Após a boa aceitação do Volt, o primeiro carro elétrico da Chevrolet, a montadora decidiu desenvolver mais um automóvel do segmento. Trata-se do Bolt, um hatch com potencial para fazer mais sucesso que o irmão mais velho. A boa impressão do público aliada ao interesse de vários mercados mundiais fez com que a marca estadunidense voltasse seus olhos para diferentes países e um deles é o Brasil.  

Os fornecedores da Chevrolet afirmaram que o objetivo da montadora é de iniciar a produção em grande escala do Bolt no início de 2016. A unidade responsável pela fabricação será a fábrica de Orion Township, que fica no estado do Michigan, nos Estados Unidos. Atualmente a unidade produz outros modelos, como o Buick Verano e o Chevrolet Sonic, contudo a intenção é que o Bolt seja o principal modelo fabricado na unidade.

As expectativas da Chevrolet para o Bolt são as melhores possíveis e para isso planeja criar versões diferentes, algumas até exclusivas para alguns mercados, como o europeu. Além dele, o mercado australiano contará com uma versão exclusiva e os mercados “emergentes” como o Brasil também terão destaque.

O modelo chama a atenção pela autonomia, que chega até 332 km, sendo este um fator determinante para o seu provável sucesso. O hatch também apresenta um design robusto e atraente, ideal para quem presa por beleza. As pretensões da marca também são otimistas, uma vez que ela planeja vender nada menos do que 30 mil unidades do Bolt por ano. Isso mostra que as expectativas para o mercado de veículos elétricos estão indo bem.

A intenção da montadora é de oferecer um carro bom e de baixo custo, visando estimular a popularização dos carros movidos a eletricidade. A estimativa é que ele seja vendido nos Estados Unidos pelo valor de US$ 30 mil (cerca de R$ 85 mil), já descontados os subsídios ofertados pelo governo americano.

Ana Rosa Martins Rocha

aaa



CONTINUE NAVEGANDO: