Como Pagar o IPVA Atrasado


Saiba como proceder para pagar o IPVA atrasado.

O Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) é um tributo que os donos de veículos têm que pagar uma vez por ano para a Secretaria da Fazenda do seu estado. O valor dessa taxa consiste em uma porcentagem da venda do automóvel, levando em consideração a tabela Fipe. O pagamento deve ser realizado no começo do ano, parcelado ou à vista, o que lhe dá direito a desconto.

Contudo, nem sempre os cidadãos conseguem pagar o imposto em dia, e isso pode gerar uma série de consequências, como a apreensão do veículo em uma blitz. Para evitar essa situação, é preciso manter o pagamento em dia.

Confira abaixo como proceder para pagar IPVA atrasado!

1. Procure a Secretaria da Fazenda

Se o IPVA do seu carro está atrasado, a primeira coisa a se fazer é procurar a Secretaria da Fazenda da sua região. É necessário apresentar os documentos originais do automóvel e se identificar junto a um atendente do órgão. Se você não é o proprietário do veículo, é preciso ter uma procuração que lhe autorize a fazer essa ação.

Além disso, também é imprescindível levar o Cerificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) e os seus documentos pessoais originais, como RG e CPF para negociar o pagamento da dívida atrasada.

2. Negocie o pagamento do IPVA

Ao conversar com um atendente, você pode se informar sobre todas as opções e condições de débito do IPVA. Ainda no balcão, é possível ter acesso às propostas de pagamento que estão disponíveis para o seu caso.

Antes de aceitar qualquer proposta é importante analisar muito bem cada uma delas e certificar-se de que você realmente terá condições de pagar aquela que escolher. Afinal, se fechar um acordo e não conseguir arcar com as parcelas, a tendências é que a dívida vire uma bola de neve.

3. Concorde com a proposta de parcelamento

Recebeu uma proposta de parcelamento do IPVA que vale a pena e que cabe no seu bolso? Então, é o momento de concordar com a ofertada do atendente. Dessa maneira, o boleto do pagamento poderá ser gerado na mesma hora.

No documento a ser pago, você encontrará informações como o valor e o prazo para pagar as faturas. Não se esqueça de conferir se todos os dados dos boletos estão corretos para evitar transtornos futuros.

4. Faça o pagamento do IPVA

Para regularizar a situação do seu veículo, você deve arcar com o pagamento dos boletos, seguindo à risca o prazo de vencimento. A partir do momento em que você paga a primeira parcela da dívida obtém um comprovante original que impede que o carro seja apreendido caso caia em uma blitz.

Como evitar o atraso do pagamento do IPVA

O valor total do imposto é calculado com base no ano, modelo e município em que o automóvel foi registrado, o que faz com que uma parte da taxa arrecadada seja destinada para a cidade. Para evitar atrasos no pagamento do IPVA dos próximos anos, o mais apropriado é elaborar um planejamento financeiro pessoal.

Portanto, antecipe-se ao imposto, pegue papel e caneta e anote qual o valor e a data de vencimento do IPVA. O ideal é pagar antes mesmo do prazo final. Para que o pagamento dessa taxa não pese no seu orçamento no início do ano, é recomendado ficar atento e aproveitar os benefícios oferecidos pelo governo, visto que é comum haver condições especiais para quitação à vista.

Com essa dica simples, você consegue manter o imposto do seu carro em dia e pode circular tranquilamente, sem medo de estar fora da lei e ser multado.

Por Simone Leal

IPVA


Carros cor de rosa da Mary Kay


Cruze Sedan cor de rosa é um dos prêmios que a Mary Kay oferece às suas consultoras que atingem as metas da empresa.

A Mary Kay é uma grande empresa americana do ramo dos cosméticos, fundada em 1963 no Dallas, por uma mulher que dá o nome à marca. Presente hoje em 37 países, inclusive no Brasil, a marca é uma das queridinhas das mulheres, tanto por sua qualidade quanto pelos benefícios que fornece aos seus consultores.

Aqui no Brasil, a empresa conta com mais de 270 mil consultoras em várias regiões do país, e esse número só tende a crescer. Isso por que, a Mary Kay permite às pessoas trabalharem em horários flexíveis e de forma independente, com uma comissão de até 40% sobre as vendas. A empresa fornece vários prêmios para seus consultores (há poucos consultores homens), como viagens, joias e até Chevrolet Cruze Sedan cor-de-rosa, à medida que atingem certas metas.

Você já viu esse carro em sua cidade? Não é tão fácil ver o belíssimo Cruze rosa-bebê da Mary Kay por aí, mas não é impossível. O prêmio existe sim, e é entregue às vendedoras que conseguem vender 300 mil pontos (ou reais) durante seis meses consecutivos. Eles fazem parte de uma estratégia de motivação. Não é à toa que as consultoras da marca trabalham com muita boa vontade, bom humor e aparentam gostar muito do que fazem. Vários consultores já conseguiram o carro, que por sinal chama atenção por sua cor. Quem consegue o carro da marca pode ficar durante três anos com o veículo, e durante esse tempo trabalhar para atingir às metas que dão direito a um segundo carro, melhor. 

A ideia começou em 1969, quando a fundadora da marca entregou o primeiro carro rosa, que na época era um Cadillac Coupe, como prêmio. Os anos passaram e agora é o Cruze que se tornou símbolo da marca e uma motivação a mais para as vendas. Esses carros geralmente vêm da parceria internacional da marca com a General Motors, que disponibiliza a cor de fábrica.    

Por Nathalia Henderson

Carro cor de rosa da Mary Kay

Foto: Divulgação


História e surgimento dos primeiros modelos da Toyota


A famosa marca japonesa fabricante do sedan Collora, foi fundada em 1937 pelo seu patriota Kiichiro Toyoda. A história remete a 1919 quando ocorreu a fundação da Toyoda Spinning and Weaving Company por Sakichi Toyoda, pai de Kiichiro. Sakichi foi o grande responsável pela invenção da primeira máquina de fiar do Japão.

Em 1924 com o auxílio de seu filho, Sakichi Toyoda, produziu uma máquina de fiar totalmente automática. Já em 1926 o nome da companhia é alterado para Toyoda Automatic Loom Works.

Em 1933, com o auxílio do governo japonês surge a divisão automotiva, cujo financiamento foi a venda dos direitos de patente da máquina de fiar automática. Em 1936, começa a fabricação do primeiro modelo, a Toyota AA e um ano depois surge a Toyota Motor Company.

Com o início da Segunda Guerra Mundial, a Toyota começa a produzir caminhões militares para o governo japonês, encerrando a produção automotiva regressando a mesma só em 1947, com o modelo SA.

Apenas 1957, a Toyota lança o modelo Crown, entrando assim no mercado automobilístico americano. Em 1963 o mesmo modelo é lançado no mercado europeu. No ano de 1966, lança o modelo Corolla. Modelo que fez a marca adquirir boa reputação pela qualidade, e atingir um grande número de vendas.

Já em 1973, o mercado automotivo americano não acompanhava as novas leis de emissão de poluentes, foi então que a Toyota ganhou grande espaço no mercado, devido aos seus carros planejados e econômicos. Nos anos 80 a Toyota atinge 30 milhões de unidades produzidas. Em 1989, lança a sua consagrada e famosa marca de luxo, Lexus.

Com o início da década de 90, a marca começa a ampliar sua linha e assim obteve sucesso em suas vendas. No ano de 1997, a montadora lança o PRIUS e se torna a primeira marca a produzir uma série de automóveis híbridos. Como alternativa ecológica, o modelo se tornou grande sucesso nos EUA.

Em 1999, a montadora japonesa chegou à marca de 100 milhões de unidades vendidas. Hoje a marca vende no Brasil os modelos Hillux e Corolla, tornando-se grande sucesso de vendas.

Por Wendel George Peripato

Toyota

Toyota AA

Fotos: Divulgação


Vendas de automóveis registraram queda em 2014


Já é sabido que 2014 foi um ano ruim para a indústria automobilística, principalmente no que diz respeito ao mercado brasileiro de carros. Nos anos anteriores as vendas foram significativas, havia incentivo do governo com reduções de impostos, tudo para aquecer o mercado. Porém a movimentação dos anos anteriores e os cortes nos benefícios esfriaram o consumo de automóveis no ano de 2014.

A Fenabrave divulgou no dia 6 de janeiro de 2015 os números de vendas de automóveis em 2014 e eles demonstraram que o recuo foi de 6,91% em relação ao ano anterior. No ano de 2014 foram vendidos no Brasil 3.332.716 carros contra 3.575.886 no ano de 2013.

O saldo de dezembro foi positivo em relação a novembro, apresentando uma alta de 26,3%. Mesmo assim o último gás na reta final não foi nem de perto suficiente para que a indústria automobilística fechasse o ano  nos mesmos limites do ano anterior. A federação acredita que o início do ano de 2015 terá um pouco do fôlego de vendas do último mês de 2014 que contará com o incentivo do IPI reduzido até o final do mês de janeiro.

Em 2014 os carros mais vendidos foram o Fiat Palio, o Volkswagen Gol e o Fiat Strada, nessa ordem. Isso indicou uma reviravolta no mercado já que o Gol liderou o ranking no mercado brasileiro por não menos que 27 anos. Além disso, a Volkswagen perdeu em números gerais (não apenas no Gol) a liderança do mercado nacional para a Fiat.

A federação acredita que 2015 não será um ano muito melhor do que 2014 para o mercado e as vendas devem seguir em queda. A projeção é uma queda de aproximadamente 0,43% em relação ao ano de 2014 que segundo muitos depoimentos de montadoras pode ser considerado como um ano perdido. Espera-se, entretanto, uma melhora nas vendas no segundo semestre do ano já que o IPI voltará ao seu valor normal agora no início do ano, o que provavelmente irá gerar impacto nas vendas.

Por Nosf

Venda de carros

Foto: Divulgação


Crise no mercado automobilístico do Brasil


A crise financeira que o mercado automobilístico está passando já revela prejuízo para muitas montadoras. Como exemplo, a Ford obteve em torno de US$ 975 milhões de prejuízos nas transações comerciais em toda a América do Sul. Inclusive, o Brasil que apresenta fraqueza na economia, pois a alta variação cambial existente permite gerar maior índice de perdas em diversos negócios.

A Ford revela também a queda da importação da Argentina e a baixa produção na Venezuela. Porém, mesmo que a faixa de lucro da Ford tenha caído em torno de 4,4%, ainda é considerado pela “Wall Street” um número considerável de que o negocio não esteja tão ruim para a montadora. 

A Ford não alcançou a meta de lucros almejada aqui, mas ainda mantém um lucro considerável de US$ 835 milhões em aproximadamente cada trimestre. Só que para a empresa automobilística ter uma perda de 31% a cada três meses, afeta a criação de novos investimentos, como é o caso na Europa e também na América do Sul, regiões onde o prejuízo foi constatado.  Como também aumenta as possibilidades de investimento na América do Norte e Ásia, locais onde não deixou a empresa ficar totalmente no prejuízo. 

O mercado brasileiro anseia por novas propostas que possam melhorar o setor automobilístico, pois é o que a Associação Nacional de Fabricantes de Veículos Automotores (ANFAVEA) está aguardando com as novas oportunidades de parceria entre Brasil e Colômbia. Esse acordo está previsto para ser aprovado em novembro de 2014.

No Brasil, a taxa de câmbio está provocando muitos prejuízos, ou seja, está inibindo o crescimento do mercado de venda de veículos, que é considerado de grande importância para o desenvolvimento da economia do país, onde a importação de veículo é mais favorável do que as exportações.

Nesta perspectiva, a venda de veículos diminui, mas não para. As marcas que tiveram mais saídas foram a Fiat, Chevrolet, Volkswagen. A Ford ficou na quarta posição no ranking registrado no mês de setembro de 2014.

Portanto, é preciso torcer que a taxa de câmbio comece a melhorar no Brasil, assim o mercado de importação possa oferecer novas oportunidades de compra de veículos com boas condições de pagamento para todos. Como também aumentar as expectativas de produção no Brasil, que contribui para o crescimento da economia do país.

Por Jaqueline Mendes

Fiat

Foto: Divulgação


História do Salão do Automóvel de São Paulo


O Salão do Automóvel é um evento que conta com a presença das maiores marcas produtoras de veículos do mundo, e neste ano está agendado para ser realizado entre os dias 30 de outubro e 9 de novembro, no Anhembi, no estado de São Paulo. A primeira edição do evento ocorreu em 1960 e reuniu mais de 12 das melhores montadoras da época, entre elas a General Motors, Ford, Volkswagen, Toyota e Mercedes-Benz.

Em 1970, a edição do evento foi realizada com a inauguração do Parque Anhembi, que virou o local que recepciona o evento até os dias de hoje. Alguns dos principais lançamentos deste ano foram o Ford Landau, o Chevrolet Opala SS e o VW 1500 Fuscão. Como novidade especial o evento contou com o sucesso da época, o Puma conversível.

Em 1978, o 11º Salão do Automóvel registrou a marca de 2 milhões de veículos fabricados em solo brasileiro, além de contar com a presença em peso das maiores fabricantes de autopeças.

Em 1990, o evento ganhou visibilidade internacional, tendo a oportunidade de mostrar que a indústria brasileira estava pronta para a concorrência mundial. A presença de carros importados nesta edição marcou o evento.

Em 2000 a 21º edição, agora conhecida como Salão Internacional do Automóvel fechou com lançamentos como o Audi A2, primeiro veículo com uma carroceria toda de alumínio, o Ford Focus, e o sedan S60 da Volvo.

A edição de 2010 marcou os 50 anos de realização do evento e inovou em todos os segmentos, como design, estilo e motorização. O Salão Internacional do Automóvel deste ano registrou o crescimento da engenharia e indústria brasileiras, que apresentou grande criatividade, eficiência e uma preocupação com os índices de emissão de poluentes, assim como com a modernidade dos motores.

O evento de 2014, hoje sendo a maior feira automobilística da América Latina, e recebe este ano os lançamentos das maiores montadoras nacionais, internacionais e empresas do ramo. Os amantes de carro, principalmente dos mais novos, ou aqueles que querem estar por dentro dos lançamentos de 2015, não vão perder este evento.

Por Bruna Pereira

Salao do Autom?vel de S?o Paulo

Foto: Divulgação


Salão do Automóvel de São Paulo 2014 – Informações sobre o evento


Em 2014, o Salão Internacional do Automóvel chega a sua 28° edição, consolidando-se como o maior evento do gênero na América Latina.

Neste ano, o evento acontecerá entre os dias 30 de outubro e 9 de novembro de 2014, no Pavilhão de Exposições do Anhembi, situado na avenida Olava Fontouro, 1209, no bairro Santana, na cidade de São Paulo.

Segundo informações do site do evento, os horários de entrada permitida serão: do dia 30 até 08/11 até as 21h, e no dia 09/11 a entrada será possível até as 17h.

Os ingressos podem ser adquiridos por meio do site da Tickets for fun (www.ticketsforfun.com.br). Caso queira comprar o ingresso sem taxa de conveniência, basta se dirigir ao ponto de venda oficial no Credicard Hall, situado na Avenida das Nações Unidas, 17.955, em Santo Amaro, São Paulo-SP, que funciona diariamente das 12h às 20h.

No Salão do Automóvel pode-se encontrar além de automóveis,  as últimas novidades em Som, Acessórios, Antenas, Pneusm Rodas, Ceras, Material de limpeza para autos etc.

De acordo com informações oficiais do site, para as pessoas que pretendem visitar o evento e que utilizarem o metrô, que proporciona facilidade de acesso e agilidade. Terão à disposição transporte gratuito. Os ônibus circularão com ida e volta ao Parque Anhembi na estação Tietê do Metrô (Linha Norte-Sul), Terminal Rodoviário, funcionando uma hora antes da abertura até uma hora após o fechamento do evento.

Segundo o site G1, neste ano o evento reunirá 84 expositores apresentando 500 modelos de carros, com um universo de 150 lançamentos, totalizando 41 marcas.

Na página do salão do automóvel no Facebook, encontra-se também uma informação que é pela primeira vez que a última novidade em proteção para porta de carros será apresentada. De acordo com os dizeres do post, o Proteporta é um lançamento exclusivo que protege as portas dos carros das batidas laterais ocasionadas pela abertura das portas dos carros estacionados em vagas adjacentes.

Para mais informações do evento, acesse www.salaodoautomovel.com.br.

Por Thiago José Fernandes

Sal?o de S?o Paulo

Foto: Divulgação


Ranking dos carros mais vendidos em agosto de 2014


A Fenabrave revelou os índices de vendas do mês de agosto e pelo terceiro mês consecutivo o Fiat Palio foi o carro mais vendido no mercado brasileiro.

Disputando dia após dia com o Volkswagen Gol pela primeira posição, o Fiat Palio levou a melhor emplacando 14.305 unidades, enquanto que o Gol vendeu 14.198 unidades.

Na terceira colocação, sendo uma surpresa devido à reestilização que chegou no início de setembro e trouxe mudanças importantes, o Fiat Uno aparece com 10.922 unidades comercializadas. Saltando da sexta para a terceira posição, o modelo de entrada da Fiat deixou o Chevrolet Onix na quarta colocação e o Hyundai HB20 na quinta posição, com 10.285 e 9.074 unidades vendidas, respectivamente, fechando a lista dos cinco carros mais vendidos no Brasil em agosto.

Entre a lista dos dez carros mais vendidos, outra surpresa foi a nova geração do Renault Sandero, que emplacou 7.277 unidades e garantiu a nona colocação, ficando à frente do Volkswagen Voyage (6.843), Chevrolet Prisma (6.717), Toyota Corolla (5.944) e VW Up! (5.846).

Por falar em Corolla, o sedan da Toyota ficou bem à frente do seu maior rival no segmento dos sedans médios, o Civic, que emplacou apenas 4.575, ficando quase 1.400 veículos atrás.

Abaixo, a lista dos 25 carros mais vendidos na categoria automóveis e comerciais leves:

Automóveis:

– 1º Fiat Palio – 14.305;
– 2º VW Gol – 14.198;
– 3º Fiat Uno – 10.922;
– 4º Chevrolet Onix – 10.285;
– 5º Hyundai HB20 – 9.074;
– 6º Ford Fiesta – 8.505;
– 7º Fiat Siena – 8.469;
– 8º VW Fox / Crossfox – 8.348;
– 9º Renault Sandero – 7.277;
– 10º VW Voyage – 6.843;
– 11º Chevrolet Prisma – 6.717;
– 12º Toyota Corolla – 5.944;
– 13º VW Up! – 5.846;
– 14º Honda Fit – 4.880;
– 15º Hyundai HB20S – 4.593;
– 16º Honda Civic – 4.575;
– 17º Chevrolet Classic – 4.085;
– 18º Renault Logan – 4.026;
– 19º Chevrolet Cobalt – 3.627;
– 20º Toyota Etios Hatch – 3.234;
– 21º Chevrolet Spin – 2.995;
– 22º Nissan March – 2.292;
– 23º Citroën C3 – 2.272;
– 24º Renault Clio – 2.239;
– 25º Ford Focus – 2.218.

Comerciais leves:

– 1º Fiat Strada – 12.846;
– 2º VW Saveiro – 7.020;
– 3º Ford EcoSport – 4.735;
– 4º Chevrolet S10 – 3.861;
– 5º Renault Duster – 3.470;
– 6º Toyota Hilux – 3.363;
– 7º Ford Ranger – 2.153;
– 8º Fiat Fiorino – 1.972;
– 9º Chevrolet Montana – 1.754;
– 10º Mitsubishi L200 – 1.554;
– 11º VW Amarok – 1.444;
– 12º Hyundai Tucson – 1.424;
– 13º Toyota Hilux SW4 – 1.346;
– 14º Hyundai ix35 – 1.304;
– 15º Mitsubishi Pajero – 1.218;
– 16º Renault Master – 1.193;
– 17º Mitsubishi ASX – 966;
– 18º Kia Sportage – 908;
– 19º Nissan Frontier – 869;
– 20º Fiat Ducato – 856;
– 21º Honda CR-V – 813;
– 22º Chevrolet Tracker – 745;
– 23º Hyundai HR – 744;
– 24º Toyota RAV4 – 611;
– 25º Mitsubishi Outlander – 582.

Por Caio Polo

Fiat Palio

1º lugar automóveis: Fiat Palio

Fiat Strada

1º lugar comerciais leves: Fiat Strada

Fotos: Divulgação


Sistema Isofix – Informações sobre a fixação de cadeiras infantis em automóveis


Junto com a popularização do Volkswagen Up! outro item acabou por se popularizar junto com ele por aqui: o sistema internacional para a fixação de cadeiras infantis nos automóveis, o chamado sistema isofix.

De fato o sistema em questão já andava circulando em carros importados no Brasil há um bom tempo. Mas depois que saiu de fábrica em um compacto que se tornou popular a coisa se tornou mais conhecida. No meio disso tudo veio também a dúvida na mente dos pais e mães sobre qual seria o melhor tipo de cadeira para o transporte de crianças.

Entretanto, o que muita gente ainda não sabe é que mesmo que o Inmetro – Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia, desde o mês de janeiro deste ano, tenha fixado as regras de certificação para as cadeiras do tipo isofix no Brasil, ainda é muito raro encontrar uma do tipo que esteja à venda. Sem falar de algumas questões  legislativas a respeito do assunto.

O que o sistema Isofix?

Em termos gerais o sistema isofix se trata de um padrão internacional sobre os pontos de fixação das cadeiras infantis em automóveis que levam passageiros. Esse sistema exige que o veículo tenha pontos específicos de fixação. O mesmo também é válido para as cadeirinhas. Em diversos outros lugares do mundo esse sistema também é conhecido pelos nomes de UCSS, CANFIX, LUAS e LATCH.

Ele se resume em duas travas de fixação que ficam na base da cadeirinha ou ainda do bebê-conforto. Essas travas se encaixam nas barras de aço que são soldadas junto à estrutura do automóvel (elas ficam no vão que se situa entre o banco traseiro e o assento).

Como é o funcionamento?

No momento esse sistema se mostra bastante prático, seguro e rápido.

Para quem já teve que transportar uma criança em uma cadeirinha possivelmente já se viu “enrolado” com o cinto de segurança.

No caso do isofix o que acontece é que a cadeirinha fica afixada à carroceria do automóvel o que de quebra elimina as dificuldades causadas pelo deslocamento devido ao alongamento da cinta. Ao utilizar o sistema isofix a pessoa, ao colocar a cadeirinha no carro, irá ouvir um clique que dá a certeza ao motorista de que a mesma foi realmente fixada.

É seguro?

De acordo com os estudos realizados pelo Inmetro esse sistema prende melhor o item – as cadeirinhas, com isso a segurança aumenta. Mas vale lembrar que nada é perfeito.

Por aqui ainda há uma série de problemas envolvendo a legalização do sistema. Os responsáveis alegam que a demora é devido a pouca quantidade de veículos no país com o sistema. Mas na prática o que se percebe não é isso. De qualquer maneira a única coisa que é certa é que quem quiser ter uma cadeirinha isofix irá precisar comprar fora do país.

Nesse caso não tem problema. A pessoa pode usar o produto comprado fora do país aqui, mesmo não havendo ainda uma legislação específica. Caso o condutor seja parado a fiscalização apenas irá verificar se a mesma está sendo usada corretamente. E isso considerando também a ausência do selo do Inmetro.

Por Denisson Soares

Sistema Isofix

Foto: Divulgação


Valor do IPI para o mercado automotivo brasileiro será mantido


O Ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou no último dia de junho, em reunião com Luiz Moan, Presidente da ANFAVEA (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), que manteria o valor do IPI nos mesmos patamares até o fim de 2014. Contudo, parece que mesmo com a medida governamental, em uma coletiva realizada nesta segunda-feira, 7 de julho, a ANFAVEA reviu as projeções do mercado automotivo brasileiro e as notícias não são nada positivas para o setor.

A princípio, o Governo Federal previa que o Imposto sobre os Produtos Industrializados (IPI) voltaria a subir a partir do primeiro dia de julho, no entanto, com as vendas em ritmo lento, o governo decidiu optar em manter as alíquotas para que não atrapalhasse a indústria automotiva e, consequentemente, não refletisse de forma negativa na economia do país.

Sendo assim, a alíquota do IPI para os carros com bloco 1.0 Flex, que retornaria aos 7%, será mantida em 3%, enquanto que para os propulsores 2.0 a alíquota continuará em 9% e não retornará aos 11% previsto.

Porém, mesmo com a decisão do governo brasileiro, os índices do primeiro semestre não são nada positivos, com queda de 7,6% nas vendas e 16,8% na produção. Caso o segundo semestre não apresente uma recuperação significativa, a ANFAVEA já afirma que o ano fechará com queda nas vendas e na fabricação de veículos, com redução de 5,4% no emplacamento e queda de 10% na produção, quando comparado a 2013.

Mesmo com os feriados e o período da Copa do Mundo, o maior motivo da queda da produção, segundo a associação, está ligado à elevada carga tributária do Brasil, e Moan não economizou nas críticas à política de imposto do atual governo. O Presidente da ANFAVEA defendeu uma adoção de uma menor carga tributária, alegando que a redução compensaria no maior índice de vendas. Luiz Moan explicou ainda que, durante o período em que houve a redução do IPI, o governo conseguiu arrecadar uma maior quantidade de impostos devido às vendas de veículos.

Embora haja a expectativa de que o segundo semestre deverá ser positivo, com previsão de aumento de 14,3% nas vendas e 13,2% na produção de carros em relação ao primeiro semestre deste ano, o ano ainda fecharia com queda de 10% na produção e 5,4% nas vendas. Ao todo seriam 3,339 milhões de carros produzidos e 3,564 milhões de veículos vendidos.

Por Caio Polo


Porsche Cayman GTS – Novos itens adicionais que podem ser incluídos no modelo


A Porsche adicionou um novo modelo GTS para completar o topo de gama da Cayman que virá com atualização de 15bhp para 335bhp, além de alguns ajustes de estilo e um kit extra adicional. O valor do carro é de R$ 165.397, que o torna R$ 6.614 mais caro que o Cayman S, modelo no qual foi inspirado.

O aumento no valor do carro é justificado pelo novo motor de seis marchas 3.4. O GTS também recebe o Porsche Active Suspension Management (PASM), que custaria normalmente R$ 2.913,00, o que para muitos especialistas este é um item que vale a pena ser adicionado em qualquer carro que busca maior agilidade.

O GTS possui couro no painel e porta copos, o que dá um “up” no interior do carro, dando-lhe um ar de maior sofisticação, o que o torna pertencente da categoria Cayman. É possível atualizar para o pacote com couro estendido que é um item opcional custando R$ 5.247,00.

O GTS pode ter também assentos esportivos por um preço adicional de R$ 1.638,00. Há também a possibilidade acrescentar lanternas traseiras fumê ou faróis direcionais ao custo de R$ 960 ou R$ 1.341, respectivamente, a atualização da roda de liga-leve também é uma boa opção, mas combinada com os outros três itens acima citados o custo total é praticamente o mesmo.

O mesmo acontece com o pacote Sports Chrono  que com o acréscimo de R$ 3.255 inclui suportes dinâmicos do motor e controle de lançamento de carros com caixa de velocidades automática PDK, permitindo que o GTS desenvolva de 0 a 62 mph em 4,6 segundos o que o torna 0,3 de segundo mais rápido do que o padrão Cayman S.

Não há dúvidas que a Porsche quer surpreender o mercado e por isso busca cada vez mais criar ações de impacto em seus desenvolvimentos e para quem ama carros quanto mais, melhor.

Por Jaime Pargan

Porsche Cayman GTS

Foto: Divulgação


Crimes de trânsito – Situações que agravam as penalizações


De acordo com o tipo e a intensidade do crime que aconteceu no trânsito podem existir circunstâncias que agravam as penas e penalidades, que variam de acordo com o ocorrido, julgamento da lei e decisão judicial. As seguintes situações de forma provável podem agravar a penitência para quem comete o crime no trânsito:

A: Quando condutores têm ou não CNH (Carteira Nacional de Habilitação) para poder dirigir de forma legal e correta. Documento regular, vencido ou caçado, também interfere no agravamento da pena por conta do crime de trânsito;

B: Crimes de forma isolada acrescentam penalidades que não se relacionam com os atos cometidos nas vias. Omissão de socorro das vítimas consiste em elemento que agrava o resultado da pena aos infratores.

C: Outra variação da pena se encontra em saber se aconteceu ocorrência de dois ou mais crimes. As condições da penalidade variam inclusive quando atos ilegais ocorrem na calçada ou faixa de pedestres, locais nos quais aumenta a chance de pessoas terceiras sofrerem danos à integridade física.

D: As penas aumentam e diminuem a intensidade de acordo com o número de pessoas que participaram do ato ilegal. A não presença de placas, adulteração ou falsificação do registro no emplacamento com equipamentos que afetam a segurança são aspectos que agravam o delito.

Vale ressaltar que condutores condenados em instâncias inferiores quase sempre recebem indeferimento quando recorrem no STF (Superior Tribunal Federal). A justiça mantém decisões condenatórias para demonstrar que se encontra instituída de forma rigorosa, com trabalho cordial em conjunto entre as instituições públicas.

Com o tempo aumenta a dificuldade no sentido de encontrar desculpas para atos como dirigir em alta velocidade, embriagado, participar de rachas, entre outros tipos de delitos gravíssimos que acontecem nas vias. Especialistas indicam que país não pode se desenvolver sem oferecer civilidade e humanização no trânsito.

Por Renato Duarte Plantier

Crimes de tr?nsito

Foto: Divulgação


Hyundai Azera 2014 – Características do novo modelo


O ano de 2014 está com várias novidades no que diz respeito ao setor de automóveis, e uma das marcas com mais mudanças e lançamentos é a Hyundai

Visando um aumento ainda melhor mo mercado, o fato é que o modelo Hyundai Azera  2014 é um carro supermoderno e compacto onde, como ponto positivo, possui muito conforto, economia e segurança para todos os tipos de públicos. Então, caso o leitor esteja procurando um carrão bom para andar em todos os terrenos e com um design contemporâneo, essa é uma das melhores opções. 

O Hyundai Azera ganhou um novo visual para deixar para trás a cara de "carro coreano". Linhas fortes e agressivas dão o tom do novo modelo, que só lembra seu antepassado pelas lanternas traseiras, unidas por um filete vermelho que atravessa a tampa do porta-malas, como no modelo antigo.

No que tange ao preço, o valor sugerido de mercado é o seguinte: R$ 112.000,00

O melhor a dizer é que há os itens de série como os descritos a seguir: portas motorista, atrás do motorista, passageiro, atrás do passageiro e abertura à frente; conexão externa para entretenimento iPod, inclui tomada com entrada auxiliar e inclui conexão USB; suspensão tipo McPherson e dianteira com barra estabilizadora, roda tipo independente e molas helicoidais; suspensão tipo multibraço e traseira com barra estabilizadora, roda tipo independente e molas helicoidais; bancos dianteiros individuais, com aquecimento, ajustável eletricamente, com quatro ajustes, bancos dianteiros individuais, com aquecimento, ajustável eletricamente, com três ajustes.  

Sendo assim, ao ver esses aspectos do Hyundai Azera, cabe ao leitor saber se esse é o modelo ideal para suas vontades e ambições.

E você? Gostaria de ter um carro como esse? Comente e mostre sua opinião.

Por Juan Wihelm

Hyundai Azera  2014

Foto: Divulgação


Carros de luxo no Salão de Pequim


O Salão de Pequim, que começou no dia 20 de abril, vai mostrar uma cara bem diferente da recessão que o governo quer colocar ao mercado. As montadoras estão investindo muito em automóveis premium, de luxo e alto luxo para apresentá-los no evento e atender o mercado local que não para de crescer neste segmento. As montadoras orientais vão entrar tentando colocar algum peso na disputa. E as marcas ocidentais, claro, vão apresentar carros de altíssimos níveis para atender esse mercado.

E para as empresas ocidentais, a notícia é boa. Quando se trata de carros, os chineses preferem os estrangeiros. A fatia do mercado para as marcas locais, segundo dados de março, é de apenas 39,3%. Foram 2,17 milhões de veículos chineses comercializados no último mês. E a estratégia do ocidente é continuar investindo no mercado chinês, que não para de crescer no segmento de luxo.

Um dos carros que será apresentado em Pequim é um conceito do crossover da Audi, que abre portas ao futuro Q4, pensada justamente para competir com BMW X4 e Porsche Macan. Essa versão será para atender os consumidores que acham o Q3 e o Q5 sem graça.

Já a marca alemã quer apresentar em Pequim um alto luxo extravagante. Um sedan já tratado como Série 9 que pode até encarar o Bentley Flying Spur, um automóvel de alto nível de R$ 1,5 milhão. O carro da BMW provavelmente será apresentado como um molde de um Série 8 de duas portas e Série 9 quando for de quatro portas.

A marca japonesa Toyota vai apresentar a Lexus no Salão de Pequim juntamente com o NX, um novo crossover compacto que será visto também no Salão de Nova York.

As marcas da PSA, Peugeot e Citroën, também vão mostrar que querem atender o mercado chinês. Os conceitos Exalt e DS5 LS-R, respectivamente serão vistos no Salão de Pequim. O primeiro é um cupê e o segundo uma variação esportiva de um DS sedan aparentado ao C4 Lounge. Não estão no mesmo patamar que os outros, mas no Brasil com certeza custariam mais de R$ 100 mil.

Por Carolina Miranda

Audi TT Offroad Concept

Audi TT Offroad Concept

Foto: Divulgação


Vendas de carros voltaram a subir em abril de 2014


O Renavam divulgou números mais animadores para o mês de abril. Depois de um mês fraco por causa do leve aumento do IPI e do feriado de Carnaval, as vendas automobilísticas retomaram neste mês. No primeiro trimestre foram vendidos 106.497 carros e comerciais leves, o que giraria em torno de 13,3 mil unidades por dia, bem além da média registrada no mês passado, que ficou nos 12,7 mil carros vendidos por dia no Brasil.

As marcas que aumentaram esses números também surpreendem. A General Motors e a Toyota foram as maiores responsáveis por este aumento e talvez serão as marcas que vão salvar o mês, que estava com uma perspectiva fraca. A GM aumentou as suas vendas de 17,7% para 19%, e a Toyota estava com 5,1% e foi para 6,5%. Com essa fatia no mercado, a japonesa passou a Renault e agora se encontra na sexta posição no ranking. Se a marca continuar neste mesmo ritmo até o final do mês, é provável que ultrapasse também a Hyundai.

O modelo que mais surpreendeu a lista foi o Ônix, o hatch da GM que em pouco tempo de lançamento já ultrapassou as vendas da Strada, Palio e Gol, assumindo uma liderança provisória. Os números de vendas do modelo da GM coloca a marca em uma liderança que não existia há mais de 20 anos.

Só nos seus primeiros dias aqui no Brasil, o Ônix vendeu 6.117 unidades, 255 a mais que o terceiro colocado, o Gol. A Strada, que até a pouco se encontrava na liderança de vendas, está indo para a quarta posição. Ainda não se pode dizer que o modelo da GM vai ser a líder do mês, afinal ainda falta cerca de três semanas para o encerramento do mês de abril e a diferença entre o primeiro e o quarto lugar é pequena: apenas 810 carros. 

Por Carolina Miranda

Vendas de carros

Foto: Divulgação


Hyundai HB20S – Sedan atraente, mas com preço alto


O Hyundai HB20S é um sedan que pode ser um dos melhores da categoria dos compactos, ainda mais agora com a versão automática, com uma central multimídia para a linha 2014 e outros detalhes com equipamentos diferenciados. Contudo, o seu preço não é muito atraente: R$ 57.340.

No mesmo valor que o HB20S está o reestilizado Fiat Linea 2015, um carro maior e com melhor motorização. Com um pouco mais o consumidor pode levar o Nissan Sentra ou o Citroen C4 Lounge. No mesmo segmento de compactos há de se pensar no novo premium New Fiesta Sedan SE 1.6 PowerShift, que consegue ser mais equipado e possui um câmbio de dupla embreagem por R$ 57.090.

O carro possui um navegador por GPS integrado (atendendo aos pedidos dos consumidores que não tiveram o equipamento na versão anterior), conexão Bluetooth com comandos de atender/desligar ligações no volante, suporte para fotos/vídeos e as entradas USB e AUX – estas já existiam desde o lançamento.

O principal destaque do carro fica mesmo para o seu motor 1.6 16V que pode proporcionar até 128 cavalos de potência  e 16,5 kgfm de torque. O porta-malas tem a capacidade de 450 litros e o seu tempo de fazer 0 a 100 km/h fica em 10,9 segundos. Nessas configurações, o que desanima no HB20S é o seu grande consumo de combustível. Com etanol, o sedan faz 6,5 km/l na cidade e 10,3 km/l na estrada.

Mesmo a caixa de quatro marchas sendo limitada, ela provoca pontos fortes. A suavidade e o conforto são aparentes. A quarta marcha permite fazer uma viagem confortável de 3.100 rpm, sem ruído de motor na cabine. Mesmo assim, a Hyundai deveria ter pensado em um câmbio automático de seis velocidades, assim como é oferecido do i30.

As configurações do HB20S são muito boas, mas fora do preço. O carro é um belo produto para sua categoria e ainda traz a vantagem de garantia de seis anos – promoção para quem comprar um modelo até a Copa do Mundo – mas se comparado com outros modelos do seu segmento ou até mesmo com carros com um preço um pouco acima, o automóvel fica em plena desvantagem.

Por Carolina Miranda

Hyundai HB20S

Foto: Divulgação


Mini Cooper Countryman S Exclusive foi lançado no Brasil


Buscando ampliar sua gama de produtos para o mercado brasileiro, a MINI lançou uma nova versão do Cooper Countryman S no Brasil. Denominada como Exclusive, a configuração chega para ser a versão de entrada do modelo da marca britânica e estará disponível nas concessionárias da MINI com preço sugerido de R$ 124.900.

Com 4,110 metros de comprimento, 1,561 metros de altura, 1,789 metros de largura e distância entre-eixos de 2,595 metros, o modelo é muito versátil, podendo trazer quatro bancos individuais ou cinco bancos, garantindo bom espaço interno e uma boa capacidade de bagagem no porta-malas: 350 litros, podendo ser ampliada até 1.170 litros.

Dotado de uma boa lista de equipamento de série, a versão Exclusive do Countryman S vem equipado com seis airbags, freios ABS com EBD, controle eletrônico de estabilidade (DSC) e de tração (DTC), teto solar panorâmico, faróis bi-xenon, sistema de ar condicionado digital, bancos dianteiros esportivos, rodas de liga leve de 17 polegadas, entre outros.

"Uma das características principais da MINI é a versatilidade. Disponibilizar uma nova versão do modelo Countryman faz parte da nossa estratégia de atender às demandas do mercado e apresentar um vasto portfólio de produtos para os nossos clientes”, afirma Nina Dragone, Diretora da MINI no Brasil em entrevista ao site “Autoesporte”.

Mecanicamente o modelo traz sob o capô um motor 1.6 capaz de entregar 184 cv de potência e torque de 24,4 kgfm de torque. Acoplado ao bloco está uma transmissão automática de seis velocidades, com opção de trocas sequênciais através de Paddle Shifts situados atrás do volante. Além disso, o Countryman ainda possui a opção de ativar um modo esportivo de condução mediante um botão que, quando acionado, o sistema muda o comportamento da transmissão, do sistema de freios e do volante. Com tudo isso, o modelo acelera de 0 a 100 km/h em 7,9 segundos, com velocidade máxima de 210 km/h.

Abaixo, versões e preços do MINI Cooper Countryman S:

– Countryman S Exclusive – R$ 124.900;

– Countryman S – R$ 135.950;

– Countryman S ALL4 – R$ 140.950.

Por Caio Polo

Mini Cooper Countryman S Exclusive

Foto: Divulgação


Vias de trânsito e limites de velocidade


No Brasil as vias de trânsito são conhecidas por serem rurais ou urbanas, conforme indica o CTB (Código de Trânsito Brasileiro), instituído por conta do Sistema Nacional de Trânsito. As vias terrestres consistem na superfície em que os veículos transitam junto com pessoas e animais, o que de forma prática compreende: canteiros centrais, ilhas, calçadas, acostamentos e pistas de rolamento.

O anexo I do CTB indica que as vias podem ser ruas, vias internas, avenidas, caminhos, logradouros, passagens, caminhos, estradas, praias abertas e rodovias. O poder público tem a responsabilidade de coletar impostos e investir na qualidade da infraestrutura no trânsito.

Vias rurais se encontram divididas em dois tipos: rodovias e estradas. No primeiro caso consiste em sistema viário pavimentado. Por outro lado, a segunda opção representa via na qual não existe pavimentação.

Em contrapartida, as vias urbanas estão divididas em quatro tipos diferentes:

– Vias Locais: ruas que possuem cruzamento e de forma geral não trazem semáforos;

– Vias Coletoras: sistema viário que coleta e distribui trânsito nas regiões da cidade. Servem para fornecer acesso às vias com porte maior;

– Vias Arteriais: objetivam o sentido de ligar regiões distintas dentro da cidade, compostas por cruzamentos controlados por semáforos ou radares;

– Vias de Trânsito Rápido: sem cruzamentos implantados de modo direito. Também quase nunca trazem a presença de semáforos, ou travessia de pedestres em nível direto da pista de rolamento.

Cada tipo de via tem limite de velocidade instituído por lei. É necessário ter atenção, pois condutores sofrem multas nos momentos em que excedem a velocidade, mesmo quando os locais não trazem placas de sinalização.

Nas vias urbanas os limites são:

– Vias locais: 30 km/h;

– Vias coletoras: 40 km/h;

– Vias arteriais: 60 km/h;

– Vias de trânsito rápido: 80 km/h.

Limites em rodovia:

– Automóveis, motocicletas e camionetas: 110 km/h;

– Ônibus e micro-ônibus: 90 km/h;

– Demais veículos: 80 km/h.

Limites na estrada: 60km/h

Atenção! A velocidade mínima em vias não pode ser menor do que a metade do limite máximo.

Por Renato Duarte Plantier

Limite de velocidade

Foto: Divulgação


Novo Ford Focus Sedan – Características


Recém-apresentado, o novo Focus Sedan já cria Frisson no meio automotivo. O carro que foi apresentado nesta quarta-feira (09/04) nos Estados Unidos foi reestilizado e agora passa a usar o novo DNA da Ford que se destaca através da grade frontal proeminente também já vista no New Fiesta e no EcoSport.

Outras novidades contidas no Novo Focus são o propulsor 2.0, além de que o carro passa também a contar com o motor 1.0 Ecoboost  que além de bem turbinado vem com injeção elétrica direta de combustível. O carro também possui um novo câmbio de seis marchas que mira seu foco na baixa emissão de poluentes e na eficiência energética.

E as novidades não param por aí. O modelo também conta com um sistema multimídia que trará uma câmera de ré em adequação à nova legislação vigente, além disso, também foram desenvolvidos mecanismos que proporcionam conectividade com aparelhos celulares com sistema iOS e Android. O painel de direção do carro é bem moderno e promete fascinar quem busca desempenho agregado com sofisticação em um carro, o revestimento em couro é o responsável por exaltar a elegância do carro e a leveza da direção é outro pronto que precisa ser citado com qualidade do Novo Focus.

A previsão de chegada desta máquina para os brasileiros ainda está um pouco distante. Segundo informações da Ford, a previsão é para o fim de 2015 e início de 2016, isso porque o hatch e o sedan foram atualizados em setembro deste ano, ou seja, muito recente ao lançamento do novo modelo na Europa.

Portanto, resta-nos guardar um pouco da ansiedade de vermos mais uma máquina desfilando por nossas ruas. Mas para quem ama carros isso é um detalhe em um mercado que nunca para de se movimentar. A montadora ainda não oficializou informações quanto ao valor que no novo Focus poderá chegar às concessionárias no Brasil. 

Por Jaime Pargan

Novo Ford Focus Sedan

Foto: Divulgação


Celta Spirit 2011 1.0 VHCE – Vídeo Teste Drive e Avaliação do usado


Para quem procura um carro para uso majoritariamente urbano e não pretende gastar mais que R$ 20.000,00, fizemos um teste para você: Celta Spirit 2011 1.0. Andando no carro e conversando com o proprietário, confirmamos o que já esperávamos: o carro é uma das melhores opções em seminovos nessa faixa de preço.

O carro alia bom preço com baixa e barata manutenção, além da economia de combustível dos 1.0. A ampla rede de concessionárias da Chevrolet e o valor baixo de suas peças o tornam um dos carros mais baratos para manter no segmento. Em relação ao consumo de combustível, mesmo numa cidade com muitas paradas em semáforos como Curitiba, o carro faz facilmente 9km/l, podendo-se esperar mais em cidades menos congestionadas. Na estrada, 12 a 13km/l, mesmo pisando forte, também não é difícil de conseguir.

Por falar em pisar forte, há de se notar a versatilidade do motor 1.0 VHCE de 78cv a álcool e 77cv a gasolina, o mesmo que equipa os Celta 2014 (à venda por pouco mais de R$ 33 mil). O torque de 9,7 kgfm a álcool e 9,5 kgfm a gasolina é razoável, mas como o motor de 8 válvulas o entrega em ampla faixa em baixa rotação, o carro tem um comportamento bastante ágil no trânsito, com boas arrancadas e bom desempenho em subida. Em nosso teste, com o carro cheio de gente e equipamento, o Celta se comportou muito bem. Subiu ladeira íngreme a 70km/h partindo do 0 tranquilamente, acelerou a 110km/h na estrada sem demonstrar qualquer esforço e demonstrou muita agilidade nas arrancadas mais rápidas. O conjunto motor e câmbio merece nota 10 pelo acerto. E o Celta é bastante agradável de dirigir.

Em um Celta desse ano, pode-se esperar um conjunto razoável de equipamentos. Este modelo vinha com vidros elétricos nas portas dianteiras, ar quente, desembaçador traseiro e direção hidráulica. O acabamento, embora simples, é caprichado. O painel tem um toque em textura de couro que dá um certo requinte, e é notável o capricho com que tapetes e forros são bem alinhados. O modelo testado estava pouco rodado (13 mil km), ainda com acabamento impecável, mas quem comprar um modelo com maior quilometragem pode esperar um interior em excelente estado.

Com relação ao espaço interno, o Celta acomoda bem cinco ocupantes adultos sem aperto. O carro é apertado para motoristas com mais de 1,90m, mas alguém com essa estatura vai bem acomodado no banco do passageiro. O porta-malas de 268 litros é adequado para uso na cidade, mas leva a bagagem de um casal em viagem tranquilamente.

E mercado é o que não falta para o Celta. Contando com justificada boa fama, o carro é fácil de vender e tem uma desvalorização baixa em relação ao segmento. Não estranhe a diferença de preço entre este 2011 e um zero km, já que este vem com airbag e freios ABS, além de um pacote bastante completo de série, o que encarece o modelo.

Carros.


Nissan abrirá nova fábrica em Resende (RJ)


A marca japonesa que está cativando cada vez mais o público brasileiro, a Nissan, prometeu e está prestes a cumprir, em 15 de abril deste ano, a abertura de sua mais nova fábrica no Brasil, localizada em Resende, no estado do Rio de Janeiro.

A fábrica terá capacidade para produzir até 200 mil unidades de automóveis por ano. A grande novidade é que fabricará os modelos March e o sedan Versa, que formarão uma gama de veículos nacionais, juntamente com os outros modelos Frontier e Livina, que já são fabricados no Paraná.

Com a fábrica de motores, além de gerar mais empregos no país e no estado do Rio de Janeiro, a Nissan também está contribuindo com a qualificação do trabalho local.

Como já vem fazendo, a empresa está desenvolvendo um plano de treinamento completo para os funcionários da fábrica de motores. Incluindo formação geral no SENAI em Resende, oferecendo aulas de treinamento tanto para estrangeiros quanto para brasileiros, com os formadores mais qualificados das unidades industriais japonesas.

Com um crescimento significativo nos últimos anos, a Nissan tem a finalidade de atingir a quota de mercado de 5% até 2016. Hoje, a Nissan Brasil tem 166 lojas espalhadas por todo o país e planeja expandi-las para 240 em 2016. A fim de reforçar o seu compromisso com o país, a Nissan Brasil tornou-se a patrocinadora oficial de automóveis dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos ™, em 2016, bem como do Comitê Olímpico Brasileiro. O acordo inclui o fornecimento de aproximadamente 4.500 veículos de diferentes tipos para satisfazer as necessidades dos Jogos Olímpicos Rio 2016 ™ e da Seleção Brasileira. Esta frota de veículos irá favorecer modelos de energia limpa (etanol ou eletricidade), a fim de apoiar os esforços do Comitê Organizador Rio ™ 2016, para atingir as metas ambientais dos Jogos. E é a Nissan que estará com a bola toda em 2016.

Por Dianne Siniscalchi

Nissan abre f?brica em Resende

Foto: Divulgação


Lifan oferece 1 ano de seguro grátis para SUV X60


A Lifan Motors continua investindo em estratégias de marketing para impulsionar as vendas do SUV X60. Dessa vez, em uma campanha que vai até o final de abril deste ano, a marca chinesa oferece aos compradores do X60, a partir do dia 12 de março, um ano de seguro grátis. Tal ação visa melhorar a relação custo/benefício do utilitário compacto, pretendendo deixar o crossover ainda mais competitivo frente aos modelos que fazem concorrência no segmento. A promoção é válida para as duas versões do X60 (Talent e VIP) e não altera de nenhuma forma o preço final do veículo, que tem preços sugeridos de R$ 55.990 e R$ 59.250, respectivamente.

“Desde o início buscamos ampliar nossa presença de forma sólida, com o desenvolvimento de nossa rede de concessionárias no mesmo ritmo de nossas vendas e a chegada do seguro grátis acompanha este ritmo”, afirma Jair Leite de Oliveira, Diretor Comercial da Lifan Motors, em entrevista ao site brasileiro Autoesporte. O seguro disponibilizado gratuitamente pela montadora chinesa tem cobertura para colisão (com franquia), furto, roubo, incêndio e terceiros (RCF). “Sabemos que hoje o seguro representa um custo importante e que deve ser levado em consideração na hora da escolha de um veículo”, relata Jair.

Contando com uma boa lista de itens de série, o utilitário compacto chinês vem equipado com airbag duplo frontal, freios ABS com EBD, sistema multimídia com GPS integrado e que exibe a imagem da câmera de segurança para manobras em marcha ré, sensor de estacionamento traseiro, luz diurna de posição compostas por LEDs, ajuste elétrico de altura dos faróis, sistema de ar condicionado, rodas de liga leve de 16 polegadas, entre outros equipamentos.

Sob o capô, o X60 vem com motor 1.8 VVT a gasolina que entrega 128 cv e torque de 16,8 kgfm. Acoplado ao bloco está um câmbio manual de cinco marchas.

Por Caio Polo

Lifan X60

Foto: Divulgação


Magic Body Control – Novo sistema da Mercedes-Benz que oferece conforto aos passageiros em estradas


No Salão de Genebra a Mercedes-Benz lançou na última quarta-feira (5) uma tecnologia que pretende deixar qualquer estrada muito mais confortável de passar. O intuito é fazer com que os ocupantes do carro não sintam nenhuma irregularidade do solo e nem as curvas das rodovias.

O sistema que consegue dar esse auxílio ao motorista e aos passageiros chama-se Magic Body Control – Controle Mágico da Carroceria, traduzindo para português – e usa uma câmera junto ao para-brisas que identifica o trajeto do veículo e envia uma “mensagem” à suspensão, para que se adapte aos desníveis da pista, os buracos ou curvas. A novidade foi lapidada no novo Classe S Coupé, menina dos olhos da montadora no salão suíço, lugar em que faz sua aparição mundial.

O Magic Body Control apareceu primeiramente no Classe S sedan e recebeu aprimoramentos para a versão cupê. Segundo a fabricante, o S Coupé será o primeiro carro produzido em série a contar com a tecnologia Active Curve Tilting Function (Função de Inclinação Ativa em Curvas).

A nova tecnologia é capaz de fazer a suspensão se inclinar até 2,5 graus. "A câmera acoplada ao vidro frontal do carro prevê curvas a uma distância de 50 metros. Ela está interligada à suspensão que, então, se adapta ao que a câmera detecta. Se há uma curva sinuosa, ela pode inclinar 2,5 graus, fazendo com que os passageiros não sintam a sinuosidade", afirma o gerente de relações públicas da Mercedes-Benz na Bélgica, Christophe Vloebergh.

Na ficha técnica do Classe S Coupé, a marca demonstra o quanto investiu em desenvolvimento e tecnologia do veículo. Com um motor V8 de 4.663 cc, capaz de gerar 455 cavalos de potência e 71,38 kgfm de torque. Além do sistema que envia um “recado” para a suspensão, que inclina até 2,5 graus para que o motorista e passageiros não sintam a situação irregular da pista, o Classe S Coupé traz novos avanços eletrônicos, como frenagem automática em caso de risco de atropelamento de pedestres.

Por Carolina Miranda

Magic Body Control

Foto: Divulgação


Fiat Siena 2014 – Itens de série, pontos positivos e negativos do modelo


O Fiat Siena continua sendo um carro e tanto para esta temporada. Com um jeito despojado e moderno, o automóvel ainda tem uma estrutura boa de segurança e um conforto de primeira linha. 

Alguns pontos positivos são, por sua vez, os descritos a seguir: extremamente confortável, ar condicionado, silêncio dentro do carro, porta malas gigante. Já em termos de pontos negativos podemos falar dos seguintes pormenores: espaço interno, direção hidráulica pesada, leve vibração passada para o volante. Seja lá como for, esse carro é de grande porte e tem tudo para continuar sendo um veículo que vende muito. A Fiat afirmou que o Siena será ainda mais prático e que terá ainda mais recursos para o clientes.

No mais, para conhecer melhor suas especificações, traremos agora os itens de série do Fiat Siena 2014. Entre eles: rodas dianteiras e traseiras em ferro 14 com 5,5pol de largura, retrovisores das portas do motorista e passageiro com ajuste interno na cor preta, portas motorista, atrás do motorista, passageiro, atrás do passageiro e abertura à frente, suspensão tipo McPherson e dianteira com roda tipo independente e molas helicoidais, suspensão tipo eixo de torção e traseira com roda tipo semi-independente e molas helicoidais.

Esse automóvel tem os seguintes preços de aquisição: de R$ 31.000,00 a R$ 33.960,00.

Essas são as principais informações sobre o Fiat Siena 2014 que, para conquistar seu público, também está investindo pesado na beleza de seu carro, pois foi provado que isso faz toda a diferença. Outra novidade é que o Siena está bem mais técnico e com recursos mais simples que vão, por seu turno, facilitar a vida de seus donos.  Aliás, com computador de bordo de muita qualidade, o Fiat Siena 2014 também está mais atual e moderno, seguindo o manual dos carros que querem fazer sucesso este ano. 

Por Juan Wihelm

Fiat Siena 2014

Foto: Divulgação


Chevrolet Classic Advantage – Modelo sedan recebe versão limitada


A General Motors do Brasil anunciou o lançamento da série especial Advantage para o sedan compacto Classic, versão limitada que tem o objetivo de disponibilizar um pacote mais completo de itens de série para o veículo a preços mais acessíveis do que os valores cobrados se os equipamentos fossem adquiridos separadamente, além de trazer padrões estéticos exclusivos.

A edição especial Advantage, que já havia sido oferecida para o Cobalt, o Celta e a minivan Spin, em 2013, adiciona ao Classic itens como direção hidráulica, alarme antifurto, acionamento elétrico para os vidros dianteiros (com sistema antiesmagamento), travas elétricas nas quatro portas, ar condicionado e o fechamento automático “Keyless Entry System”, que aciona remotamente os vidros e as travas com um toque no botão da chave.

O sedan ganhou também rodas de alumínio de 14 polegadas, moldura lateral na cor do veículo, painel central e detalhes internos na cor prata (manopla de câmbio e volante), retrovisores externos pintados em preto brilhante, adesivo de coluna, emblema “Advantage” nas portas, display digital com temperatura, data e hora e rádio com player de CD, MP3 e WMA, Bluetooth, porta USB e entrada auxiliar frontal, além dos obrigatórios airbags e freios ABS, tudo instalado de fábrica.

A parte mecânica do Chevrolet Classic Advantage 2014 é a mesma do modelo convencional, ou seja, ele conta com o motor VHC 1.0 litro, acoplado ao câmbio manual de cinco marchas, que desenvolve 77 cv de potência e 9,5 kgfm de torque se abastecido a gasolina e 78 cv de potência e 9,7 kgfm de torque quando utilizado o etanol, segundo os dados fornecidos pela montadora.

Os interessados em adquirir a nova versão especial do Classic já podem encontrar o modelo nas concessionárias Chevrolet de todo o Brasil. O preço sugerido para a série limitada do sedan é de R$ 34.170,00 e ele está disponível em apenas uma cor, a tonalidade Cinza Mond.

Por André Gonçalves

Chevrolet Classic Advantage

Foto: Divulgação


Surgimento das minivans no mercado mundial de automóveis


As minivans são carros muito apreciados por pessoas que possuem uma grande família, gostam de viajar, ou que gostam de andar com o carro sempre cheio de pessoas e bagagens. Desta forma, as minivans celebraram 30 anos, com segmento nos Estados Unidos. O primeiro modelo foi o Nissan Prairie, lançado em 1982 no Japão.

Suas origens se deram em meados de 1984 com o lançamento da Dodge Caravan. A partir daí, o Grupo Chrysler comprado pela Fiat, vendeu 13 milhões de unidades do veículo no mundo inteiro. Para comemorar o aniversário, a empresa lançou no mercado norte-americano edições especiais dele juntamente com a Chrysler Town & Country.

A empresa francesa, Renault, também inaugurou o segmento na Europa, com os carros Escape em 1984 e, com isso, o comércio das minivans tomou conta de todo o mundo. Como foram surgindo em épocas nas quais não eram muito comuns entre as famílias, que optavam por terem mais de um carro na garagem de casa, elas prosperaram bastante por oferecer versatilidade ao acomodarem várias pessoas e bagagens em um só veículo.

Além do espaço proporcionado aos passageiros e condutor, elas se caracterizam pela oferta de um grande número de porta-objetos. Para as crianças as minivans oferecem equipamentos de entretenimento. Contudo, no Brasil só surgiram no fim dos anos 90, após terem sido muito vendidas nos Estados Unidos e Europa. O modelo que foi primeiramente lançado no Brasil foi o Renault Scênic e o Xsara Picasso, considerado o primeiro modelo fabricado pela Citroën no País, além do Chevrolet Zafira.

Hodiernamente, esses modelos deixaram de ser produzidos e perderam espaço para os utilitários esportivos compactos. Entre as opções nacionais mais vendidas, temos o Nissan Grand Livina e Chevrolet Spin. Entretanto, as minivans ainda têm sido predileções em algumas famílias que preferem ter apenas um carro que caiba toda a bagagem a terem de comprar vários veículos para conseguir transportar toda a família. 

Por Luciana Viturino

Nissan Prairie

Nissan Prairie

Foto: Divulgação


Leadership lança Sensor de Estacionamento por R$ 69


O mercado automobilístico é uma constante no que se refere a novidades e invenções que agreguem tecnologia, eficiência e praticidade na vida dos condutores, e o público alvo sem dúvida alguma agradece essa invenções.

Pensando nisso a Leadership  acaba de inserir no mercado um novo produto com função de facilitar a vida dos motoristas no momento de realizar manobras para estacionar os carros.

Autom?veis

O aparelho desenvolvido é composto por um display gráfico produzido em LED que emite aviso sonoro de acordo com a proximidade do automóvel do ponto ideal para estacionar, o aparelho ainda conta com 4 sensores ultrassônicos, além de acionamento automático ao engatar a marcha ré, e tudo isso com minimo esforço necessário para o motorista que conta agora com maior comodidadde no volante.

A função primordial do aparelho e auxílio do condutor no momento de estacionar inibindo os efeitos provenientes pontos cegos dos retrovisores na parte traseira do veículo, ele também indica a presença de algum obstáculo, bem como se há algum objeto fora do campo e visão do condutor.

Segundo informações da fabricante, a instalação do aparelho é extremamente simples e pode ser realizado pelo próprio proprietário do carro sem complicações. O preço de venda do aparelho também é um motivador para os interessados, pois será comercializado no valor de R$69,90 (sessenta e nove reais e noventa centavos) e estará disponível em lojas especializadas.

O Sensor de Estacionamento da Leadership possui 2,5m de comprimento do cabo de sensor, 19mm de diâmetro do sensor, 40KHz de Frequência Ultrassônica, a alimentação do Sensor é de 12V DC.

Esta é mais uma das novidades que o mercado tecnológico vem trazendo para adaptações entre mobilidade e tecnologia, com o mercado automobilístico cada vez mais em ascensão é possível que cada vez mais, novos motoristas busquem medidas produtivas que facilitem o dia-a-dia e esta já é mais uma parceria na facilidade de vida dos condutores. 


Volkswagen oferece Curso de Mecânica Interativa para Mulheres


As mulheres estão atravessando fronteiras, quebrando preconceitos e conquistando ainda mais o mercado de trabalho. Atualmente, pode-se ver mulheres dirigindo ônibus, trabalhando em obras de construção e ajudando ou substituindo os bombeiros e pedreiros. E com toda a delicadeza e dedicação mostram também muita força e garra diante de diversos tipos de trabalho que antes eram exercidos somente pelo público masculino.

Pensando nisso, a Volkswagen do Brasil está ofertando cursos de mecânica para este público muito especial, as mulheres de todo Brasil. O curso é gratuito e bastante interessante, pois em um mundo cada vez mais moderno, onde o mercado feminino aperfeiçoa-se e qualifica-se em diversos setores, e por isso também ganha mais destaque em diversas áreas profissionais.

O curso oferecido é sobre Mecânica Interativa para Mulheres (MIM), que será realizado a partir de 15 de março, ofertando em torno de 3 mil vagas. As participantes terão aulas de noções básicas sobre como é o funcionamento e a manutenção dos veículos, como também realizarão visitas nas oficinas mecânicas e também conhecerão as peças usadas nos veículos.

Para realizar a inscrição será possível somente pela internet no endereço: www.vw.com.br/mim, as interessadas precisam ter em mãos CPF e definir em qual unidade vai realizar o curso. As aulas serão ministradas nas 109 concessionárias distribuídas entre 16 Estados do Brasil. Ao realizar a inscrição, a candidata já deverá saber qual unidade escolher.

As mulheres vão ganhar este curso em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, comemorado no dia 8 de março. A Volkswagen deseja romper barreira e quebrar preconceitos do tipo que mulher não deveria trabalhar em oficinas mecânicas ou que não conseguiria consertar um carro. Por isso, as mulheres práticas e modernas não podem perder esta oportunidade de conseguir um aperfeiçoamento na área de mecânica e romper mais um tabu criado pela sociedade.

Por Jaqueline Mendes

MIM

Foto: Divulgação


Mercado Automotivo – Pessoas começam dar preferência a carros populares aos de luxo


O mercado automobilístico parece estar se esmerando na diminuição da fronteira entre os carros ditos modelos de luxo e os modelos populares, isso pode ser notado quando percebemos que cada vez mais elementos dos modelos mais sofisticados são adaptados para serem inserido nos modelos populares.

Hoje em dia não é mais surpresa ver bancos de couro, aplicativos e sistemas que auxiliam na condução do veiculo se expandem mais e mais.

Se por um lado, estas mudanças e adaptações aquecem o mercado de compra de carros, principalmente os mais populares, por outro lado pode deixar a fabricação dos modelos de luxo de cabelos em pé.  Os analistas de mercado se preocupam com a ideia de que os compradores dos modelos de luxo, acabem por optarem pela compra de modelos populares, acarretando na perda de interesse por modelos de luxo.

Carros.

Segundo Tom Libby, analista da IHS Automotive “Você pode comprar sedãs como Nissan Maxima ou Buick LaCrosse super-equipados, mas não terá a imagem associada a um modelo de alto luxo.” Para Dave Sargent, analista da JD Dower deve-se haver prudência por parte dos fabricantes dos carros de luxo quanto aos lançamentos de carros de maior acessibilidade, justificada apenas pelas chances de aumentar seu portfólio de clientes.

Um exemplo dos citados por Dave Sargent é  caso da Mercedes-Benz que lançou o  sedã compacto CLA ano passado nos Estados Unidos e comercializou o modelo por  US$ 29.700. Para a Mercedes no entanto a fabricação do CLA não prejudica de modo algum a imagem da marca , visto que  o sedã tradicional, Classe C, continua representando o maior número de vendas em todo o mundo. Já os compradores do CLA compõe o quadro de novos clientes da empresa.

Mesmo assim as marcas não se demonstram muito preocupadas com o conceito que o público tem feito desta tendência, pois garantem que isso não tem impactado na compra dos modelos de luxo.

Marc Fields, chefe de operações da Ford nos Estados Unidos sobre os fatos declarou: “Ao longo dos próximos cinco anos, prevemos que o segmento de luxo crescerá de forma mais intensa que o restante do mercado”.


BMW – Confira os lançamentos previstos para o Brasil em 2014


A BMW é uma das primeiras referencia quando citamos qualidade, design e desempenho de automóveis em todo o mundo, sabendo disso a empresa está sempre em busca de manter seu conceito no mercado por meio de inúmeras inovações criadas constantemente.

Desta vez , a empresa marcou presença no Salão do Automóvel de Detroit mostrando alguns modelos já com chegada confirmada no Brasil , alguns modelos inclusive cogitam fabricação nacional.

Nesta trajetória o Série 2 Coupé e a M4 devem ficar disponíveis aos brasileiros logo após suas demonstrações mundiais, o M3 , embora ainda não tenha seu destino definido também é cogitado para chegar ao Brasil, a X1 passará por pequenos retoque e já tem sua fabricação confirmada para Araquari  no Estado de Santa Catarina.

Carros.

A BMW também investirá em adaptações para os modelos M3 e M4 Coupé, a fim de que os carros sejam capazes de desenvolver potencia de 431cv. Outro aspectos destes modelos que foram citados pela empresa foi a  redução de peso dos mesmo que agora passam a ter cerca de 80 kg o que permite uma aceleração de zero a 100 km/h em menos de 4s1. A previsão para importação do M4 no Brasil é para o segundo semestre de 2014. Já a nova Série 2 Coupé que tomará  o lugar do Série 1 Coupé, tem previsão de chegada para Julho deste ano.

As novidades do Série 1 Coupé são que o carro passa agora a ter  72 mm a mais do que o modelo anterior, além de ganhar  20 litros a mais no porta-malas que passa a ter 390 litros.Este modelo foi apresentado no Salão de Detroit em duas versões , a 228i que possui motor de 4 cilindros e 245cv de potencia, e a M235i de 6 cilindros, com potencia de 326 cv.

O X1 tem previsão de chegada em outubro sofrerá alterações discretas, mas que promete também conquistar os bons entendedores e amantes de carros.


Novo Ford Ka 2014 deve ter lançamento em Abril ou Maio de 2014


Os carros populares são os preferidos para a maioria da população brasileira, embora a busca por carros na categoria de luxo tenha sido cada vez mais constantemente visto nas ruas, uma boa parte dos motoristas ainda optam pela aquisição de modelos ditos mais “comuns” como é o caso do Forda KA que deixará de ter sua ultima versão fabricada.

No site da montadora Ford, o modelo já não mais citado e já ficou nítida a diminuição dos mesmos nas concessionárias da Grande São Paulo, sendo que atualmente apenas as consideradas Grandes concessionárias ainda dispõe de dois ou três modelos disponíveis para venda e mesmo assim sem opção de cores, os últimos modelos existentes estão disponíveis apenas nas cores preto e prata.

Carros.

A Ford já anunciou que a fabricação do modelo teve fim no final de 2013 e agora o foco da empresa é colocar no mercado a próxima geração da automóvel, as expectativas é que esta nova versão chegue aos pontos de vendas entre Abril e Maio de 2014, entretanto a Ford não confirmou estas hipóteses, a única informação que a Ford já repassou foi um modesto protótipo  que recebeu o nome de Ka Concept, mantendo maiores informações sobre a versão definitiva do automóvel ainda em sigilo.

Embora espera-se que o novo modelo não fuja às linhas de design do modelo conceitual e que novo modelo deixe de ser fabricado em São Bernardo do Campo, em São Paulo e passe seu ponto de fabricação para a Bahia, estima-se que sejam fabricadas agora 300 mil unidades anuais.

A Ford desenvolve estratégia para que o novo modelo do KA seja vendido globalmente, como já aconteceu com modelos New Fiesta e Focus. Outra novidade é que a marca também trabalha na versão sedã do KA que tem previsão de chegada para o segundo semestre deste ano. 

Basta agora que aguardemos o que a Ford reserva ao público.


Nova Volkswagen Kombi 2014 não apresenta boas vendas no Brasil


Em Agosto de 2013, a mídia divulgou imagem e publicações sobre o que seria o novo modelo da Kombi para o ano 2014, embora os anúncios feitos pela mídia tenham apresentado uma versão de sucesso para o automóvel, não foi bem isso que o mercado mostrou para a nova versão da Kombi.

Quando anunciada, a nova versão que recebeu o nome de Last Edition, a Volks estimava uma tiragem de 600 unidades que seriam comercializadas a um preço de  R$ 85 mil, logo em setembro a montadora passou a estimativa de tiragem para 1.200 unidades para atender a alta demanda da nova versão.

Carros.

Passaram cinco meses até que o novo modelo foi lançado e o que vemos hoje é um grande numero da perua de fato “encalhada” nos estoques das concessionárias, o que tem feito algumas revendedoras elaborarem verdadeiros saldões para conseguirem vender a Kombi.

No ABC Paulista, por exemplo,  é possível encontrar  lojas vendendo a Kombi por R$ 82.500, R$ 2.500 menor do que o valor proposto e há quem esteja anunciando a nova Kombi por até R$ 81.900 e mesmo assim alguns vendedores ainda garantem: "Mas, se vier na loja e der uma choradinha com o gerente, podemos conseguir um preço melhor ainda".

Outros vendedores ainda declaram: "É muito caro, fica difícil de vender" e "Ainda temos 10 unidades no estoque. Até vendemos alguma coisa, mas é um modelo de nicho, vai saindo devagar".

A nova versão da Kombi foi produzida com pintura tipo “saia e blusa” que distinguem as cores usadas na seção superior e inferior da carroceria, o acabamento interno é feito com elementos de luxo e com design que relembram os modelos fabricados em 1957.

A nova Kombi possui também possui uma faixa decorativa inserida  logo abaixo da linha de cintura da Kombi, as rodas e colotas recebem a cor branco e a grade dianteira superior produzida na cor azul.


BMW – Principais lançamentos da marca para 2014 no Brasil


O crescimento da classe média no Brasil ainda chama a atenção de grandes empresas do mundo inteiro. É por isso que a Bayerische Motoren Werke (BMW) fará uma série de lançamentos no país este ano. A Série 4 Coupé e Série 4 Cabriolet serão algumas das inovações preparadas pela marca alemã.

Com faróis, para-choques e lanternas distintos, as formas 428i e 435i possuem motores 2.0 de quatro cilindros – de 243cv – e 3.0 de seis cilindros – de 304cv, respectivamente. E, para quem gosta de tecnologias inovadoras, a versão conversível tem um sistema que domina a temperatura interna do automóvel automaticamente, equilibrando com a velocidade do carro e a temperatura externa.

Confiando no mercado brasileiro, a BMW, em breve, produzirá em Araquari, no estado de Santa Catarina, o modelo X1. O crossover passou por um processo de renovação e está exposto neste mês de janeiro no Salão de Detroit, nos Estados Unidos. A reestilização da versão inclui novos faróis – com luzes diurnas de LEDs -, rodas, capô e para-choques. A previsão de sua chegada no Brasil é em setembro deste ano.

Já no Salão de Frankfurt, a principal atração é o i3. Primariamente elétrico – desde o início do projeto o automóvel é desenvolvido para esse intuito, ao contrário de outras marcas que adaptam o veículo para se tornarem elétricos –, o modelo tem autonomia de 160km, tração traseira e aceleração de 0 a 100km/h em 7,2 segundos.

Carros.

Para os amantes de versões esportivas da BMW, 2013 terminou com chave de ouro. Despontado em dezembro, o M3 se renovou com grande estilo: pela primeira vez em 26 anos, a nova versão tem um motor turbo – 3.0 de seis cilindros de 425cv e 56kgfm de torque. Sendo assim, o M3 jubila a antiga versão 4.0 V8 aspirado, com 15kgfm a mais e 11cv. Outro modelo lançado juntamente com o M3 foi o M4, que a BMW também confia no sucesso em 2014.


Jeep trará Novo Cherokee para vendas no Brasil em 2014


Pertencente ao Grupo Chrysler, a Jeep apontou que o novo Cherokee vai chegar ao mercado nacional. O modelo SUV deve desembarcar no nosso país até o final do primeiro semestre deste ano.

Ele foi lançado no ano passado e trouxe muita polêmica devido ao seu visual esportivo, o que é pouco convencional para um modelo da Jeep. A sua dianteira conta com faróis afilados ao lado das já tradicionais sete entradas de ar verticais. Esse ponto é o que gera mais divisão nas opiniões.

O Cherokee vai ser lançado no Brasil depois da chegada do novo Grand Cherokee, que teve uma pequena reestilização e pode ter a sua reserva feita nas pré-vendas Jeep.

O novo Chrysler 200, que foi a estrela principal da marca no Salão de Detroit, não vai vir para o Brasil, da mesma forma que os sedãs Dart e Charger, que são da Dodge.

A novidade da Dodge que foi confirmada para o Brasil é a versão reestilizada do Durango, que deve chegar por aqui no final deste ano. O seu lançamento será no Salão do Automóvel de São Paulo 2014.

Carros.

Novo Ford Ka

A Ford terá na nova geração do Ka a sua principal aposta para 2014. A informação foi dada pelo presidente da Ford Brasil e Ford América Latina, Steven Armstrong, em entrevista a revista Quatro Rodas.

“Nós o mostramos ao mundo em novembro de 2013 e ele foi muito bem recebido. Trata-se de um novo exemplo de produto desenvolvido para o Brasil para o resto do mundo, como o EcoSport e nós temos orgulho disso. Será lançado em um segmento bastante importante por aqui, que é de entrada. O Ka será parte fundamental do processo de crescimento e, principalmente, uma etapa de uma nova era de lançamento de carros globais no país, que nos possibilitará aumentar nossa presença no mercado.”, comentou Steven.

Ele comentou também sobre os índices de vendas da Ford.

“O ano de 2013 teve índices ligeiramente menores do que 2012, embora a Ford tenha ganho participação de mercado no ano passado, o que foi bastante positivo. Vamos ver como o mercado se comportará neste ano, que promete ser bastante agitado por conta dos eventos como as Eleições e a Copa do Mundo, mas esperamos que a indústria automotiva volte a crescer. Até porque lançaremos um produto novo neste ano.” 

O presidente fez questão de ressaltar que o Ford Ka vai ser um projeto global, mas ele não antecipou quais os países venderão o modelo compacto. A China é uma das fortes candidatas. 


Ford Novo Ka será a grande aposta de lançamentos da marca em 2014


A Ford terá na nova geração do Ka a sua principal aposta para 2014. A informação foi dada pelo presidente da Ford Brasil e Ford América Latina, Steven Armstrong, em entrevista a revista Quatro Rodas.

“Nós o mostramos ao mundo em novembro de 2013 e ele foi muito bem recebido. Trata-se de um novo exemplo de produto desenvolvido para o Brasil para o resto do mundo, como o EcoSport e nós temos orgulho disso. Será lançado em um segmento bastante importante por aqui, que é de entrada. O Ka será parte fundamental do processo de crescimento e, principalmente, uma etapa de uma nova era de lançamento de carros globais no país, que nos possibilitará aumentar nossa presença no mercado.”, comentou Steven.

Ford.

Ele comentou também sobre os índices de vendas da Ford.

“O ano de 2013 teve índices ligeiramente menores do que 2012, embora a Ford tenha ganho participação de mercado no ano passado, o que foi bastante positivo. Vamos ver como o mercado se comportará neste ano, que promete ser bastante agitado por conta dos eventos como as Eleições e a Copa do Mundo, mas esperamos que a indústria automotiva volte a crescer. Até porque lançaremos um produto novo neste ano.” 

O presidente fez questão de ressaltar que o Ford Ka vai ser um projeto global, mas ele não antecipou quais os países venderão o modelo compacto. A China é uma das fortes candidatas.

Jeep trará novo Cherokee ao Brasil

Pertencente ao Grupo Chrysler, a Jeep apontou que o novo Cherokee vai chegar ao mercado nacional. O modelo SUV deve desembarcar no nosso país até o final do primeiro semestre deste ano.

Ele foi lançado no ano passado e trouxe muita polêmica devido ao seu visual esportivo, o que é pouco convencional para um modelo da Jeep. A sua dianteira conta com faróis afilados ao lado das já tradicionais sete entradas de ar verticais. Esse ponto é o que gera mais divisão nas opiniões.

O Cherokee vai ser lançado no Brasil depois da chegada do novo Grand Cherokee, que teve uma pequena reestilização e pode ter a sua reserva feita nas pré-vendas Jeep.

O novo Chrysler 200, que foi a estrela principal da marca no Salão de Detroit, não vai vir para o Brasil, da mesma forma que os sedãs Dart e Charger, que são da Dodge.

A novidade da Dodge que foi confirmada para o Brasil é a versão reestilizada do Durango, que deve chegar por aqui no final deste ano. O seu lançamento será no Salão do Automóvel de São Paulo 2014.


Fiat é líder de vendas de automóveis no ano de 2013


A Fiat ficou como líder do mercado de vendas do setor automotivo no Brasil em 2013. Os dados foram divulgados na sexta, dia 03, pela Federação da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

Neste ano que passou, a Fiat contou com 762.950 veículos vendidos, com o correspondente a 21,34% do mercado. A Volkswagen aparece na segunda colocação com 666.707 exemplares e um percentual de 18,64%.

No ranking dos carros, o VW Gol continuou com sua hegemonia e teve 255.057 unidades vendidas, o Uno (184.362 exemplares), e o Palio (177.014 exemplares), ambos da Fiat,  completam os três primeiros lugares.

Top 10 das marcas em 2013:

1º Fiat – 762.950 unidades (21,34%)
2º Volkswagen – 666.707 (18,64%)
3º GM – 649.726 (18,17%)
4º Ford – 335.015 (9,37%)
5º Renault – 236.337 (6,61%)
6º Hyundai – 212.900 (5,95%)
7º Toyota – 176.074 (4,92%)
8º Honda – 139.268 (3,89%)
9º Nissan – 77.830 (2,18%)
10º Citroën – 66.109 (1,85%)

Top 10 dos carros em 2013:

1º Volkswagen Gol – 255.057
2º Fiat Uno – 184.362
3º Fiat Palio – 177.014
4º Ford Fiesta – 136.712
5º Volkswagen Fox/CrossFox – 129.927
6º Fiat Siena – 129.825
7º Fiat Strada – 122.904
8º Chevrolet Onix – 122.333
9º Hyundai HB20 – 122.320
10º Renault Sandero – 102.514

Fiat.

Mille para de ser fabricado

O site de imprensa da Fiat mostrou a imagem do último modelo fabricado do Mille. O modelo, que foi lançado no Brasil, no ano de 1984, deixou de ter a sua produção no final do ano passado.

Isso aconteceu, pois não foi possível adequá-lo às novas regras, que obrigam a utilização de airbag duplo e freios ABS em todos os veículos produzidos no Brasil, a partir do mês de janeiro de 2014.

A Fiat ainda chegou a lançar uma série limitada, com dois mil exemplares, do Grazie Mille do hatch, para celebrar a história do compacto, que contou com 3,7 milhões de unidades vendidas nos seus quase 30 anos no mercado brasileiro.


Altenzo – Marca de pneus de alta performance chega ao Brasil


A Altenzo apresenta a sua linha de pneus produzidos com um composto especial e utilizando a tecnologia de ponta. Isso oferece ao consumidor um produto mais acessível e com maior durabilidade.

A marca conta com uma rede de revendedores em mais de 35 países, com fácil acesso aos consumidores de todo o mundo. Em território brasileiro, os pneus Altenzo são exportados pela empresa Lorenpark, a qual abriu em 2013 a sua loja virtual a GT-7 Parts – www.gt7parts.com.br.

Altenzo.

Altenzo Sports Equator

O modelo Altenzo Sports Equator oferece para o consumidor equilíbrio entre o conforto e segurança. O projeto dele possibilita um maior contato com a estrada, aumentando assim a aderência e frenagem.

O design do modelo aumenta a dispersão de água, o que faz com que seja reduzido o risco de aquaplanagem. Ele é construído com um composto de sílica e o seu desempenho sobre a pista molhada é mais reforçado.

O pneu Sports Equator utiliza um composta especial que assegura uma maior vida útil do mesmo.

Altenzo Sports Comforter

Outro modelo é o Altenzo Sports Comforter, que é um pneu assimétrico, sendo projetado e construído na Austrália para o uso em veículos de pequenos, médio e grande portes.

O seu design permite níveis mais baixos de desgaste do pneu e melhora a resposta na direção. O modelo foi desenvolvido pelo Grupo PDW, o qual a Altenzo faz parte. O Sports Comforter foi feito especificamente para uma maior resistência ao nível de ruído, o que é inédito em um pneu de Alto Desempenho.

Altenzo Sports Navigator

Este modelo utiliza a mais recente tecnologia para ter um desempenho equilibrado. O seu design na lateral reduz drasticamente o problema de seu desgaste rápido. O Sports Navigator é feito para atender os desafios e desempenhos de todos os SUV’s atuais.

O design do sulco de baixo ruído faz com que o modelo ofereça um passeio mais confortável.

Acesse o site da Altenzo e conheça a marca – www.altenzo.com/

Altenzo.

Altenzo.

Altenzo.


Carros com motor 1.0 terão aumento no IPI para 41% em Julho de 2014


Em dezembro, o governo editou o decreto 8.168 no Diário Oficial da União. Tal medida confirma o aumento das alíquotas do imposto sobre os Produtos Industriais (IPI), incidente nos automóveis a partir deste mês de janeiro de 2014, conforme foi previsto por Guido Mantega, ministro da Fazenda.

De acordo com a tabela do decreto, a alíquota para os veículos com até 1 mil cilindradas (1.0) passa a ficar em 33% no dia 01 de janeiro. Essa alíquota permanece até o dia 30 de junho de 2014.

No dia 01 de julho de 2014, o IPI sobre os automóveis 1.0 fica em 37%, número que volta ao patamar anterior aos incentivos do governo para o segmento. Naquela época, a alíquota do IPI para os carros populares chegou a ser de 7%. O Diário Oficial da União aponta que a alíquota voltará a ser de 7% em janeiro de 2018.

Os carros de 1.0 a 1.5 cilindradas passam a ter alíquota do IPI de 39% no dia 01 de janeiro a 30 de junho de 2014. No dia 01 de julho, a alíquota aumenta para 41% e vale até o dia 31 de dezembro de 2017.

IPI.

Ford F-150 em Detroit

A Ford vai mostrar sua nova caminhonete F-150 2015 em algumas semanas, no Salão do Automóvel de Detroit 2014. A informação foi divulgada pelo site Bloomberg.

Segundo a publicação, algumas fontes próximas da marca afirmam que o modelo chega com um visual do conceito Atlas (foto). O F150 também chegaria com painéis de alumínio na sua carroceria.

Isso faria, provavelmente, que a F-150 ficasse 340 kg mais leve. O propulsor do modelo deverá ser o EcoBoost de 2.7 l, que foi desenvolvido recentemente, o qual será acoplado a uma transmissão automática de 10 velocidades.

Outra novidade também pode ser uma nova tecnologia híbrida disponível no modelo para permitir que a Ford atenda os padrões rigorosos de economia de combustível dos Estados Unidos.

Os boatos dão conta que a montadora já começou a fazer os protótipos e inicia a produção do modelo de ano 2015 no segundo semestre do ano que vem.


Fiat é líder de vendas de carros em 2013


A Fiat ficou como líder do mercado de vendas do setor automotivo no Brasil em 2013. Os dados foram divulgados na sexta, dia 03, pela Federação da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

Neste ano que passou, a Fiat contou com 762.950 veículos vendidos, com o correspondente a 21,34% do mercado. A Volkswagen aparece na segunda colocação com 666.707 exemplares e um percentual de 18,64%.

No ranking dos carros, o VW Gol continuou com sua hegemonia e teve 255.057 unidades vendidas, o Uno (184.362 exemplares), e o Palio (177.014 exemplares), ambos da Fiat,  completam os três primeiros lugares.

Top 10 das marcas em 2013:

1º Fiat – 762.950 unidades (21,34%)
2º Volkswagen – 666.707 (18,64%)
3º GM – 649.726 (18,17%)
4º Ford – 335.015 (9,37%)
5º Renault – 236.337 (6,61%)
6º Hyundai – 212.900 (5,95%)
7º Toyota – 176.074 (4,92%)
8º Honda – 139.268 (3,89%)
9º Nissan – 77.830 (2,18%)
10º Citroën – 66.109 (1,85%)

Top 10 dos carros em 2013:

1º Volkswagen Gol – 255.057
2º Fiat Uno – 184.362
3º Fiat Palio – 177.014
4º Ford Fiesta – 136.712
5º Volkswagen Fox/CrossFox – 129.927
6º Fiat Siena – 129.825
7º Fiat Strada – 122.904
8º Chevrolet Onix – 122.333
9º Hyundai HB20 – 122.320
10º Renault Sandero – 102.514

Fiat.

Mille para de ser fabricado

O site de imprensa da Fiat mostrou a imagem do último modelo fabricado do Mille. O modelo, que foi lançado no Brasil, no ano de 1984, deixou de ter a sua produção no final do ano passado.

Isso aconteceu, pois não foi possível adequá-lo às novas regras, que obrigam a utilização de airbag duplo e freios ABS em todos os veículos produzidos no Brasil, a partir do mês de janeiro de 2014.

A Fiat ainda chegou a lançar uma série limitada, com dois mil exemplares, do Grazie Mille do hatch, para celebrar a história do compacto, que contou com 3,7 milhões de unidades vendidas nos seus quase 30 anos no mercado brasileiro. 


Fiat mostra foto do último modelo Mille fabricado no Brasil


O site de imprensa da Fiat mostrou a imagem do último modelo fabricado do Mille. O modelo, que foi lançado no Brasil, no ano de 1984, deixou de ter a sua produção no final do ano passado.

Isso aconteceu, pois não foi possível adequá-lo às novas regras, que obrigam a utilização de airbag duplo e freios ABS em todos os veículos produzidos no Brasil, a partir do mês de janeiro de 2014.

A Fiat ainda chegou a lançar uma série limitada, com dois mil exemplares, do Grazie Mille do hatch, para celebrar a história do compacto, que contou com 3,7 milhões de unidades vendidas nos seus quase 30 anos no mercado brasileiro.

Automóveis.

Fiat foi a líder de vendas em 2013

A Fiat ficou como líder do mercado de vendas do setor automotivo no Brasil em 2013. Os dados foram divulgados na sexta, dia 03, pela Federação da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

Neste ano que passou, a Fiat contou com 762.950 veículos vendidos, com o correspondente a 21,34% do mercado. A Volkswagen aparece na segunda colocação com 666.707 exemplares e um percentual de 18,64%.

No ranking dos carros, o VW Gol continuou com sua hegemonia e teve 255.057 unidades vendidas, o Uno (184.362 exemplares), e o Palio (177.014 exemplares), ambos da Fiat,  completam os três primeiros lugares.

Top 10 das marcas em 2013:

1º Fiat – 762.950 unidades (21,34%)
2º Volkswagen – 666.707 (18,64%)
3º GM – 649.726 (18,17%)
4º Ford – 335.015 (9,37%)
5º Renault – 236.337 (6,61%)
6º Hyundai – 212.900 (5,95%)
7º Toyota – 176.074 (4,92%)
8º Honda – 139.268 (3,89%)
9º Nissan – 77.830 (2,18%)
10º Citroën – 66.109 (1,85%)

Top 10 dos carros em 2013:

1º Volkswagen Gol – 255.057
2º Fiat Uno – 184.362
3º Fiat Palio – 177.014
4º Ford Fiesta – 136.712
5º Volkswagen Fox/CrossFox – 129.927
6º Fiat Siena – 129.825
7º Fiat Strada – 122.904
8º Chevrolet Onix – 122.333
9º Hyundai HB20 – 122.320
10º Renault Sandero – 102.514


Volkswagen Gol, Fox e Voyage passam a ter três anos de garantia


Foi anunciado nesta última sexta, dia 03 de janeiro, que a Volkswagen aumentou para três anos o prazo da garantia dos modelos Gol, Fox (o que inclui o CrossFox e o SpaceFox) e do Voyage.

Todos estes contavam antes com apenas um ano de garantia. Tal medida vale para os automóveis vendidos pelas concessionária da marca desde o dia 02 de janeiro.

Alguns outros modelos da marca ofereciam o benefício da garantia de três anos, que são o Amarok, CC, Jetta, Passat, o novo Golf e o Tiguan.

Gol.

Fiat mostra Mille 

O site de imprensa da Fiat mostrou a imagem do último modelo fabricado do Mille. O modelo, que foi lançado no Brasil, no ano de 1984, deixou de ter a sua produção no final do ano passado.

Isso aconteceu, pois não foi possível adequá-lo às novas regras, que obrigam a utilização de airbag duplo e freios ABS em todos os veículos produzidos no Brasil, a partir do mês de janeiro de 2014.

A Fiat ainda chegou a lançar uma série limitada, com dois mil exemplares, do Grazie Mille do hatch, para celebrar a história do compacto, que contou com 3,7 milhões de unidades vendidas nos seus quase 30 anos no mercado brasileiro.

Fiat foi a líder de vendas em 2013

A Fiat ficou como líder do mercado de vendas do setor automotivo no Brasil em 2013. Os dados foram divulgados na sexta, dia 03, pela Federação da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

Neste ano que passou, a Fiat contou com 762.950 veículos vendidos, com o correspondente a 21,34% do mercado. A Volkswagen aparece na segunda colocação com 666.707 exemplares e um percentual de 18,64%.

No ranking dos carros, o VW Gol continuou com sua hegemonia e teve 255.057 unidades vendidas, o Uno (184.362 exemplares), e o Palio (177.014 exemplares), ambos da Fiat,  completam os três primeiros lugares.

Top 10 das marcas em 2013:

1º Fiat – 762.950 unidades (21,34%)
2º Volkswagen – 666.707 (18,64%)
3º GM – 649.726 (18,17%)
4º Ford – 335.015 (9,37%)
5º Renault – 236.337 (6,61%)
6º Hyundai – 212.900 (5,95%)
7º Toyota – 176.074 (4,92%)
8º Honda – 139.268 (3,89%)
9º Nissan – 77.830 (2,18%)
10º Citroën – 66.109 (1,85%)

Top 10 dos carros em 2013:

1º Volkswagen Gol – 255.057
2º Fiat Uno – 184.362
3º Fiat Palio – 177.014
4º Ford Fiesta – 136.712
5º Volkswagen Fox/CrossFox – 129.927
6º Fiat Siena – 129.825
7º Fiat Strada – 122.904
8º Chevrolet Onix – 122.333
9º Hyundai HB20 – 122.320
10º Renault Sandero – 102.514


IPI de Carros 1.0 aumentará para 41% até 1° de julho de 2014


Em dezembro, o governo editou o decreto 8.168 no Diário Oficial da União. Tal medida confirma o aumento das alíquotas do imposto sobre os Produtos Industriais (IPI), incidente nos automóveis a partir deste mês de janeiro de 2014, conforme foi previsto por Guido Mantega, ministro da Fazenda.

De acordo com a tabela do decreto, a alíquota para os veículos com até 1 mil cilindradas (1.0) passa a ficar em 33% no dia 01 de janeiro. Essa alíquota permanece até o dia 30 de junho de 2014.

No dia 01 de julho de 2014, o IPI sobre os automóveis 1.0 fica em 37%, número que volta ao patamar anterior aos incentivos do governo para o segmento. Naquela época, a alíquota do IPI para os carros populares chegou a ser de 7%. O Diário Oficial da União aponta que a alíquota voltará a ser de 7% em janeiro de 2018.

Os carros de 1.0 a 1.5 cilindradas passam a ter alíquota do IPI de 39% no dia 01 de janeiro a 30 de junho de 2014. No dia 01 de julho, a alíquota aumenta para 41% e vale até o dia 31 de dezembro de 2017. 

IPI.

Ford F-150 em Detroit

A Ford vai mostrar sua nova caminhonete F-150 2015 em algumas semanas, no Salão do Automóvel de Detroit 2014. A informação foi divulgada pelo site Bloomberg.

Segundo a publicação, algumas fontes próximas da marca afirmam que o modelo chega com um visual do conceito Atlas (foto). O F150 também chegaria com painéis de alumínio na sua carroceria.

Isso faria, provavelmente, que a F-150 ficasse 340 kg mais leve. O propulsor do modelo deverá ser o EcoBoost de 2.7 l, que foi desenvolvido recentemente, o qual será acoplado a uma transmissão automática de 10 velocidades.

Outra novidade também pode ser uma nova tecnologia híbrida disponível no modelo para permitir que a Ford atenda os padrões rigorosos de economia de combustível dos Estados Unidos.

Os boatos dão conta que a montadora já começou a fazer os protótipos e inicia a produção do modelo de ano 2015 no segundo semestre do ano que vem. 


BMW X4 terá lançamento no Salão de Nova Iorque 2014 em Abril


Na próxima edição do Salão de Nova Iorque, que acontece em abril de 2014, uma grande novidade automotiva está confirmada para o evento.

Trata-se do lançamento global do BMW X4. A informação foi divulgada pelo site Autocar. A publicação também aponta que o X6 deve receber o facelift, com previsão de apresentação ao público durante o Salão de Moscou, no mês de agosto.

As versões do modelo M do X5 e do X6 devem chegar no próximo ano, as duas com um motor 4.4 V8 biturbo com 555 cavalos de potência.

Automóveis.

Ford Ecosport é reprovado em teste

Na primeira edição deste ano do teste de Longa Duração, encontramos um dos desmontes dos mais controversos já vistos na história do mesmo. Com 60 mil quilômetros rodados, o Ford Ecosport foi desmontado e reprovado, uma coisa que não ocorria desde o ano de 2009.

A matéria que foi assinada na revista Quatro Rodas pelo editor Péricles Malheiros, aponta vários motivos que prejudicaram o desempenho do SUV neste teste. O T6, utilitário da JAC, também foi testado e ele deve chegar no mercado no segmento das SUVs no final deste ano.

No caso do Mercedes Benz A 45 AMG, o veículo com 360 cavalos de potência tem um motor com quatro cilindros, sendo o mais potente do mundo. O teste também contou com o novo Audi A3 Sedan, que deve ser fabricado no Brasil até 2015.

Clique aqui e confira os testes. 

Som alto dará multa em São Paulo

Em São Paulo, os veículos estacionados em ruas, calçadas particulares e postos de gasolina, e os quais estiverem emitindo sons altos, serão multados na cidade paulista.

A nova regulamentação foi publicada no Diário Oficial do Município nesta terça, dia 31 de dezembro de 2013. Toda a fiscalização será feita por agentes da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), das subprefeituras paulistanas e do Programa de Silêncio Urbano (Psiu).

O limite para os carros será de 50 decibéis no período das 07 às 22 horas e 45 decibéis no período restante. Entre as fontes de som que foram citadas, estão os aparelhos de rádio, televisão, MP3, CD/DVD, celulares, instrumentos musicais, entre outros.

O valor para a atuação é de R$ 1 mil e poderá ser duplicado em caso de reincidência, até o máximo de R$ 4 mil. Se o proprietário do veículo se recusar a abaixar o volume, o carro poderá ser guinchado. 


Ford Ecosport é reprovado em teste de Longa Duração nas ruas


Na primeira edição deste ano do teste de Longa Duração da revista Quatro Rodas, encontramos um dos desmontes dos mais controversos já vistos na história do mesmo. Com 60 mil quilômetros rodados, o Ford Ecosport foi desmontado e reprovado, uma coisa que não ocorria desde o ano de 2009.

A matéria que foi assinada na revista Quatro Rodas pelo editor Péricles Malheiros, aponta vários motivos que prejudicaram o desempenho do SUV neste teste. O T6, utilitário da JAC, também foi testado e ele deve chegar no mercado no segmento das SUVs no final deste ano.

No caso do Mercedes Benz A 45 AMG, o veículo com 360 cavalos de potência tem um motor com quatro cilindros, sendo o mais potente do mundo. O teste também contou com o novo Audi A3 Sedan, que deve ser fabricado no Brasil até 2015.

Clique aqui e confira os testes. 

Automóveis.

Som alto dará multa em São Paulo

Em São Paulo, os veículos estacionados em ruas, calçadas particulares e postos de gasolina, e os quais estiverem emitindo sons altos, serão multados na cidade paulista.

A nova regulamentação foi publicada no Diário Oficial do Município nesta terça, dia 31 de dezembro de 2013. Toda a fiscalização será feita por agentes da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), das subprefeituras paulistanas e do Programa de Silêncio Urbano (Psiu).

O limite para os carros será de 50 decibéis no período das 07 às 22 horas e 45 decibéis no período restante. Entre as fontes de som que foram citadas, estão os aparelhos de rádio, televisão, MP3, CD/DVD, celulares, instrumentos musicais, entre outros.

O valor para a atuação é de R$ 1 mil e poderá ser duplicado em caso de reincidência, até o máximo de R$ 4 mil. Se o proprietário do veículo se recusar a abaixar o volume, o carro poderá ser guinchado.

BMW X4 no Salão de Nova Iorque

Na próxima edição do Salão de Nova Iorque, que acontece em abril de 2014, uma grande novidade automotiva está confirmada para o evento.

Trata-se do lançamento global do BMW X4. A informação foi divulgada pelo site Autocar. A publicação também aponta que o X6 deve receber o facelift, com previsão de apresentação ao público durante o Salão de Moscou, no mês de agosto.

As versões do modelo M do X5 e do X6 devem chegar no próximo ano, as duas com um motor 4.4 V8 biturbo com 555 cavalos de potência. 


Nova Lei multa carros com som alto em São Paulo no valor de R$ 1 mil


Em São Paulo, os veículos estacionados em ruas, calçadas particulares e postos de gasolina, e os quais estiverem emitindo sons altos, serão multados na cidade paulista.

A nova regulamentação foi publicada no Diário Oficial do Município nesta terça, dia 31 de dezembro de 2013. Toda a fiscalização será feita por agentes da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), das subprefeituras paulistanas e do Programa de Silêncio Urbano (Psiu).

O limite para os carros será de 50 decibéis no período das 07 às 22 horas e 45 decibéis no período restante. Entre as fontes de som que foram citadas, estão os aparelhos de rádio, televisão, MP3, CD/DVD, celulares, instrumentos musicais, entre outros.

O valor para a atuação é de R$ 1 mil e poderá ser duplicado em caso de reincidência, até o máximo de R$ 4 mil. Se o proprietário do veículo se recusar a abaixar o volume, o carro poderá ser guinchado.

São Paulo.

BMW X4 no Salão de Nova Iorque

Na próxima edição do Salão de Nova Iorque, que acontece em abril de 2014, uma grande novidade automotiva está confirmada para o evento.

Trata-se do lançamento global do BMW X4. A informação foi divulgada pelo site Autocar. A publicação também aponta que o X6 deve receber o facelift, com previsão de apresentação ao público durante o Salão de Moscou, no mês de agosto.

As versões do modelo M do X5 e do X6 devem chegar no próximo ano, as duas com um motor 4.4 V8 biturbo com 555 cavalos de potência.

Ecosport é reprovado em teste

Na primeira edição deste ano do teste de Longa Duração, encontramos um dos desmontes dos mais controversos já vistos na história do mesmo. Com 60 mil quilômetros rodados, o Ford Ecosport foi desmontado e reprovado, uma coisa que não ocorria desde o ano de 2009.

A matéria que foi assinada na revista Quatro Rodas pelo editor Péricles Malheiros, aponta vários motivos que prejudicaram o desempenho do SUV neste teste. O T6, utilitário da JAC, também foi testado e ele deve chegar no mercado no segmento das SUVs no final deste ano.

No caso do Mercedes Benz A 45 AMG, o veículo com 360 cavalos de potência tem um motor com quatro cilindros, sendo o mais potente do mundo. O teste também contou com o novo Audi A3 Sedan, que deve ser fabricado no Brasil até 2015.

Clique aqui e confira os testes. 


Novo Hyundai Accent 2014 ganha novos itens de série de segurança


Neste mês de novembro, a Hyundai revelou o modelo 2014 do Accent, nas suas variações hatch e sedã.

O destaque do veículo foi a introdução de alguns novos itens de série que são voltados para a segurança, como o quebra-sol deslizante, detector de ponto cego e o sistema triple run de sinalização que é acionado apenas com um toque.

Outro ponto importante é que a versão de entrada teve o sistema de áudio atualizado, com uma nova função de reconhecimento de voz.

Para as versões SE do hatch e Premium do sedã, agora passam a ter novos faróis de LED. Com relação a sua motorização, o modelo Accent 2014 chega com o propulsor 1.6 Gamma, com uma potência de 138 cavalos e 16,9 kgfm de torque.

O seu consumo fica em média de 11,4 km/l na cidade e 16,2 km/l na estrada.

Hyundai Accent.

Novo Ka

A Ford deve apresentar novos detalhes do Novo Ka, que deve promover uma grande inovação na linha de compactos da marca. O seu lançamento está previsto para o primeiro trimestre de 2014.

A probabilidade é que o modelo deve substituir o atual Ka e o Fiesta Rocam. O Novo Ka não contará apenas com uma versão hatch, como vemos na foto, mas um sedã também está nos planos da Ford.

O carro foi visto nos Estados Unidos e deve contar com o mesmo design do hatch até em suas portas de trás. O seu terceiro volume terá uma leve elevação, com um provável porta-malas mais amplo.

O hatch e o sedã do Novo Ka terão a sua fabricação na planta de Camaçari, na Bahia. Os modelos devem chegar com motores 1.0 de três cilindros e doze válvulas com 80 cavalos de potência, e um propulsor de 1.5 16V (do New Fiesta), com 111 cavalos de potência.

O Novo Ka chega com o intuito de aposentar o Fiesta Rocam Sedan e a sua venda deve começar no segundo semestre, com apresentação oficial no Salão do Automóvel de 2014, em São Paulo.  


Governo lança programa Inovar-Autopeças


Carros.Em setembro, o governo federal deve lançar o programa Inovar-Autopeças. Segundo o site da Agência Estado, ele será voltado para estimular o setor com a intenção de modernizar a produção nacional e diminuir a importação.

Para que isso acontece, deve haver algumas diretrizes para serem seguidas, as quais são:

rastreabilidade de componentes (checar o que pode ser produzido aqui ou terá de ser importado), implementação de arranjos produtivos locais (APL) em oito Estados, financiamento feito pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), suporte aos projetos dado pelo Fundo de Financiamento de Estudos e Projetos da Agência Brasileira de Inovação (Finep) e participação do Inmetro no desenvolvimento dos componentes.
O presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Luiz Moan, confirmou que a entidade junto ao Sindipeças fizeram um acordo sobre a necessidade de registro eletrônico das informações, para assim facilitar o processo.

Novo Focus Sedan

Nesta quarta, dia 28 de agosto, foi apresentado pela Ford o novo Focus Sedan. O modelo chega com um motor Duratec 2.0 Flex, sendo o primeiro flex com injeção direta de combustível.

Ele também conta com alta taxa de compressão, 16 válvulas e bloco, quatro cilindros em linha, cabeçote e cárter feitos em alumínio.

O novo Focus terá uma potência de 178 cavalos movido a etanol a 6000 rpm e 22,4 mkgf a 4500 rpm. O sedan contará também com um comando duplo variável de admissão e escape com controles independentes.

A validade deste propulsor é de mais de 240 mil quilômetros. O evento de lançamento do Ford Focus Sedan será aberto ao público entre os dias 29 de agosto e 01 de setembro, na Bienal do Parque do Ibirapuera, em São Paulo.

Os modelos vem com seis airbags, controles de estabilidade e de tração, câmbio automático de dupla embreagem, entre outros. 


Citroën – Vídeo teaser do conceito Cactus


Citroën.Foi revelado recentemente pela Citroën em uma foto e um vídeo para uma das suas grandes atrações para o Salão de Frankfurt 2013.

Trata-se do Cactus Concept. Mesmo sem uma informação oficial do modelo revelada, é possível notar que ele contará com uma estrutura em formato de bolsa em seu para-choques.

Ela é aparentemente recheada de ar, o que serve para absorver melhor os eventuais impactos. Maiores detalhes sobre o Cactus da Citroën vão ser revelados no dia 05 de setembro, quando o veículo será apresentado virtualmente.

Volvo mostra XC90 em teaser

A Volvo mostrou um teaser com imagens do próximo XC90. Segundo a montadora, mesmo "o novo XC90 seja um tipo totalmente diferente de carro, você vai reconhecer a conexão instantaneamente quando ele for revelado no próximo ano."

A conexão entre este modelo e o Concept Coupe, recentemente revelado pela marca, são notórias.

Tais conexões serão vistas nos elementos de iluminação, que traz uma forma de uma longa letra T na horizontal nos faróis.

Outros pontos que também são notáveis entre os modelos são as entradas de ar e a dianteira mais angular.

As imagens foram divulgadas pelo site da Suécia Feber.sr, apontam que as novas lanternas traseiras e o design interno do XC90 também contarão com elementos que podemos ver no Concept Coupe.

No caso do Concept Coupe, a Volvo o estreará no Salão de Frankfurt. Já o XC90 deve aparecer, de acordo com rumores, apenas em 2014.


Fiat Strada 2014 – Modelo é reestilizado e ganha terceira porta


Fiat.A Fiat não apresentará ainda uma nova geração para a Strada. Porém, o automóvel contará com algumas mudanças um tanto quanto mais profundas no modelo.

No lugar de uma modesta resstilização do carro, a picape contará com uma traseira totalmente nova.

Nela, a Strada contará com lanternas menores, as quais não invadirão mais a tampa da caçamba, e serão também mais espichadas.

No caso das caçambas, as laterais serão maiores, o que permite armazenar um maior volume de carga.

O grande destaque desta nova reestilização da Strada é que: as versões com cabine dupla serão vendidas com uma terceira porta, que fica posicionada do lado direito do veículo.

A abertura desta porta será no sentido invertido ao convencional e poderá ser feita apenas quando a porta do passageiro estiver aberta.

Inédita no segmento das picapes, pessoas tanto da Fiat como fora da empresa, chamam a versão de “Strada Veloster”.

No campo dos motores, não haverá alterações muito significativas. De acordo com o site Autossegredos, na versão Working, o motor anterior Fire 1.4, sai para entrar o 1.4 EVO, que consta no Uno, Palio e 500.

O propulsor 1.6 E.TorQ chega no Trekking e o 1.8 E.torQ será equipado para as versões Adventure, com câmbio Dualogic sendo opcional.

De acordo com as fotos da Quatro Rodas, a Strada foi vista sem muita camuflagem, o que dá para indícios que a versão está nos seus testes finais.

Ela pode estrear no mercado ainda em 2013, até por a Strada é um dos raros modelos da Fiat que não tem linha 2014. 

Fiat - Foto Quatro Rodas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fiat - Foto Quatro Rodas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fiat - Foto Quatro Rodas.


Novo asfalto reduz 45% da poluição gerada pelos automóveis


Pesquisadores holandeses descobriram um invento fantástico. Um asfalto que consegue reduzir em 45% a poluição que os automóveis geram em um ano. A pesquisa já é comemorada e despertou interesse de países altamente industrializados, tais como China, Holanda, Estados Unidos e África do Sul, que observam nesse experimento a oportunidade de reduzir custos da saúde pública de forma simples e fácil.

A princípio, o novo asfalto sairá cerca de 50% mais caro que o asfalto convencional que já é utilizado no mercado. No entanto este valor é significativamente pequeno se comparado aos altos investimentos que os Estados fazem na saúde para aliviar o problema que a poluição causa nas pessoas.

Basicamente o asfalto ganha propriedades semelhantes a de um filtro após ser pulverizado sobre ele uma mistura química a base de óxido de titânio. Este tem a capacidade de converter substâncias nocivas em inofensivas, inclusive aquelas que atuam no processo de aquecimento global. 

Em um futuro não muito distante será possível diminuir consideravelmente o aquecimento global, como também diversas doenças respiratórias podem deixar de existir simplesmente alterando a composição de algo que está presente maciçamente em todas as grandes cidades, que é o asfalto.

Por Fernando Setoue