Recall Subaru Outback, Tribeca e Legacy Sedan – Problema no Airbag


Montadora anuncia seu segundo recall no Brasil. Chamado atinge modelos fabricados entre 2004 e 2008.

A montadora Subaru fez, na última quinta-feira, dia 28 de julho, o pronunciamento de uma convocação para seu segundo recall no Brasil, por motivo de airbags mortais, os quais são fabricados pela empresa japonesa Takata. Desta vez foram convocados os modelos Outback, Tribeca e Legacy Sedan, que foram fabricados entre os anos de 2004 e 2008.

Os chassis envolvidos neste recall são os seguintes:

  • Modelo Subaru Outback 2.5 de 2004 a 2006: De 4G015236 a 6G047605.
  • Modelo Subaru Legacy Sedan 3.0 de 2005 a 2009: De 5G010047 a 9G053179.
  • Modelo Subaru Tribeca de 2008 a 2009: De 8S017879 a 9S025642.
  • Modelo Subaru Outback 3.6 de 2004 a 2009: De 4G015247 a 9G121036.

O caso que ficou conhecido como airbags mortais veio a público a 3 anos atrás e foi considerado o maior recall da história, que acabou envolvendo cerca de 50 milhões de veículos ao redor do mundo e está relacionado no mínimo com 14 mortes no exterior.

A falha no dispositivo desenvolvido pela empresa japonesa Takata atira partes metálicas contra os ocupantes do veículo, quando o airbag é acionado, possibilitando assim, graves ferimentos nos passageiros.

A empresa Takata fez o pronunciamento no mês de maio, que mais de 40 milhões de veículos foram convocados para recall no mundo todo, agora tendo como foco no airbag localizado do lado do passageiro e não no lado do motorista, como era anteriormente.

De acordo com informações da fabricante, os 854 proprietários dos veículos citados acima devem entrar em contato com a empresa por intermédio do telefone 0800 7702011 (ligação gratuita), para que seja agendado o reparo gratuito do dispositivo dianteiro do lado do passageiro.

Entretanto, o conjunto novo da bolsa para que seja trocado só será disponibilizado a partir do dia 5 de dezembro de 2016 e então serão iniciados os consertos de forma efetiva.

Até a referida data, o grupo Caoa, que é a representando da Subaru no Brasil, recomenda que ao transportar pessoas não seja utilizado o banco dianteiro do passageiro.

No mês de julho do ano passado, os veículos Sport Wagon e Impreza WRX Sedan, produzidos entre os anos de 2004 e 2007, também sofreram recall pelo mesmo motivo.

FILIPE R SILVA


Recall mundial da Takata já passa de 63 milhões de Airbags


Na última quarta-feira o National Traffic Highway Safety Administration (NHTSA, órgão norte-americano que regulamenta o setor de transportes) decidiu ampliar a quantidade de airbags que foram fabricados pela empresa japonesa Takata e que precisam ser trocados por motivos de segurança. De acordo com o comunicado divulgado a estimativa da agência é que algo em torno de 35 milhões e 40 milhões de airbags deverão ser incluídos naquele que até o momento já era tido como o maior recall da história.

Antes do comunicado a Takata teria que fazer a substituição de 28,8 milhões de airbags. Agora os números poderão oscilar entre 63,8 milhões e 68,8 milhões de unidades.

Mesmo assim, os carros que foram afetados pelo problema não foram listados para a divulgação.

Esse número absurdo de airbags está sendo considerado perigoso devido ao fato de terem sido feitos de nitrato de amônia e para completar não possuem a aplicação de um produto químico responsável por diminuir o teor de umidade na bolsa de segurança. De acordo com as informações dadas pelo NHTSA as alterações na temperatura externa bem como a exposição à umidade do ar podem acarretar o rompimento do módulo responsável por inflar o airbag. O problema pode acontecer principalmente em modelos de carros mais antigos. Caso o rompimento aconteça os passageiros poderão ser atingidos por estilhaços de metal.

Nos Estados Unidos as autoridades afirmaram que os defeitos apresentados nos airbags da empresa japonesa já foram responsáveis pela morte de dez pessoas sendo que mais de 100 acabaram feridas.

O megarecall será efetuado em cinco fases. A informação é de que os trabalhos comecem já este mês e sigam até o mês de dezembro de 2019.

Além deste ser o maior recall da história o NHTSA ressalta que tem como objetivo reparar 100% dos carros prejudicados. Para isso a ajuda não deverá vir apenas da empresa japonesa como também das montadoras e da população em geral.

Mesmo atingindo tantos carros ao redor do mundo este megarecall pode não estar próximo do fim como se tem pensado. O órgão segue ainda realizando estudos nos dispositivos feitos com nitrato de amônia e um produto químico para controle da umidade para a verificação se é de fato seguro ou não os processos que estão sendo adotados.

Por Denisson Soares


Recall Honda Civic, CR-V e Accord – Problemas nos airbags


A Honda, montadora japonesa, anunciou nesta quarta-feira, 3 de setembro de 2014, recall de três de seus modelos, o Civic, o CR-V e o Accord.

Segundo a marca o motivo são os airbags, que por conta de um defeito de fabricação correm o risco de, quando acionados, explodir o insuflador, fazendo com que metais do seu mecanismo interno sejam projetados dentro do veículo, o que pode causar lesões graves, incêndios e até a morte dos ocupantes.

A montadora anunciou que são 5.573 carros dos três modelos da marca que devem comparecer a uma concessionária para realizar os reparos, a partir do dia 12 de setembro.

Foram convocados os proprietários de automóveis Civic, fabricados entre 2011 e 2014. Os chassis são:

  • Modelo 2012: 200001 a 400051;
  • Modelo 2013: 201449 a 226272;
  • Modelo 2014: 100157 a 186692;
  • Modelo 2015: 200140 a 207030.

Os proprietários do modelo CR-V devem ficar atentos aos chassis 500020 a 505704. Já os de modelo Accord são os fabricados entre 2002 e 2003, de chassis entre 500001 e 500245.

Caso o cliente fique com dúvida se seu veículo está ou não entre os convocados para o recall a Honda recomenda que entre em contato com a empresa através do site (www.honda.com.br) ou do telefone 0800-701-3432, em horário comercial.

Há dois meses a Honda havia realizado um recall, pelo mesmo problema, para os modelos Civic e CR-V.

A Honda está realizando recall também em outros países, por conta do mesmo problema com o airbag. A marca Takata, não se pronunciou sobre o assunto, mas tem apresentado problemas para diversas montadoras, como a Toyota, a BMW e a GM, que também precisaram convocar recall por conta dos airbags.

Apesar do grande número de veículos no mundo todo que apresentaram esse problema, a Honda afirma que não houve nenhum acidente. A montadora percebeu o problema depois que a GM convocou um recall e notou-se que a fabricante do airbag era a mesma.

Por Joana Junqueira borges

Honda

Foto: Divulgação


Carros novos sem airbag e ABS ainda podem ser encontrados


A pouco mais de um mês após entrar em vigor a lei que torna obrigatório que todos os carros vendidos no Brasil tem airbag duplo e freios ABS ainda é possível encontrar diversas concessionárias que ainda contam no estoque com unidades do ano anterior que não possuem esses equipamentos.

De qualquer maneira o número de carros oferecido é relativamente pequeno. Outro detalhe é que em muitos casos os descontos oferecidos pelas concessionárias não são muito bons chegando a não compensar o fechamento do negócio na aquisição. Acrescente a isso o fato de que esses modelos tem um índice de desvalorização bem maior e claro a segurança também conta.

De acordo com as algumas informações levantadas em concessionárias Valence, da Renault, ainda permanece no estoque 44 modelos do Clio. Os preços dos carros variam entre R$23,9 mil e R$29,9 mil conforme os opcionais.

A Fiat por sua vez, ainda tem algumas unidades do Uno Mille, o modelo, vale lembrar teve sua fabricação suspensa no final do ano passado. A Grazie, série de despedida do modelo que conta entre outras coisas com quatro portas, direção hidráulica, ar-condicionado e vidros/travas elétricas teve o preço de venda reduzido de R$31,9 mil para R$30.350.

Na Tecar, a última unidade do Uno Mille Way de duas portas, kit visibilidade e pintura metálica estava sendo negociado a R$23.990. Na mesma loja o Palio Fire com direção hidráulica, quatro portas, airbag/ABS 2013/2014 estava sendo comercializado por R$27.390.

Em relação à Ford as informações apresentadas é de que o estoque de Ka foi zerado. Ressaltando que o modelo saiu de linha também no final do ano passado. O mesmo é aplicado para o Fiesta Rocam sem airbag e ABS e o Volkswagen Gol G4 que cedeu seu lugar para Up!.

Outro fato interessante é que algumas concessionárias ainda trabalham com alguns modelos de carros faturados no ano passado o que quer dizer que os mesmos estão sendo vendidos sem o reajuste causado pela alta do IPI.

Fonte Vrum

Por Denisson Soares


Ford Explorer – Novo modelo traz cinto de segurança com airbag no banco traseiro


Airbag no banco traseiroCom sua inauguração no ano de 2011, a geração renovada do modelo SUV Explorer ganhou recentemente um novo elemento. O carro, agora, apresenta cinto de segurança do banco de trás com sistema de airbag. Conceito da Ford, essa tecnologia está começando a ser disseminada nos veículos da empresa.

Este tipo de cinto já se faz presente nos modelos Flex e Taurus, além de ter acabado de chegar à gama do ano de 2014 referente ao Fusion comercializado nos EUA.

De acordo com a explicação da empresa, o novo elemento minimiza impactos na região do pescoço e da cabeça, fora a prevenção de possíveis ferimentos no tórax do passageiro que fica no banco traseiro. A tecnologia visa proteger a saúde de idosos e crianças.

Srinivasan Sundararajan, que é o Líder Técnico de Segurança do departamento de Engenharia e Pesquisa  Avançada da marca, afirma que a tecnologia do dispositivo tem a função de um cinto de segurança tradicional para situações corriqueiras, mas, em caso de acidente iminente, são acionados sensores que inflam o airbag automaticamente por meio de um gás comprimido, dessa forma protegendo o passageiro.

Por Marcelo Araújo


Recall Chrysler 300C – Falha no sistema de airbag dianteiro


A Chrysler do Brasil convocou, através de um informativo oficial em seu website, os proprietários dos modelos sedan 300C 2011/2012 para um recall geral. A necessidade se dá por conta de uma falha técnica no sistema de airbag dianteiro. Segundo os dados da montadora, o recall deve ser realizado em 395 unidades do modelo.

A manutenção a qual o recall se refere é a troca dos conectores do circuito de airbags dianteiros, que apresentam uma pequena folga em seus contatos. Por conta dessa irregularidade, os airbags podem não funcionar, caso sejam solicitados.  

Visando proteger os seus clientes – que estão expostos em caso de acidentes – a montadora solicita o comparecimento a alguma das unidades Chrysler, para a referida manutenção, mediante agendamento prévio.

A montadora frisa e afirma que tal procedimento não gerará custos aos proprietários. Todo o processo será realizado gratuitamente pela Chrysler do Brasil. O tempo máximo para a troca dos conectores é de 1 hora.

Informações adicionais sobre o recall do sedan 300C podem ser obtidas através do site www.chrysler.com.br/#!recall ou ainda através do telefone 0800 7037130, com ligação gratuita.

Por Tatiane de Andrade Matos


Recall Toyota Corolla – Problema no airbag


O Corolla terá recall com mais de 28 mil unidades que começará no dia 25 de abril, inclusive as versões XEi e SEG fabricados em 31 de maio de 2002 até 6 agosto de 2006. Essa verificação faz parte do recall mundial por um problema no airbag de 3,39 milhões de carros.

Os airbags foram produzidos por um mesmo fornecedor japonês e então foi convocado o recall, pois houve falha no sistema que é responsável pelo acionamento do airbag, essa falha faz com que a bolsa não abra corretamente.

No Brasil a Toyota alerta que o airbag que está com defeito é a do banco dianteiro de passageiro e pode  causar possíveis danos materiais e lesões físicas ao ocupante desse banco. É recomendável que esse banco não seja utilizado até iniciar as verificações.

No chamado, os chassis não são sequenciais e têm um código alfanumérico 9BR53, os últimos dígitos do chassi são entre 8500004 e 8530349.

Os proprietários desses veículos devem agendar um atendimento para serem avaliados nos endereços e telefones disponíveis no site oficial da Toyota.

Se constar defeito na bolsa do airbag, o dispositivo será desativado e depois de 60 dias será substituído.

Por Mariana Rodrigues


Novo sistema de Airbags – Chevrolet 2013


A Chevrolet acaba de lançar um novo sistema de airbags que vai tornar ainda mais seguro e confortável dirigir os modelos de carro da GM, uma tecnologia que vai dar a você ainda mais tranqüilidade na hora de comprar seu carro 0 Km. O novo sistema funciona assim: um sistema de ventilação flexível é programado para  inflar a bolsa na medida exata para proteger o motorista e passageiro de pequenos e altos impactos.

Isso significa que vai ter mais segurança precisa para você que pega muitas estradas para usar seu carro da GM, seja para passeio, seja para trabalho. Um carro que já está com esta tecnologia disponível é Cruze da Chevrolet 2013, que promete, além de um designer inovador, também dá muita estabilidade e conforto para quem se propõe a ter um.

Além desta novidade que vai deixar seu Cruze 2013 ainda mais seguro, este carro também virá com bancos de couro, ar condicionado, injeção eletrônica, freios ABS, direção hidráulica, motor flex e toda a comodidade de que você precisa para estar bem satisfeito com seu carro novo. O valor deste carro, já com o novo sistema de airbag está entre R$ 62.000 e R$ 79.000, a depender da quantidade de opcionais que você desejar.

Por Michele de Oliveira


Recall New Fiesta – Problemas no sistema de airbag lateral


De acordo com agência de notícias online do Estadão, a Ford iniciou nesta terça-feira (23/10) um recall para os modelos New Fiesta que foram fabricados entre 2011 e 2013, e que  tenham sistema de airbag lateral, em forma de cortina.

Conforme informado pela assessoria de imprensa da montadora, há necessidade de atualização do programa responsável pelo acionamento do dispositivo que infla a bolsa de ar, pois em casos de impacto lateral o passageiro do banco traseiro corre o risco de não contar com esta proteção se o banco dianteiro estiver desocupado. 

Como a falha pode causar algum tipo de lesão, o recall é de extrema importância e, sendo assim, a empresa tem utilizado diversos canais de comunicação com os clientes, inclusive um SAC 0800-7033673, para fornecer todas as informações necessárias.

O incidente parece não abalar o ânimo da Ford, que aproveita o Salão do Automóvel que terá início em 24/10, na capital paulista, para lançar seu novo EcoSport, utilizando-se de todo prestígio conquistado na área dos utilitários.

Também procura blindar a imagem do New Fiesta, reforçando a notícia de que foi comprovada a economia de combustível deste carro, que realiza 46,25 km/l,  e lhe garantiu destaque na maratona da economia promovida pela Shell, no Reino Unido.

Por Stefania Cardoso


Chevrolet Classic – Novas versões com freios ABS e airbags


A partir de 2014 todos os carros que tiverem registro no Brasil devrão ter freios ABS e airbags obrigatoriamente, conforme regras impostas há pouco tempo pelo governo. E por isso, o Classic da Chevrolet já foi readequado com os itens de segurança exigidos e já foi liberado pela fabricante.

O Classic está no mercado desde o ano de 1995, mas de início foi chamado de Corsa Sedan. Atualmente existem algumas versões diferentes deste carro no mercado, sendo que todas têm acabamento único de modelo LS, porém com oito variantes em questão de configurações.

A primeira das variantes – ou versões – existentes é a que tem menos “apetrechos” e chama-se R6R, ela tem apenas componentes básicos em sua configuração, como preparação para rádio e som, limpador e desembaçador no vidro da parte de trás, ar quente e protetor para o cárter. O preço inicial da versão R6R é de R$ 25.786.

Com a legislação atual, foram disponibilizadas mais três variantes com os solicitados airbags: uma é a PDC, que possui direção hidráulica e sai pelo preço inicial de R$ 26.958; a segunda é a PDE, que vem equipada com ar condicionado e custa R$ 29.428; e por fim a PDA, que tem inclusos os freios ABS e sai pelo valor de R$ 30.620

Por Guilherme Marcon


TRW Automotive cria Novo Airbag de Teto


Um novo tipo de airbag poderá estar disponível no mercado automobilístico em breve. Trata-se de um airbag de teto, que vem sendo desenvolvido pela empresa TRW Automotive, há aproximadamente dois anos.

Segundo a companhia, o novo sistema, que é instalado no teto do veículo, teve um excelente desempenho de retenção de impactos, diminuindo os riscos de lesões nos ocupantes. Além disso, ele contribui para uma melhor utilização do espaço interno do carro, pois não necessita de um compartimento específico para ser guardado.

Os airbags frontais convencionais são instalados, em sua maioria, no painel de instrumentos dos veículos ou nos volantes, tomando conta de um espaço que poderia ser de outros equipamentos. Com a novidade, este espaço poderia ser utilizado de outra forma, já que uma única bolsa de ar, instalada no teto, serviria para proteger os passageiros e o motorista. Por isso mesmo, a TRW informa que o novo dispositivo é mais barato que os tradicionais e é compatível com uma boa parte das carrocerias atuais.

A empresa revelou também ser parceira de uma montadora europeia no desenvolvimento do projeto.

A previsão é de que a nova tecnologia esteja disponível a partir de 2014.

Fonte: Inside Line

Por André Gonçalves


Land Rover – Recall para modelo Freelander 2


Os proprietários do Freelander 2, da Land Rover, devem ficar atentos ao chamado que está sendo realizado pela fabricante para verificar uma possível falha no airbag do motorista. O problema que pode ocorrer é uma avariação elétrica no sistema de airbag, que faz com que a luz de advertência do equipamento fique acesa e que, em um acidente, o item de segurança não funcione. A Land Rover do Brasil informa que fará uma verificação e caso seja detectada a falha, irá instalar um espaçador no conector do airbag para eliminar o problema.

O chamado é para 2.098 unidades do utilitário esportivo, que têm os números de chassi Modelos 2010 – SALFA2BA2AH174205 a SALFA2BA1AH214189; Modelos 2011 – SALFA2BA2BH206104 a SALFA2BD7BH204181. A fabricante não informou o prazo para o término da campanha.

Outras informações estão disponíveis no site www.landrover.com.br e no telefone 0800-012-2733.

Por André Gonçalves


Airbag e Cinto de Segurança – Funcionalidade em conjunto


Um airbag de um veículo ao ser ativado leva 30 milésimos de segundo para inflar, numa velocidade de 300k/h. Mas, não é qualquer colisão que vai acionar o dispositivo. Isto vai depender de como ocorre a desaceleração do veículo no momento do impacto, além da densidade dos objetos e demais veículos envolvidos na colisão.

O airbag na verdade funciona como um complemento do cinto de segurança, e sua ativação também depende do ângulo de colisão. Muitas vezes, apenas o cinto de segurança já é suficiente, por isto o airbag não é acionado pelo veículo.

E é importante que os ocupantes do automóvel não deixem de usar o cinto de segurança, por acharem que apenas o airbag irá protegê-los. Na verdade, isto irá aumentar a gravidade do acidente, visto que o sistema das bolsas de proteção tem a proporção de sua abertura calculada levando em conta a proteção oferecida pelo cinto.

Por Elizabeth Preático

Fonte: G1