Lexus apresenta Carro feito de Papelão


Carro de papelão foi baseado no modelo IS e funciona com motor elétrico.

Um carro inspirado na técnica japonesa origami, assim foi que a Lexus projetou um carro em papelão. O modelo convencional usado para a replica foi o sedã IS.

O fato do carro ter sido produzido em papelão não seria nada espantoso, não fosse pelo fato de que o carro funciona.

O carro foi projetado em seus mínimos detalhes, para que a cópia fosse fiel ao verdadeiro carro, o sedã IS. Todo o painel interior foi refeito em papelão, inclusive as rodas e os faróis são funcionais, ou seja, giram e acendem. Graças a um motor elétrico instalado no carro, foi possível que o mesmo também andasse.

No projeto, foram usadas mais de 1.700 folhas de papelão ao longo de toda a execução.

O trabalho teve que ser executado com perfeição. Primeiro, o corte executado a laser para garantir a precisão necessária. Segundo, a colagem foi feita com precisão cirúrgica, pois após a secagem da cola seria muito difícil executar reparos posteriores.

Para fazer a colagem do material foi usada uma cola de madeira e os responsáveis pela montagem colavam uma a uma as folhas, sendo necessário um tempo de 10 minutos de secagem de uma folha para outra.

Primeiramente, o carro foi concebido digitalmente, onde foi possível visualizar o projeto inteiro e fazer o planejamento da quantidade de papelão que seria necessária, bem como o corte de cada uma das mais de 1.700 folhas.

A sustentação do carro de papelão se dá através de uma armação de metal que fica embaixo do carro.

Para completar um projeto como esse, já dá para se ter uma ideia de que demanda muito tempo e foi bem isso o que aconteceu. Para finalizar todo o projeto a Lexus levou três meses. Porém, ao final de tudo a obra prima e totalmente inovadora impressionou o mundo todo com o resultado por eles obtido.

Para quem deseja ver o carro, ele estará em exposição a partir do próximo dia 8 de outubro em Birmingham, durante um evento de design.

Por Igor Furraer

Por Igor Furraer


Rinspeed Budii deixa BMW i3 ainda mais futurista


O BMW i3 é apontando como um modelo bem futurista, já que é um carro de propulsão totalmente elétrico e com tamanho coerente para utilização nas grandes cidades, apesar que também fornece uma versão híbrida com motor a combustão para confirmar maior independência. Utilizando este modelo como base, contudo, a Rispeed, de Fank M. Rinderknecht, pode ter direcionado o modelo para para um novo nível de tecnologia com o Budii.

Na parte externa, foram implementados painéis integrados à carroceria do modelo que o colocaram com design mais esportivo. Não bastasse isso, o carro também possui frisos multifuncionais que auxiliam, tendo luzes indicadoras de alteração de direção, como também as do acionamento dos freios e para utilização diurna, sendo tudo isto sobre grandes rodas de 19 polegadas da Borbet.

O objetivo foi direcionado para o interior da cabine, que foi totalmente remodelada, com a parte externa fechada. Neste momento, o Budii tem sistema independente de direção (para aprimorar a comodidade e segurança dos dois ocupantes), além de contar com suspensão a ar (que possibilita o ajuste da altura do veículo em até 10mm) e coluna de direção (que poderá ser movida de um lado para o outro para modificar o motorista ou para ocultar o volante atrás do painel).

Na parte central, o principal fator é o grande visor do sistema de entretenimento e informação, que atua de forma integrada com os aparelhos dos ocupantes. Somado a isto, o modelo tem portas com acionamento elétrico, duas telas adicionais (onde estariam os protetores de sol do para-brisa) e um grande braço robótico que segue do teto com uma câmera 3D para mapear a trajetória e apontar possíveis dificuldades.

Como componente adicional, o modelo também possui dois patinetes elétricos para utilização dos seus ocupantes no local onde estariam os bancos traseiros. A tese Budii será divulgada ao público no Salão de Genebra, na Suíça, que irá ocorrer a partir do dia três de março.

Felipe Couto de Oliveira


Qoros Q – Novo carro-conceito com design futurista


A Qoros, marca de alta padrão pertencente a Chery, revelou as primeiras imagens de seu carro-conceito denominado “Q”, um modelo voltado para o uso urbano e que tem um forte apelo futurista.

Denominado como “Q”, derivado de seu extenso nome QorosQloud Qubed, o carro-conceito é um estudo estético e de antecipação de como será o carro em um futuro próximo, de acordo com a fabricante chinesa, daqui uns 15 anos.

A Qoros afirma que o conceito representa o futuro de carros que contarão com uma condução altamente conectada, acarretando em uma experiência totalmente inovadora ao condutor. Para isso, o carro tem a capacidade de aprender com o motorista ao longo de um determinado período de tempo, mediante os cinco sentidos. Além disso, de acordo com a marca chinesa, a dinâmica da relação carro e motorista é moldada de modo semelhante ao relacionamento inter-humano, que se desenvolve e cresce com o passar do tempo.

Embora pareça algo extremamente futurista aos nossos olhos, vale lembrar que esse tipo de relação não está muito longe da realidade, já que outras marcas automotivas já investem grandes montantes de dinheiro em pesquisas e desenvolvimento de tecnologia para criarem carros que não precisam de pouco ou nenhuma intervenção humana na condução.

De qualquer forma, o Qoros Q, além de expor todo esse conceito de tecnologia de interação veículo/homem, também dispõe de um visual bem futurista e moderno digno de um carro-conceito, com formato totalmente diferente dos atuais modelos da marca, sem abandonar, no entanto, características que a Qoros adota em seus carros, como a tradicional grade em formato de “U” e o detalhe trapezoidal no para-choque traseiro.

O carro-conceito da Qoros será apresentado oficialmente ao público durante o Salão de Los Angeles, nos Estados Unidos, que tem início no dia 20 de novembro, e também participará de um concurso de design realizado pelo evento automotivo.  

Por Caio Polo

Qoros Q

Qoros Q

Qoros Q

Fotos: Divulgação


Audi RS5 TDI – Carro-conceito traz um tecnológico turbocompressor


A Audi apresentou o novo RS5 TDI, mas que ainda é tratado pela fabricante alemã como um carro-conceito. Dotado do motor a diesel 3.0 V6 TDI, o modelo traz como grande novidade um tecnológico turbocompressor, acionado eletronicamente. De acordo com a Audi, esta nova tecnologia faz com que o motor diesel esportivo seja mais eficiente e econômico.

Dr. Ulrich Hackenberg, membro do Conselho de Desenvolvimento Técnico da Audi, afirmou que há 25 anos a Audi apresentou seu primeiro motor TDI no mercado e que agora, a recente inovação do turbocharger elétrico melhora várias vezes a potência e também sua eficiência. Ainda de acordo com Hackenberg, esta nova tecnologia ilustra as possibilidades da utilização de sistemas elétricos de 48 volts que atualmente estão em desenvolvimento para o uso em carros de produção em série.

Dotado de um motor 3.0 V6 Biturbo, o esportivo da Audi é capaz de entregar 385 cv e torque de 76.48 kgfm entre 1.250 e 2.000 rpm. O turbocompressor elétrico suplementar oferece força extra nas arrancadas. O melhoramento do turbo está no fato da substituição da roda da turbina por um propulsor elétrico que acelera a roda do compressor de ar a mais de 70.000 rpm em alguns centésimos de segundo. Com isso, o turbocompressor é capaz de fornecer 2.4 bar de pressão de alimentação relativa.

Com esse conjunto mecânico, o Audi RS5 TDI Concept acelera de 0 a 100 km/h em apenas 4 segundos, velocidade máxima de 280 km/h. Além disso, para ter uma noção da eficiência que o turbo proporciona, o modelo acelera de 0 a 200 km/h em menos de 16 segundos.

Outro ponto importante para essa nova tecnologia é a regeneração de energia. A regeneração é a principal fonte de energia para o turbocharger elétrico, por isso, para transmitir essa energia, o RS5 TDI possui um sistema elétrico de 48 volts separado que está ligado ao sistema elétrico de 12 volts convencional por meio de um conversor DC/DC. A energia captada é armazenada em uma bateria de íons de lítio compacta

Por utilizar sistemas elétricos de 48 volts, a sistema consegue transferir grande quantidade de energia, sendo classificado pela marca alemã como um marco importante na estratégia de eletrificação.

Deixando um pouco de lado essa parte mais técnica, por trazer um motor 3.0 V6 Biturbo, era de se esperar uma baixa autonomia, contudo, o fato do modelo ser abastecido com diesel e contar com a tecnologia do turbocompressor elétrico, o carro-conceito tem um consumo médio de 18,86 km/L, com emissões abaixo de 140g de CO2 por quilômetro.

Por Caio Polo

Audi RS5 TDI

Foto: Divulgação


Honda Civic Type R – Novo carro-conceito será lançado em 2015


Com visual muito agressivo para um simples carro de rua, o Civic Type R teve seu primeiro teaser revelado oficialmente pela Honda. A estreia do Type R ocorrerá no Salão de Genebra, em março, mas pela imagem já dá para saber que a marca japonesa não brincou em serviço e o carro deve ser bem apimentado.

Segundo a Honda, as características de estilo do conceito antecipam o design externo da versão de produção, com estreia marcada para 2015.

Hot hatch da Honda no mercado europeu, o Honda Civic Type R Concept é um “carro de corrida para as ruas”, segundo a marca nipônica. Realmente a Honda tem razão, já que com relação à versão normal do hatch, o modelo traz, com base na imagem divulgada, altura de rodagem mais baixa, amplo aerofólio traseiro integrado às lanternas, entrada de ar nas caixas de roda, difusor de ar traseiro que integra as saídas de escape, rodas esportivas exclusivas, entre outros detalhes estéticos.

A fabricante japonesa ainda não revelou detalhes mecânicos, mas a versão de produção não deve fugir muito do conceito. Portanto, o Type R deve manter o motor 2.0 Turbo de 280 cv trabalhando em conjunto com uma transmissão manual de seis marchas. De acordo com Takanobu Ito, CEO da Honda, o objetivo do modelo esportivo é superar o Renault Megane Trophy de 265 cv. As vendas do novo Honda Civic Type R devem ser iniciadas no mercado europeu no início de 2015.

Além do Civic Type R Concept, a Honda apresentará mais detalhes do motor do NSX. Esportivo lendário da montadora japonesa, o NSX terá tração traseira e deverá contar com um conjunto híbrido, composto pelo motor longitudinal V6 biturbo (Twin Turbo) com injeção direta de combustível e um propulsor elétrico. A Honda mostrará também o Fuel Cell Electric Vehicle (FCEV) Concept, bem como o Civic 2014 adaptado para competir no Wolrd Touring Car Championship.

Por Caio Polo

Honda Civic Type R

Foto: Divulgação


Honda Vision XS-1 Concept – Novo modelo com design moderno


Para o Salão de Nova Déli, a novidade da Honda ficou por conta de um SUV compacto, o Vision XS-1 Concept. Seguindo o mesmo estilo do recém-apresentado Honda Vezel, o Vision XS-1 apresenta um visual mais moderno e harmônico, que remete a um estilo coupé.

Segundo a Honda, o conceito é uma previsão dos futuros carros urbanos na visão da marca japonesa, tendo como base no princípio M/M “mais humano, menos máquina”, que submete uma maior preocupação com o espaço físico disponibilizado aos passageiros, diminuindo assim o espaço para os componentes mecânicos. Para ter uma ideia deste princípio, a coluna B foi extraída para facilitar o acesso ao interior do veículo.

A estética do Honda Vision XS-1 Concept tem traços de carro esportivo, porém com as proporções de um van, principalmente pelas enormes portas corrediças em cada uma das laterais, facilitando a entrada, além da capacidade para acomodar até sete ocupantes distribuídos em três fileiras. A Honda afirma que a filosofia “Exciting Design”, desenvolvida para este e futuros carros da marca, tem como elemento principal o próprio ser humano.

No interior, além da central multimídia, o Vision XS-1 Concept traz como destaque um cluster com instrumentação circular individual e inserida diretamente sobre o painel. Todo o desenho do console é bem “clean” e de fácil leitura, típica de carros-conceito, e que corroboram com o princípio divulgado pela marca. Para ampliar o compartimento para bagagens, os bancos traseiros podem ser rebatidos, criando uma plataforma de carga plana.

A marca nipônica anunciou recentemente que tem planos para desenvolver um SUV para os mercados emergentes, e que seu embrião seria apresentado no Salão indiano. No entanto, durante a apresentação do conceito a Honda não revelou nenhuma intenção em produzir o Vision XS-1 em massa, nem tampouco divulgou dados de performance do conceito ou possíveis opções de motorização para o modelo.

Por Caio Polo

Honda Vision XS-1 Concept

Foto: Divulgação


Renault Kwid – Carro-conceito apresentado no Salão de Nova Déli


Após divulgar uma série de teasers, a Renault apresentou de forma oficial no Salão de Nova Déli o conceito chamado Kwid. Desenvolvido por uma equipe de design da própria divisão local da marca, o carro-conceito mostra a possibilidade de criação da fabricante francesa no segmento de crossover e promete influenciar visualmente os futuros lançamentos.

Embora ainda não haja nenhuma definição se o Kwid será produzido em linha, o modelo não seria destinado apenas para o mercado indiano, mas também para outros mercados emergentes onde esse tipo de veículo faz grande sucesso, como o Brasil.

De acordo com a Renault, o Kwid, embora compacto, foi desenvolvido para parecer o mais robusto possível e a altura elevada associada às grandes rodas fazem com que o modelo tenha visual semelhante com o dos buggys. Outros pontos que chamam atenção são as pequenas saliências e vincos da carroceria, bem como a pintura cinza com detalhes em amarelo e preto, que conferem ao modelo uma aparência jovial e interessante. Além disso, o recurso “Flying Companion” permite ao motorista remover peças do teto na parte traseira para ampliar a ventilação e garantir um contato mais direto dos ocupantes com a paisagem externa.

O interior é típico de carros-conceito, com design bem futurista e detalhes que seriam substituídos em caso de uma versão definitiva. A cabine é inspirada em um ninho de pássaro, com sobreposição de tiras para formar o banco da frente e as outras partes do interior, como as portas. O condutor fica posicionado no centro, com a possibilidade de sentar um passageiro de cada lado, enquanto que mais dois passageiros poderiam ir na parte traseira. O painel tem desenho bem “clean” e os medidores são substituídos por uma tela sensível ao toque TFT.

Mecanicamente, o Renault Kwid Concept conta com motor 1.2 turbo a gasolina associado a uma transmissão EDC de dupla embreagem. Dotado de tração dianteira, segundo o site “Autoblog”, o modelo traz um plug-in de carregamento na dianteira, atrás do logotipo da marca. A Renault afirma que o modelo foi desenvolvido de tal modo que é possível empregar o conjunto de propulsor dos modelos elétricos ZE sem a necessidade de adaptações.

Por Caio Polo

Renault Kwid

Foto: Divulgação