Audi A1 2015 reestilizado traz novidades na parte mecânica


Impulsionada pelos bons resultados que vem obtendo, a Audi não para de apresentar novidades. Dessa vez, após a divulgar a reestilização do SUV Q3 há alguns dias, a marca alemã apresentou seu compacto A1 na versão 2015.

A primeira renovação do compacto da Audi, que foi lançado em 2010, trouxe mais modificações técnicas e de desempenho, tendo em vista que o modelo contará com uma nova gama de motores, do que estéticas. A principal novidade fica por conta do novo motor três cilindros da Audi. 

Esteticamente, por ter um visual moderno e que carrega as características dos atuais carros da montadora, não houve grandes modificações. Além da grade levemente alterada, o Audi A1 2015 conta com para-choques remodelados com vinco mais expressivos, faróis dianteiros mais modernos e com linhas mais retas, novos faróis de neblina e nova disposição das lanternas traseiras.

Se na parte externa as modificações foram muito singelas, no interior as mudanças foram ainda mais sutis. Além de novas opções de personalização da cabine, o grande destaque fica por conta para a nova versão da central de entretenimento MMI com tela retrátil. 

Todavia, as maiores novidades do Audi A1 reestilizado está mesmo no quesito mecânico. A marca alemã promoveu melhorias na dirigibilidade do veículo, com a adoção de um novo sistema de direção eletromecânica, além da nova suspensão adaptativa, equipamento oferecido opcionalmente pela Audi. Segundo a fabricante, com esses ajustes o rodar do A1 ficou mais confortável e firme, quando comparado à versão anterior do carro. 

Já a gama de motores ganhou duas inéditas opções: os novos motores três cilindros 1.0 TFSI a gasolina e o 1.4 TDI a diesel. Além dos já conhecidos propulsores a gasolina que passaram por melhorias (1.4 TSI, que deixa de entregar 122 cv para oferecer 125 cv de potência e que ainda possui uma configuração de 150 cv, bem como o 1.8 TFSI com 192 cv, que anteriormente entregava 182 cv), agora o Audi A1 pode ser equipado com o novo bloco três cilindros turbo 1.0, que é capaz de gerar 95 cv, com autonomia de 23,2 km/L de gasolina e emissão de 99g/km de CO2.

Voltado mais para o mercado europeu, além da opção 1.6 TDI com 116 cv, a novidade para os motores a diesel fica por conta do novo propulsor três cilindros 1.4 TSI com 90 cv de potência, autonomia média de 29,4 km/L de diesel e emissão de 89g/km de CO2 

Por Caio Polo

Audi A1 2015

Audi A1 2015

Audi A1 2015

Fotos: Divulgação