Bugatti La Voiture Noire – Novo Carro Mais Caro do Mundo


Novo modelo foi apresentado no Salão de Genebra e custa R$ 47 milhões.

Está acontecendo até o dia 17 de março o Salão do Automóvel de Genebra. E, para 2019, o grande destaque foi, definitivamente, a Bugatti. O evento foi o momento escolhido pela marca para a realização da apresentação oficial de seu novo carro, considerado também como o mais caro do mundo.

Conhecido na tradução do francês para o português como “O Carro Preto”, o Bugatti La Voiture Noire teve a sua inspiração no modelo renomado Type 57 SC Atlantic. O mesmo é tido, até hoje, como um dos veículos mais notáveis de toda a história da marca.

Além do La Voiture Noire, a Bugatti também trouxe a mesma influência do Type 57 para outro modelo, o novíssimo Chiron.

Inspiração e Motorização

É nítido ver os traços da inspiração para a produção do Voiture Noire. Com uma frente longa e os para-lamas ressaltados, a carroceria do automóvel é marcado por um friso longitudinal e, ainda, pela traseira com seis saídas de escapamento.

Quanto à motorização do carro, não se esperava menos que o motor W16 8.0, encontrado também no Bugatti Divo. O mesmo rende uma potência de 1.500 cavalos e torque de 163,3 kgfm.

Type 57 SC Atlantic

O Bugatti 57 SC Atlantic é lembrado até os dias atuais pelo seu design, já que se tornou um ícone para o setor, inspirando também outros modelos de outras marcas no mundo todo. Um caso para exemplificar tal fama é o Chrysler Atlantic, um conceito apresentado pela americana Chrysler no ano de 1995. A inspiração para o nome veio do mais famoso de todos os exemplares do original Type 57, com produção durante os anos de 1930.

Com fabricação mais precisa entre 1936 e 1938, foram produzidos somente quatro exemplares do modelo Atlantic. Sabe-se que o primeiro proprietário possui o carro de chassi de número 57.374. O dono foi o inglês e banqueiro Victor Rothschild. Já o segundo, de chassi 57.453, pertenceu a Jean Bugatti. Esse era filho daquele que fundou a marca, Ettore Bugatti, e quem esteve no controle de todo o negócio desde o princípio da década de 30. Ainda, o terceiro exemplar, de chassi 57.473, pertenceu a um comerciante francês chamado de Jacques Holzschuh. Por fim, o quarto foi adquirido por um colecionador inglês, Brition Pope. O chassi desse era 57.591.

Até onde se tem conhecimento, três desses modelos se encontram, atualmente, nas mãos de colecionadores de carros. O quarto, porém, possui uma história muito particular e curiosa, já que foi completamente destruído pelo motorista em um acidente trágico que culminou em sua morte. Após décadas do episódio, o Bugatti passou por uma restauração minuciosa e ressurgiu nas mãos do estilista norte-americano Ralph Lauren. Dono de uma fama reconhecida no mundo todo, o mesmo possui um grande acervo de coleções de automóveis famosos. Esse Bugatti foi o vencedor no ano de 2013 do renomado “Concorso d’Eleganza Villa d’Este”, que foi realizado às margens do famoso Lago Como, em Cernobbio, na Itália. O modelo adquirido por Jean Bugatti, em contrapartida, teve o seu paradeiro desconhecido. Esse foi, inclusive, o carro inspiração de La Voiture Noire, já que tinha a cor em preto. O veículo era usado pelo empresário para os eventos particulares ou da fábrica que envolviam clientes, pilotos e amigos e, também, para o lazer. Até hoje o seu sumiço é um mistério, sendo que ninguém sabe se ele foi guardado para ficar à salvo durante a invasão da região francesa de Alsácia por parte do exército alemão durante a Segunda Guerra Mundial, ou se ele foi vendido à alguém.

Preço para poucos

O novo La Voiture Noire foi apresentado pelo valor de 11 milhões de euros durante o evento em Genebra. Isso equivale, em reais, à aproximadamente R$ 46,97 milhões, com o euro cotado sem impostos em R$ 4,27. Porém, para quem pretende pagar essa bagatela, é preciso informar que a única unidade que foi produzida pela Bugatti já foi negociada. O dono seria Ferdinand Piech, ex-presidente do Grupo Volkswagen.

Kellen Kunz


Bugatti Divo – Hipercarro será Lançado em Breve


Hipercarro Bugatti Divo terá sua produção limitada em 40 unidades e será lançado no mês de agosto.

O Bugatti Chiron realmente não é um carro que seja suficientemente excepcional na visão de seus engenheiros da sua marca. Tanto é que essa empresa está prestes para lançar um novo hipercarro, que deve inclusive se parecer um pouco com sua outra linha. A Bugatti divulgou esta semana um pouco dos primeiros detalhes e provavelmente muito em breve soltará um teaser do modelo inédito Divo, ele está classificado lá fora como hipercarro para corrida que terá uma produção limitada com somente 40 unidades. E como previsto seu preço será astronômico média de 5 milhões de euros a cada exemplar, o equivalente hoje cerca de 22,5 milhões de reais.

O novo Bugatti Divo terá como foco principal menor peso e uso de materiais mais leves em toda sua construção além de mais downforce para poder aprimorar mais a sua aerodinâmica. Seu nome faz referência ao famoso piloto francês o Albert Divo, que teve como marca a corrida da Itália Targa Florio onde ficou em primeiro lugar, nos anos de 1928 e também 1929 a corrida com um bordo Bugatti Type 35.

A expectativa da empresa é que esse modelo Divo possa ser equipado com o motor W16 sendo quad-turbo com 8.0 litros usado também no Chiron Sport a versão mais insana desse carro, mas com o aprimoramento para poder gerar muito mais que dos 1.500 cavalos da sua potência além de 163,3 kgfm de torque produzido pelo bólido da atualidade. Além disso, juntamente com os aprimoramentos na aerodinâmica, o carro poderá atingir uma velocidade ainda maior que os 420 km/h e poder alcançar 100 km/h num raio de tempo menor que 2,3 segundos do original.

Além de seu motor, o Bugatti Divo e Chiron Sport podem compartilhar também a sua estrutura de fibra em carbono. Porém, surge uma grande incógnita se a marca vai retirar ou se irá adicionar algo para poder reduzir o seu peso, visto que no modelo atual ele já traz vidros finos e seus limpadores de para-brisa são de fibra de carbono economizando alguns quilos.

O seu visual também é único, visto que sua marca deverá reviver uma tradição do coachbuilding. Segundo declaração do presidente da montadora Bugatti, o Stephan Winkelmann, diz que a intenção é poder fazer do Divo que seja um carro capaz de poder “emocionar pessoas de todo o mundo” e poder “interpretar o DNA imposto na marca em seus termos de condução muito ágil e orientada para um desempenho ainda melhor”.

O Bugatti Divo poderá ser revelado no The Quail, o encontro de automobilismo que irá acontecer em Monterey, Califórnia nos Estados Unidos, dia 24 de agosto.

Com certeza será uma ótima opção para os amantes desse modelo de automóvel, com certeza os amantes pagarão o valor previsto para poder ter em sua coleção esse grande carro.

A marca da Bugatti está presente em todo mundo, com clientes renomados em toda parte do planeta Terra, os maiores milionários do Mundo possuem um carro da marca.

Com certeza seu carro será de alto padrão, e sua alta velocidade atenderá os amantes de fortes emoções. Por isso se é o que você procura não hesitará em pagar o valor pedido pela montadora para adquirir o novo modelo Divo da empresa.

Fique de olho para saber mais detalhes sobre esse grande carro, e fique atento em quando será sua estreia de vendas. Já que serão pouquíssimos exemplares produzidos e provavelmente acabará seu estoque muito rapidamente.

Se tem a intensão de comprar um exemplar do Bugatti Divo, não pode perder nenhuma informação sobre sua estreia que está muito próxima e será sucesso de vendas com toda certeza.

Por Ricardo Ferreira Rodrigues

Bugatti Divo 2019

Bugatti Divo 2019

Bugatti Divo 2019

Bugatti Divo 2019


Bugatti Chiron será apresentado no Salão de Genebra 2016


Veículo terá produção limitada e custará mais de US$ 2 milhões.

A Bugatti divulgou oficialmente a notícia que muitos especialistas e apaixonados por automóveis já imaginavam: o veículo que irá substituir o lendário Veyron será batizado com o nome de Chiron e a apresentação dele ao público ocorrerá no Salão de Genebra, evento que ocorrerá na Suíça no mês de março de 2016.

O nome de batismo desse veículo já estava sendo divulgado pela mídia internacional há alguns meses, a origem deste nome é uma homenagem Louis Chiron, que foi piloto da escuderia Bugatti nas décadas de 1920 e 1930. Segundo a fabricante, a homenagem é mais do que merecida, haja vista que Louis, na sua época, foi o melhor piloto, bem como ao fato de não haver nenhum outro profissional que marcou a trajetória da Bugatti.

Antes mesmo de ser lançado, este veículo já é um sucesso, pois já foram feitas nada mais nada menos que 100 encomendas. O Chiron está sendo divulgado pela empresa como o superesportivo mais rápido, mais potente, luxuoso e exclusivo produzido até hoje.

Para aqueles que ficaram animados com essa notícia, o Chiron será fabricado com unidades limitadas, sendo que em princípio a fabricante deve disponibilizar para o mercado apenas 500 unidades, quantitativo este que já se encontra incluso o Chiron Targa, que é outra versão deste veículo que deverá ser lançada no ano de 2018.

A expectativa para o lançamento de carro é muito grande e a todo o momento detalhes são especulados. Ele já foi visto recentemente em testes nas estradas da Itália. Informações oriundas dos bastidores da fabricante dão conta de que o Chiron será equipado com o famoso propulsor quadriturbo W16 8.0, o qual é capaz de produzir uma potência próxima dos incríveis 1.500 cavalos, para completar este conjunto mecânico o carro terá uma transmissão de sete velocidades DSG.

Com esse potente e invejável conjunto mecânico, o Chiron irá ter a capacidade de até 100 Km/h em 2 segundos antes de chegar à sua velocidade máxima, que é de 470 Km/h. O único fator desanimador de toda essa história é que o veículo deverá ser comercializado por cerca de US$ 2,2 milhões.

Por Adriano Oliveira


Bugatti Galibier não será produzido


Bugatti GalibierApresentado pela primeira vez no Salão de Frankfurt de 2009 e desde então conhecido pelo público e pela imprensa, o Bugatti Galibier não deve ir para frente e sair do status de carro-conceito. Após adiamentos em sequência na apresentação de uma versão de produção e no começo da fabricação, a empresa francesa deve cancelar o super sedan.

O CEO da marca, Wolfgang Schreiber, anunciou que não é possível desenvolver o três volumes e a nova geração do Veyron ao mesmo tempo, e ainda afirmou que as atenções e os esforços serão dedicados a nova geração do superesportivo. Apesar disso, Na época do lançamento, a Bugatti anunciou que a meta era vender entre 1.000 e 1.500 unidades do Galibier ao preço de 1 milhão de euros.

O Galibier, modelo da Bugatti criado para rivalizar diretamente com o Porsche Panamera, foi feito com estrutura em alumínio e fibra de carbono, além de materiais leves e resistentes, que também são utilizados na carroceria. Imponente, tem 5,3 metros de comprimento e 1.900 kg. A abertura bipartida do capô e as oito saídas de escape – quatro em cada extremidade do para-choque traseiro – são algumas das características do modelo. Fazem parte dele, também, o grupo ótico traseiro separado pela luz de freio vertical e, na parte mecânica, o motor W16 8.0 litros com 1.001 cavalos de potência.  

Por Jorge Souza


Bugatti Galibier – Informações e Lançamento


A montadora Bugatti, após várias indefinições acerca da previsão de lançamento de uma nova versão de produção, informou no início desta semana que o ano de 2015 foi escolhido como ano da introdução do Galibier.

A ideia inicial da Bugatti era que o Galibier fosse um automóvel híbrido, entretanto, ao que tudo indica, o carro deverá contar apenas com propulsão a gasolina. As configurações e dimensões do motor ainda não foram definidas, mas de acordo com fontes da própria montadora, o veículo deverá desenvolver aproximadamente 1.400 cavalos e atingir a velocidade máxima de cerca de 380 km/h.

Com sua potência assustadora, o Galibier promete revolucionar o segmento dos sedãs de luxo.

De acordo com Wolfgang Dürheimer, executivo da Bugatti, o veículo irá brigar com o Porsche Panamera e com o Aston Martin Rapide, no entanto, será  mais veloz. As comparações com o Veyron (carro mais rápido do mundo) são inevitáveis. Agora é esperar para ver se a Bugatti cumprirá o prometido.

Segundo a montadora, o design do veículo está em andamento, mas não totalmente fechado. Várias alterações estão sendo feitas no carro-conceito que foi apresentado no ano de 2009.

Com relação ao preço, o novo automóvel deve custar algo em torno de R$ 2,2 milhões.

Por Larissa Mendes de Oliveira


Bugatti 16C Galibier – Carro começará a ser Fabricado


O Bugatti 16C Galibier Concept, apresentado em 2009, vai ganhar a linha de produção. O modelo de alto luxo sairá de fábrica equipado com o mesmo motor que o Bugatti Veyron (um dos carros mais velozes do mundo) que gera nada menos que 1.001 cv de potência e 430 km/h. Certamente, o propulsor W16 8.0 litros original irá passar por algumas modificações, para render um pouco menos no futuro lançamento. Uma dessas mexidas deve ser a utilização de apenas um turbocompressor, ao contrário dos quatro que estão presentes no superesportivo.

A Bugatti, que pertence atualmente ao Grupo Volkswagen, quer descontar a perda da potência com a produção de um carro de muito luxo. Os projetistas do modelo, que terá quatro portas, buscaram inspiração no design do Bugatti Type 57, carro fabricado pela marca nos anos 1930.

O acabamento interior terá detalhes em madeira nobre, tecidos de alta qualidade, acessórios de última geração e os equipamentos de segurança mais modernos.

Todo esse luxo e conforto prometidos não vão custar barato. O preço especulado para o 16C Galibier é em torno de 1.000.000 de euros, valor que equivale a R$ 2.292.900.

O lançamento está previsto para 2014, segundo informações da agência Bloomberg.

Por André Gonçalves


Os 10 carros mais caros do mundo – Revista Forbes


Anualmente, a Forbes, tradicional revista norte-americana de economia, faz uma lista com os 10 carros mais caros do mundo (são levados em conta os carros que estão em produção atualmente). Dessa vez, o “campeão” foi o velocíssimo Bugatti Veyron Super Sport, que custa a bagatela de US$ 2,6 milhões (cerca de R$ 4.290 milhões). O bólido, que tem 1.200 cv de potência e alcança uma velocidade máxima de espantosos 415 km/h, é um dos sonhos de consumo dos milionários e loucos pela velocidade.

Em segundo lugar, aparece o Koenigsegg Agera, de 910 cv de potência, que sai a US$ 1,5 milhão (ou R$ 2.476 milhões). Fazem parte da lista ainda, dentre outros, o Maybach Landaulet (US$ 1,405 milhão); o Pagani Zonda C9 (US$ 1,3 milhão) e a Ferrari F70 (US$ 870 mil).

É importante ressaltar que os preços se referem ao dólar americano e não incluem impostos ou outros tipos de taxas.

Confira aqui a lista completa.

Veja o vídeo do Bugatti:

Por André Gonçalves


Bugatti Veyron – Configurador virtual de acessórios


Quem estiver pensando em comprar um Bugatti Veyron, pode escolher toda a configuração do carro sem sair de casa. A centenária marca italiana lançou um configurador para o superesportivo, em seu site, através do qual é possível escolher, por exemplo, as cores das peças do motor ou do painel de instrumentos.

O programa do site permite uma personalização quase completa. É possível também escolher o desenho das rodas, o tipo de espelho retrovisor que o comprador pretende colocar no Veyron, os locais onde ficarão os logotipos e os cintos de segurança. As opções são bastante variadas. O site oferece também uma visualização de cada alteração feita.

Após colocar o superesportivo com os seus detalhes preferidos, o usuário pode gerar um arquivo em PDF e levar a uma revendedora Bugatti mais próxima, para que o modelo entre em produção. Isto, logicamente, se você tiver mais de R$ 2 milhões para comprá-lo.

Confira o vídeo do modelo:

Por André Gonçalves


Novo Bugatti Veyron Super Sport 2011 Azul


Uma discussão que tem rolado na internet há algum tempo é se o Bugatti Veyron é apenas fruto da extravagância de seus criadores, ou como dizem, um tributo ao exagero. Afinal, um carro que tem mais de 1000 cv de potência, alcança mais de 400 km/h e custa uma verdadeira fortuna, não é para qualquer um.

Indiferente às críticas, a Bugatti lança uma nova versão desse superesportivo regularmente. Já houve até uma versão com acabamento em ouro. O lançamento mais recente é a versão Super Sport, e que acaba de ganhar uma opção em azul, que é simplesmente linda, capaz de deixar os fãs do carrão babando. E tristes.

Sim, tristes, porque a versão em azul é a última e definitiva opção. Depois dela, a Bugatti não irá mais produzir o Veyron.

Por Maximiliano da Rosa


Bugatti Type 57SC Atlantic ano 1936 – Raridade está em Exposição no Mullin Automotive Museum – Califórnia (EUA)


Está em Osnard, na Califórnia, Estados Unidos, o Mullin Automotive Museum, um museu idealizado pelo colecionador Peter Mullin, que traz além de diversos automóveis, móveis e obras de arte.

A intenção do colecionador foi de prestar uma homenagem ao período Art Déco. E agora mais uma peça rara faz parte do museu de Peter Mullin. Trata-se de um automóvel Bugatti Type 57SC Atlantic, do ano de 1936. Este modelo só teve quatro unidades produzidas e apenas duas delas ainda existem nos dias de hoje.

Considerado um dos carros mais caros do mundo, o Bugatti Type foi avaliado entre trinta e quarenta milhões de dólares. A outra unidade do modelo pertence a Ralph Lauren.

Por Elizabeth Preático

Fontes: G1, Abril


Mansory Bugatti Veyron Linea Vincero d’Oro – Carro com Detalhes em Ouro


Nova versão do carro mais rápido do mundo ganha detalhes feitos em ouro.

O novo Bugatti conta com todos os seus detalhes em ouro,na grade rodas interior e a parte exterior do veiculo.

As maiores mudanças do modelo fica pela mudança nas entradas de ar traseiras que agora estão maiores e com um acabamento personalizado.

Todo interior do veículo também ganhou detalhes em ouro como,acentos,câmbio,volante,painel,maçanetas..etc.

Também são avistados vários leds que dão um brilho ainda mais volumoso ao ouro nos detalhes.

E não podemos esquecer que a sua carenagem é toda feita em fibra de carbono,o que diminui e muito o peso do veículo,resultando numa melhor performance.

Não foi divulgado ainda o preço da raridade e muito menos em quais países terão o privilégio de ver essa máquina banhada a ouro desfilar nas ruas.

Fotos: Divulgação

Por: Ewerton Cruz


Bugatti Veyron Superesportivo com 1200 cv


No quesito velocidade, o Bugatti Veyron é imbatível. Podendo atingir mais de 400 km/h, o esportivo é considerado um dos veículos de rua mais veloz do planeta. Para se ter uma ideia, ele é capaz de chegar à 288 km/h em apenas 14 segundos graças ao seu motor de 1001 cv.

Como se tudo não bastasse, parece que a Bugatti está tentando se superar e prepara uma nova versão do Veyron com 1200 cv novamente, que poderia simplesmente chegar aos 425 km/h e ir de 0 a 100 em pouco mais de 2 segundos. Nenhum carro de passeio no mundo chega perto disso, exceto o Venom GT (e outro Veyron feito sob encomenda, alguns anos atrás, porém mais lento. Só 418km/h de máxima).

Embora a informação não seja confirmada pela Bugatti, há rumores que esteja nos planos da empresa alemã produzir cerca de 30 unidades do carro. Não há informações quanto à preços, mas o valor atual do Veryon é de cerca de 1 milhão e 300 mil dólares.

Por Maximiliano da Rosa

Fonte: Left Lane


Bugatti Veyron Targa, ou simplesmente Veyron Grand Sport


Se você é um aficcionado por carros, certamente já ouviu falar da Bugatti Veyron, certo?

Agora vem a novidade. A Bugatti começou a produção de 150 unidades do novo modelo do Veyron – Veyron Targa (Veyron Grand Sport). Do total de unidades, 30 delas são destinadas a clientes de carteirinha, ou seja, só sobram 120 unidades para o resto da humanidade. 🙂

O modelo Grand Sport conta com teto produzido em policarbonato (mais leve), faróis com luz diurna, portas em fibra de carbono e um “motorzinho” de 16 cilindros, que garante uma velocidade máxima de até 407 km/h. Carro lerdo esse hein?

Quer comprar um? Então trate de desembolsar em torno de R$ 4 milhões.

bugatti_veyron_targa_01

bugatti_veyron_targa_02