contrário, o tempo só irá agregar valor a essas belas máquinas.

Carros das marcas Ferrari, Mercedes-Benz, Porsche, Bentley e até mesmo carros raros da Ford estão entre os principais produtos nessas negociações. A valorização nesse setor no último ano foi de impressionantes 28%, sendo que nos últimos dez anos a valorização acumulada foi de 456%.

No topo da lista de valores está nada mais nada menos do que a Ferrari 250 GTO Berlinetta 1962 com valor de aproximadamente R$ 98 milhões. Entre os veículos mais caros estão aqueles que já foram utilizados em corridas ou mesmo nas telonas do cinema.

Dos cem carros mais caros do mundo temos 72 nos EUA, 12 no Reino Unido, 8 na Itália, 4 na França, 3 em Mônaco e 1 na Alemanha.

Entre outros carros de altíssimos valores podemos citar a Mercedes-Benz W196, o Ford GT40 usado para o clássico "Le Mans" e o Bugatti Royale Kellner Coupe 1931.

Por Nosf

Ferrari 250 GTO Berlinetta 1962

Mercedes-Benz W196

Ford GT40

Bugatti Royale Kellner Coupe 1931

Fotos: Divulgação

aaa

Aconteceu no México um grande desfile de carros antigos e chamou atenção de muita gente, inclusive do Guinness Book. O evento reuniu 1.721 veículos na Cidade do México, capital mexicana. Antes disso, o recorde pertencia a um encontro de apenas 948 carros na Holanda, em 2002.

O encontro aconteceu no último dia 5 de outubro e reuniu fanáticos do mundo inteiro pela Avenida de la Reforma.

A Prefeitura da Cidade do México informou que mais de 250 mil pessoas prestigiaram o encontro que preencheu quase seis quilômetros da avenida.

Os modelos foram os mais variados possíveis, desde os mais comuns, como Kombis e Fuscas, bastante populares, até Karmann Ghia, Romi Isetta, Ford Econoline e Mini Cooper.

No Brasil, um dos eventos mais tradicionais que reúne amantes do antigomobilismo acontece em São Paulo, antes em Águas de Lindóia, e este ano em Campos do Jordão. Na Edição 2014, em maio, o evento recebeu a visita de mais 300 mil pessoas segundo os organizadores. O encontro realizado há mais de 20 anos é considerado um dos maiores do país. A primeira edição reuniu 180 expositores e pouco mais de 35 mil visitantes, hoje a marca passar de 700 veículos em exposição e mais de 400 mil pessoas circulando pelo evento, que agora também expõe carros à venda.

Tudo organizado pela Federação Brasileira de Veículos Antigos desde 1987, com o intuito de organizar os eventos, as atividades, orientar e formar novos clubes, além de conquistar benefícios e proteção para as atividades  do setor.

Placa Preta:

Os carros antigos são marcados pela tradicional placa preta que atesta a originalidade e conservação dos veículos. Além de valorizar os automóveis. Além disso, o veículo fica dispensado da Inspeção Veicular e também do uso de equipamentos, hoje, obrigatório, mas que não o eram na época de fabricação do modelo. Possui livre trânsito pelo Brasil, e o principal, a classificação como "Veículo de Coleção" e por isso o reconhecimento de seu valor histórico.

Por Vivian Schetini

Desfile de carros antigos

Foto: Divulgação

aaa

Hot Rods, que traduzindo significa "Biela Quente", são carros fabricados entre as décadas 20 e 40 que atualmente trazem charme às ruas após passarem por muitas modificações.

São carros para exposições, corridas e são os mais queridos entre os colecionadores. Os hot rods também fazem grande participação no cinema e em jogos de videogame.

Pela maioria dos carros serem de tração traseira, a mais comum modificação são rodas traseiras mais largas, muitos também optam por modificarem a pintura com detalhes de chamas, muitas vezes feitos por aerografia e “pinstriping”, e a modificação mais atraente são os motores potentes, em sua maioria V8.

Simplificando, Hot Rod trata-se de um hobby onde a carroceria de um carro antigo recebe uma mecânica moderna, tornando-o mais potente e charmoso.

Os Hot Rods foram os primeiros carros modificados. Muitas vezes são retirados os para-lamas, para-choques e acessórios, tendo como "primo" os Street Rods, que são praticamente os Hot Rods de terno.

Os Street Rods recebem peças e acessórios originais e contam com uma pintura e acabamento especial. Não chamam tanta atenção quanto os hot, já que as modificações são em massa em sua mecânica, mas não deixam de se destacar onde passam. Os proprietários dos Street também têm grande preferência por motor V8, ou seja, os Street são discretos e potentes.

Tanto o Hot quanto o Street recebem muitos detalhes cromados, tanto na parte externa quanto na mecânica. 

A NHRA é a associação dos hot rods, que cuida da regulamentação das modificações e dos eventos nos Estados Unidos.

O hobby pode ser facilmente encontrado nos Estados Unidos, Austrália, África, Europa e Ásia, não tem grande aparecimento no Brasil, já que a divulgação do hobby não é tão forte e é até mesmo, visto de forma errada pela maioria da população. A fim de uma maior liberdade, os adeptos do hobby tentaram um evento de grande porte no Brasil, porém pela falta de conhecimento da população sobre o assunto, o evento acabou não acontecendo e sendo remarcado.

Atualmente os praticantes das modificações automobilísticas têm tido um maior espaço e compreensão no Brasil, graças a divulgação do hobby pela internet e por programas de TV.

Hot Rods

Street Rods

Fotos: Divulgação

aaa

Entre os dias 22 e 25 do mês de novembro, o Salão Internacional dos Veículos Antigos oferecerá ótimas opções para os fãs da tradicional marca Alfa Romeo.

Alguns modelos antigos da marca da Itália serão exibidos no evento por meio do Alfa Romeo Clube do Brasil. De acordo com informações da assessoria do Salão, já estão confirmados modelos como:  Alfa Montreal, Alfa GTV Grupo 2, Alfa 1300 Junior Spider, Alfa GTV 2000, Alfa 2000 Spider, Alfa Romeo Julieta Sprint e Alfa Romeo JK 2000.

Presente no mercado brasileiro de automóveis desde os anos 60, a marca italiana manteve-se presente no país até os anos 80, quando sofreu uma brusca queda nas comercializações e forçou o Grupo Fiat, do qual faz parte, a terminar suas operações no Brasil. Durante os anos 90, após algumas medidas que facilitaram as importações, a Alfa Romeo voltou ao país por intermédio da Fiat. Porém, no ano de 2006, após mais uma série de resultados ruins, a marca de luxo foi novamente cortada pelo grupo italiano.

Com mais de 250 carros a serem expostos, o Salão Internacional dos Veículos Antigos cobrará ingressos de R$ 15. Além dos carros, serão apresentadas lanchas clássicas.

Por Marcelo Araújo

aaa

A cidade de Monte Sião, que fica no sul de Minas Gerais, será a sede do IV Encontro de Fuscas e Carros Antigos, que vai acontecer no dia 24 de julho. O evento, de acordo com os organizadores, vai reunir cerca de 250 veículos, de vários clubes de colecionadores dos estados de Minas Gerais e São Paulo.

Estarão em exposição alguns exemplares raros e históricos, além de versões adaptadas, com pinturas originais e/ou curiosas, que marcaram época, tanto do tradicional modelo da Volkswagen quanto de carros de outras marcas.

Além do encontro automotivo, para a alegria dos fãs do Fusca e de carros antigos, também estão programadas outras atrações para o local no mesmo dia, uma vez que o evento faz parte do Festival de Inverno de Monte Sião (Tricofest). Haverá shows de bandas de MPB, rock, música gospel e sertaneja, apresentações de teatro e de grupos de dança, entre outras atividades.

Os modelos estarão expostos na Praça Prefeito Mário Zucato, no Centro da cidade mineira, a partir das 8 horas. A entrada é gratuita.

Mais informações podem ser obtidas no site da Prefeitura Municipal de Monte Sião.

Por André Gonçalves

aaa

O casamento entre o príncipe Willian e a plebeia Kate Middleton foi o assunto mais discutido do dia 29 de abril de 2011. Enquanto a maioria das pessoas conversava sobre as vestimentas dos noivos e dos membros da família real britânica, podem ter passado despercebidos os belos veículos que os conduziram para a cerimônia.

A noiva chegou à Abadia de Westminster, em Londres, em um Rolls RoycePhantom VI 1977. O modelo é equipado com um motor 6.7 litros, que alcança 200 cv de potência e 160 km/h de velocidade máxima. Ele é blindado e bastante luxuoso, mas não tanto quanto o Bentley State Limousine, que conduziu o príncipe Willian.

O carro, construído especialmente para a Rainha Elizabeth II, apresenta uma poderosa blindagem, com reforço de kevlar e malha de aço, na carroceria, e vidros feitos de material especial, que aguentam ataques de armas de grosso calibre. O poder da segurança se reflete no peso, já que ele chega a mais de 4.000 kg. O motor, movido a biocombustível, gera 400 cv de potência e 210 km/h de velocidade máxima. No interior, o luxo não poderia faltar. Acabamento em madeira nobre, bancos de couro e televisão são alguns dos destaques.

Por André Gonçalves

aaa

Nos dias 11, 12 e 13 de fevereiro vai acontecer, em São Caetano do Sul, a 5ª edição do ABC Old Car & Parts, que reúne fãs de carros antigos. O evento, realizado desde 2007, tem um tema diferente a cada ano. Em 2011, o tema escolhido foi a história das competições de carros no Brasil.

O encontro terá palestras com temas relacionados às competições de carro, comandadas por pilotos, escritores e jornalistas da área. Haverá ainda a Feira de Peças, com itens originais e o Feirão de Negócios, para quem quiser adquirir um modelo antigo.

O evento será no Campus do Instituto Mauá de Tecnologia, que fica na Praça Mauá 1, em São Caetano do Sul, no ABC Paulista, entre as 9h30 e as 18 horas. A entrada será liberada mediante doação de 2 kg de alimentos não perecíveis.

Outras informações pelo telefone (11) 4421-3993 ou no e-mail abcoldcar@hppress.com.br

Por André Gonçalves

aaa

A ExpoFest Guarulhos, evento que faz parte das comemorações dos 450 anos do município da Grande São Paulo, vai mostrar 450 veículos antigos, nos dias 4 e 5 de dezembro. Poderão ser vistos pelo público muitas raridades, dentre elas o primeiro ônibus da Viação Itapemirim, de 1948, um Jipe da Polícia Rodoviária de 1958, uma jardineira de 1956, um Opala da Stock Car, uma réplica do Simca Chambord utilizado no seriado “Vigilante Rodoviário”, uma moto Amazonas, além de muitos veículos militares, utilizados na Segunda Guerra Mundial.

Também ocorrerão outras atividades durante o evento, como feira de peças de carros antigos e exposição de miniaturas. A ExpoFest vai acontecer na sede da Viação Itapemirim, que fica na Rodovia Presidente Dutra, Km 217,9, Guarulhos, entre as 9 horas e as 20 horas. A entrada é gratuita, mediante a doação de um brinquedo novo.

Outras informações podem ser obtidas pelo e-mail expofestguarulhos450anos@pop.com.br ou pelo telefone (11) 2472-5178.

Por André Gonçalves

aaa

Nos dias 4 e 5 de dezembro vai acontecer em Limeira, interior de São Paulo, a 14ª edição do Salão de Carros Antigos. Os fãs do “antigomobilismo” terão acesso a vários modelos que deixaram os seus nomes marcados na história da indústria automobilística. Alfa Romeu, Dodge, BMW, Jaguar, Rolls Royce, Nash, Mercedes Benz, Renault, Ford, Chevrolet, VW e Fiat são algumas das marcas a serem expostas no evento. Coleções de caminhões antigos também se farão presentes.

Quem for ao evento vai poder participar ainda de uma feira de peças antigas e também de modelismo. O 14º Salão de Carros Antigos vai acontecer no Clube de Carros Antigos de Limeira, que fica na Avenida Maria Thereza S. de Barros Camargo, 1.525, no Bairro Jardim Aquárius.

No dia 4, o evento estará funcionando das 9 horas às 20 horas, e no dia 5 entre as 9 horas e as 18 horas. A entrada será 1 kg de alimento não perecível.

Por André Gonçalves

Fonte: Car Magazine

aaa

Está em Osnard, na Califórnia, Estados Unidos, o Mullin Automotive Museum, um museu idealizado pelo colecionador Peter Mullin, que traz além de diversos automóveis, móveis e obras de arte.

A intenção do colecionador foi de prestar uma homenagem ao período Art Déco. E agora mais uma peça rara faz parte do museu de Peter Mullin. Trata-se de um automóvel Bugatti Type 57SC Atlantic, do ano de 1936. Este modelo só teve quatro unidades produzidas e apenas duas delas ainda existem nos dias de hoje.

Considerado um dos carros mais caros do mundo, o Bugatti Type foi avaliado entre trinta e quarenta milhões de dólares. A outra unidade do modelo pertence a Ralph Lauren.

Por Elizabeth Preático

Fontes: G1, Abril

aaa

A Ford adota ares de nostalgia e lança 5 edições de Ford Focus baseadas em carros antigos que correram em Le Mans.

Os carros comemorativos vêm com detalhes específicos que remetem a modelos vencedores das décadas de 60 e 70. Como exemplos, o modelo hatch preto adornado com faixas prateadas o qual homenageia o carro MK II, grande destaque do ano de 1966. Outro carro homenageado é o Ford GT 40, campeão nos anos de 68 e 69. O Ford GT é revivido através de um Ford pintado nas cores branco e laranja.

Mais do que uma homenagem, é uma grande oportunidade para os compradores que queiram ter em sua coleção um carro que, devido a edição limitada, está fadado a ser raro.

Por Jeferson Vainer.

Fonte: Abril.com

aaa

Após vinte anos do falecimento de um milionário inglês, cujo nome não foi divulgado, foram encontrados oito carros antigos na garagem da casa do proprietário.

Os carros estão sendo leiloados na Inglaterra, pela empresa Lacy Scott & Knight. São carros produzidos entre as décadas de setenta e noventa, na Itália e Inglaterra, que apesar de cheios de pó, estavam totalmente conservados, necessitando apenas de uma avaliação mecânica.

Dentre as raridades encontradas, está o Modelo Maserati Khamsin 4930cc, fabricado em 1989 e um Red Jensen Interceptor III auto 7212cc, de 1976. A notícia foi divulgada pelo jornal “The Telegraph”.

Uma ótima opção para os colecionadores de automóveis!

aaa

O Museu ULBRA, da cidade de Canoas/RS passou recentemente por uma forte crise, vendo-se obrigado a leiloar parte de seu acervo, por determinação judicial. Ainda com problemas financeiros, a entidade se viu obrigada, em agosto de 2009, a retirar todos os veículos de lá, transformando o prédio, construído especialmente para o museu, em unidade educacional.

Portanto, ficam aí imagens de um lugar que não existe mais. São quase 80 fotos mostrando carros e outros veículos e itens que já não estão mais lá, que faziam parte daquele que foi o maior acervo de carros antigos do país.

aaa

Para os fãs de um dos maiores e melhores muscle cars de todos os tempos, o Plymouth Barracuda, uma compilação de vídeos do modelo.

Como não foi mostrado o motor do Barracuda anteriormente, taí um vídeo de um Hemi V8 426 cu.in. para não ficarmos te devendo:

É comum encontrar, nos EUA, Barracuda 1970-73 em excelente estado custando mais de US$ 30 mil e alguns, mexidos, até US$ 100 mil. É muito mais que um carro zero.

aaa

O Escort XR-3 Conversível marcou época. Até hoje, ainda é, ao lado do Kadett conversível, objeto de culto entre os adoradores de carros sem capota.

No lançamento, o carro, porém, era caro. Custava quase o dobro da versão cupê. E o motor dessa versão do comercial era o 1.6 de 82cv. Bom, mas ainda fraco.

Ainda bem que a linha não ficou nisso. Em 1987 ganhou o AP1800 de 99cv e, em 1992, o motor AP2000 com injeção eletrônica e 120cv.

aaa

Um post breve, só com vídeos do Youtube, mostrando fotos e vídeos de maravilhosos Fiat 147 transformados. Para os fãs!

Sonzeira

Só tem um lugar, para o motorista. Os lugares para passageiros foram dispensados para dar lugar à sonzeira!

Mais um com uma sonzeira!

Transformação 1

Fotos da transformação de um velho 147 estourado em um novo bólido. Falta pouco!

Transformação 2

Outro que está praticamente rodando de novo!

Agora com um motor AP 1.8:

E depois de pronto!

aaa

Veneno puro! Os bielas quentes continuam fazendo sucesso entre os aficionados por carros. É gente que não se contenta em ter um charmoso carro antigo e quer mais, quer personalizar, quer tunar. Ainda bem que eles existem, senão não veríamos essas maravilhas.

Confira as fotos e tente identificar os modelos. Se souber, manda ver nos comentários!

aaa

Esses marcaram época. Eram velozes, bonitos, desejados. Transportaram e fizeram a alegria e a riqueza de muita gente. E hoje, décadas depois, ainda continuam bonitos e desejados. Não tão velozes, é verdade. Mas cheios de charme.

Bom, o primeiro slide identifica alguns carros, enquanto omite outros. Já o segundo não identifica nenhum. Consegue saber quais são? Diga-nos nos comentários!

aaa



CONTINUE NAVEGANDO: