Land Rover Discovery Sport 2020 – O Que Muda e Novidades


Confira aqui as principais novidades presentes no Novo Land Rover Discovery Sport 2020.

Depois de alguns meses em período de testes, o novo modelo Land Rover Discovery Sport, vazado em novo estilo, foi lançado na Europa.

A britânica produtora de luxuosos automóveis permitiu a divulgação das incipientes imagens e dados técnicos sobre o novo SUV, cujo comércio já iniciou no Velho Continente, estando disponível por valores a partir do cômputo de 31.575 libras (em torno de 162.573 reais no Brasil). Entretanto, não há uma data específica para a chegada deste veículo em território brasileiro, embora os modelos anteriores sejam produzidos na sede da empresa situada em Itatiaia, Estado do Rio de Janeiro.

A sua ficha técnica apresenta os seguintes itens:

Está munido de faróis inteiramente redesenhados, um tanto descaracterizados do estilo interno, cujo design é mais arredondado, sendo, nesta edição, duplos, de modo a fazer compensar a retirada dos faróis para neblina, sempre instalado sobre para-choque. Esta mudança foi operada sobre as lanternas, sendo que a luz vermelha está, agora, no contorno de cada peça. O padrão da empresa é a utilização de luz full-LED.

Seguindo das especificações:

Está munido de atualizados sistemas de segurança. A lista abrange o dispositivo ClearSight Ground View, a qual apresenta a imagem da parte de baixo do veículo; está munido de novo retrovisor, suplementado de uma tela em HD com função de apresentar a imagem da lente da câmera de ré, em um ângulo que chega a 50°, proporcionando melhor e mais ampla visibilidade, mesmo nas condições de baixa luminosidade no ambiente ou em dias de chuva. Está aparelhado do sistema frenagem autônomo, para situações de emergência, de um assistente de permanência nas faixas, entre outros atributos.

Os especialistas explicam que o novo design do Jaguar Land Rover foi necessário para estruturar as medidas deste Discovery Sport. A ficha de suas dimensões externas é a seguinte: São 4,597 metros no comprimento; são 1,727 metros na altura e mais 2,173 metros para a largura. A sua estrutura de entre eixos foi mantida, ou seja, está em 2,741 metros. O vão livre está em 212 mm, tornando mais vantajosa a presença do ângulo de ataque em 25° e a saída em 30°. No geral, as alterações foram mínimas, em relação aos modelos anteriores.

Na parte interna:

Internamente o veículo está modificado em relação aos modelos anteriores, e, segundo os especialistas, está mais confortável. A terceira fileira dos assentos está vazada em nova configuração, para maior conforto dos passageiros, os assentos da segunda fileira estão, nesta edição, divididos segundo a escala 40 – 20 – 40.

O novo porta-malas tem capacidade para 1.179 litros, dentro da escala que vai do fundo ao teto; o tanque de combustível foi ampliado de 54 litros para 65 litros, de capacidade.

A princípio, o new Discovery Sport está sendo comercializado em três alternativas de motores. A versão mais básica está munida de 2.0 turbo-diesel de 150 CV, com desempenho de 2.800 RPM, acrescido de 38,7 KGFM em torque, que entrega potência entre 1.750 e 2.750 RPM, operando via transmissão manual de seis marchas, ou por meio da caixa automática de nove posições.

Com relação ao motor 2.0 Ingenium, de tipo turbo em quatro cilindros, os especialistas adiantam a informação de que ele estará aparelhando duas configurações:

A que apresenta potência de 200 CV em 5.500 RPM e mais 32,6 KGFM. A outra configuração apresenta potência que gera 250 CV em 5.500 RPM e mais 37,2 KGFM. A única exceção é a versão manual, sendo a demais variantes equipadas de sistema híbrido-leve em 48 V, com capacidade de desligar seu motor enquanto o veículo estiver abaixo dos 17 km/h e o condutor o estiver freando.

Paulo Henrique dos Santos


McLaren GT 2020 – Lançamento e Novidades


Confira aqui mais detalhes sobre a nova McLaren GT 2020.

O McLaren GT pretende mudar o conceito de carro esportivo de uma forma ousada. Ele surpreende em sua construção, sem perder a essência que tornou a marca conhecida ao longo dos anos, para a alegria daqueles que são sedentos por veículos velozes e de visual moderno. Ele terá um preço equivalente aos R$ 840 mil nos Estados Unidos e espera-se que chegue ao Brasil em breve, com um valor na faixa dos R$ 2,2 milhões. Confira no texto de hoje quais são as especificações desse carro.

Sobre o conceito que levou à criação do McLaren GT

De fato, podemos afirmar, sem sombra de dúvidas, que o McLaren GT veio para inovar bastante o que conhecemos em relação ao conceito de grand tourers. A construção dele é muito leve e, por trás disso e do visual esportivo, há um motor V8 biturbo e um espaço interno que é extremamente amplo, unindo o melhor de vários mundos em apenas um veículo: alta performance, comodidade e, claro, um projeto de altíssima classe.

A ideia por trás do desenvolvimento de um veículo como o McLaren GT, aliás, é exatamente essa: unir não apenas características que pareciam diversas, mas também públicos distintos, na criação de interesse pelo mesmo carro. A marca procura pessoas que têm o objetivo de adquirir um esportivo que possua elevado desempenho e seja, ao mesmo tempo, confortável no que se trata da realização de viagens feitas por longas distâncias, além daqueles que priorizam um desses aspectos. Para isso, a McLaren queria que ele fosse mais leve e mais rápido.

Características do McLaren GT

O McLaren GT foi construído para ser um carro bastante durável, com a sua estrutura monocoque feita em fibra de carbono. Isso possibilitou que, mesmo sendo um carro no qual é possível afirmar que sobra robustez, ele ainda é bem tem um peso bem leve em seu segmento: apenas 1.530 kg. O porta-malas conta com um valor total de 420 litros de espaço para a realização do transporte de bagagens. Se somar com o compartimento dianteiro, o número total de litros para levar bagagens chega a 570!

Com a quantidade reduzida de ruído na cabine do McLaren GT, que acontece graças ao uso de coxins especiais, ele apresenta um ótimo aspecto de um veículo de uso diário… mas não se engane, afinal, estamos falando de um carro da McLaren! O motor dele tem incríveis 628 cv e 64,2 kgfm de torque entre 5.500 e 6.500 rpm!

O carro ainda conta com transmissão automatizada, que é de embreagem dupla e de 7 marchas, ele chega a 100 km/h em um tempo extremamente curto, de apenas 3,2 segundos! Isso permite que ele consiga entregar mais de 95% do torque máximo em uma faixa entre 3.000 e 7.250 rpm, dessa forma, tenha sempre força para ultrapassagens, independentemente da velocidade.

Para tornar o conjunto da obra ainda mais estável, o McLaren GT usa um sistema que é chamado de Optional Control Theory, que é usado também em outro veículo da marca, o 720S. Ele utiliza sensores que antecipam características do piso que está à frente do veículo, com ajuste de amortecedores em apenas dois milissegundos. Há também um seletor para escolher entre três opções de modo de condução: Comfort, Sport e Track.

O que achou dessa novidade fora de série sobre o McLaren GT, curtiu? Então, não deixe de compartilhar com aqueles seus amigos que são loucos por carros velozes. Eles vão se surpreender com o que esse veículo fantástico é capaz de oferecer, mostrando porque os carros da McLaren continuam sendo um sonho de consumo para muitas pessoas nos mais diversos lugares do mundo.

Ricardo R.


Novo Renault Kwid Outsider 2020 – Novidades e Preço


Confira aqui mais informações sobre o novo Renault Kwid Outsider 2020.

A montadora francesa Renault vem investindo na criação de carros mais urbanos e também a empresa vem “pinçando” características de outros automóveis. Essa é a ideia que norteia o projeto do novo Renault Kwid Outsider versão 2020. Esse veículo está sendo classificado como um “SUV menor” e excelente para perímetros mais urbanos. No texto de hoje, vamos abordar os principais assuntos referentes a esse carro. Mas, de antemão podemos adiantar que ele tem um preço excelente e que também é o modelo perfeito para muitos brasileiros por apresentar as especificidades que possui. Confira os principais dado do Kwid Outsider abaixo.

As qualificações do design externo e interno do Renault Kwid Outsider ano 2020

A designação de “SUV menor” é bem propícia ao Kwid Outsider da Renault. Uma vez que esse veículo tem uma altura até considerável, mas não é um carro que conta com um comprimento tão considerável assim. Na parte da frente desse novo automóvel da montadora francesa, você consegue perceber que a grade frontal foi moldada a partir de uma estrutura mais estreita nas pontas e a parte centralizada é maior. Além disso, as grades são formadas por pequenos retângulos cobertos por ferro. E para fechar à grade, o símbolo da Renault aparece centralizado e está maior também.

Os faróis laterais estão integrados junto à grade frontal, formando apenas uma estrutura. Ainda falando sobre faróis, agora estão colocados próximos ao para-choque, o design deste item segue uma tendência muito vista em outros automóveis que são os faróis posicionados em uma estrutura que lembra uma caixa. Já o para-choque é formado pelo mesmo suporte que foi colocado na grade frontal e ao final dele tem uma linha grossa com mais três retângulos.

O Kwid Outsider também tem um capô com aquela divisão em linhas que também já foi vista em outros modelos de carros. Esse automóvel da Renault é um modelo de quatro portas. E na parte de trás dele, o que chama atenção é o tamanho do bagageiro, esse item conta com 290 litros. O desenho traseiro do carro é outro item bonito e curioso, pois o vidro traseiro está mais retido para dentro e à medida que o carro vai “crescendo” o restante vai sendo projetado para frente. Basta comprar o vidro e os faróis. Em relação à cor, até o momento pelas fotos divulgadas, notou-se que a Renault apostou em tons mais neutros como o branco.

Já na parte interna do Kwid Outsider versão 2020, a Renault optou por colocar uma tela LCD no meio do painel. Por meio desse dispositivo, podem-se acessar diferentes aplicativos e a tela é compatível com diferentes sistemas operacionais. Ao redor da tela LCD estão outros botões e recursos. O que mais chama atenção no painel é a tela e o volante. Por falar em volante, a empresa desenvolveu esse objeto mesclando duas cores, preto e laranja. Além disso, ele conta com peças que ajudam na direção, como uma cobertura mais grossa e o gancho em “V” no final. A ideia da união de cores está presente também nos bancos e nas portas do Kwid Outsider.

Com relação ao motor, consumo médio, preço e outros dados do Kwid Outsider

A versão 2020 do Kwid Outsider tem um motor 1.0 de 70 cavalos. Importante frisar que a empresa desenvolveu apenas uma versão. Já em relação ao consumo médio desse carro, ele consegue percorrer quase 11 km com 1L de etanol na cidade. Em rodovias, por exemplo, esse número chega a quase 14 km. Não foi informado dado sobre o consumo com outro tipo de combustível. Esse carro é capaz de chegar aos 100 km em menos de 13 segundos. E, por fim, um detalhe muito importante é o valor do Kwid Outsider. Ele chega ao mercado brasileiro, em breve, por menos de R$ 44.000,00. Para mais detalhe confira: https://www.renault.com.br/.

Isabela Castro.


BMW Série 4 Cabriolet 2020 – Novidades, Mudanças e Preço


Modelo chega com algumas novidades e Motor 2.0 turbo de 252 cv.

Com equipamentos inéditos e um pouco diferente, o Série 430i Cabrio Sport, versão conversível do modelo, chega nas concessionárias da BMW pelo preço de R$ 311.950. Em comparação com o Chevrolet Camaro Cabriolet, o BMW Série 430i Cabrio Sport é R$ 54.040 mais barato, sendo o carro conversível para quatro pessoas mais acessível. Com visual sofisticado e luxuoso, o BMW Série 4 Cabrio Sport é derivado do novo BMW Série 3.

Equipamentos inéditos

Vindo direto de Regensburg, na Alemanha, o Série 430i Cabrio Sport vem com equipamentos inéditos como: painel de instrumentos digital, head-up Display, volante do pacote MSport, faróis 100% LED com novo visual e grade com moldura preta. O carro passa a contar também com o sensor de estacionamento traseiro.

No veículo é possível encontrar itens como bancos revestidos de couro, ar-condicionado de duas zonas e multimídia com tela de 8,8 polegadas sensível ao toque, além de sistema GPS e suporte ao CarPlay, da Apple.

O veículo está disponível em 8 opções de cores: Branco Alpino, Preto Safira, Cinza Mineral Prata Glacier, Vermelho Melbourne, Azul Imperial, Branco Mineral e Snapper Rocks Blue.

Parte externa do Série 430i Cabrio Sport

Na parte externa o conversível não teve muitas mudanças. Vem com novas formas tridimensionais na entrada de ar da grade e faróis duplos. Na parte traseira, as lanternas, que avançam pela lateral, são levemente alongadas. Com um tom mais esportivo, o escapamento tem duas saídas.

Com apenas 20 segundos para abrir e fechar, a capota do conversível é acionada por um botão, fazendo com que o veículo possa mudar de visual com um toque e apenas neste tempo. O bagageiro é de 370 litros, que por causa da capota, é comprometido o espaço.

Acabamentos Série 430i Cabrio Sport

O acabamento da cabine do Série 430i Cabrio Sport é galvanizado nas portas, painel, alavanca do câmbio, nas saídas de ar e suporte dos bancos dianteiros. Os controles do som e do ar-condicionado são cromados. No interior o veículo possui ainda mais metal, como o console central que é revestido de alumínio Carbon Dark .

Tem também opções dos bancos de serem revestidos de couro preto com costura vermelha, vermelho coral e preto com costura preta, cinza com costura preta, preto, marrom, bege com preto e azul com costura cinza.

Especificações técnicas

O Série 430i Cabrio Sport tem motor de 2.0 TwinPower Turbo, de 4 cilindros, potência de 252 cv, além de 35 kgfm de torque. É ainda casado com câmbio automático de oito velocidades, que manda força para as suas rodas traseira. Em nome da esportividade, há aletas para trocas de marchas atrás do volante.

O veículo conta com a tecnologia Efficient Dynamics, na qual ajuda a economizar combustível utilizando a função Eco Pro. Na função, quando o motorista tira o pé do acelerador em velocidade entre 45km/h e 100 km/h, o motor é desacoplado da transmissão e deixa o carro rodar livre, economizando assim combustível.

BMW Série 3

O BMW Série 3 chegou nas concessionárias do Brasil recentemente, vindo inicialmente somente na versão 330i, com motor 2.0 turbo de 258 cavalos.A versão Sport custa o valor de R$ 219.950 e já o M Sport custa o valor de R$ 269.950. Os dois se diferenciam pela quantidade de equipamentos, que no caso, o mais caro tem diversos sistemas de auxílio à condução, painel totalmente virtual, além de ter uma moderna tecnologia de estacionamento automático reverso.

Adoniran Peres


Chevrolet Spin 2020 – Preços, Novidades e Nova Versão Premier


Confira aqui todos os detalhes sobre o Novo Chevrolet Spin 2020.

As novidades que a General Motors anunciou recentemente sobre a minivan Chevrolet Spin 2020 não foram das mais animadoras. Além de uma mudança de nome de categoria e o encerramento de uma das versões (Activ) do modelo, os preços também foram alterados… para cima. Veja a seguir as últimas atualizações sobre esse novo produto do mercado automotivo.

Categoria top de linha da Chevrolet Spin 2020: agora, é Premier

A primeira mudança que notamos na Chevrolet Spin 2020 é o nome da categoria mais sofisticada. Anteriormente conhecida como LTZ, ela passou por uma mudança de nomenclatura e será conhecida como Premier, de modo que seja possível destacar seus atributos de veículo premium.

Outro veículo da General Motors teve uma uma mudança assim, além da Chevrolet Spin: o SUV compacto Tracker também possui uma nova linha Premier. Em breve, essa alteração será realizada em outros modelos da marca Chevrolet.

A Chevrolet Spin Activ de 5 lugares não será mais fabricada

Mais uma novidade relacionada à Chevrolet Spin 2020 é que a versão Activ de 5 lugares não será mais disponibilizada e já não aparece mais no site da marca. Aquela que é considerada a “versão aventureira” do modelo estará disponível apenas com 7 lugares para aqueles que fazem questão de comprar a versão mais atualizada do veículo.

Com isso, a Chevrolet Spin Activ reforça ainda mais a sua proposta de apresentar uma alternativa que possa ser considerada uma boa opção de veículo abaixo dos R$ 100 mil para quem procura uma minivan que possua 7 lugares.

Essa mudança, na prática, representa apenas a mudança de nome dessa categoria específica, já que os aspectos do carro permanecem inalterados. Vamos demonstrar na sequência os atributos gerais da Chevrolet Spin 2020.

Quais serão, afinal, as versões da Chevrolet Spin 2020?

O que teremos no mercado para a Chevrolet Spin 2020 serão as versões LS, considerada a mais “simples”, LT, Premier e Activ7 (nome para reforçar a exclusividade da versão de 7 lugares do modelo Activ).

Todas as versões da minivan Chevrolet Spin 2020 possuem configurações semelhantes, com um motor 1.8 de 111 cavalos a 5.200 rpm e, além disso, 17,7 kgfm a 2.600 rpm. Ele pode com transmissão manual ou automática, sendo que ambas têm 6 marchas.

O aumento de preço pode ser considerado o principal ponto negativo

Um dos aspectos mais polêmicos quando se trata do mercado automotivo é, sem sombra de dúvidas, o preço. Para quem planeja comprar uma Chevrolet Spin 2020, as mudanças nos valores de todas as versões podem interferir nisso. Veja a seguir os detalhes sobre os novos preços para entender do que se trata.

A versão de entrada da Chevrolet Spin 2020, a Spin LS 1.8 MT6, foi de R$ 67.590 para R$ 68.790, o que representa um aumento de R$ 1.200. A Spin LT 1.8 MT6, que custava R$ 72.090, passou a ter o valor de R$ 73.390, resultando em um aumento de R$ 1.300.

A renomeada Spin Premier 1.8 MT6 custava R$ 82.990 e, atualmente, é anunciada por R$ 84.390. A versão 1.8 AT6 da Spin Premier também sofreu alterações. O valor dela subiu de R$ 86.590 para R$ 87.990. Por fim, a Spin Activ7 1.8 AT6, que se tornou a representante exclusiva do modelo para aqueles que curtem um estilo de veículo mais aventureiro, tinha o valor de R$ 88.590 e agora custa R$ 89.990. Para os últimos 3 veículos, o aumento de valor foi de R$ 1.400 em cada um.

Esperamos que este artigo possa te ajudar na tomada de decisão para a compra de um veículo entre os novos lançamentos, como uma das versões da minivan Chevrolet Spin 2020. Conhece alguém que está passando por isso ou é fanático pelo universo automotivo e adora acompanhar novidades como estas? Compartilhe o artigo com eles!

Ricardo de Almeida Ramos


Novo Tracker 2020 – Novidades no Interior do Carro


Confira aqui o que há de novo dentro do Tracker 2020.

Quem é o Chevrolet Tracker

O utilitário esportivo Chevrolet Tracker começou a ser produzido há quase 31 anos (no final de 1988) no Japão com a parceria da General Motors do Canadá com a japonesa Suzuki. O primeiro modelo foi lançado em 1989. Mas o carro não chegou ao Brasil até a Década de 2000, tendo começado a ser vendido em 2001. Embora o Tracker tenha sido descontinuado nos EUA e no Canadá, ele continuou as vendas no México e no Brasil, embora o modelo tenha sido renovado em 2005. Para o modelo de 2006, o logo da GM foi adicionado nas portas da frente.

E o novo Tracker?

As importações do México serão interrompidas, pois o Tracker será produzido no Brasil em 2020. As imagens do novo Tracker foram divulgadas na China.

O Salão de Xangai tinha mostrado o modelo somente por fora. Essa nova geração vai vir com tela de 8 polegadas (20 cm) de diagonal. Essa tela é denominada de multimídia flutuante, da mesma forma que no Ford EcoSport.

Volante

O logo da Chevrolet aparece no centro do volante com cor escurecida. Está preto, na cor do volante. Se o mesmo padrão for utilizado no Brasil será inédito. Do lado direito do volante encontramos os comandos de rádio e telefone, já do lado esquerdo podemos encontrar o limitador de velocidade, piloto automático e outras funções. O volante tem revestimento em couro e base achatada.

Materiais

As extremidades do painel e as saídas de ar centrais ganharam materiais “soft touch” (toque macio), pelo menos no exemplar chinês é assim, e não há motivos para acreditar que não será assim nos mercados dos outros países. As maçanetas da parte interna do carro e os direcionadores de ar ganharam acabamento em cromo (prateado).

Trocas de marchas manualmente

Se a pessoa atrás do volante quiser trocar as marchas manualmente ela poderá utilizar os botões localizados na alavanca do câmbio automático, que estão lá para essa função.

Painel de instrumentos

O painel de instrumentos do Tracker 2020 tem um visual limpo e transmite leveza ao motorista. Ele conta com uma pequena tela de 3,5 polegadas (8,9 cm) de diagonal no centro do painel, servindo como um computador de bordo; essa pequena tela está localizada entre os dois mostradores analógicos, que mostram a velocidade e a rotação do motor.

Porta-malas e teto solar

Se o motorista desejar o conforto do teto solar terá que optar pelo modelo mais completo. Mas a opção do porta-malas maior é para todos os modelos. O porta-malas do modelo 2020 terá capacidade de 390 litros e com os bancos abaixados ele vai para 1.344 litros! Lembre-se que atualmente o modelo tem porta-malas de 306 litros, aumentando para 735 litros com os bancos abaixados.

Dimensões e motor

O SUV tem um comprimento considerado médio. As dimensões são as seguintes:

  • Comprimento: 4,27 m
  • Altura: 1,60 m
  • Largura: 1,79 m
  • Entre eixos: 2,57 m

O motor [pelo menos na China] será de três cilindros com volume de 1.0 L turbo. O motor terá potência de 115 cavalos (85 kW).

Lançamento só na próxima década?

A resposta para essa pergunta é “sim”. Os brasileiros só vão ver o carro sendo dirigidos pelas ruas tupiniquins no ano de 2020. O motivo disso é que agenda da Chevrolet está lotada para 2019. Ainda há alguns lançamentos de modelos globais marcados para o ano de 2019. Podemos citar como exemplo o Onix Sedan, que tem estreia para 2019.

Falando em próxima Década, já podemos especular que a Década de 2020 será a Década da super expansão dos SUVs na maioria dos mercados do Ocidente (e alguns do Oriente). Eles já começaram a tomar o lugar dos Sedans em meados da Década de 2010 e a previsão de alguns analistas é que a expansão vai continuar.

Por Bruno Rafael da Silva


Fim do Ford Focus no Brasil


Modelo deixará de ser produzido na Argentina.

Está chegando o fim de uma era: Tanto as versões hatch quanto a sedã serão fabricadas na Argentina apenas até o dia 9 de maio, quinta-feira. Após isso, a fábrica de General Pacheco, na Argentina deixará de produzir o Ford Focus. Como o Brasil depende da produção argentina do Focus, aqui o veículo também vai sair de linha. Foram mais de vinte anos, três gerações e, com certeza fez parte da vida de muitas pessoas em toda a América Latina.

O primeiro lote de Ford Focus hatch começou a ser comercializado em 2000 e chamou a atenção por conta de seu design fora dos padrões. No Brasil, a linha de hatches da Ford teve início com o Ford Escort, cujas vendas se estenderam desde o ano de 1983 e foram até o ano de 2003.

Desde o ano passado, a fabricante divulgou que estava planejando fazer uma grande reestruturação tanto na América do Sul como no mundo inteiro. O motivo disso tudo é que a procura pelos modelos hatches médios tem sido cada vez mais baixa. Apenas um modelo será fabricado na Pacheco: Ford Ranger.

Esta redução cada vez maior na demanda de hatches e sedãs também chegou aos Estados Unidos. De acordo com a Ford, os carros de passeio terão vendas reduzidas e haverá uma preferência na fabricação de utilitários e de picapes. Na verdade, não é apenas a Focus ou a Ford que está passando por problemas, como podemos ver pelo exemplo da Volkswagen Golf.

Na Ásia e na Europa, a linha Focus vai na contramão desse fracasso: após ter sido totalmente reprojetado, a quarta geração será comercializada nesses dois continentes. Ironicamente, o Ford Focus está entre os dez carros mais vendidos na Alemanha. Já no Brasil e na Argentina, a nova geração do Focus não tem chances de aparecer.

Como foi a despedida na fábrica de Pacheco, Argentina

A partir de outubro de 2018, foi iniciado um processo de demissões voluntárias. Na despedida, os operários da Ford Focus lembraram esse fato e, além disso, enviaram uma mensagem ao presidente do país, Mauricio Macri. Além de um agradecimento cheio de sarcasmo, a mensagem deixava claro que o último Ford Focus foi produzido em 2019 e que 520 funcionários foram demitidos.

Por enquanto, apenas a picape média, Ford Ranger, será fabricada na Pacheco. De acordo com a Ford, há planos de produzir novos modelos na Argentina, no entanto, não deu detalhes.

A Ford no Brasil

O Brasil segue a tendência de outros países americanos de trocar modelos médios, como o hatch, por esportivos-utilitários. Para ilustrar, as vendas durante este primeiro semestre de 2019 não chegam a 3.000. As vendas serão realizadas até durarem os estoques. Além do Focus, o New Fiesta também deixará de ser vendido. A Ford fechou um acordo com os funcionários da fábrica de São Bernardo do Campo para a demissão deles fosse voluntária.

O setor brasileiro da Ford segue o mesmo plano que os Estados Unidos: encerrar o investimento de veículos de passeio no Brasil, e, por outro lado, aumentar o investimento em utilitários-esportivos e em picapes. Por exemplo, o Ford Escape, modelo utilitário da Ford Focus, provavelmente chegará às ruas do Brasil no ano de 2020, mas ainda não temos muitos detalhes sobre o possível lançamento, apenas especulações.

A boa notícia é que não está nos planos da fabricante encerrar a fabricação de automóveis no Brasil: O Ford Ka continua firme, forte e com novidades: a estrutura foi reformulada, além de receber um facelift aprofundado.

Você tem um Ford Focus? Acha justo que o modelo deixe de ser fabricado na América do Sul? Conte suas opiniões por comentário!

Por: Jéssica Lima Cochete


Mercedes-Benz GLS 2020 – Lançamento, Especificações


Foi apresentada a nova geração do modelo no Salão de Nova Iorque 2019.

Depois de 95 anos da adoção do nome atual em 1924, a Mercedes-Benz continua surpreendendo até quem já conhece a marca! O X166 Mercedes-Benz GL-Class é um SUV de luxo completo produzido há 7 anos (desde 2012). É o segundo e atual modelo de geração da gama GL-Class e foi renomeado para GLS-Class a partir do facelift que sofreu em 2016.

Pequenas mudanças – Mais volume!

A Mercedes já mandou o modelo 2020 para o Salão de New York de 2019. Estamos falando do maior SUV da marca Daimler (que é a dona da Mercedes-Benz). O modelo está abandonando totalmente aquela arquitetura antiga, que era encontrada na Daimler-Chrysler, extinta em 2007. Também houve um aumento de tamanho: a SUV está aproximadamente 100 mm maior que a versão anterior.

Podemos afirmar que essa nova carroceria é mais robusta e mais volumosa. A marca alemã decidiu apostar num SUV mais encorpado, perdendo aquela aparência de perua que tinha há algumas gerações. Suas dimensões são as seguintes:

  • Comprimento: 5,21 m
  • Largura: 1,95 m
  • Entre eixos: 3,13 m

Motor

A Mercedes-Benz está espalhando sua tecnologia híbrida por muitos cantos do mundo. O Motor de seis cilindros em linha e 3.0 L exibe um motor elétrico no virabrequim, substituindo o motor de partida tradicional e o alternador. Ele pode contribuir com uma adição de 21 cavalos de potência e 25 kgfm de torque ao motor principal. E no novo GLS 2020 580, o motor turbo V-8 de 4.0 L recebe o mesmo tratamento.

O GLS modelo 2020 faz sua estreia no Salão Internacional do Automóvel de New York de 2019. O GLS 580 é significativo porque é o primeiro híbrido V-8 da Mercedes-Benz. Você tem 483 cavalos de potência e 71 kgf.m de torque, além de 21 cavalos adicionais e 25 kgf.m do motor elétrico quando as condições exigirem.

Faróis e grade

Os faróis ganharam um formato próximo a quadrados, mas sem contornos agressivos. Tem projetores em LED e grade ovalizada. Essa grade sustenta duas barras feitas de alumínio que, por sua vez, sustentam a logo da Mercedes. Parte da grade fica escondida pelo acabamento feito em baixo relevo localizado sobre o protetor.

Pequenos destaques

O teto do Mercedes-Benz GLS 2020 vai crescendo à medida que vai se aproximando das colunas C, que nessa geração ficaram mais destacadas. Já na parte traseira, o que se destaca são as lanternas feitas em LED, tendo elementos arredondados. Também se destaca o para-choque com moldura em cromo.

Muito ar

Se você gosta do conforto do ar-condicionado em todos os cantos do carro pode ficar tranquilo com o GLS 2020. O SUV adotou uma quantidade de saídas de ar impressionante e raramente vista em SUVs. Ele conta com dois difusores de ar grandes nas laterais do conjunto de telas de 63 centímetros de diagonal (25 polegadas). Já parece muito, mas ainda tem mais! Há mais 4 saídas retangulares mais abaixo e outro na direção do banco do passageiro. Os dias quentes não serão um problema para os donos do GLS 2020.

Console

O console do GLS 2020 tem um touch-pad central de navegação separando duas alças laterais. A superfície texturizada esconde alguns porta-objetos e porta-copos. As alças e a base desse painel são envoltas com luzes de LED.

Agora temos mais amplitude de espaço, com comandos individuais de climatização localizados na segunda fileira e saídas de ar também no teto para as 2 fileiras.

Preço

O preço do GLS provavelmente será anunciado quando o novo SUV começar a ser vendido na segunda metade de 2019 nos Estados Unidos. A estimativa é que no Brasil o carro ultrapasse os R$ 200 mil.

Por Bruno Rafael da Silva

Mercedes-Benz GLS 2020

Mercedes-Benz GLS 2020


Nissan Sentra NISMO 2020 – Características, Lançamento


Nissan Sentra NISMO traz elegância, conforto e boa motorização.

Quando pensamos no Nissan Sentra NISMO logo nos vem à cabeça um carro completo e cheio de utilidades importantes. Mas, além disso, pensamos na sua beleza enigmática. Esse é um dos carros que possui um conjunto de funções perfeitas que agrada a maioria dos usuários de carro. Esse carro conta com 3 versões que diversificam alguns detalhes uma das outras, e que foram criadas para agradar diferentes consumidores que já são fãs dessa marca. Então vou falar agora sobre alguns detalhes do Nissan Sentra NISMO.

Falando do motor do Nissan Sentra NISMO

Esse carro possui um ótimo motor que é o MR20D, ele possui a tecnologia Flex e acaba agradando muito por isso. Esse motor dá ao usuário a opção de duplo comando de válvulas variáveis no cabeçote de alumínio, e esse é um detalhe bem positivo na área do motor. Com ele é possível fazer 140 cv de potência máxima e ela é independente do tipo de combustível usada no carro. Já o seu torque máximo é de 20,0 kgfm. Em uma análise rápida posso afirmar que esse motor não é o melhor dentro da sua categoria, mas ele não deixa a desejar quando está exercendo seu papel.

Carro com ótimo espaço interno

O espaço interno de um carro é muito importante na hora da decisão de compra de um novo carro. E o Nissan Sentra NISMO possui muito espaço. Ele acomoda muito bem 5 passageiros de forma natural. Todos possuem espaço de sobra para sentar de forma confortável, esticando bem as pernas, o que torna a viagem bem prazerosa. Esse é mais um ponto positivo dessa máquina.

Novo Nissan tem porta-malas muito espaçoso

Outro detalhe bem legal desse carro é o tamanho do seu porta-malas. Ele possui 503 litros que são suficientes para guardar diversas bagagens e variados itens. Dessa forma, o usuário não perde espaço interno e ainda consegue carregar vários tipos de objetos facilmente em seu dia a dia.

Carro com valor inicial de R$84.990

O Nissan Sentra NISMO tem valor inicial de R$84.990. Esse é um valor bom e justificável avaliando de forma geral esse carro. Além de ter uma aparência externa maravilhosa, ele conta com boas funções, bom motor e muito espaço interno. Esse carro tem muitos anos de vida útil, e se for utilizado com cuidado e tendo suas revisões feitas na época certa, o usuário terá um carro para vida toda. Uma ótima máquina. A sua versão top de linha custa R$106.990 e é considerada completa e moderna, um modelo para ninguém colocar defeito.

Falando dos itens de série da versão de entrada

Esse carro da Nissan possui ótimos itens de série, e eles realmente fazem uma grande diferença na funcionalidade do carro, e o torna ainda mais completo do que ele foi projetado. A versão de entrada possui muitos itens bons. Veja abaixo:

– Ar condicionado

– Airbags frontais para todos os ocupantes do carro

– Freios ABS com controle de frenagem

– Sensor de estacionamento traseiro

– Encosto de cabeça nos bancos

– Cinto de três pontos para todos os ocupantes do carro

– Travamento central elétrico das portas

– Isofix para fixação de cadeirinhas de cadeirinhas infantis

– Faróis com acendimentos automáticos

– Partida do motor por botão

– Controles de áudio no volante

– Porta-malas com travas elétricas

– Volante com ajuste de altura e profundidade

Entre outros.

Como vimos esse carro é muito completo e cheio de itens de série.

Detalhes da parte externa do carro

Como foi dito no início desse texto, esse carro possui beleza enigmática. Isso quer dizer que por onde ele passa, ele chama a atenção. Entre alguns dos detalhes externos que ele possui, vale ressaltar alguns que são: Suas lanternas traseiras com LED, suas rodas de liga leve de 17 polegadas, faróis dianteiros com assinatura cromada, maçanetas das portas cromadas e muito mais.

Essas são as informações do Nissan Sentra NISMO!

Por Cristiane Amaral

Nissan Sentra Nismo

Nissan Sentra Nismo


Novo Chevrolet Onix Sedã – Novidades do Substituto do Prisma


Confira aqui as principais informações já confirmadas sobre o novo Chevrolet Onix Sedã 2020.

Sabemos que o Chevrolet Prisma, será substituído pelo novo Chevrolet Onix Sedã e com isso, muitos burburinhos surgem nas mídias e viemos explicar tudo direitinho, sobre o que sabemos de verdade sobre o assunto.

O modelo será realmente um pouco diferente do anterior, por isso dá para ter uma ideia do que esperar no novo modelo que deve seguir a mesma linha da geração dos compactos da General Motors. Para conferir 10 coisas que sabemos sobre o Novo Prisma, continue lendo.

1. O nome muda

Os executivos vêm tratamento o novo carro como Onix Sedã, por isso é muito provável que o seu nome realmente mude e seja mantido assim também aqui no Brasil. Segundo a General Motors, o carro terá outra missão e como carro deve permanecer dentro da linha Joy, mas agora é um sedã compacto. Perfeito para tapar o buraco que existia entre o Onix e o Chevrolet Cruze.

2. Tamanho do carro mudou

O tamanho do carro mudou para agradar os chineses, possui versões mais alongadas, o que garante muito espaço interno, e acaba explicando o fato de o Onix hatch ficar para depois. O Onix Sedã deve ter pelo menos 2,60 metros entre-eixos, aumentando em 8 cm a diferença com o antigo.

3. Pode ser mais rápido que o Virtus

De acordo com alguns testes feitos, o modelo consegue acelerar de 0 a 100 km/h em apenas 8,6 segundos. É equipado com motor de 128 cv e é 1.0 TSI, com caixa automática de 6 velocidades, e ganha do Virtus, que alcança essa mesma velocidade, só que em 10 segundos.

4. Será mais caro

Isso é um fato que infelizmente acontece com a maioria das novidades. Por ter um motor aspirado e injeção eletrônica, o sedã é o maior e o mais pesado em sistema de motorização. Sendo assim, é muito possível que ele saia no mercado com valores um pouco mais caros que o atual, custando em torno de R$ 65 a R$ 70 mil.

5. O lançado na China deve ser mais simples que o nosso

O Onix Sedã deve manter muitos pontos em comum, com o que foi apresentado na China, mas alguns itens devem sofrer evolução quando chegar em terras brasileiras. A estabilidade, o teto solar elétrico e a assistente de partida em rampa são algumas das mudanças melhoradas que devemos ter por aqui.

6. A ergonomia também mudou

Melhorou do modelo anterior e agora a direção terá ajustes mais amplos, para altura, posição, lateralidade, etc. Mas algumas coisas devem ser mantidas, como o volante sem borboleta, botão na alavanca do câmbio. Em contrapartida, o nível de acabamento também deve mudar, principalmente no que diz respeito ao acabamento e textura do painel.

7. Estilo nacional

O estilo terá versão Redline e isso inclui um quê mais esportivo, que deve ser oferecido num futuro próximo. O design é refinado e o carro terá detalhes cromados, além dos LEDs que farão papel do farol baixo.

8. Segurança aumentada

Esse é um ponto positivo também das mudanças, o Onix Sedã elevou sua pontuação em testes de avaliação de segurança, tanto para adultos, quanto crianças. Com isso, a mesma tecnologia está sendo usada, mas agora de forma reforçada para dar mais intensidade a estrutura do veículo.

9. Conectividade

Incluindo sistema de 4G e Wi-Fi, a conexão do veículo deve permanecer sempre em atualização. E por isso, os pacotes deverão aumentar também. Mas há grandes chances de que esse serviço de franquia de dados, ofereça os serviços de graça por um tempo, para GPS, etc.

10. O porta malas é menor

No caso antigo modelo, era um pouco maior, o valor anunciado do carro atual é de 469 litros, o que é até razoável para um modelo sedã, mas o Onix anterior tinha capacidade para 500 litros. O que é uma comparação ruim de avaliação, mas não tira as demais características positivas que o novo modelo trará para o mercado.

Por: Susan Nogart


Fiat Argo 2020 – Novidades, Versões e Preço


Modelo perde versão manual 1.8, traz preços mais baratos e perde itens em alguns modelos.

A versão aventureira Trekking do Argo foi lançada pela Fiat no último dia 24 de abril de 2019 com design adicionando alguns detalhes. Após o lançamento, a Fiat trouxe também alterações nas suas outras versões da linha 2020 do Argo, que garante novos preços e com a perda de alguns equipamentos.

Com a revelação dos valores e atualizações das outras versões do Argo da linha 2020, a Fiat traz preços reduzidos em suas versões de até R$ 6.400. Entre as mudanças foi a extinção da configuração que traz o motor 1.8 ao câmbio manual. Nas versões 2020, o propulsor virá sempre de 4-cilindros 16V de 139 cv e aliado à caixa automática de seis marchas da Aisin. Houve queda de valores, no entanto, houve a retirada de equipamentos.

Fiat Argo Trekking

O lançamento Fiat Argo, com a opção aventureira chamada de Trekking, conta com motor 1.3 e será vendido por R$ 58.990. Os equipamento da configuração Drive 1.3 conta com câmera de ré, central multimídia de 9 polegadas, alarme antifurto e rodas de liga leve aro 15″.

O GSR conta com assistente de partida em rampa, central multimídia de 9 polegadas, câmbio GSR com alertas no volante, apoio de braço para motorista, controle de tração, controle de velocidade de cruzeiro, controle eletrônico de estabilidade, vidro elétrico traseiro e repetidores laterais.

Opções 1.8 com valores mais em conta

Entre as maiores mudanças da nova linha do modelo da Fiat, nas versões 1.8 deixa de existir a opção manual, na qual serão apenas duas versões automáticas de seis marchas. A Precision, que custava R$ 69.990, passa a custar 63,590, ficando R$ 6.400 mais barato. Já a HGT fica R$ 5.000 mais barato que a versão 2019 e passa a custar R$ 69.990. A Precision não terá mais o sensor de estacionamento traseiro, as rodas de liga leve de 15” e a central multimídia Uconnect de 7”.

O Argo Precision conta com motorização capaz de entregar 139 cv e 5.750 rpm. com torque de 19,3 kgfm a 3.750 rpm.

O Argo 1.8 Precision traz como diferencial sistema de partida sem chave e ar-condicionado digital. O HGT conta ainda com central de multimídia, painel com display colorido de 7″ e rodas de liga leve esportiva de 17″.

Argo 1.3 com queda no preços

O Argo Drive 1.3 teve queda nos preços. A opção conta com motor 1.3 Firefly de 109 cv a 6.250 rpm e 14,2 kgfm de torque a 3.500 rpm. O valor do modelo parte de R$ 53.690, ficando R$ 2.900 mais barato. Já a versão GSR do hatch, que mantém a motorização como descrita acima, custa na linha 2020 o preço de R$ 61.790, sendo preço R$ 1.800 menor que o ano passado.

Argo 1.0 e Drive 1.0

O Fiat Argo 2020 1.0 e Drive 1.0, na nova tabela, sai pelo preço de R$ 48.990. Neste caso houve um aumento de R$ 500 na versão 1.0. Já a configuração drive 1.0, que é também manual, passou a custar R$ 52.690,00, teve um aumento de R$ 1.200.

Essa versões, com câmbio manual de cinco marchas, oferece motor 1.0 – 6V- 77 cv, 6.250 rpm e 10,9 kgfm a 3.250 rpm.

Nos itens de série o Argo 1.0 conta com direção elétrica progressiva, ar-condicionado, vidros elétricos dianteiro, IsoFix, alarme com chave canivete, computador de bordo, sinalização de frenagem de emergência, volante com regulagem de altura e rodas de aço estampado aro 14”.

Estão inclusos no Argo Drive 1.0: banco do motorista com ajuste de altura, câmera de ré, central multimídia de 9″ e retrovisores elétricos tilt down.

Confira a tabela de Preços

  • Argo 1.0 MT5 que custava R$ 48.490 e passa a custar R$ 48.990
  • Argo Drive 1.0 MT5 que custava R$ 51.490 e passa a custar R$ 52.690
  • Argo Drive 1.3 MT5 que custava R$ 56.590 e passa a custar R$ 53.690
  • Argo Trekking 1.3 MT5 que custa R$ 58.990
  • Argo Drive 1.3 AMT5 (GSR) que custava R$ 63.590 e passa a custar R$ 61.790
  • Argo Precision 1.8 AT6 que custava R$ 69.990 e passa custar R$ 63.590
  • Argo HGT 1.8 AT6 que custava R$ 74.990 e passa a custar R$ 69.990

Adoniran Peres


Novo Toyota Corolla Híbrido Flex 2020 – Lançamento


Novo modelo deve chegar às concessionárias em outubro de 2019.

Na última quarta-feira, dia 17 de abril de 2019, uma grande companhia japonesa, a Toyota, fez confirmar nova estréia para a linha Corolla, no mercado brasileiro. Este novo modelo do sedã, de médio porte, estará aterrissando no Brasil a partir do último trimestre deste mesmo ano, ou seja, no mês de outubro, conforme o que foi confirmado pelo próprio governo do estado de São Paulo. Entretanto, o valor de mercado ainda não foi confirmado.

Portanto, esta é a nova produção dentro desta série, que compõe o modelo Corolla 2020, o qual, em realidade, consiste numa versão híbrida tipo flex. Esta é a grande estreia do modelo Corolla vazado em dois motores combinados, ou seja, propulsor elétrico e o clássico a combustão flex.

Dado que esta é a 12ª geração da série Corolla, a mesma está sendo montada sobre a plataforma dita: TNGA, ou Toyota New Global Architecture; também conhecida como Nova Arquitetura Global da companhia Toyota. Esta estrutura já fez parte da linha de montagem de modelos de outras grandes marcas.

Alguns dos atributos deste novo modelo seguem abaixo:

O new Corolla sedã, em termos de especificações, está quase inteiramente reestruturado em relação ao modelo atual, além de portar uma carroceria bem maior. Por exemplo, agora ele possui 2,70 metros na distância do entre eixos; são 4,64 metros no comprimento; são 1,78 metros na largura e mais 1,43 metros na altura. A base deste novo sedã é a sua versão europeia.

De acordo com os especialistas, este novo Corolla 2020 está sendo muito bem equipado por dentro, ganhando aperfeiçoamento aqui e ali, tanto nas funções quanto nos detalhes de acabamento estético.

Este mesmo Corolla híbrido está, conforme os especialistas, aparelhado da mesma mecânica que equipa, atualmente, o modelo híbrido Prius. Entretanto, este aparato mecânico está muito bem adaptado na nova geração, dado que a parceria entre engenheiros brasileiros e japoneses resultou em grande eficiência, já que a motorização agora pode consumir tanto gasolina quanto etanol, a partir do próprio motor a combustão.

Em conformidade com a rigorosa avaliação perpetrada pelo Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia), o Corolla entrega um consumo de até 18,9 km/l nas ruas das cidades e um consumo de até 17 km/l, quando roda nas estradas. Os automóveis de tipo híbrido entregam melhor desempenho de consumo nas cidades, já que a potência do motor elétrico se adéqua melhor no perímetro urbano do que nas estradas, que são mais “selvagens”, por assim dizer.

Entretanto, para engrossar o caldo de novidades, junto a este novo modelo, que compõe um conjunto híbrido, o new Corolla 2020 está equipado de um eficiente motor 2.0, conforme os dados fornecidos pelos especialistas. Ou seja, este carro apresenta muita potência e alternativas.

Embora seja mantido em seu funcionamento, em aspiração natural, o mesmo modelo está munido de injeção direta em termos de combustível. Outro dado fornecido é que este inédito Corolla está equipado de potência e de força de torque cujo desempenho atinge, conforme testes, uma escala de desempenho que ultrapassa os 2.0 atuais, com 153 CV de força e os 20,7 KGFM no de torque, quando movido a etanol.

Outro atributo importante deste Corolla, edição de 2020, consiste a inédita transmissão CVT, que está sendo instalada na linha pela primeira vez. A unidade brasileira da companhia Toyota, que está estabelecida na região de Indaiatuba, cidade localizada no interior do Estado de São Paulo, tornar-se-á a primeira indústria automobilística a participar desta produção de veículos na linha de hibridização.

Paulo Henrique dos Santos


Novo Chevrolet Tracker 2020 – Novidades


Confira aqui as principais novidades do novo Chevrolet Tracker 2020.

Todos odeiam spoilers de filmes, séries, etc. Mas trouxemos um spoiler que os fãs de carros vão adorar! O novo Chevrolet Tracker chegará ao Brasil em 2020 e terá produção nacional, na cidade de São Caetano do Sul, no estado de São Paulo.

De acordo com a fabricante, o Tracker será o veículo ideal para todos os estilos e em todos os momentos: esporte, hobby, trabalho, viagem de férias… Nesse texto, separamos em primeira mão todas as informações que a gente tem sobre o novo SUV que com certeza será o queridinho das ruas brasileiras.

Design

Apresentado na China, no Salão de Xangai, o SUV compacto confirmou diversos detalhes no design que já tínhamos visto por meio de imagens de registro meses atrás. O novo Chevrolet Tracker traz em seu design a identidade da empresa, sendo inspirado no Orlando, ou seja, é um crossover que é a junção perfeita entre um SUV e uma minivan.

A parte frontal do veículo possui faróis finos, o formato de sua grade lembra um trapézio e, mais acima, onde está localizado o logo da empresa, há uma segunda entrada de ar. As entradas são divididas em uma peça em cor preto brilhante. Das laterais do para-choque até os faróis há luzes verticais. O ar mais esportivo do veículo se dá graças ao vidro lateral, que ficou mais estreitado no novo veículo.

A traseira do veículo aparenta ser bastante parruda, mas é por conta do espaço enorme do porta-malas e de sua tampa do porta-malas. As lanternas horizontais contribuem para esta impressão. Falando em lanternas, as da parte de trás estão em posição alta, praticamente encostadas no vidro.

Quanto ao interior, não sabemos muita coisa, porque as imagens não foram divulgadas. No entanto, já sabemos que é um interior premium e que também beberá da mesma fonte que o Orlando. A única mudança será o acabamento: a coifa do câmbio, por exemplo, deixará de ser de couro para ter uma cobertura em plástico.

Dimensões

Junto com a plataforma GEM, o novo Chevrolet Tracker cresceu. Seu comprimento, por exemplo, está 2 centímetros maior. Por conta disso, as novas dimensões são as seguintes:

  • 4,27 m de comprimento;
  • 1,79 m de largura;
  • 1,60 de altura;
  • 2,57 m de entre-eixos.

Motor

Não é só nas medidas que o Suv compacto da Chevrolet trouxe novidades, o motor também está de cara nova: O veículo será equipado pelo motor 1.0 turbo de três cilindros, que foi desenvolvido de maneira exclusiva para essa nova remeça de automóveis da fabricante.

O Chevrolet Tracker pode alcançar 115 cavalos e o consumo de combustível é de 18,1 km/l, de acordo com informações que foram trazidas da China quando o automóvel foi registrado. De acordo com mídia chinesa ainda há possibilidade de ter uma variante com 1.0 turbo de 125 cavalos e um 1.3 turbo de 164 cavalos.

Valor e disponibilidade

O novo Chevrolet Tracker estará nas ruas do Brasil a partir de 2020 e, como já dissemos, sua produção será feita aqui mesmo, na cidade de São Caetano do Sul – SP. O veículo terá versões a partir de R$92.590,00, mas, naturalmente, é possível financiar e conseguir o veículo em prestações que cabem no seu bolso.

Ainda temos poucas informações do veículo e, muitas delas, na verdade, foram importadas da China por meio de seus registros. No entanto, logo mais as novidades vão aparecer. Fique tranquilo, pois, conforme isso acontecer, nós te atualizaremos para você ficar por dentro do Suv Compacto da Chevrolet.

Você já dirigiu o Chevrolet Tracker de alguma geração anterior? Acha que as mudanças que estão sendo feitas melhoraram o veículo? Quais são as suas expectativas em relação ao lançamento? Deixe um comentário contando sua opinião!

Por: Jéssica Lima Cochete


Novo Nissan Versa 2020 – Novidades e O Que Muda


Sedan ganha nova geração e vem mais sofisticado e tecnológico para concorrer com grandes marcas.

Com previsão de chegada ao Brasil a partir de 2020, a Nissan apresentou a sua nova geração do sedã Versa, que ficou mais sofisticado e com modelo que vem para concorrer com diversas marcas de modelos mais caros.

Nova geração do Nissan Versa entra no mercado para concorrer com veículos como Chevrolet Prisma e Fiat Cronos

O novo Versa investe em traços mais emocionais com proximidade dos modelos mais caros da marca, deixando o seu passado com uma aparência mais simples e apostando ainda mais no sofisticado e tecnológico. É evidente que o novo Nissan Versa Sedan chega ao mercado para concorrer com o Toyota Yaris, Fiat Cronos, a nova geração do Chevrolet Prisma (com estreia prevista ainda para 2019), o Honda City, o Volkswagen Virtus e o Hyundai HB20S.

Modelo Nissan Versa chega ao Brasil em 2020 e será produzido no Rio de Janeiro

Revelada recentemente, a nova geração do Nissan Versa foi atualizada e chega ao mercado depois de oito anos da última versão. Não existe uma confirmação oficial sobre a data exata, mas o modelo brasileiro deverá chegar ao Brasil a partir de 2020 e conviverá com a geração atual. Já nos Estados Unidos começará a ser comercializado ainda no fim de 2019. O Versa será produzido no México e no Brasil continuará sendo produzido na planta de Resende, no Rio de Janeiro.

Entre as novidades tecnológicas do Nissan Versa, a nova geração do sedã aqui no Brasil contará com a tecnologia e-power de eletrificação. Com isso, o veículo se torna um modelo com ao menos uma versão híbrida.

Motor mais potente da nova geração do Nissan Versa

O sedã Nissan Versa terá motor mais potente, o 1.6 de 122 cavalos de potência. As opções de câmbio manual de cinco marchas ou automático CVT. O sedã será feito sobre a plataforma do Kicks.

Nova geração do Nissan Versa semelhante ao Altima e Lannia

O modelo terá semelhança no design alinhado com os irmãos maiores, que não são vendidos no Brasil, o Altima e o Lannia. Na parte dianteira do Novo Versa os faróis são afilados e espichados em direção às laterais do veículo. Os faróis destacam a grade com o tradicional e conhecido desenho em "V" da Nissan.

Na parte traseira o veículo tem uma certa semelhanças com o sedã grande Altima. Se assemelha principalmente na aparência das lanternas. Já as laterais do veículo são marcadas por vincos ascendentes.

Semelhança com Kicks

Na parte interior do novo Versa tem uma semelhança com o SUV Kicks, que tem a mesma central de multimídia e é muito parecido com o desenho do painel. Principalmente as saídas de ar, volante, quadro de instrumentos ( parte digital), central multimídia e comandos do ar-condicionado e o quadro de instrumentos. Já a central multimídia passa a ter conectividade com Apple CarPlay e com Android Auto. No entanto, esse formato de multimídia é já conhecido em outros veículos.

Segurança do Nissan Versa

Quanto a segurança, o Versa vem reforçado com o Nissan Safety Shield 360, que proporciona alerta de saída de faixa, frenagem de emergência e faróis com facho alto automático.

A versão do Versa nos Estados Unidos deverá ser equipado com frenagem de emergência, detecção de pedestres, frenagem automática traseira, monitoramento de pontos cegos, alerta de tráfego cruzado, faróis altos automáticos, alerta para mudanças involuntárias de faixa e piloto automático adaptativo.

Adoniran Peres


Nissan Versa 2020 – Novidades e Diferenças


Confira aqui as principais novidades e diferenças no Nissan Versa 2020.

As montadoras de veículos possuem dois tipos de linha de produções principais. A primeira é a criação de modelos únicos, ou seja, carros que estão sendo produzidos pela primeira vez. A segunda trata-se de reestilizar um automóvel, ou seja, modificar o design, acrescentar alguns recursos. A finalidade deste processo é deixar o veículo mais moderno. E é justamente essa a ação que a Nissan está propondo com o Versa versão 2020. A montadora japonesa recebeu algumas ponderações a respeito da aparência do Versa e por isso propôs essas mudanças. Confira agora sobre as diferenças entre as versões de 2020 e a anterior, ou seja, a de 2019 e também veja um pouco mais sobre as características deste veículo.

As diferenciações primordiais entre o Nissan Versa 2020 e o modelo de 2019

Antes de começar a apontar as principais diferenças entre os dois modelos, é importante falar sobre a apresentação do modelo de 2020. Ela aconteceu no último dia 12 de abril de 2019, nos Estados Unidos. E no evento pode se notar as mudanças significativas que o modelo recebeu. Essas alterações aconteceram após a fabricante asiática receber feedbacks sobre a aparência do carro, muitas citações abordavam a aparência não tão moderna assim do veículo. E, hoje em dia, é um erro muito grande qualquer empresa ignorar a opinião do público. Com isso, a montadora optou por remodelar o design do Versa.

A primeira grande diferença notada entre os dois veículos é a grade frontal. No modelo de 2020 ela é menor e tem o formato de um trapézio invertido, por dentro foram colocadas grades no formato “escama de peixe”. Além disso, nas laterais as bordas são mais finas. As extremidades em ferro ainda foram colocadas nas laterais, na parte de cima ou na de debaixo. Abaixo da grade frontal está uma estrutura que integra o para-choque, os faróis e que ainda une a grade frontal.

Já a unidade de 2019, tem a grade maior e mantém a projeção do trapézio invertido. Por dentro da grade, as linhas são horizontais, maiores e os espaços entre elas são consideráveis. As bordas que cobrem a grade também possuem uma espessura maior e são mais brilhantes. Elas estão posicionadas na direita, na esquerda, na parte de cima e de baixo. Aliás, a inferior é a mais fina de todas. No modelo de 2019, não existe nenhuma ligação entre os faróis, a grade e o para-choque. Todos esses objetos foram colocados de forma separada. Os faróis são grandes, chegam até a lateral do carro e ainda possuem um recorte pontudo no final. O para-choque é simples segue a ideia de um trapézio original e tem apenas duas linhas de separação.

Ambos os modelos são de quatro portas. Aliás, consegue-se perceber mais uma aparência na porta. No veículo antigo, as portas possuem uma linha mais protuberante na parte debaixo e no carro mais novo não existe esse detalhe, o que se tem na verdade são duas diferenças de níveis, uma mais acima e a outra na parte de baixo. A parte de trás também passou por algumas alterações. Enquanto o automóvel de 2020 tem o porta-malas mais retraído e o de 2019 é mais projetado para frente. A ideia de integração segue também na parte de trás, a porta do bagageiro é unida a pequenas luzes e também aos dois faróis nas laterais. No carro mais antigo, esses itens são conectados. Além disso, os faróis de cada ano possuem um formato diferente. Sabe-se até o momento que o carro de 2020 foi fabricado em prata e vermelho. O anterior foi produzido em mais tonalidades.

O que da versão de 2019 foi mantido no modelo de 2020 e vendas no Brasil

A mudança significativa foi no design para que ele fosse mais contemporâneo. Em um item muito importante nada foi alterado. Esse item é o motor do Versa. O motor continua tendo 111 cavalos e é flex na categoria 1.6. A respeito do consumo médio e do próprio combustível, nada ainda foi confirmado.

Assim como a versão anterior, o modelo mais novo também vai ser comercializado no Brasil, a partir de 2020. Não se tem uma data confirmada e não se sabe ainda o valor que ele deve chegar no mercado nacional. Para outras informações: https://www.nissan.com.br/.

Isabela Castro.


Novo Audi S6 e S7 2020 – Novidades e Preço


Confira aqui as principais informações dos novos Audi S6 e S7 2020.

Segundo o lançamento da semana da Audi, os novos modelos S6 (Sedan e Avant) e S7 (Sportback) 2020 surpreenderão os consumidores no próximo ano. Diferentemente do que o mercado tem mostrado atualmente, os dois novos modelos serão potentes, com motores turbo diesel, algo que o mercado europeu comprova ser viável.

O modelo é o mesmo 3.0 V6 TDI que normalmente equipa o SUV SQ5 TDI, só que com as potências muito mais elevadas com a mudança de 352 CV para 354 CV, e torque de 71,3 kgfm.

Já para o lançamento nos Estados Unidos, Ásia e Oriente Médio o modelo é um pouco mais modesto e menos potente, com 2.9 V6 TFSI, que também já foi usado nos modelos RS4 Avant, RS5 Sportback e RS5 Coupé, tendo potência de 450 CV e torque de 61,2 kgfm.

Quais serão as novidades?

Segundo informações da fábrica, o modelo sedan do S6 será o mais rápido de todos, conseguindo alcançar até os 100 km/h, de 0 a 5 segundos. O S6 Avant e o S7 Sportback, precisarão de um pouco mais de tempo para realizar a mesma tarefa, devido aos seus pesos.

Os três novos modelos da Audi, terão velocidade máxima de 250 km/h (limitada eletronicamente), terão câmbio automático, tração integral permanente e 8 marchas. Com isso, a distribuição da potência ficará de 40:60 entre os dois eixos, com no máximo 70% na parte da frente e 85% na parte de trás.

A suspensão do veículo poderá ser regulada e adaptativa para cada pessoa, isso significa que a altura do modelo S6 por exemplo, pode ser reduzida em até 20 mm e do S7 até 10 mm.

O design

Já o visual continuará típico desses tipos de modelos e mantendo tudo que já é registrado pela Audi. As rodas terão 20 polegadas, e terão desenhos exclusivos dessa vez. Os para-choques também serão renovados, e os logotipos serão específicos de casa modelo.

Terão cores mais chamativas para a área da carroceria, com bancos esportivos e todos os equipamentos modernos que se tem direito. Destaque para o sistema de navegação MMI e Audi Virtual Cockpit, que terá cerca de 12 polegadas.

Perdem o V8, mas mantém o 450 HP

Os novos modelos que serão lançados em 2020 pela Audi anunciaram que devem abandonar o motor V8 de 450 CV, que estava presente na geração antiga desses carros, mas terá o motor V6 Twin-turbo de 2,9 litros, que será ligado há um sistema híbrido.

Mas a boa notícia aqui é que o motor V6 é igual ao que também é encontrado no RS5 (e em alguns porsches). E nos novos modelos do S6 e do S7, os 450 cavalos de potência serão mantidos, junto com uma saúda de torque de 443 lb-ft.

Informações extras

Embora ainda tenham alguns detalhes que não foram completamente confirmados pela empresa, um comunicado global foi feito e mencionou que todos os novos modelos terão a opção de direção dinâmica para as quatro rodas, com freios de cerâmica, suspensão esportiva e controle de amortecimento, chamado de sistema de tração integral Quattro.

Os carros devem estar a venda na Europa ainda neste verão, tendo os valores de:

  • S6: Preços a partir de € 76.500,00, cerca de US$ 86.100,00
  • S7: Preços a partir de € 82.750,00, cerca de US$ 93.100,00

Aqui no Brasil a previsão de chegada ainda não foi informada, por isso também não se sabe desses valores em reais, devido as taxas e impostos de importação. Mas é fato que se a Audi seguir as mesmas regras dos seus últimos lançamentos, é possível que o novos modelos S6 e S7 também apareçam por aqui em breve.

Por Susan NogArt


Volvo XC40 2020 – Primeiro Carro Elétrico da Marca


Modelo ira estrear na Europa no próximo ano e ainda não possui previsão de lançamento no Brasil.

Uma nova estreia no mundo automobilístico está sacudindo a mídia há algum tempo. Uma das gigantes europeias, entre as maiores indústrias automobilísticas, está prestes a lançar nova versão de um de seus modelos.

A companhia Volvo consiste em uma cooperativa de origem sueca, fundada no ano de 1927, a partir de uma grande empreendimento de engenheiros, no município de Gotemburgo. O termo Volvo, em latim, expressa o seguinte: Eu Rodo ou, por uma analogia, Eu Guio.

Esta grande companhia conquistou um privilegiado patamar na produção de veículos comerciais, tornando-se uma empresa de destaque mundial, entre uma das maiores indústrias automotivas no ramo de frotas de caminhões em todo o mundo. Embora seja uma das líderes no ramo, a empresa atua em outros segmentos, que estão sendo regidos pelas subsidiárias mais recentes.

Entre as ramificações da Volvo estão as seguintes: a Volvo Camiões (ou caminhões) e a subsidiária Autocarros (que produz ônibus); a Volvo Equipamentos de Construção; a Volvo Penta; a Volvo Aero e a subsidiária Volvo Serviços Financeiros. Esta multinacional também é a proprietária da grande empresa Mack Trucks.

Direto ao ponto:

Embora ainda sem uma data oficial de estreia confirmada, a companhia Volvo está prestes a fazer revelar a nova versão, de tipo 100% elétrica, do modelo XC40, que será apresentado ao consumidor, no máximo, até o fim deste mesmo ano de 2019.

Desde a sua pré-estreia ele foi considerado, oficialmente, como o Carro Premium do Ano, em 2018. Trata-se de um veículo configurado como o modelo inicial desta empresa a ser produzido em uma versão totalmente elétrica.

Este mesmo lançamento consiste em uma bem elaborada estratégia, empreendida pelos gestores, de modo a colocar a Volvo na frente da competição, no sentido de gerar um número de vendas, em termos de veículos elétricos, que resultem em, pelo menos, metade das vendas da multinacional até o ano de 2025.

Este novo modelo, o XC40, está sendo produzido por meio da chamada plataforma CMA, ou Compact Modular Architecture, a qual foi projetada a partir de uma parceria com a cooperativa chinesa intitulada Geely, que a utilizava para a produção da versão que está no mercado, atualmente. Ou seja, se trata de parceria com uma companhia chinesa, a grande empresa sueca pretende produzir em massa.

Desde o mês anterior que a empresa Volvo fez divulgar que o modelo XC40 será suplementado, ou seja, ele vai ser vazado, também, em uma outra versão, que funcionará por meio de um sistema de propulsão tipo híbrida.

Entre os primeiros modelos que serão suplementados com essa novidade, está a versão T5 Twin Engine, sendo que na sequência o próximo agraciado será o modelo T4 Twin Engine.

Sobre a comercialização deste veículo no Brasil, seguem as informações:

Até o momento, não foram divulgadas quaisquer informações sobre a sua comercialização em território brasileiro. No Brasil temos os seguintes modelos: o XC60, XC90 e o S90, que constituem as poucas versões de veículos híbridos, produzidos pela Volvo, em circulação pelo nosso mercado. Mesmo assim, os especialistas estão otimistas.

Atualmente, existe uma previsão para a chegada, no Brasil, a partir do mês de agosto, do modelo S60, o qual será devidamente integrado a esse time de potência. Os tipos SUVs híbridos, de origem sueca, estarão sendo comercializados a partir de valores entre 300 mil e 510 mil reais.

De acordo com os gestores da Volvo, o New XC40, elétrico, está programado para começar a rodar pelas ruas europeias no ano de 2020. Entretanto, ainda não há informação alguma sobre a estreia deste SUV elétrico em território nacional.

Paulo Henrique dos Santos


Fiat Strada 2020 – Novidades, Versões e Preço


Modelo chega sem muitas novidades e custa a partir de R$ 51 mil.

Depois de uma longa trajetória, a Fiat Strada foi apresentada em sua linha 2020 sem grandes novidades na comparação com a anterior. A picape chega utilizando a mesma plataforma da primeira geração do modelo Palio, do ano de 1996, se aproximando de seu fim com algumas mudanças muito discretas em seu catálogo de versões. No total, serão sete variações, com opções de motores que partem do 1.4 e chegam a 1.8. Os valores vão de R$ 51.990 até R$ 79.990.

Versões Oficiais

As versões oficiais apresentadas pela Fiat para a Strada 2020 apresenta a seguinte atualização entre topo de linha e a mais barata:

  • Adventure 1.8 com Cabine Dupla por R$ 79.990;
  • Freedom 1.4 com Cabine Dupla por R$ 75.990;
  • Freedom 1.4 com Cabine Simples por R$ 63.590;
  • Hard Working 1.4 com Cabine Dupla por R$ 71.590;
  • Hard Working com Cabine Estendida por R$ 68.590;
  • Hard Working 1.4 com Cabine Simples por R$ 58.990;
  • Working 1.4 com Cabine Simples pelo valor de R$ 51.990.

Mais sobre a Fiat Strada 2020

É importante destacar que, para a versão inicial da Fiat Strada 2020, a lista dos itens de série é muito curta e básica. Essa inclui, portanto, somente ganchos para a possibilidade de fixar uma carga na caçamba, capota marítima e predisposição para a colocação de um rádio. Sendo assim, não estão incluídas nessa versão nem como opcionais a direção hidráulica e o ar-condicionado.

Também é fundamental ressaltar que a central multimídia que era oportunizada de série para a versão Adventure e dada como um opcional para as demais perdeu uma função importante. Com isso, não há mais a opção de TV Digital para ela. Todavia, foi mantido o rádio com USB e com Bluetooth, GPS e a câmera de ré.

Já a versão Working apresenta rodas de aço sem calotas.

Em relação às cores apresentadas no catálogo, há duas novas opções que substituem outras similares que já faziam parte do leque. Em primeiro lugar, temos o Vermelho Montecarlo e, ainda, o Cinza Silverston. Vale lembrar que essa última tonalidade está disponível exclusivamente para as versões Adventure e Freedom.

Hora da despedida do Fiat Strada

Desde o seu lançamento no ano de 1997, a Fiat Strada passou somente por algumas alterações cosméticas e pela troca na motorização. Por isso, pode-se dizer que a picape, sucesso de vendas da montadora, manteve a sua arquitetura e a mesma plataforma no decorrer das duas décadas que se seguiram à sua chegada.

Com a chegada do fim da conhecida linha Palio, a Strada se prepara no próximo ano para o seu doloroso adeus. É importante ressaltar que o Palio Weekend e Grand Siena também estão sendo analisadas para a retirada do catálogo da marca. Porém, para a Strada, tudo indica que já há uma substituta para o posto. Trata-se da picape Mobi. Não há nenhuma maior explicação sobre se o veículo terá um nome próprio para o seu lançamento ou se também será chamada de Strada. O que já foi divulgado pela Fiat, porém, é que ela está preparando outra grande novidade, que será apresentada muito em breve para esse mesmo segmento.

Conforme alguns sites especializados, há um plano dentro da montadora chamado de Projeto 2810. De acordo com as informações, o mesmo mistura alguns elementos da Strada e Fiorino, como a suspensão traseira, do visual do Mobi e elementos do Argo no que diz respeito à parte da suspensão dianteira. Por isso, há a possibilidade de que as duas concepções convivam por algum tempo. O que poderia acontecer é que a Strada como é atualmente conhecida seja mais comercializada para pessoas que precisam de um carro potente para o seu trabalho e para os frotistas. Resta aguardar, portanto, por mais informações sobre o que a Fiat prepara nesse sentido. A certeza é de que a Strada já fez história na companhia e é considerada uma grande referência como veículo, seja para o lazer ou para a realização de tarefas.

Kellen Kunz


Novo Chevrolet Prisma 2020 – Fotos do Interior


Comnheça aqui mais detalhes sobre o interior do novo Chevrolet Prisma 2020.

Desde o final do ano de 2018, as pessoas já sabiam que o Chevrolet Prisma chegaria ao Brasil. A GM até tentou esconder a novidade, a pedido da China, que lança o Prisma ainda em 2019. Porém, algumas fotos da parte externa do veículo acabaram vazando e assim já sabíamos o que se espera para a novidade.

Apesar disso, a GM foi discreta quanto a parte interna do veículo e nenhuma informação havia sido divulgada, até o fim de março de 2019, quando a fábrica confirmou que o Prisma chega ao mercado brasileiro ainda no fim de 2019, tendo seu lançamento antecipado.

As fotos são de um site chinês, afinal, por lá a chegada do Onix (o Prisma é conhecido como Onix na China) está próxima. Com isso, os brasileiros já podem ter uma ideia do que esperar do modelo brasileiro, mesmo que a chegada as concessionárias e o lançamento oficial ocorram apenas no final do ano.

O que já se sabia sobre o Chevrolet Prisma 2020

Quem acompanha de perto as últimas novidades sobre esse lançamento da GM, já sabia que o Prisma ganhou novo visual, muito parecido com o do Chevrolet Cruze. A mudança de visual, que tornou o modelo mais atrativo, foi um investimento importante, já que outros concorrentes têm investido nessa ideia e conquistado novos clientes.

Dentre os principais destaques na parte externa do veículo estavam:

  • Dianteira com duas grades, divididas por barra fina cromada;
  • Lanternas traseiras que invadem a tampa do porta-malas;
  • Vidro traseiro maior;
  • Faróis integrados à entrada de ar;
  • Luzes diurnas de LED;
  • Rodas pintadas em preto;
  • Maior em tamanho (1,730 m de largura, 1,471 m de altura, 4,474 m de comprimento)
  • Refletores “olho de gato” nas laterais;

Apesar de suas alterações lembrarem – e muito – o Cruze, os modelos que inspiraram as mudanças do Prisma foram o Malibu (um sedã médio que não é vendido no Brasil) e o Equinox (um SUV médio).

Como é o interior do veículo

Depois de todo o suspense, o interior do Prisma finalmente foi mostrado ao público, ao menos na China, e já temos uma ideia de como vai ser a versão brasileira. Modernidade foi a palavra-chave e as mudanças internas se destacam ainda mais, quando comparadas as externas, que já haviam sido reveladas anteriormente.

No cluster uma mistura de analógico e digital, através dos marcadores e do display. O painel inspirado nas motos foi deixado de lado. Há também duas portas USB, localizadas logo abaixo do ar-condicionado.

Já a central multimídia, no modelo chinês, apresentou tela do tipo flutuante. No Brasil, a GM pretende investir no sistema chamado MyLink 2.

Nas fotos feitas pelo site chinês Bit Auto, vemos que o interior do veículo mistura as cores bege e preto, porém, até a chegada do modelo ao Brasil podemos ver alterações.

As linhas do painel acompanham a central multimídia e lembram uma asa, quando passam perto das entradas de ar (no caso, por baixo delas). A manopla de câmbio também sofreu alterações, porém, ainda possui a opção de realizar trocas manuais, através de botões que se encontram em seu lado esquerdo.

Já o volante é mais fino e trouxe outros comandos, diferentes dos que eram vistos na versão anterior do Prisma. Por último, outra novidade interessante, que ainda não havia sido percebida quando vazaram as fotos da parte externa do veículo: o teto solar.

Ficha técnica

A ficha técnica completa do Chevrolet Prisma ainda não foi divulgada, porém, já são esperados:

  • Motor 1.3 com 103 cv ou 1.0 turbo com 116cv (a princípio, acredita-se que a versão 1.3 não virá para o Brasil);
  • Transmissão automática de 6 marchas;
  • Porta-malas: 469 litros (ao menos na China);
  • Entre eixos: 2,60 m.

Agora, é esperar por mais novidades. Porém, já deu para ver que o interior do novo Prisma promete ser um sucesso e que o modelo tem tudo para agradar, assim que chegar oficialmente nas concessionárias brasileiras.

Stephanie Caroline Meyer de Quadros


Toyota Corolla 2020 – Análise e Preço


Modelo se destaca pelo visual e motor moderno.

O novo lançamento da Toyota já é um fenômeno de vendas, superando seus anteriores pares. O sedã está sempre liderando o comércio neste segmento, no Brasil.

Ao longo de sua pré-estreia na região de Palma de Maiorca, na Espanha, a versão que mais chamou a atenção de alguns especialistas foi uma que, realmente, pode interessar ao consumidor brasileiro, ou seja, o híbrido munido de um motor 1.8, movido a gasolina e com desempenho de 122 CV em potência combinada.

A estrutura, no conjunto integral, é a básica utilizada em outros modelos, embora o novo sedã da Toyota possa apresentar novos atributos e especificações, que lhe serão acrescentadas assim que atingir ao mercado brasileiro. Este veículo também poderá ser movido a etanol. A estrutura do Entre Eixos permanece a mesma de antecessor, sendo de 2,70 metros, ao passo que seu teto baixou cerca de três centímetros.

Este mesmo modelo possui as saídas de ventilação exclusivamente vazadas para os ocupantes dos bancos traseiros, além do túnel central relativamente mais baixo. Na parte do porta-malas há capacidade para até 471 litros. Quase igual ao anterior.

Está claro que se trata de um automóvel muito mais avançado que seus modelos anteriores, embora os especialistas ainda não tenham uma ficha completa do veículo.

Outras especificações incluem:

A capacidade de 16,6 KGMF em torque instantâneo desde o motor elétrico, que aciona todo seu potencial em um único impulso. Mas, este modelo também conta com uma versão munida de 14,5 KGFM em um motor mais convencional.

Um detalhe negativo pode ser apontado, segundo os especialistas que avaliam este veículo. Ele possui o câmbio tipo CVT, clássica engrenagem deste modelo e que foi mantido nesta nova geração de sedã que está saindo.

Sobre o desempenho deste novo modelo, seguem as informações:

Está munido de um motor a combustão que opera em rotação ideal com grande eficiência, que faz superar os 4.000 RPM. Toda essa potência, quando acelerada ao máximo, invade toda a cabine do motorista.

Embora não chegue a apresentar limitações graves, ou defeitos, este novo sedã da Toyota ainda não está equipado com o que seria, na visão dos especialistas, do novo câmbio automático, de tipo continuamente variável, CVT, o qual ainda faz parte do aparato que compõe a estrutura da carroceria do sedã, comercializado na Europa.

Alguns especialistas tiveram o privilégio de observar mais de perto, até de poder testar o veículo, puderam comprovar ao público consumidor mais algumas especificações:

Ao dirigir o mesmo modelo, por um espaço de 120 km, desfrutando da qualidade e novidade pelas estradas vicinais e ao longo dos pequenos vilarejos daquela ilha espanhola, verdadeira honra, foi possível, em comparação com as experiências anteriores, sentir a eficiência deste petardo.

Segundo os mesmos especialistas, o sedã apresentou um registro de consumo bastante interessante, embora muito aquém dos 22,2 km por litro, consumados no ambiente europeu, dentro de um ciclo chamado WLTP, muito rigoroso, e os 29,4 km por litro, dentro do ciclo NEDC.

Todos os especialistas que avaliaram de perto o novo sedã da Toyota foram unanimes: este modelo está vazado em design muito mais atraente, apresentando em sua parte interna uma relação de funções e acabamentos em maior quantidade e qualidade que os modelos anteriores.

Para o comércio no Brasil, os especialistas indicam que este veículo será produzido na região de Indaiatuba, Estado de São Paulo. Assim, o novo sedã será oficialmente lançado no mercado brasileiro munido de um conjunto mecânico todo eletrificado, que é importado do Japão, constituindo esse detalhe um acréscimo no valor do automóvel.

A faixa de preço será, provavelmente, de 125 mil reais.

Paulo Henrique dos Santos


Citroen C4 Elétrico – Lançamento, Características


Citroen pretende lançar em breve o modelo elétrico do C4.

Desde o ano de 2018, um novo lançamento está chamando a atenção de especialistas no segmento de automóveis.

Dado que houve significativo crescimento na produção de modelos SUVs e de modelos crossovers, esta tendência também moveu a gigante francesa Citroën, que produziu o novo modelo C4. Este veículo foi oficialmente lançado em quase todos os centros de comércio ou concessionárias, logo após a estreia oficial do modelo C4 Cactus.

Entretanto, os especialistas lançaram novos dados que abrangem algo inédito no segmento, ou seja, a companhia fez alterar a sua estratégia de modo que o modelo C4 será produzido, paralelamente, em nova geração, cujo processo de construção se dá sobre a nova plataforma dita CMP.

Este mesmo modelo estreou dentro da linha de competitividade no mercado dos veículos compactos, e, para surpresa de muitos, o mesmo modelo ganhou uma versão elétrica, de modo a fazer frente ao novo Volkswagen I.D.

Todas estas notícias saíram, oficialmente, no site britânico especializado intitulado Auto Express, cuja matéria publicou diversas entrevistas diretas com todos os executivos do grande Grupo PSA. Alguns destes representantes concederam entrevistas, ao longo do evento anual no Salão de Paris, declarando que este novo C4 tornou-se a prioridade neste momento, da companhia. Este segmento tem muita força no mercado competitivo.

Um dos grandes empresários, que ocupa cargo de vice-presidente de engenharia do Grupo PSA, divulgou, na ocasião, a chegada do modelo elétrico do new Citroën C4. Tratava-se de um importante programa para este segmento C, inteiramente baseado na já citada plataforma CMP, para a nova geração do Citroën C4. Além desta notícia, foi divulgada a companhia está trabalhando em novo projeto, que consiste em uma versão elétrica do C4, utilizando a base de tipo e-CMP.

Um dos engenheiros da empresa deixou bem claro que este modelo pode acomodar até 60 kWh. Está munido de um tipo de bateria de porte padrão, o novo Hatch estará capacitado para entregar uma autonomia de até 350 km, utilizando a carga ao longo de todo este percurso. Esta ficha técnica, em termos de velocidade, do ponto de vista da PSA, constitui o verdadeiro ideal que poderá atender a quase todas as necessidades dos clientes da companhia, contando com valores mais acessíveis e que não trarão prejuízos para a companhia.

Este aperfeiçoamento foi proporcionado pela PSA que já havia anunciado a capacidade de a plataforma e-CMP comportar modelos de baterias com potência até 50 kWh. Entretanto, dado que o modelo C4 consiste em um carro munido de Entre Eixos de maior extensão, o mesmo seria mais bem equipado de baterias de maior força e durabilidade.

Assim, este novo modelo Citroën C4 se mantém firme no mercado, neste início de 2019, sendo comercializado munido de motor a combustão. Outros líderes da companhia explicam que desde que foi lançado no mercado, ele está dando um bom retorno, o que justifica, portanto, a tendência de a multinacional decidir pela produção de uma versão elétrica do mesmo, embora sejam mantidos todos os modelos equivalentes, movidos a gasolina e também a diesel. Modelo robusto, compacto, popular e acessível ao consumidor geral.

Sobre a companhia:

A Citroën consiste em uma das maiores empresas no ramo de automóveis, de origem francesa. A sua matriz está localizada na grande Paris, ou seja, em um dos grandes centros do mundo. No princípio, tratava-se, apenas, de uma espécie de fabricante atrelada a projetos relativamente mais simples, mas, o modelo de automóvel da Citroën assombrou o mundo, no ano de 1935, portanto em sua estrutura o inovador dispositivo Traction Avant.

Por Paulo Henrique dos Santos

Citroen C4 elétrico


Toyota pode lançar Sistema Antifurto com Gás Lacrimogêneo


Sistema ainda está em fase de testes.

Não importa o tamanho da cidade, o roubo de veículos ou de, pelo menos, alguma peça como o rádio é um dos pavores dos condutores. Pensando nisso, a Toyota registrou um recurso um tanto quanto curioso e que já está despertanto polêmica: um dispositivo que, ao detectar um ladrão, lançará gás lacrimogêneo na cabine, evitando não só o furto, mas também a fuga dos meliantes.

Como funcionaria o dispositivo com gás lacrimogêneo para evitar roubos da Toyota?

O dispositivo com gás lacrimogêneo para evitar roubos da Toyota estará conectado com o celular do condutor do veículo ou de seus passageiros e, caso alguém tente abrir a porta ou acionar a partida, mas não seja reconhecido, o dispositivo vai reconhecer que esta é uma situação de perigo e liberará o gás lacrimogêneo. Já quando a patente reconhecer o usuário do veículo como alguém autorizado, o aroma que vai ser exalado é nada mais, nada menos que o aroma favorito. Já pensou, dirigir sentindo o seu perfume predileto? Ademais, este aroma será escolhido previamente pela pessoa e registrada na "memória" do sistema. Além disso, outra promessa desse dispositivo é a de higienizar o veículo depois da saída de seus ocupantes, o que pode ser útil quando um carro esta com odor desagradável como cigarro, por exemplo.

Prós e contras

A vantagem desse dispositivo é a possibilidade de evitar o crescente aumento do número de roubos e também a possibilidade de ter um veículo com aroma mais agradável, já que o mau cheiro incomoda muitas pessoas.

No entanto, a polêmica está justamente no consenso de que é uma ideia maluca e que tem tudo para dar errado. Qual é o motivo? O motivo é justamente estar com uma arma dentro do carro, ou seja, o próprio gás lacrimogêneo. Nos veículos as pessoas costumam transportar crianças, idosos e até mesmo animais de estimação e, por isso, o risco que o gás lacrimogêneo traz não parece valer a pena, ainda que evite roubos. Além disso, pode ser que o dispositivo com gás lacrimogêneo para evitar roubos da Toyota simplesmente dê defeito de uma hora para outra e acabe borrifando o gás no próprio dono do veículo. Caso isso aconteça na hora em que ele esteja dirigindo, pode acontecer um grave acidente. Falando em acidente, uma batida poderia liberar o gás lacrimogêneo, ou seja, o que já seria um problema por si só, cresceria ainda mais.

Já é de conhecimento popular que os japoneses costumam ter ideias inusitadas. Na verdade, isso chegou ao patamar de estereótipo. No entanto, muitas pessoas concordam que esta ideia é, no mínimo, bem esquisita e que tem de tudo para não dar certo. É fato que, para que carros com dispositivos assim sejam colocados no trânsito, a Toyota deverá fazer um incontável número de testes, já que se uma pequena parcela dos carros estiverem com defeito, significa que não só o condutor e passageiros, mas também todos os que passarem por ele, estarão correndo risco de um acidente causado por uma medida de segurança que, provavelmente, está passando dos limites. É inegável que roubos são uma das maiores preocupações em todas as cidades de todos os países, mas qualquer medida de segurança, seja qual for, requer anos de treinamento e uma equipe especializada para colocá-la em prática. Lembrando que, pode ser que não seja lançado um dispositivo com gás lacrimogêneo para evitar roubos da Toyota e que, caso seja, será feito de maneira gradual. O dispositivo provavelmente será testado apenas com o lançamento de perfumes e só depois o gás lacrimogêneo entrará em ação. O que você achou dessa notícia? Na sua opinião, ela vai funcionar ou tem de tudo para dar errado. Deixe um comentário nos contando a sua opinião.

Escrito por: Jéssica Lima Cochete


Volkswagen Amarok V6 2020 pode ter Motor Mais Potente


Potência do novo motor deve passar de 225 para 258 cv.

A AmaroK V6 vai ficar ainda mais potente a partir do ano que vem, pois o modelo ganhará uma nova versão. Considerada nada menos que a picape mais potente do mercado, a partir do upgrade, que está previsto para 2020, o motor que já conta com uma potência de 225 cv, passará a render 258 cv.

Além disso, outro diferencial é que existe uma função denominada overboost, que pode aumentar a potência ainda mais para 272 cv. Neste sentido, o torque também aumenta para 59,1 Kgfm, sendo que em situações normais o valor corresponde a 56,1 Kgfm.

O foco da Volkswagen é para concorrer com o modelo da Mercedes-Benz Classe X, em que o lançamento está previsto para o segundo semestre. Um dos diferenciais do V6 é a função overboost, que não tem no modelo concorrente.

Outro destaque é que no mercado europeu, a Amarok V6 já conseguiu atingir a potência de nada menos que 258 cv desde o ano passado e a nova versão deve contar com outras novidades, além do motor mais potente. Por exemplo, a versão que tem o motor de 16 válvulas, deve ter outros tipos de acessórios. Deverá ser oferecido ainda o propulsor 2.0 de quatro cilindros. Agora é aguardar até que a nova versão seja lançada ano que vem.

Versão atual da Amarok V6

A versão atual consegue acelerar entre 0 e 100 km/h em 8 segundos, podendo atingir nada menos que a velocidade máxima de 190 km/h. A versão top de linha de marca pode custar aproximadamente R$ 184.990,00.

A picape média, por exemplo, conta com nada menos que um motor V6 turbodiesel, tem 3.0 litros e pode desenvolver 225 cv, e não é à toa que é considerada a mais potente da categoria. O torque da versão corresponde a 56,1 Kgfm e também tem um boost que pode fazer com que o carro alcance 20 cv extra, ou seja, alcançando 245 cv por 10 segundos.

No carro, a transmissão ocorre de forma automática em 8 velocidades, sendo que é a mesma que faz parte de outras versões. Por causa de todos estes fatores que a Amarok consegue, em apenas 8 segundos, acelerar de 0 a 100 Km/h e outro destaque é que o carro também atinge uma velocidade máxima de 190 km/h.

Entre os principais destaques da atual categoria é a substituição da corrente no local da correia dentada e também discos nas quatro rodas. Destaque também para os itens de séries, para oferecer conforto como, por exemplo, o sistema de infotenimento que tem tela de nada menos que 6.3 polegadas, além de sensores de estacionamento presente na parte dianteira e traseira, ar-condicionado digital, bancos em couro que tem ajustes elétricos, entre outros.

Os faróis da Amarok V6 são bixenônio, que conta com luz de condição diurna, sendo o modelo em LED. O opcional presente é a roda que tem 19 polegadas e o valor corresponde a R$ 2.720,00.

Entre os itens de segurança na atual versão podem ser citados quatro airbags, sendo dois frontais e o restante lateral, controle eletrônico de estabilidade, sistema isofix para que as cadeiras infantis sejam fixadas, sistema de assistência à frenagem, controle de tração e também bloqueio eletrônico do diferencial.

Outro detalhe é que a versão conta com logotipo na grade do radiador e também na tampa traseira. Design imponente e diferenciado, conta com retrovisores pintados em preto e também detalhes cromados.

O principal destaque da categoria é a força do motor, sendo que em baixas rotações, por exemplo, ele pode atuar de maneira mais suave, o que permite ter um menor consumo e também ruído. O câmbio também trabalha de forma harmônica.

O que você achou das novidades? Compartilhe o post nas suas mídias sociais e deixe o seu comentário!

Por Babi


Renault Arkana – Lançamento no Brasil


Modelo deve chegar no ano de 2020 e custará cerca de R$ 100 mil.

Quando o assunto trata de automóveis produzidos pelas marcas francesas, uma companhia se destaca, sobre tudo no Brasil.

Depois de sua pré-estreia, o modelo Renault Arkana promete ser um dos melhores SUVs de tipo ‘coupé’, entre os melhores veículos utilitários esportivos, em território nacional.

Um detalhe, entre outros, chamou muito a atenção dos especialistas, que é o da carroceria deste new Renault Arkana, a qual está vazada em formado muito similar ao protótipo que a companhia Fiat fez apresentar, recentemente, no último evento do Salão do Automóvel de São Paulo, sendo, neste caso, o modelo intitulado Fastback. Nenhum dos mesmos especialistas insinua algum tipo de troca de ideias ou figurinhas entre os engenheiros de ambas as empresas.

Produzindo dentro daquela “febre” que assola o mercado brasileiro de SUVs, o novo modelo da Renault, o Arkana, certamente será o mais um utilitário clássico de tipo esportivo lançado pela grande multinacional francesa, preste a aterrissar no solo do Brasil.

Deste modo, a epidemia que atinge aos consumidores e os atrai, decididamente, para os modelos utilitários esportivos terminou por conscientizar os líderes da Renault a suspender definitivamente, no Brasil, a produção do modelo sedã Fluence e da produção da perua Gran Tour, para que seja possível aos engenheiros uma dedicação completa aos modelos compactos e aos tipos variados de SUVs.

A companhia está sempre atenta às necessidades de seus clientes e procura trabalhar intensamente para sua satisfação.

Atualmente a Renault possui em sua linha de produção dois eficientes modelos, ou seja, o Captur e o modelo Duster. Entretanto, os engenheiros da multinacional francesa estão focando seus esforços no novo utilitário tipo esportivo e de maior porte, a mais recente criação, o modelo Arkana.

Tal como foi observado no topo deste artigo, este novo veículo está vazado em uma configuração que se estende em uma carroceria típica de um SUV, munido de teto traseiro, em inclinação como uma versão de cupê. Especialistas observaram que essa mesma parte traseira é muito semelhante à do recente protótipo que a companhia Fiat fez apresentar no evento recentemente ocorrido no Salão do Automóvel de São Paulo, onde foi exibido o modelo Fastback.

Alguns atributos desse novo lançamento da companhia francesa incluem o seguinte:

Um novo motor de tipo 1.3 turbo e desempenho de 170 Cavalos Flex, suplementado de uma injeção direta para combustível. Certamente se trata de um veículo mais potente que o comum dos Suvs esportivos produzidos pela empresa.

Embora se trate de um super lançamento, que vai atrair o consumidores mais abastados e despertar o interesse dos especialistas, a companhia Renault, por meio de seus gestores, lançou a notícia de que o modelo Arkana chegará aos consumidores brasileiro no ano de 2020 e o seu valor no mercado nacional será acima dos 100 mil reais.

Assustador? Nem tanto, dada a tecnologia de que dispõe. Todos os interessados devem manter-se atentos.

História sintética da empresa:

A companhia Renault S.A. consiste em uma empresa francesa, que é a grande responsável pela elaboração, projeção e produção de veículos de alta categoria, que foi inaugurada no dia 25 de fevereiro do ano de 1899, pelo empreendedor Louis Renault.

A empresa atua na produção de veículo de pequeno e médio porte; na produção de vans; de ônibus e de caminhões. A Renault é reconhecida pelos grandes protótipos que seus engenheiros desenvolvem, tais como o modelo Renault 16 ou os modelos intitulados mono volumes, que são o Twingo, o Scénic e o Espace.

Vale a pena espiar.

Paulo Henrique dos Santos


Análise do Novo Toyota Corolla 2020


Confira aqui os prós e contras do novo Toyota Corolla 2020.

O Corolla, da Toyota, é um dos veículos mais conhecidos ao se falar de automóveis. Em 1966 foi apresentada sua primeira geração e, desde a época, o automóvel evoluiu bastante. Dentre os familiares compactos, ele nunca teve a pretensão de ser o mais sofisticado, muito menos o mais arrojado, porém, apostou sempre no quesito confiabilidade.

Agora em sua 12ª geração, o veículo sedã sofreu mudanças se comparada com às versões perua Touring Sports e hatch. A montadora informou que estas foram desenvolvidas visando o cliente da Europa, o qual busca um design mais esportivo, já o sedã possui um estilo executivo, tendo, globalmente um apelo maior. Lanternas em LED e Faróis, capô e até para-choques, nos três volumes, são diferentes.

O modelo Corolla Sedan testado na Espanha, em Mallorca, é muito diferente de seu antecessor, partindo da sua altura, que foi diminuído em 2 cm e na distância de seu capô em relação ao chão, tendo diminuído em 3,5 cm. Em 0,5 cm foi encurtado o balanço dianteiro, mas o traseiro teve um aumento de 1,5 cm, resultando em proporções modernas, tendo um comprimento total aumentado em 1 cm. Foi abaixado em 1 cm também o seu centro de gravidade, isso por causa do posicionamento novo do conjunto motriz e também da sua bateria, que fica embaixo do banco traseiro.

Todos esses valores foram possíveis devido a utilização da nova plataforma GA-C, a qual derivada da modular TNGA, utilizada também no Prius e no C-HR. A estrutura é mais resistente a torções, em 60% no mesmo tempo que está mais leve e assim permitiu reduzir a espessura de seus painéis do teto e das portas, ajudando a reduzir o peso do veículo.

Sua suspensão é McPherson na parte frontal e multilink na traseira. O Toyota Corolla melhorou bastante nessa área, fazendo uso de novos amortecedores com diferentes posições em sua barra estabilizadora na parte frontal e também com uma geometria diferenciada oferecendo mais estabilidade ao trafegar em altas velocidades. Foi aperfeiçoada a sua direção também.

De série, os sistemas de segurança conta com controlador de velocidade de cruzeiro, frenagem de emergência, alerta de saída de faixa, acendimento automático de luzes e reconhecimento de placas de trânsito.

O pioneiro Corolla com motor híbrido

A grande novidade do Corolla 2020 fica por conta da versão híbrida. O seu sistema é o mesmo presente no Prius, que tem uma bateria de 1,5 kWh e um motor elétrico com 53 kW. O propulsor movido a gasolina possui 4 cilindros e 1800 cc, com um torque de 14,6 kgfm, que funciona no ciclo Atkinson. Sua potência combinada atinge 122 cv. O consumo informado pela montadora é de 29,4 km/l.

Estreia ainda na linha Corolla uma geração nova do sistema híbrido, que possui um propulsor de 2000 cc e uma potência de 180 cavalos. O Corolla nacional deve ser equipado com este conjunto. Na Europa o propulsor novo será encontrado na perua e no hatch.

A impressão logo de cara, no momento em que se adentra o carro, é de que os materiais utilizados em seu interior tiveram uma melhora na qualidade, tendo plásticos macios sobre o quadro de instrumentos, nos painéis das portas e na zona do console.

Foi aprimorada também a posição de dirigir. Os bancos novos são agradáveis, contando com regulagens corretas e bom apoio lateral. O condutor fica confortável ao colocar as mãos sobre o volante. A visibilidade frontal e lateral também foi aperfeiçoada, isso porque o painel está mais baixo, os retrovisores foram colocados nas portas e também suas colunas estreitaram.

Na parte de cima do console central passou a ter uma tela nova com 8 polegadas, de fácil utilização, porém, os gráficos não são dos melhores. O ponto positivo é deixar de fora os botões de comandos de climatização e também as demais que possuem utilização frequente.

FILIPE R SILVA


Hyundai Sonata 2020 – Lançamento, Especificações


A nova geração do Hyundai Sonata passou por um interessante processo de reestilização, trazendo uma identidade visual nova em um tamanho maior, mais largo e também mais baixo.

Quem gosta de carros já sabe a Hyundai é excelência na fabricação de carros bonitos e potentes. Estando sempre batendo recordes de vendas em todo o Brasil e no mundo. Dessa forma, muitos brasileiros estão ansiosos por notícias sobre o sedan Sonata que deve ser lançado em breve.

Pois bem, foi revelado pela montadora no dia 05 do mês de março as primeiras imagens do novo sedan Sonata que passou por um interessante processo de reestilização. Essa é a oitava geração desse modelo e de acordo com o que podemos ver nas imagens ele traz uma identidade visual nova em um tamanho maior, mais largo e também mais baixo.

Já em relação à motorização do modelo a marca ainda não se pronunciou sobre estas características.

Assim, o que se sabe até o momento é que o novo sedan tem inspiração em um conceito que já foi exposto no Salão de Genebra do ano passado e possui um visual voltado para o lado esportivo.

O novo sedan Sonata chega mais baixo em 3 cm e também perdeu 2,5 cm na largura. Por sua vez houve um aumento de 3,5 cm na distância entre-eixo. Além do cumprimento que ganhou 4,5 cm. Essas modificações no tamanho foram definidas para que os ocupantes possam desfrutar de mais espaço e assim estarem ainda mais confortáveis.

De acordo com o que declarou Sang Yup Lee que é o chefe e vice-presidente sênior da empresa, o modelo apresentado em uma projeção mais curta com teto mais inclinado, além de uma tampa baixa dão uma sensação de maior equilíbrio.

O novo sedan Hyundai Sonata de 2020 também possui iluminação em LED embutida. É por estes detalhes que o design “Sensuous Sportiness” ganha vida, ou seja, mais visibilidade. E já falando desses novos elementos encontramos luzes de circulação diurna que foram embutidas nos faróis do tipo full led. Funcionando assim um sistema inédito dos carros da coreana Hyundai que faz com que as lâmpadas fiquem ocultas quando se encontram apagadas e que ganham destaque quando são ligadas.

No interior do veículo temos um moderno painel de instrumentos. Os engenheiros desenvolveram um projeto em que a sua altura é mais comprimida e as entradas de ar ajudam na oferta de uma sensação de leveza. De acordo com as informações cedidas pela Hyundai, os idealizadores do novo sedan Hyundai Sonata de 2020 trabalharam buscando tirar o foco das grandes telas que geralmente acabam por distrair os motoristas. Como solução para esta situação, foram colocadas duas telas em curva.

Em relação ao câmbio, o Sonata 2020 conta com botões no lugar das alavancas, o que dá mais espaço para o console central. Outra novidade interessante do sedan é que com ele será possível transformar o aparelho smartphone em uma chave digital, o que será realizado por meio de um aplicativo. Um verdadeiro show de tecnologia.

A montadora coreana espera que o novo sedan Sonata 2020 seja mais um grande sucesso, uma vez que traz beleza, conforto, segurança e inovação, contando sempre com o que há de mais moderno em termos de tecnologia, procurando a cada novo lançamento conquistar um púbico maior e se tornado mais um fenômeno de vendas no mercado automobilístico.

Sabemos que muitas pessoas também estão bastante curiosas em relação às características da sua parte mecânica, contudo a Hyundai também não mencionou nada em relação a isto. Mas os curiosos de plantão não terão que esperar muito para saber destas e de outras informações, já que o modelo deve ter seu lançamento no próximo mês de abril em um evento que deve acontecer no Salão do Automóvel da cidade de Nova Iorque. Com certeza é um lançamento que vale a pena aguardar.

Por Sirlene Montes

Hyundai Sonata 2020

Hyundai Sonata 2020

Hyundai Sonata 2020


Novo Toyota Corolla 2020 – Análise e Novidades


Modelo deverá chegar às lojas brasileiras no segundo semestre de 2019.

O novo Toyota Corolla vem cheio de novidades, e isso aumenta mais ainda a ansiedade de quem espera por seu lançamento. A marca deixou rastros que esse novo modelo viria mais dinâmico, charmoso e com sua função híbrida. Para matar a curiosidade de todos os consumidores que estão aguardando essas confirmações, vou falar os resultados do teste que foi realizado nessa máquina. Então fiquem atento as informações que serão passadas logo abaixo.

Vamos falar da parte externa do novo Toyota Corolla

Essa é uma parte bem interessante do novo Toyota Corolla. Pois esse carro traz com ele toda elegância de um Sedan. Sua aparência é de um carro muito moderno e sofisticado. Ele não passa despercebido por onde for e isso é um grande atrativo da marca. Já que muitos consumidores dão muita importância para o visual externo na hora de comprar um carro. A sua parte dianteira vem com uma geometria diferenciada da parte traseira, e por essa razão ela possibilita que esse carro faça velocidades mais potentes e também traz estabilidade em sua dirigibilidade. A suspensão dianteira é do tipo McPherson e a parte traseira vem com Multilink.

Sobre a parte interna do novo Toyota Corolla

Quero dar um destaque maior para essa parte do carro. Como já era esperado, essa área é muito moderna e requintada, e isso já é uma característica da marca. Os bancos são bem confortáveis e com desenhos anatômicos que deixam os passageiros bem acomodados. O painel da parte lateral e dianteira mudou e agora está mais baixo, e os retrovisores ficam acoplados nas portas e não mais nas janelas, essa mudança deve agradar a muitas pessoas. Já a central multimídia do carro vem com sua nova tela tátil de 8 polegadas, sua funcionalidade é bem mais simples e os gráficos são diferentes e bem mais chamativos. Agora o usuário tem a possibilidade de deixar as funções frequentes e a climatização de fora desse comando. E o quadro de instrumento conta com monitor digital de 7 polegadas que tem efeito tridimensionais e possibilita ver as informações do computador de bordo.

Falando do motor do carro

Uma informação bem importante sobre a motorização desse lançamento é que ele tem sistema híbrido. Seu motor elétrico tem 53 Kw e sua bateria tem 1,5 kWh e com esses dois sistemas o carro tem transmissão contínua. Seu motor funciona a gasolina e possui 4 cilindros de 1.8 litros. Sua potência é de 122cv e seu kgfm é de 14,6. O resultado do teste de potência desse carro mostrou que ele superou as expectativas e isso é um grande ponto na hora de impressionar os usuários da marca.

Falando sobre o modo elétrico do carro

É importante ressaltar uma informação importante da parte elétrica do novo Toyota Corolla. Quando o condutor precisa acelerar o carro em uma manobra mais agressiva, os giros do motor sobem rapidamente para a faixa vermelha, e dessa forma o motor começa a emitir ruídos que não são agradáveis. A marca afirma ter modificado o isolamento da parte interna, porém, essa é uma parte que ainda deixa a desejar.

Porta-malas bem espaçoso

Outro detalhe bem animador desse carro é que ele possui um porta-malas grande com 471 litros. Dessa forma fica bem mais fácil carregar muitos itens no dia a dia, sem comprometer o espaço interno do carro.

Informação importante

Uma observação bem importante desse carro é que ele possibilita a versatilidade. Já que o usuário pode usar o motor elétrico ou o motor a gasolina. Assim para escolher quais das duas opções é a mais indicada e agradável ao gosto de cada um.

De modo geral, esse é um carro muito completo e que pode ser a melhor opção para muitos usuários. Tem beleza, conforto e um bom motor. O resto é apena um pequeno detalhe!

Escrito por Cristiane Amaral


Renault Kwid 2020 deve passar por Nova Reestilização


Mudanças devem modernizar ainda mais o modelo.

Apesar de ser lançado até há bem pouco tempo no Brasil pela Renault (agosto de 2017), o Kwid já conseguiu conquistar muitos consumidores tanto pelo seu estilo quanto pela sua funcionalidade.

Com a chegada de 2019, embora a montadora não tenha anunciado nada oficialmente, algumas fontes ligadas diretamente ao mundo automobilístico já partiram na frente e divulgaram a informação de que o veículo deverá passar por um ‘recall’ de estilo.

Antes que esta informação possa dar uma ideia de substituição de defeito, já adiantamos que o modelo vai ter uma modernização em seu conceito e em toda a sua estética.

Não se trata do fato de alguma reclamação de alguns possíveis clientes insatisfeitos, mas apenas o Kwid deverá ser modernizado e deverá receber alguns opcionais que levarão o veículo a incorporar os conceitos mais atuais de tecnologia, segurança e melhor dirigibilidade.

Seria interessante esclarecer ao leitor logo de início que a estratégia adotada pela Renault não seria em função de um possível baixo volume de vendas. Pelo contrário. Segundo alguns dados de alguns sites especializados, no ano de 2018 o modelo figurou entre os dez carros mais vendidos no país.

Este resultado tem se repetido desde o seu lançamento e o acumulado desde o início mostrou que o veículo ocupa atualmente a sétima posição no ranking da categoria dos SUVs compactos. Ponto para o consumidor brasileiro que vai ganhar em termos de sofisticação e segurança.

Para quem conhece a Renault de longa data, sabe que uma das maiores preocupações da marca é a preservação da integridade física de seus consumidores. Portanto, para o novo Kwid que promete ser lançado ainda em 2019, um dos destaques é a adoção do sistema de freio ABS. No Brasil, esta novidade já está prevista para ocorrer agora em maio. Além disto, a mudança acontece para satisfazer a legislação de trânsito que passa a exigir este tipo de sistema.

Alguns sites especializados já anunciaram que tanto o motor quanto o sistema de transmissão deverá permanecer o mesmo. O que realmente deve mudar deve ser a reestilizarão visual do veículo e o seu interior.

Com relação ao lado externo, o novo Kwid deverá receber novos faróis, novas lanternas mais alongadas e um novo desenho para os para-choques. A expectativa é de que a nova versão possa receber um novo desenho para os seus aros. Talvez, um estilo bem mais esportivo, sem perder a sofisticação habitual.

Na parte interna, o novo Kwid poderá receber algumas novidades em seu painel de instrumento e algumas modificações em seus bancos (novos desenhos) e mudanças em seus materiais de revestimento. Em termos de comparação, o ambiente interno será o menos afetado pelas novidades da nova versão.

Apesar de mudar muito pouco o seu interior, os especialistas apostam em uma melhoria na sua central multimídia, tanto em formato quanto na gama de funcionalidades. Espera-se que estas alterações possam seguir os padrões do mesmo modelo que é fabricado na Índia. Lá, o Kwid recebeu uma nova versão do seu sistema de navegação, o Media Nav Evolution, o que possibilita a sua total integração com os outros aplicativos que podem ser utilizados pelo usuário como o Apple Car Play e o Android Auto.

Estas mudanças podem trazer bons resultados em termos de vendas para este tipo de veículo em nosso território, já que o volume de vendas da categoria dos SUVs mostra uma gradual elevação nos últimos cinco anos.

Os consumidores que já possuem o seu Kwid na garagem poderão ter a chance de trocar o seu atual por uma versão bem mais moderna e com mais recursos tecnológicos e de segurança. Para quem ainda não tem um, esta é a chance de mudar para o que há de mais moderno em tecnologia veicular pagando por um SUVs mais compacto e de preço mais acessível.

Como a empresa ainda não se pronunciou sobre a novidade, ainda não temos condições de saber o quanto esta novidade vai custar a mais para o bolso dos consumidores da marca.

Emmanoel Gomes


Os principais lançamentos de carros 2020


Se você está esperando os lançamentos automobilísticos do próximo ano para comprar um carro ou trocar o que está na sua garagem, precisa conhecer os principais modelos de carros previstos para 2020.

O ano de 2019 será repleto de lançamentos incríveis no setor automotivo, segundo o planejamento das montadoras, podemos esperar novas versões de modelos já conhecidos, cheias de potência, qualidade mecânica, baixo consumo e preços mais acessíveis.

Se você adora carros ou simplesmente está planejando em comprar um novo ou trocar o que já tem no ano que está prestes a entrar, acompanhe esse artigo e conheça os principais lançamentos de carros para 2019, como modelos 2020.

Evidente que são previsões e que podem ocorrer mudanças de modelos ou especificações. No entanto, esses modelos têm sido amplamente divulgados e é provável que sejam lançados como estamos reportando aqui.

Conheça os principais lançamentos de carros 2020

Chevrolet Tracker

A versão 2020 do Chevrolet Tracker, um dos SUV mais aclamados deste ano, chegará aos consumidores mais equipado do que nunca.

Entre as novidades é possível esperar sistema de aviso de ponto cego e colisão frontal, câmera de ré com aviso de circulação de cruzada de veículos, airbags em cortina e laterais, teto solar, ajuste para lombar no banco do motorista, lanternas e faróis de LED, rodas aro 18, e um novo motor turbo de 153 cavalos de potência, um câmbio automático de 6 marchas.

Volkswagen T-Cross

VW T-Cross vem para brigar no segmento de entrada de SUVs

O utilitário compacto da montadora chega em 2019 (provavelmente ainda em versão 2019, mas já mudando para 2020 a partir do segundo semestre) em duas versões uma com um motor 1.0 de 128 cavalos de potência e outra de motor 1.4 com 150 cavalos de potência.

Ambos possuirão um sistema de injeção de combustível direto, e poderão ser encontrados em versões com câmbio automático de 6 marchas.

Além dessas configurações de motor, o novo modelo contará com um sistema inteligente que estaciona o carro sozinho, um teto solar maior e um completo e fiel sistema de som de alta definição de áudio.

Nissan Leaf

Talvez o Nissan Leaf seja um dos mais esperados lançamentos de carros para 2020, isso porque esse modelo trata-se de um veículo elétrico que, além de contar com uma bateria com uma vida útil de mais de 8 anos, ainda contará com um motor de 150 cavalos de potência e uma capacidade de autonomia de 240 km.

Hyundai HB20 2020

Além de uma versão renovada do HB20, a Hyundai também trará um modelo elétrico, uma nova versão do HB20 Hatch que virá com linhas externas novas, uma grade ampla e maior para-choque frontal, faróis renovados, e duas versões de motor.

A primeira 1.0 turbo com um sistema de injeção direta e a segunda 1.6, ambas nas versões de câmbio manual e automático de seis marchas.

Ford Focus

Este é uma incógnita. Há fontes que dizem que o modelo, que acabou de estrear na Europa, não virá para o Brasil. De qualquer forma, se confirmado, o modelo deve trazer duas versões, um Hatch e um Sedan com preços que deverão oscilar entre R$ 78 mil e R$ 107 mil.

Já as opções de motores serão um 1.6 Sigma Flex com 135 cavalos de potência e câmbio automático e manual de cinco marchas e, outro 2.0 Direct Flex com 178 cavalos de potência e câmbio automático de seis marchas.

Fora isso os novos Ford Focus certamente contarão com tecnologias como controle de volume no volante, assistente de partida em rampas, rodas aro 17 de liga leve, câmera de ré, airbags frontais, de cortina e laterais e muito mais, já presentes na versão atual.

Conclusão

Haverá muitos lançamentos de carros para 2020, que valem a pena serem conhecidos melhor. Se você está planejando comprar um carro 0 km, o ano que virá será uma excelente época para isso.

Não esqueça de pesquisar o valor do seguro auto antes de definir qual veículo será comprado. Além disso, pesquise a opinião dos compradores, problemas mais comuns do veículo (porque mesmo sendo um carro zero, ele já pode apresentar possíveis problemas), entre outras características que podem te ajudar a economizar e não ter problemas com seu carro novo.

E você, quais desses lançamentos de carros 2020 gostou mais?

Por Jeniffer Elaina, do SeguroDeAutomovel.org. Não representa a opinião do portal Carro Bonito.


Land Rover Defender 2020 – Novidades e Detalhes do Interior


Foto vazada no Twitter revela o interior do novo veículo.

A mais famosa marca de carros de luxo inglesa está com novo lançamento próximo de sua oficial estreia.

Trata-se da companhia Land Rover, a qual está próxima de promover a apresentação oficial da próxima geração do modelo esportivo Defender, que deverá ser realizada nos próximos meses, embora o vazamento de diversas imagens e de informações sigilosas revele uma prévia noção do veículo.

Entre outros dados revelados, estão algumas especificações da parte interior deste novo SUV. Depois de ser flagrado e parcialmente revelado por meio de uma publicação contendo imagens no Twitter, o modelo pode ser apreciado em sua forma essencial, levando em conta que a imagem captada se deu a partir de um ângulo em que o motorista, durante o teste, deixa exibir todo o painel deste modelo, resultando no destaque sobre o desing do volante e o do quadro de funções.

Deste modo, os especialistas puderam analisar brevemente que ainda não se trata de um painel definitivo, que estará instalado no modelo a ser comercialiazo. Essa perspectiva se deu a partir de aspectos como a cor das estruturas de plástico, a ausência das texturas e a ausência dos botões instalados no volante, que evidenciam tratar-se de um tipo mockup.

Entretanto, o design exterior está, basicamente, pronto e não deve ser alterado em essencialmente nada, em comparação com o veículo a ser entregue ao consumidor. O que também chama atenção é a presença de mais recursos tecnológicos, tais como o seu quadro de instrumentos inteiramente digital; o sistema multimídia e mais o câmbio munido de uma alavanca tipo joystick, porém, desprovida de detalhes extravagantes.

Na parte dos pedais ele está munido das inscrições "Stop" para o freio e "Go" para o acelerador.

De acordo com as informações já vazadas, o novo modelo Defender 2020 estará equipado com uma carroceria coberta de teto plano, com extremidades mais quadradas;de modo a preservar-lhe sintonia com as linhas clássicas do modelo original.

Entre outros atributos e especificações, o Defender contará com os seguintes:

Estará munido de faróis estilo retrô, muito similares aos do clássico, porém, desta vez todos iluminados por modernas luzes de tipo LED, sendo produzidas em lentes mais aperfeiçoadas e eficientes. A meta da companhia está em poder conquistar novos segmentos deste mercado, podendo, por conseguinte, atrair maior variação de personalidades entre seus clientes, que poderão interessar-se pelo novo modelo. Este mercado novo tem como público alvo, sobretudo, os clientes mais jovens e mais antenados com as atuais tendências desse setor.

Este portfólio será mantido de modo a seguir o composto por uma considerável variedade entre os modelos, abrangendo os jipes produzidos em 2 ou 4 portas, além de uma picape com alto potencial competitivo. Todos os motores são a diesel e a gasolina, oriundos da família Ingenium, os quais estão presentes na Jaguar, e certamente instalados estarão sob o capô deste novo veículo. Todo veículo esportivo, dentro da família de jipes, são possantes e resistentes de modo a conseguirem se impor nos terrenos mais hostis.

Outro objetivo da Land Rover está em produzir versões dos mesmos automóveis em estilo híbridas e elétricas, que poderão ser apresentadas ao público consumidor posteriormente. Neste momento a estreia é do Defender 2020.

Este projeto consistiu em um alto investimento, de modo a promover o desenvolvimento deste novo modelo. Segundo os especialistas, exite previsão inicial de que será necessário emplacar, anualmente, ao menos 50 mil unidades deste modelo, de modo a tornar o novo Defender realmente lucrativo para a companhia.

Paulo Henrique dos Santos


Mitsubishi ASX 2020 – Novidades e Mudanças


Modelo deverá ser apresentado em março no Salão de Genebra 2019.

Para a surpresa de muitos, o Mitsubishi ASX 2020 está de aparência nova na Europa e ao que tudo indica, vai demorar um bom tempo para deixar as lojas, podendo até mesmo concorrer ao Troféu Imortal. Devido a isso, alguns ousam chamar o SUV de “quase imortal”. Ele será apresentado no Salão de Genebra, localizado na Suíça, no dia 5 de março, e algumas imagens já foram divulgadas. Apesar do sucesso em vendas em 2018 (emplacando um número superior a 5 mil unidades comercializadas), infelizmente não há previsão de quando será o lançamento no Brasil, porém, a comercialização por aqui já está confirmada.

Chega a ser muito fácil desvendar de onde vem toda a influência para o desenvolvimento do novo visual de sua quarta reestilização, claramente foi baseado no modelo L200 triton em vários aspectos, carro este que ainda não foi lançado no Brasil, mas sua estreia foi confirmada para o final de 2020, então está cada vez mais perto. Então, se você quiser sentir o gostinho de dirigir um Mitsubishi ASX 2020 e não quiser esperar muito, há essa opção de similar. Para perceber as semelhanças, basta observar seu aplique cromado suja o formato lembra a letra “C”.

As alterações realizadas no design foram extravagantes, com destaque na dianteira, mas ainda sem mudanças interessantes nas laterais, e a plataforma se manteve como nas atualizações anteriores. Mesmo a lateral não tendo grande relevância no requisito de mudanças, é possível notar o acréscimo de um novo friso cromado situado próximo à caixa de roda dianteira. A grade agora está mais inclinada, os buracos encontrados no para-lama dianteiros para os piscas farão falta, o para-choque ganhou uma perspectiva mais reta e agressiva com difusor falso integrado e saídas de ar nas extremidades. Como se já não fosse o bastante, os faróis de neblina foram divididos em quatro pontos de luz em cada um deles e todos contam com iluminação de LEDs adicionados na traseira e no centro do para-choque, com direito a novo grafismo, mesmo zelando pelo formato. É possível que tal iluminação também seja baseada no modelo L200, nele a iluminação é separada dos faróis principais que, por sinal, ficam um tanto quanto mais deslocados para baixo.

Em seu interior, o Mitsubishi ASX 2020 mostra boas novas sublimes na central multimídia, que tem uma tela de oito polegadas e é sensível ao toque, equipada com GPS Tomtom integrado a um aplicativo capaz de checar o nível de combustível, mostrar o trânsito em tempo e indicar qual o posto mais próximo. Também virou portador de novas cores, variando entre os tons de vermelho Diamond, marrom Oak a laranja Sunshine. Caso você tenha passado o olho nas fotos e teve a leve impressão de que já viu aquela grade em algum lugar, saiba que não foi mera coincidência, pois ela lembra bastante a do modelo Eclipse Cross, considerado como o seu irmão.

Para manter o carro como imortal, a motorização foi mantida sem nenhuma modificação, ainda com um motor de quatro cilindradas de 2 litros, preparado para atingir cerca de 150 cv (cavalos) e 22 kgfm de torque na Europa e está disponível nas concessionárias locais já em setembro. Aqui no Brasil, o motor ganhou uma tecnologia mais flexível, ficando ainda mais potente, com a possibilidade de alcançar os 170 cv. O carro é disponibilizado somente com câmbio CVT. Ambos os casos tem opção de tração integral ou dianteira e a transmissão pode ser automática do tipo CVT (que simula 6 velocidade) ou manual com 5 velocidades. Os preços variam entre R$ 104.900 e R$ 130.990. A produção nacional dessa nova geração será efetuada na fábrica de Catalão, em Goiás, mas ainda não há data de chegada definida.

Fabio Santos


Opel Corsa 2020 – Especificações, Características


Novo modelo será apresentado no Salão de Genebra 2019, sendo esperado por todos os usuários e consumidores com muita expectativa e ansiedade, pois esse é o lançamento do modelo da primeira geração pós-GM.

O novo automóvel Opel Corsa 2020 será apresentado ao público europeu no Salão de Genebra 2019, que acontecerá ainda no mês de março, sendo esperado por todos os usuários e consumidores com muita expectativa e ansiedade, pois esse é o lançamento do modelo da primeira geração pós-GM.

O carro terá uma carroceria modelo hatch e possuirá um visual um pouco mais baixo, largo e com os para-brisas bem inclinados. O carro virá equipado com faróis que receberão a tecnologia Matrix LED, sendo o Opel Corsa 2020, o primeiro modelo de veículo compacto a trazer esse diferencial para o mercado. Os faróis do carro possuirão projetores com um aspecto bastante sofisticado e a lente dos faróis virá com um design que tem a base chanfrada em modelo de bumerangue, com LED diurno.

O farol de tecnologia Matrix LED, diferente do modelo LED padrão, é um farol que permite um tipo de iluminação que acaba se adaptando aos lugares, fazendo com que o automóvel reconheça as situações que se exija mais necessidade de iluminação, onde poderão ser lançados fachos de luz mais alto, no mesmo momento em que acaba possibilitando áreas mais escurecidas, com intuito de não atrapalhar o motorista que está vindo em direção contrária na estrada. Esse sistema só foi visto até então, em modelos de automóveis mais luxuosos, como por exemplo, na Alemanha, em carros modelo sedans e em modelos SUV de versões maiores. Com a tecnologia tendo avançada e também, o custo desse acessório tendo diminuído, o modelo do automóvel Opel Corsa 2020 trará de antemão o acessório, sendo o veículo Opel Corsa 2020, o primeiro modelo de carro compacto, com baixo valor e de um tamanho relativamente grande a receber o equipamento LED Matrix.

Cabe salientar que o automóvel modelo Audi A8, no ano de 2013, também trouxe essa tecnologia do farol Matrix LED.

O veículo está se inspirando no conceito do modelo GT X Experimental, um futuro crossover elétrico da marca.

O Opel Corsa 2020 irá dividir essa nova plataforma com o novo Peugeot 2008 e, também, com o novo DS 3 Crossback, conseguindo manter o porte de um modelo compacto em torno de 4 metros ou apenas, um pouco mais, também possuindo o entre-eixos um pouco maior.

O modelo será inicialmente de quatro portas, sendo as quatro portas tendência na Europa, e ainda, contará com uma nova mecânica de motores do grupo PSA (Peugeot – Citroën), Puretech 1.2 de três cilindros, começando com 82 cavalos no modelo aspirado e com 110 ou 130 cavalos, no modelo turbinado.

O motor Puretech 1.2 é considerado o motor mais econômico do Brasil e possui diversas vantagens, são elas: redução de perdas mecânicas por atrito, tecnologia de combustão adaptada, ingestão de combustível com aquecimento no bico injetor, dentre outras qualidades.

O modelo Opel Corsa 2020 também possuirá uma versão elétrica, que contará com baterias de lítio de 50 kWh e ainda, motor elétrico de 136 cavalos. Esse conjunto terá a capacidade de trazer muita autonomia e velocidade para o motor, garantindo até 350 km no ciclo WLTP.

O modelo contará também com a versão híbrida plug-in, que unifica o motor Puretech 1.2 com um motor elétrico, reduzindo de forma expressiva o consumo do combustível e a emissão.

Algumas especificações do automóvel modelo Opel Corsa 2020:

• Motores da PSA – Puretech 1.2 de três cilindros que começaram com 82 cavalos no modelo aspirado e com 110 ou 130 cavalos, no modelo turbinado

• Farol de tecnologia Matrix LED

• 4 portas

• Bateria de lítio de 50na versão elétrica kWh

• Motor elétrico de 136 cavalos, garantindo até 350 km no ciclo WLTP

• Versão híbrida plug-in, trazendo o motor Puretech 1.2 com um motor elétrico que reduzirá o consumo do combustível e a emissão.

Por Carol Wurlitzer

Opel Corsa 2020


Nova Picape deve Substituir o Fiat Strada em 2020


Modelo deverá ser apresentado neste início de 2019 e não será baseado no Mobi.

Uma das maiores companhias automobilísticas de todo o mundo está com novidade para o mercado internacional, a ser apresentada, previamente, neste início de 2019. Trata-se da nova substituta da Fiat Strada, a qual chegará ao comércio no ano de 2020, e não será baseada nos mesmos moldes do Mobi.

Conforme os dados publicados pelos especialistas, a companhia ainda está promovendo os testes necessários e finais sobre o modelo, que ainda está rodando como um mero protótipo, munido de peças pertencentes ao subcompacto, tal como foi flagrado em ruas da Suécia.

A companhia Fiat fez confirmar, em diversos meios de comunicação, o desenvolvimento de uma nova e inédita picape que deverá substituir a já veterana Strada, em território brasileiro. A estreia oficial no mercado nacional está prevista para o início do ano de 2020.

Todo consumidor em condições de adquirir um veículo zero poderá enveredar para as concessionárias e verificar a Strada, daqui um ano. Porém, diferentemente do que foi declarado por meio da imprensa internacional, sendo que a mesma conseguiu flagrar o modelo em diversos testes nas ruas da Suécia, entretanto, não foi elaborada a partir do Mobi.

Conforme a mesma companhia anunciou, esta nova picape, já fotografada pelos especialistas no ramo, na semana anterior, pela ação de fotógrafos do site americano Carscoops, trata-se de um protótipo cujo destino exclusivo está no desenvolvimento da suspensão; da motorização e dos freios, além da roda, que está vazada em um misto de diversos elementos do Argo; do Mobi e do Strada, surgindo desta fusão uma breve confusão, que, porém, não vai durar, sobre a sua origem nas mesas dos engenheiros.

A companhia Fiat ainda não fez indicar, por meio de seus gestores, qual será a plataforma que servirá de base para montagem deste modelo de automóvel, o qual estará encerrando um ciclo de quase 25 anos de produção do Strada, porém, os mesmos gestores reforçaram que o chamado subcompacto Mobi não será vazado em uma nova picape.

Embora esta grande criação da indústria automobilística esteja sendo testada na Suécia e no Círculo Polar Ártico, esta novidade de alta categoria tem destino previamente marcado para comercialização na América do Sul, melhor dizendo, especificamente o mercado de automóveis do Brasil.

Naquelas terras geladas a picape está sendo intensamente testada, sobretudo com provas sob as condições climáticas mais extremas, para garantir a validação de seus sistemas de estabilidade e de tração. Quanto mais rude o local e o clima, melhores e mais precisos testes são realizados, de modo que, no caso de um veículo, os engenheiros conquistam resultados mais eficientes, para gantir a segurança.

Apesar das informações um tanto resumidas e esparças, os especialistas estão atentos, de modo a fornecer mais flagras e dados sobre a anatomia deste novo automóvel. A companhia está entre as melhores em todo o mundo.

Sobre a indústria Fiat, seguem as informações:

A companhia FIAT consiste em uma das marcas pertencentes à Fiat Chrysler Automobiles, que é uma dos maiores produtoras de automóveis em todo o mundo, a qual possui sua sede central e mundial localizada na cidade de Turim, no norte da Itália.

As companhias européias estão entre as melhores, embora faça frente as mais famosas companhias americanas. Não importa muito o continente, já que quase todas as grandes companhias possuem sedes por todo o planeta, empregando engenheiros de todas as nacionalidades. Elas já estão miscigenadas de talentos de todas as ordens.

Vale a pena conferir.

Paulo Henrique dos Santos


Novo Honda City 2020 com Motor 1.0 Turbo


Modelo deve ganhar novo design e pode ser apresentado no segundo semestre de 2019.

Uma das maiores companhias no ramo de automóveis está com novo lançamento. A organização Honda Motor Company consiste em uma das mais importantes fabricantes de automóveis e motocicletas em todo o mundo.

Muitos especialistas saíram a campo e conseguiram registrar flagras do novo modelo Fit. Portanto, o que era inédito aos olhos do público interessado, já não é mais, dado que agora estão surgindo as primeiras notícias desta sétima geração do Honda City, que em realidade, se trata de uma derivação de Sedã.

Entre outras fontes que participaram da prévia divulgação, está a revista tailandesa Headlight, responsável pela antecipação de dados mais interessantes, como o agendamento da apresentação destes três-volumes, a qual será realizada ainda neste ano de 2019, possivelmente em evento no Salão Internacional da própria Tailândia, no mês de dezembro.

Trata-se de um tipo de sedã que está moldado em novo design, cuja inspiração vem do New Accord, que estará equipada de um motor tipo 1.0 turbo, em três cilindros, acrescido de uma versão híbrida, que utiliza o tipo 1.5 aspirado e uma dupla de motores elétricos. Assim como o City de fabricação nacional, ele foi todo repaginado para o ano de 2018, tornando-se desde então a nova geração, que estará em constante processo de evolução e com modelos agendados para comercialização no ano de 2020. Alguns especialistas brasileiros arriscam o palpite de que este novo veículo será apresentando Salão do Automóvel, em São Paulo.

Conforme os dados lançados ao público, pela especializada Headlight, este novo Honda City está sendo produzido dentro da nova identidade visual da companhia, que se iniciou por meio do sedã Accord. Deste modo, a sua grade frontal está bem maior, instalada próxima do para-choque.

A parte da barra cromada está elevada até a altura do capô e segue em curva até os faróis, em um contorno elegante. O consumidor poderá esperar por mudanças operadas, também, na parte traseira, que estará munida de novas lanternas, tipo "V"; além de novidades processadas em seu interior.

Embora esteja sendo produzido em novo design, o Honda City deverá ser mantido em suas medidas, dentro do atual padrão de fabricação, de modo que não se aproxime muito do modelo Honda Civic. O novo automóvel precisa causar impacto, porém, sem perder as suas principais características.

Junto à mudança processada sobre o estilo, este novo sedã estará equipado de novos motores. A alternativa inicial será o motor 1.0 turbo, em três cilindros, que é o mesmo instalado no Honda Civic, produzido na Europa, o qual também estará presente na nova geração do modelo Fit.

Sobre a mecânica:

Este primeiro motor pode gerar desempenho de 128 CV e mais 20,4 KGFM de torque, de modo a trabalhar com um câmbio manual de seis marchas. Bem ao contrário do Honda Civic, que tem a alternativa de transmissão automática em nove marchas, o Honda City estará munido de um CVT em versão desprovida de embreagem.

Com relação à segunda alternativa, se trata de versão híbrida, a qual funciona por meio do conjunto anteriormente instalado no modelo Accord e, posteriormente, foi instalado no modelo Insight. Este é um motor composto em 1.5, aspirado e suplementado de uma dupla de motores elétricos.

Apesar de toda essa gama de notícias, a integridade dos dados ainda não está totalmente revelada. Todo o aparato e o sistema ainda estão em testes. Alguns especialistas palpitam que seu desempenho estará abaixo do modelo Insight. Este mesmo tipo de mecânica será utilizado na nova geração do Honda Fit, cuja estreia poderá se dar no mês de setembro, no Japão.

Paulo Henrique dos Santos


Novo Chevrolet Tracker 2020 – Novidades no Brasil


Nova geração poderá vir munida de novos motores 1.0 e 1.2 Turboflex.

Uma das maiores fabricantes de veículos motorizados norte-americanas, está com novidade no mercado internacional neste início de ano.

Trata-se especificamente da nova geração do modelo Chevrolet Tracker, o qual deverá aportar no Brasil no ano de 2020. De acordo com os especialistas, esta será a data mais provável de início do comércio do mesmo aqui.

Naquele momento, os mesmos especialistas revelaram algumas atribuições deste novo modelo de SUV, que poderá estar equipado de um inédito motor em três-cilindros, tipo 1.0 turboflex. Ele terá chance, também, de ser produzido no Brasil. São 115 CV de desempenho e mais um consumo expressivo que atinge 18,1 km/l.

Estes dados são completados por mais um detalhe em sua parte traseira do Tracker chinês, que é o logotipo 325T, o qual faz explícita alusão ao motor acima citado.

De acordo com informações fornecidas por meio da revista "Quatro Rodas", foi revelado que o novo Tracker poderá estar equipado de motores em 3-cilindros, com capacidade de 1 e 1,2 litro, oriundo da família CSS Prime, sendo ambos de tipo turboflex, suplementados de injeção direta. Conforme a mesma publicação, o modelo em questão possui calibração de 1.2, que pode gerar aproximadamente um resultado de 150 CV, consistindo em um número que representa performance suficiente para justificar a substituição do atual 1.4 Ecotec turboflex de 153 cv. O atual câmbio automático de seis marchas deverá ser mantido.

Sobre o processo de fabricação do Novo Chevrolet Tracker, seguem as informações:

A produção se dá sobre uma plataforma de tipo GEM, que é a base global onde são produzidos os melhores veículos compactos, a qual foi desenvolvida por meio de uma joint-venture, que está atrelada à General Motors e à companhia chinesa SAIC.

Deste modo, a partir desta linha de produção, surgem diversos modelos de alta categoria, entre eles os sucessores de Onix & Prisma; do Cobalt e do Spin. Recentemente, mais especificamente, há algumas semanas, a marca GM fez oficializar a estreia de uma nova série de automóveis, além de revelar que o modelo de entrada está programado para lançamento no próximo mês de março.

A própria empresa Chevrolet fez divulgar, por meio de seus gestores, uma espécie de Teaser promovendo o próprio modelo Tracker, naquela ocasião, o que não seria surpresa se o mesmo SUV inaugurasse uma grande leva de novos modelos produzidos pela mesma indústria.

Assim, o novo SUV tenderá a aumentar de tamanho nesta sua nova geração, sendo que atualmente ele mede 4,27 metros no comprimento; são 1,60 metros na altura; são 1,79 metros na largura e mais 2,57 metros em seu entre eixos. Vazado nestas dimensões, ele se tornou até 1,5 cm mais longo e mais largo, ele está 0,7 cm menos alto e está munido de entre eixos em 2 cm maior que o modelo atual, próximo de tornar-se defasado.

Ele possui um design nitidamente inspirado no novo modelo Chevrolet Orlando, que está sendo comercializado no mercado chinês. Na parte da frente ele foi redesenhado em alguns pontos, por exemplo, na sua enorme grade hexagonal dianteira, como também no formato vazado sobre as lanternas, entre outros pontos que perfazem alguma semelhança entre eles. Com relação ao seu interior, é muito provável, segundo os mesmos especialistas, que o Tracker seja muito parecido com o modelo Chevrolet Orlando.

Por fim, este é um novo veículo de alta categoria, produzido por uma das melhores companhias automobilísticas do mundo. Esta novidade está próxima de ser comercializada no Brasil.

Paulo Henrique dos Santos


Toyota Corolla 2020 – Lançamento no Brasil, Especificações


Com um design renovado, o modelo está ainda mais sofisticado e atende a todos os requisitos para ser um dos carros mais vendidos em território nacional neste ano.

As pessoas que são ligadas ao automobilismo sabem que as montadoras costumam lançar os carros com certa antecedência, geralmente, um ano antes. Esse fato pode ser comprovado com o novo lançamento da Toyota, a empresa japonesa anunciou que neste ano chega ao mercado a versão 2020 do Corolla. Com um design renovado, o modelo está ainda mais sofisticado e atende a todos os requisitos para ser um dos carros mais vendidos em território nacional neste ano. Para saber mais informações confira o texto abaixo.

A respeito do motor do Toyota Corolla nova geração

Antes de apresentar algumas informações sobre o motor do novo Toyota Corolla é importante reforçar que os dados estão ainda sendo divulgados. Dessa forma, tem-se uma parcial das informações. Um dos pontos mais importantes de um automóvel é sobre o seu motor. O Corolla é da classe sedan e todas as versões já lançadas desse carro contam com um bom desempenho nesse quesito. Nessa nova geração, há algumas especulações que o veículo vai contar com 173 cavalos, um motor de 2.0 e cerca de dez marchas diferentes. Sobre a questão de qual ou quais combustíveis serão utilizados neste modelo não se tem dados.

Informações sobre o design externo e interno desse automóvel

O Toyota Corolla 2020 sofreu algumas alterações em relação à versão anterior. Por exemplo, algumas notícias dão conta que o modelo mais novo é visualmente menor. Mas, pode-se dizer que a versão de 2020 é ainda mais sofisticada. Um dos pontos que mais chamam atenção é o desenho do capô junto com uma linha vertical. O capô está maior e ele foi cortado de forma que a extremidade dele chegue até as laterais do veículo. E o recorte também é mais arredondado. Têm-se duas linhas duplas que criam o desnível que está presente em tantos carros atualmente.

Já sobre a linha vertical, esse objeto foi colocado no final do capô. Essa linha serve para separar o logo da Toyota, deixando esse objeto em mais evidência em relação aos faróis. Aliás, um ponto que precisa ser mencionado é esse sistema de iluminação frontal. Os faróis colocados no novo Corolla, são formados por três partes, assim podemos citar. Têm-se duas partes iniciais compostas por duas luzes menores e depois ainda se tem uma luz maior e mais potente no final. A estrutura que acomoda os faróis possui um recorte diferente. No começo ela é estendida e ao final ela vai crescendo para cima e para baixo formando duas extremidades opostas.

A grade frontal é grande e lembra um retângulo. Ligadas à grade estão duas faixas com o mesmo desenho interno da grade, essas linhas também servem para colocar os outros dois pares de faróis. Aquele desnível presente no capô também pode ser observado perto da grade frontal e das portas do carro. O carro é um modelo com quatro portas e os vidros colocados nas portas lembram seguem a ideia de terem extremidades mais finas e o meio maior. O bagageiro é imponente, com recorte avantajado para frente e com um excelente espaço interno. Sobre as cores, algumas imagens revelam que esse carro foi fabricado em azul, branco, prata e vermelho. Não se tem informações sobre demais tonalidades.

Já sobre o espaço interno, o carro se mostra mais clean. Um ponto que chama atenção é a coloração interna, por exemplo, um dos modelos conta com um branco quase bege. Essa tonalidade está presente nos bancos, em boa parte do painel e também nas portas. Sobre o painel, o item de destaque é uma tela LCD maior do que as que estão presentes em outros carros. Ligada à tela está o sistema de som do automóvel. O volante é um modelo multimídia equipado com ainda mais botões. O painel foi dividido em duas partes, a parte superior foi pintada de preto e na parte de baixo é bege, ainda se tem o porta-luvas com um tamanho muito bom. Para separar o banco do motorista e do acompanhante, além do local que está a marcha se tem ainda uma divisão em couro. Os bancos são em couro.

Sobre o começo das vendas no Brasil e a informação sobre o preço do novo Corolla

Algumas notícias dão conta que esse carro vai ser vendido no Brasil a partir do segundo semestre de 2019. Já sobre o preço, o valor inicial deve ser de R$ 90.000,00. Para mais informações consulte: https://www.toyota.com.br.

Por Isabela Castro

Toyota Corolla 2020

Toyota Corolla 2020


Nissan Kicks E-Power 2020 – Nova Versão Elétrica


Modelo deve ganhar nova versão elétrica no próximo ano.

Cada vez mais preocupadas com o conceito “verde”, as montadoras tem se adaptado à nova realidade no que diz respeito aos seus carros e a emissão de gases poluentes. E aqui no Brasil não podia ser diferente. Prova disso é que a Nissan já confirmou, além da importação do Leaf, que poderá lançar ainda em 2020 um carro híbrido no país. E para quem pensa que esse assunto começou a ser discutido agora pela japonesa, está muito enganado. Isso porque há um bom tempo a marca já está sondando a ideia, sendo o registro de sistema publicado apenas em janeiro no Instituto Nacional da Propriedade Industrial, o INPI.

Batizado com o nome de E-Power, o sistema funciona com um princípio diferenciado daquele que é encontrado em híbridos convencionais, nos quais o motor a combustão é o grande responsável pela tração do veículo. Assim, o propulsor elétrico realiza todo o movimento do automóvel, estando o motor a combustão presente apenas para que a eletricidade seja gerada e as baterias alimentadas.

Nissan Kicks: modelo em testes

A Nissan tem amplo interesse em nacionalizar a tecnologia. As especulações são de que seja no Kicks, um SUV com boa aceitação e vendas positivas. Conforme informações divulgadas, o modelo já estaria inclusive em fase de testes, com a fabricação em Resende, no Rio de Janeiro. Assim, o Kicks E-Power estaria utilizando, na comparação, o mesmo conceito que já é usado no modelo BMW i3, já a venda no Brasil. Porém, diferentemente do alemão, o sistema desenvolvido pela Nissan não necessita de carregamento com o uso de uma tomada. Ou seja, a energia é gerada unicamente pelo motor a gasolina, com um pacote de baterias muito pequenas que ocupam pouco espaço e ficam embaixo dos bancos dianteiros, não exigindo também uma plataforma nova.

Essa mesma tecnologia e plataforma já tem a sua aplicação no modelo Note, que foi construído todo em Oppama, no Japão. O propulsor elétrico do carro japonês gera uma potência equivalente a 110 cavalos e torque de 25,9 kgfm, considerado o suficiente para um toque ágil ao veículo.

Conforme dados da Nissan, o consumo médio do carro chega a até 34 km/l. Além disso, o fabricante ainda afirma que o motor a combustão funciona de forma silenciosa, não atrapalhando em nenhum ponto o conforto dos ocupantes. Isso porque o veículo não necessita dos grandes períodos de recarga que são esperados para os carros híbridos que funcionam com o sistema de plug-in. E, apesar de não ser 100% sustentável e verde como o Leaf, a tecnologia é bastante promissora e de fácil adaptação.

São Paulo: 72,6% em emissões de gases efeito estufa

Para se ter uma pequena ideia de como os automóveis afetam a emissão de gases do efeito estufa, um estudo realizado pelo Instituto de Energia e do Meio Ambiente, o IEMA, traz um dado assustador. Somente em São Paulo, o levantamento diz que os carros são responsáveis por 72,6% das emissões totais.

Considerados como os grandes vilões responsáveis pelo aquecimento do mundo, o estudo está disponível em um inventário que se refere às emissões atmosféricas correspondentes ao transporte rodoviário de passageiros da cidade de São Paulo.

A pesquisa foi realizada no decorrer de 24 horas de um dia normal na grande cidade.

Outro dado coletado é de que aproximadamente 40% das pessoas na cidade utilizam um transporte público e coletivo, como é o caso do trem, metrô e ônibus. Já outras 30% se deslocam em um carro ou moto.

Para acessar todo o estudo, é possível fazê-lo pelo endereço eletrônico http://emissoes.energiaeambiente.org.br/. Lá, é possível encontrar outros detalhes sobre a participação dos diferentes meios de transporte na capital e quais os combustíveis utilizados.

Kellen Kunz


Renault Sandero 2020 – Principais Mudanças


Modelo deve chegar às concessionárias com leves mudanças.

Aqueles que estão sempre acompanhando as novidades e atualizações nos modelos de carros mais comuns, talvez estejam ansiosos para saber o que vai mudar no novo Renault Sandero 2020.

Anteriormente foram anunciadas várias mudanças e eram esperadas grandes inovações no modelo brasileiro. Ao que parece, após divulgação de algumas fotos dos carros de teste, as alterações foram poucas e quase não se vê diferença em relação ao último modelo lançado.

Quais mudanças eram esperadas?

No começo do ano de 2018 foi divulgado que a grande novidade da Renault para 2020 seria o Sandero, com um upgrade em sua parte interna e externa. Diziam inclusive que o carro passaria a ser considerado médio.

Essa novidade havia vazado após o registro junto ao INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial) e a própria fábrica havia confirmado que trabalharia nas modificações, que envolviam faróis, para-choques e grades novas na parte frontal e lanternas maiores, que invadiam parte do porta-malas, na traseira do veículo.

Outra novidade para o Sandero era a CVT (transmissão automática de variação contínua) no lugar do câmbio automático, que acompanha esse modelo de carro há muitos anos. A CVT já é utilizada em outros veículos da Renault, como a Duster e agradou a maioria dos motoristas. Então, já era esperado que chegasse também a outros automóveis da marca.

Depois que a informação veio a público, a Renault aproveitou para fazer pesquisas e ver como seria a aceitação quanto as alterações. A maioria das pessoas não gostou da ideia das lanternas na parte traseira do veículo, talvez porque lembrasse outros modelos da marca, como o Mégane e o Koleos.

Diante do que veio a ser divulgado agora, com o novo modelo já em fase de testes, percebe-se que a Renault levou em conta o que pensam seus clientes e decidiu abandonar a alteração brusca na parte de trás do carro.

O que realmente foi alterado?

Após aparecerem as primeiras fotos dos modelos de teste do novo Renault Sandero 2020, foi percebido que poucas alterações foram feitas. Aliás, qualquer mudança mais brusca foi totalmente descartada e tudo que há de novo é bastante sutil.

Na parte da frente, os para-choques estão diferentes, já na traseira do veículo, houve uma leve alteração das lanternas, mas nada que lembre a ideia original, que seria de lanternas que invadem parte do porta-malas.

Outra mudança que foi aplicada ao veículo – e que foi muito bem recebida pelo público – é a CVT (transmissão automática de variação contínua), com o abandono definitivo do câmbio automático.

Ainda não se sabe por qual motivo houveram poucas mudanças e porque, mesmo após confirmar ser real a ideia de alterações bruscas na traseira do Sandero, isso não foi realizado. Acredita-se que possa ter a ver com a rejeição do público (como você leu anteriormente, as alterações nas lanternas do veículo não foram bem recebidas) ou com questões de custo.

Especificações técnicas do modelo atual

O Renault Sandero 2019 conta com as seguintes especificações:

  • 82 CV
  • 3 unidades de cilindros
  • Motor 1.0 12v SCe 5 velocidades 5 dianteira
  • Freios ABS
  • Alerta sobre cinto de segurança do motorista
  • Ar-condicionado
  • Vidros elétricos
  • Sistema de regeneração de energia
  • Indicador de troca de marcha
  • Câmbio automático

No modelo 2020, a Renault afirma que o motor permanece o mesmo, a única alteração notável é a troca do câmbio automático pela CVT, que torna o veículo mais agradável de se dirigir.

Quando chega ao mercado o Renault Sandero 2020?

Atualmente o novo modelo se encontra em fase de testes de fábrica, para garantir que chegue ao cliente final sem nenhum problema de funcionamento. O Sandero se encontra dentre os 20 automóveis mais vendidos do Brasil, ocupando a 11ª posição, no ano de 2018.

Para os que estão ansiosos em conhecer de perto o novo modelo, acredita-se que a versão 2020 chegue ao mercado ainda no primeiro semestre de 2019.

Stephanie Caroline Meyer de Quadros


Ford Ecosport Titanium 2020 – Novidades


Modelo perde estepe e adota motor 1.5 litro.

A empresa Ford apresenta o novo automóvel Ford Ecosport 2020, o novo modelo tem como diferencial o fato de ter sido retirado o estepe traseiro externo na versão Titanium.

A Ford Motor Company é uma empresa multinacional fabricante de automóveis que começou nos Estados Unidos, com sede em Dearborn, Michigan, um subúrbio de Detroit.

A empresa foi incorporada em 16 de junho de 1903, tendo sido fundada por Henry Ford.

No último Salão do Automóvel, realizado em São Paulo, foi anunciado o novo modelo do Ford Ecosport Titanium 2020, tendo sido informado que não haveria mais o pneu estepe reserva no carro.

Também como novidade, o automóvel passa a utilizar os pneus Run Flat ou ZP (Zero Pressure), que são pneus que acabam por se diferenciar dos demais, tendo em vista as suas paredes serem muito mais reforçadas.

Apesar deles possuírem um valor relativamente mais elevado que os demais pneus, eles contam com benefícios variados, como por exemplo, o fato de se acontecer do pneu perder totalmente a sua pressão por causa de um furo ou um dano, permite ao condutor a possibilidade de se dirigir ainda por mais 80 quilômetros a uma velocidade máxima de 80 km/h.

Caso o motorista utilize ainda o kit de reparo, essa distância é aumentada para 200 quilômetros, permanecendo no limite da velocidade de 80km/h, no máximo.

Mesmo o pneu estando vazio, ele consegue suportar o peso do automóvel, tendo condições de chegar a um local onde possa haver a troca do pneu, sem causar dano nenhum ao carro.

No caso de acontecer algum furo no pneu, o monitor de pressão dos pneus informa ao condutor que não precisa parar o trajeto.

O Ford Ecosport Titanium 2020 é o primeiro automóvel a possuir essa tecnologia nos pneus.

Seguindo os modelos das versões que são vendidas nos Estados Unidos e na Europa, esse modelo vem sem o estepe, tendo a placa de licença posicionada em um lugar mais elevado que os modelos antigos.

A abertura da porta traseira continua sendo para a lateral, o motor, porém, sofreu modificações. Antes, ele tinha 2,0 litros e contava com potência de 170 cv e torque de 20,6 m.kgf, na gasolina, ou então, 176 cv e torque de 22,5 m.kgf, no álcool. Agora, o Ford Ecosport Titanium vem com 1,5 litros e três cilindros, possuindo 130 cv e torque de 15,6 m.kgf, na gasolina e 137 cv e torque de 16,2 m.kgf, no álcool, que acaba sendo o mesmo dos modelos SE e Freestyle, sendo o modelo 2.0 exclusivo do Ecosport Storm.

O carro virá como teto solar elétrico, monitoramento de ponto cego e de tráfego cruzado, sete airbags, bancos todos em couro, chave de presença, central de áudio Sync 3, tendo uma tela de 8 polegadas, possui ainda faróis de xenônio e rodas de 17 polegadas, custando o valor de R$103.890 (cento e três mil, oitocentos e noventa reais). No modelo anterior, que possuía o motor 2.0, o valor do automóvel era de R$100,590 (cem mil, quinhentos e noventa).

Somente essa versão Titanium que virá sem o estepe traseiro, já as outras versões da Ecosport, todas virão com o estepe.

O modelo SE, vem com valor de 79 mil, para a versão com transmissão manual e, na versão automática, chega ao valor de 85 mil. A versão automática ainda conta com controle eletrônico de estabilidade e tração, rodas de 15 polegadas e central de áudio com 7 polegadas.

Já o modelo Freestyle traz um modelo que se destaca e ainda oferece câmera traseira, sensor de estacionamento traseiro, ar condicionado automático, bancos todos de couro e rodas com 16 polegadas.

O modelo Freestyle, que vem com o valor de R$ 85.890 para o modelo manual e R$91.890 para o modelo automático, teve algumas perdas comparando com o seu modelo anterior, não possui mais comando no volante, a tela da central de áudio diminuiu e o sistema Sync também foi modificado de 3 para 2,5.

Já o modelo Ecosport Storm vem com um valor de R$ 108.390, trazendo junto um motor 2.0, a tração integral e ainda, alguns equipamentos que tem no modelo Titanium.

Por Carol Wurlitzer


Jeep Gladiator 2020 – Lançamento, Características


Modelo chegará às concessionárias dos EUA entre abril e junho de 2019.

O Jeep Gladiator é uma pick-up de médio porte que foi apresentada ao mundo no Salão do Automóvel de 2018 em Los Angeles, no estado americano da Califórnia há pouco mais de 2 meses (em 28 de novembro de 2018). A Jeep usará a base na mesma plataforma do Wrangler JL. Ela será a primeira pick-up da Jeep desde que o Comanche foi descontinuado há 27 anos (em 1992).

A Jeep iniciará o modelo pelo ano de 2020. Ele está chegando com uma promessa de entregar uma combinação de utilidade e algumas características que pertencem à marca Jeep. Isso pôde ser confirmado pelo líder da marca na América do Norte, Tim Kuniskis. Ele afirmou que a pick-up seria “imediatamente reconhecida como um Jeep” e que ela “representa o que há de mais novo” nesse tipo de veículo.

O Gladiator 2020 virá em quatro acabamentos, são eles: Overland, Rubicon, Sport e Sport S+. O carro será produzido em Toledo. Mas não é a cidade do interior do Paraná. E a Toledo americana, no estado de Ohio, Estados Unidos. Ele chegará às concessionárias da Jeep do país mais rico do mundo no segundo trimestre de 2019.

Design (grades)

A equipe responsável pelo design manteve a grade de 7 fendas do Wrangler. Porém, dessa vez as fendas estão mais largas a fim de aumentar a vasão de ar para auxiliar o motor. Esse é um fator muito importante devido ao aumento da capacidade de reboque. A parte superior da grade estará com uma suave inclinação a fim de melhorar a aerodinâmica.

3 coisas a saber sobre o Gladiator

Aqui estão 3 coisas que sabemos sobre o Jeep Gladiator 2020

1 – Ele vai utilizar um motor v6, assim como o Wrangler JL

Assim como seu antecessor, o JL Wrangler, podemos esperar que o Jeep Gladiator use o motor a gasolina Pentastar V6 de 3,6 litros. Este motor Chrysler V6 vai produzir 285 cavalos (212 quilowatts) de potência para o carro, com opção de câmbio manual de seis velocidades ou oito velocidades automáticas. Provavelmente haverá também um motor opcional de 270 cavalos (201 quilowatts), turbo de 2.0 litros em linha, e um motor a diesel V6 a ser lançado mais para frente.

2 – Confira a tecnologia que ele terá

Talvez essa seja uma das razões pelas quais a Jeep decidiu não lançar a pick-up no início dos anos 2000: a tecnologia ainda não estava suficientemente avançada. Mas agora parece que está.

O novo Gladiador terá a mesma tecnologia disponível no Wrangler, e uma apresentação de revendedor vazada confirmou isso. Ele terá compatibilidade para dispositivos móveis com iOS da Apple, através do Apple CarPlay e dispositivos móveis com Android, através do Android Auto.

O carro provavelmente compartilhará os mesmos tamanhos de tela com o Wrangler atual: uma tela sensível ao toque de 5 polegadas (12,7 cm) de diagonal, uma tela sensível ao toque de 7 polegadas (17,7 cm) de diagonal ou uma tela sensível ao toque de 8,4 polegadas (21,3 cm) de diagonal. Ele também terá “Sistemas de segurança avançados de próxima geração”, de acordo com a apresentação.

3 – Ele terá uma capacidade de reboque de 3.470 kg

Além de ter as mesmas opções de motor que o JL Wrangler oferece, o Jeep Gladiator também terá capacidade de reboque muito boa. De acordo com o comunicado de imprensa vazado da Jeep, ele vai rebocar até 3.470 kg e transportar até 725 kg de carga útil, ambas as quais são "as melhores da categoria".

Ele também oferecerá as mesmas caixas de transferência, eixos, travas de diferencial eletrônico opcionais e desconexão da barra de balanço frontal eletrônica disponíveis no JL Wrangler.

Lançamento no Brasil

Por ser um carro de nicho, é muito difícil que seja lançado no Brasil. E mesmo se for, não será com as mesmas especificações dos lançamentos americano e europeu.

Por Bruno Rafael da Silva

Jeep Gladiator 2020

Jeep Gladiator 2020

Jeep Gladiator 2020


Ford Ranger 2020 – Novidades


Modelo ganha motor biturbo e câmbio do Mustang.

A Ford Ranger está retornando ao mercado norte-americano, com um design mais moderno e com mudanças pontuais do modelo europeu, prometendo grandes expectativas para os admiradores da categoria.

Os países da Europa irão ganhar uma picape média com diversas novidades, a principal dela será o motor EcoBlue diesel que possui a opção biturbo. Já o modelo comercializado no Brasil e na Argentina não terá alterações.

Acompanhando e ultrapassando seus concorrentes

A principal concorrente da Ford Ranger 2020 é a Volkswagen Amarok, por esse motivo os desenvolvedores da Ranger 2020 não podem ficar para trás. Assim como o modelo de sua rival, a nova Ranger 2020 está equipada com um motor 2.0 de quatro cilindros turbo a diesel.

Os antigos propulsores e o 3.2 cinco cilindros, foram substituídos pela EcoBlue, uma nova família que possui três opções de potência. Veja:

  • Turbo: 2.0 Diesel de 130 cv e 34,7 kgmf de torque;
  • Turbo: 2.0 Diesel de 170 cv e 42,9 kgmf de torque;
  • Biturbo: De 210 cv e 51 kgfm de torque.

Seguindo modelos já lançados, a transmissão automática é a mesma utilizada no Ford Mustang, Chevrolet Camaro e nas picapes grandes de marcas rivais a Ford Ranger 2020, independentemente da quantidade de turbos ou de potência.

A nova Ranger 2020 possui dez marchas que são trocadas de forma mais suave do que a do modelo anterior. Segundo a marca, a junção de tudo capacita o novo modelo a carregar cerca de 1.252 kg na caçamba ou então rebocar até 3.500 kg.

Conheça as mudanças no design da nova Ford Ranger 2020

A parte visual da nova Ford Ranger 2020 teve leves e discretas alterações, se comparadas ao facelift anterior. As mudanças foram as seguintes:

  • A grade frontal agora possui contornos que apesar de cromados, são mais discretos.
  • Ganhou duas barras paralelas no centro iguais a grande F-150.
  • O para-choque foi equipado com luzes de neblinas, que são conectadas a um vinco em C, assim como no novo Ka.
  • Na versão aventureira Wildtrack, o para-choque é exclusivo, possuindo uma grade frontal na cor preta, a grade é interligada à entrada de ar da parte inferior.
  • A parte traseira não sofreu mudanças, as lanterna de LED utilizadas na Ranger americana não fazem parte desse design.
  • O interior também não sofreu alterações.
  • A nova Ranger 2020 ganhou tecnologias avançadas como: Park assist (capaz de estacionar autonomicamente), assistente de pré-colisão (capaz de detectar pedestres), limitador de velocidade com leitor de placas, além dos itens tecnológicos já presentes no modelo comercializado, como o alerta de colisão frontal, controle de cruzeiro adaptativo e a manutenção em faixa.

A nova Ranger 2020 será comercializada em cinco versões: a Lariat, que possui as opções de cabine estendida ou dupla, a XL e a XLT. Todas as versões estão disponíveis nas configurações de tração FX2 e FX4. O bloqueio eletrônico do diferencial também está disponível em todas as versões.

A tração FX4 possui um diferencial, a central Dana, além de amortecedores e pneus off-road. Ela também conta com um protetor de cárter e um seletor eletrônico, possuindo modos de tração para grama, areia, cascalho e neve, além de lama.

O lançamento da Ranger 2020 nos Estados Unidos está previsto para daqui a um ano, a expectativa é que nesse tempo a fabricante do novo modelo dê alguma posição a respeito de realizar mudanças também no modelo destinado ao Brasil e a Argentina.

Se você é um amante das picapes Ranger, fique ligado para saber mais novidades a respeito do lançamento da nova Ford Ranger 2020 e se o Brasil será contemplado com as novidades do novo modelo.

Anderson Jacinto Luiz


Porsche 911 2020 – Nova Geração no Brasil


Modelo deverá chegar às concessionárias no segundo semestre de 2019.

Um dos maiores ícones de velocidade e sofisticação ao longo da história do mercado de automóveis mundial, o famoso Porsche, chega ao ano de 2019 com uma nova roupagem e com algumas novidades que prometem mantê-lo na preferência de muitos admiradores.

Pelo menos é o que promete a sua montadora, cujos planos para o ano atual é entregar a todos os consumidores espalhados pelo mundo um modelo com algumas modificações em seu motor, o que garante um ganho maior em termos de potência e desempenho.

Sem nunca ter perdido o seu lugar de um dos esportivos mais cobiçados pelos que são aficionados pelo universo automobilístico, o Porsche atravessou os anos trazendo sempre grandes novidades a seus consumidores.

Ao longo de todo este tempo, o modelo de origem alemã apostou incondicionalmente em sua esportividade, o que significa sinônimo de velocidade e potência sem perder, contudo, os seus traços característicos de sofisticação e luxuosidade.

A montadora que leva o mesmo nome do veículo sempre apostou no bom gosto de seus clientes e, por isto, muitos modelos já estão no mercado com a característica de sempre atender a uma ampla variedade de gostos.

Para os anos 2000 não poderia ser diferente e a marca chega a 2019 com muitas novidades também em termos de design.

Antes que muitos consumidores já comecem a se empolgar, devemos ressaltar que a linha 2019 só deverá estrear nas concessionárias brasileiras no segundo semestre deste ano.

Por enquanto, para quem quiser ir se familiarizando com o novo modelo vai ter que se contentar com as imagens s sites especializados que já circulam na internet.

Lançado na Europa antes de 2019, a nova linha (denominada de 911), deverá surgir em duas versões bastante atraentes: a Carrera S e a Carrera 4S. Para ambas, a montadora alemã colocou o potente motor 3.0 de seis cilindros e com uma potência de 450 CV, 30 cvs a mais que a versão atual de mercado.

O interessante é que toda a sua potência foi revisada de modo a atingir um desempenho cada vez melhor. O seu sistema turbo ganhou novas pás de desempenho, novas válvulas na parte do escape e outras melhorias, tudo com o objetivo de proporcionar um maior aproveitamento de toda a energia liberada com a queima de uma quantidade menor de combustível.

O resultado não poderia ser diferente, com um ganho de potência e muito mais velocidade, principalmente nos trajetos feitos em linha reta.

Outra novidade é a adoção de um sistema de transmissão automático de oito marchas e a adoção de um mecanismo de dupla embreagem. A Porsche adotou um sistema eletrônico para a troca de marcha, o que possibilita um aproveitamento maior em velocidades maiores e uma redução de perda de potência do motor nas ocasiões em que o motorista deverá reduzir a velocidade ao realizar algum tipo de manobra específica.

Sempre pensando na conservação do meio ambiente, a fabricante alemã implantou no novo modelo um novo sistema de filtros catalisadores que reduzem a emissão dos poluentes e estes podem ser reaproveitados para o aquecimento do motor, principalmente para quem mora em lugares que a temperatura é muito baixa em determinadas épocas do ano.

O novo modelo 2019 promete deixar os consumidores e futuros clientes bastante satisfeitos com as suas novidades.

Entretanto, como todo lançamento vem com muito mistério, com o novo Porsche não poderia ser diferente e maiores detalhes ainda não foram divulgados como preços, tipos de acessórios e opcionais disponíveis e quais modelos deverão ser disponibilizados para o mercado brasileiro. Quem estiver disposto a ter o novo modelo, é melhor ir se preparando para garantir na concessionária mais próxima de sua casa.

Emmanoel Gomes


Chevrolet Prisma 2020 – Lançamento, Novidades


O veículo foi completamente reformulado, contando com um magnífico desenho das colunas totalmente novo.

A espera pelo novo Chevrolet Prisma 2020 ficou ainda menor, o carro que antes chegaria ao mercado brasileiro no final de 2019 para início de 2020 foi antecipado de novo.

Na primeira antecipação, ele passaria a ser comercializado em julho e agora será vendido já no segundo semestre deste ano, bem mais cedo o que todos esperavam. A primeira revelação do carro derivado da plataforma GEM (Global Emerging Market, uma plataforma aprimorada de onde sairão vários automóveis que hoje são vendidos pela Chevrolet na Índia, Brasil, China, México e outros mercados internacionais) e desenvolvido em parceria com o fabricante chinês SAIC, foi feita através de fotos que o flagraram rondando pela China e prossegue em sessões de testes no Brasil, pelo menos é isso que indicam alguns dos flagras do automóvel no Piauí e a frequência de entrega de peças em grande escala industrial pelos fornecedores da empresa.

A identidade no modelo será um pouco desconectada de seu antecedente, mas sem perder o visual vigente da marca, que é inspirada em peso no famoso e gracioso Camaro, todo esse cuidado, esforço, capricho e testes de protótipos e rolagem causam um pequeno atraso no desenvolvimento, porém, em contra partida, para a alegria dos fanáticos por carros, isso aumenta os flagras e ajuda para que todos fiquem por dentro de tudo que está sendo bolado por trás das cortinas. Apesar de sempre usarem algum tipo de camuflagem para dificultar a análise, é possível ver perfeitamente o perfil e o formato das portas, o que é mais do que suficiente (para aqueles que entendem do assunto) para perceber um aumento interessante nas dimensões e eixos.

De uma forma incrível e difícil de acreditar até que esteja diante dos próprios olhos, o veículo foi completamente reformulado, contando com um magnífico desenho das colunas totalmente novo. A tampa do porta-malas terá lanternas, e a placa de identificação irá se alojar no para-choque. O hatch obtém agora as laterais vincadas, juntamente a linha de cintura alta. Ainda se mantendo fiel ao visual desejado pela marca, para ajudar na descida do total do vidro da porta de trás, a porta traseira gozará de um vidro espia e a traseira mantém o mesmo padrão.

A probabilidade de que o projeto brasileiro seja diretamente baseado no chinês é grande, pois ao se comparar o formato dos retrovisores externos (uma das coisas que ficou bem evidente pelas imagens dos flagras) dos protótipos que foram desmascarados dentro do Brasil com aquelas igualmente vazadas no território da China, são obviamente iguais e até leigos no assunto podem notar isso com uma simples olhada nas fotos. Então é esperado que a versão aqui siga as mesmas dimensões do modelo chinês, que tem 7 centímetros a mais que o modelo anterior nos entre-eixos e apenas 1 cm de comprimento quase não perceptível a olho nú que o Volkswagen Virtus. Totalizando 4,47 metros de largura e 2,60 m de distância em seus entre-eixos.

Quanto ao motor, a nova geração esbanjará de um motor 1.0 turbo flex de três cilindros, com direito a opção turbinada. A marca também preparou para que a versão seja capaz de suportar os novos motores com injeção direta de combustível que serão importados de Joinville (SC).

O carro prosseguirá sendo fabricado em Gravataí (RS) e será um dos responsáveis por estrearem a plataforma Global Emerging Market no país, deixando uma marca eterna na história dos automóveis. É possível que toda essa mão de obra esteja sendo tão primorosa para competir com o Volkswagen Polo no quesito de hatches compactos premium, enquanto não seria surpresa nenhuma que as versões anteriores parem de rodar para e dar espaço as mais sofisticadas.

Por Fabio Santos

Chevrolet Prisma 2020

Chevrolet Prisma 2020


Porsche 718 T 2020 – Novidades e Lançamento no Brasil


Modelo chega com motor de 300 cavalos e câmbio manual.

A nova versão da Porsche 718 T com dois modelos (Boxster e Cayman) unifica um conjunto mais esportivo e suave com câmbio manual de seis marchas e um motor da configuração básica, o qual possui 300 cavalos de potência.

Inspirado no Porsche 911 T, que foi criado em 1968, o 718 T já está sendo comercializado na Europa e ao que tudo indica, chegará ao Brasil. De acordo com as previsões, isso acontecerá esse ano. Sem perder a essência e se mantendo na homenagem ao antigo T, o Porsche foi equipado para fornecer conforto e melhor desempenho em viagens de percursos extensos, sem precisar desembolsar uma quantia mais elevada de dinheiro em outras versões.

A empresa segue fiel a várias filosofias, uma delas vem do T que o modelo carrega no nome, diferente do que a maioria das pessoas pensa ou simplesmente deduz, não significa “turbo” (apesar do veículo ganhar velocidade por causa de sua leveza) e sim “Touring”, palavra associada ao prazer de dirigir. Formando um combo maravilhoso, a marca tem a filosofia de ofertar sempre conjuntos mais leves em suas versões normais. Devido a essa fidelidade, o 718 T perdeu o sistema multimídia Porsche Communication Mangement em seus dois modelos, mas caso o condutor não queria abrir mão dele existe a opção de instalação do sistema, sem nenhuma taxa adicional, porém, se não quiser, o carro ganha espaço para um porta-objetos. Essa medida foi tomada para aliviar um pouco o peso extra, causado pela instalação do filtro de partículas de gasolina. Para compensar o feito, há um toque de magnificência nos revestimentos internos em couro e nos bancos e o luxo ainda ganha equilíbrio ao acrescentar simples maçanetas internas nas portas.

Apesar da ostentação interna no uso de couro, o seu mecanismo não fica para trás, além do motor turbo 2.0 de 300 cavalos de potência e o câmbio manual de 6 marchas com vetorização de torque, agora o chassi foi rebaixado 2 centímetros, dando um charme a mais para essa versão. Com o motor, o automóvel adquiriu a capacidade de ir de 0 a 100 km/h em apenas 4,7 segundos, tendo como velocidade máxima 275 km/h e ainda a opção de transmissão automática de dupla embreagem (PDK). Se equipado com o câmbio manual, independente do modelo, o veículo perderá 0,4 segundos de leveza e velocidade.

Visto do ângulo externo, o Porsche 718 T contém algumas opções de cores que variam entre amarelo, preto, prata, vermelho e branco, ainda com adesivo na lateral com a inscrição do modelo de acordo com a configuração, podendo estar escrito “718 Cayman T” ou “718 Boxster T” para identificar a versão. Suas rodas são de 20 polegadas em tom de cinza e suas duas saídas de escape centrais estão pintadas em cor preta.

Nas vezes em que a marca se pronunciou sobre o automóvel, chegou a dizer que o 718 é o único que pode combinar o motor básico com a suspensão 20 milímetros mais baixa e com câmbio de engates mais diretos, com exceção do Sport Chrono Package (tendo ele câmbios, coxins de motor e seletor de modo melhor fixados). Essa combinação proporciona uma experiência única, onde o desempenho e equilíbrio dos modelos com motor central traseiro pode ser facilmente observado.

O preço ainda não foi divulgado em reais, mas a base pode ser tirada pelo preço no qual ele é comerciado na Europa ao converter euro para real. Com isso, também possível perceber que comprar o 718 traz uma economia de aproximadamente 8% do que equipar uma unidade com tais itens, ainda incluindo o interior luxuoso repleto de couro com volante esportivo. O modelo Cayman é mais barato que o Boxster, com a diferença de 2.023 euros, custando 63.047 euros, na medida em que o Boxster, com sua configuração tem um preço de 65.070 euros.

Fabio Santos


Chevrolet Onix 2020 – Lançamento, Especificações


O novo Onix 2020 virá ao Brasil com uma versão turbinada, além de características internas amplas, cabines versáteis, porta-malas maiores e conectividade.

A gigante de automóveis líder de vendas no país inicia 2019 com muito otimismo. Isto porque os modelos mais procurados da marca serão relançados ao mercado, com design futurista, motores turbinados e tecnologia inovadora. O novo Onix 2020 fará parte de uma nova família da GM, que terá características internas amplas, cabines versáteis, porta-malas maiores, e conectividade. A previsão de lançamento é para o segundo semestre deste ano, e o novo Onix é uma das grandes apostas da GM para este ano, com muito entusiasmo em todo país por ser o primeiro da marca a estrear uma nova plataforma.

Estratégia da GM

A General Motors em parceria com a chinesa Shanghai Automotive Industry Corp (SAIC), a estatal chinesa que é a parceira da GM na China, o maior mercado automotivo do mundo, desenvolveram e irão estrear no Onix 2020 a plataforma Global Emerging Markets (GEM). A ideia é que o hatch seja um modelo global, podendo ser comercializado em países emergentes, que crescem rapidamente, como México, Índia e países sul-americanos. Por conta disso, até 2023 a General Motors passará por uma grande transformação e os seus lançamentos também, incluindo um carro movido a energia elétrica. Em 2015 foi anunciado o investimento de 5 bilhões de dólares nesse projeto. E o resultado poderá ser conferido ainda esse ano, com os 11 lançamentos previstos. O primeiro será o Onix 2020.

Motores turbo do novo Onix 2020

A versão atual é muito diferente da que será lançada em vários aspectos. Um deles é o motor: o modelo de 2020 contará com motores 1.0 de três cilindros aspirado e uma variável turbo. Esses motores terão injeção direta de combustível.

Nomenclatura e Identidade Visual

Desde que protótipos camuflados do modelo foram flagrados em processo de rodagem pelas ruas do Brasil, gerou muita especulação quanto ao design do novo Onix 2020. A aparência terá alterações nas colunas, traseira, lanternas e nas laterais. O Comprimento será de 4 metros e distância de 2,60m entre-eixos. Além de interna e porta-malas maiores.

Recentemente, a Chevrolet entrou com pedido de proteção da marca “Onix Plus” no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI). Tudo indica que o Onix 2020 chega ao mercado com essa nomenclatura, sendo uma derivação do compacto atual, que não sairá de linha por enquanto.

Valores

Os valores do Chevrolet Onix 2020 ainda não foram divulgados, porém em sua versão atual, varia de R$ 40 a R$ 60 mil.

Onde serão produzidos os novos modelos Chevrolet

Assim como o Onix 2020, os outros lançamentos serão desenvolvidos aqui no Brasil, na cidade de Gravataí – Rio Grande do Sul.

Versão atual Chevrolet Onix

Por que o Onix não sai do topo de vendas? O hatch tem sido apontado como um automóvel que reúne várias qualidades para ser o preferido dos brasileiros. Ótimo custo benefício, fácil direção, conforto, facilidade na manutenção e aquisição de peças, além de mostrar uma boa autonomia no combustível.

Nas versões disponíveis, quando abastecido com gasolina, varia entre 11km/L dentro da cidade a 15km/L nas estradas. Já se o combustível usado for o etanol, varia entre 7.7km/L em áreas urbanas e 10.6km/L nas rodovias.

Até o lançamento do modelo turbinado, podem ser encontradas as seguintes versões do Onix: 1.0 MPFI JOY 8V FLEX 4P MANUAL, 1.0 MPFI LT 8V FLEX 4P MANUAL, 1.4 MPFI LT 8V FLEX 4P MANUAL, 1.4 MPFI ADVANTAGE 8V FLEX 4P AUTOMÁTICO, 1.4 MPFI EFFECT 8V FLEX 4P MANUAL, 1.4 MPFI LTZ 8V FLEX 4P MANUAL, 1.4 MPFI LT 8V FLEX 4P AUTOMÁTICO, 1.4 MPFI ACTIV 8V FLEX 4P MANUAL, 1.4 MPFI LTZ 8V FLEX 4P AUTOMÁTICO e 1.4 MPFI ACTIV 8V FLEX 4P AUTOMÁTICO.

Por Priscila Garcia

Chevrolet Onix 2020

Chevrolet Onix 2020


Novo Renault Logan e Sandero 2020 ganham Reestilização


Modelos devem chegar no primeiro trimestre de 2019.

Todo relançamento de um automóvel de alta categoria, constitui um evento de proporção internacional. Entre as grandes empresas promovendo novos lançamentos, ou relançamentos, está a montadora francesa Renault.

Trata-se, neste artigo, de tocar de leve na nova estilização operada sobre os dois Renault mais recentes: o Logan e o Sandero. Ambos os veículos irão estrear no mercado brasileiro já neste primeiro semestre de 2019, conforme a informação avaliada por meio dos especialistas do site Autos Segredos.

Dado que o design desses automóveis nunca se tornou o ponto central dos modelos da companhia, com a entrada do Facelift esta situação dificilmente será alterada, de acordo com os modelos exibidos por meio das imagens das patentes do Instituto Nacional da Propriedade Industrial, ou INPI.

Todas as alterações operadas nesta linha 2020 são bastante discretas. Em sua parte dianteira, todos os modelos, seguindo o mesmo padrão na esteira de produção, receberão novo tipo de para-choque; de grade e de faróis, em conformidade com os moldes clássicos utilizados na nova estilização realizada nas unidades da Europa. Para a parte traseira deste novo Sandero foi estruturado um visual unicamente na sede brasileira da companhia, a qual está munida de lanternas que vazam para a tampa do porta-malas, em um estilo genial. Com relação à traseira estruturada para o modelo Logan, quase nada foi alterado.

Com relação à sua estrutura mecânica, há uma novidade que poderá satisfazer os consumidores mais ávidos e com bom poder aquisitivo, devido à adoção do chamado câmbio automático de tipo CVT, o qual substitui, de modo preciso, o câmbio da geração anterior, muito desconfortável e automatizado por meio de uma embreagem tipo Easy'R.

Esta inédita transmissão deverá operar em conjunto com o seu motor de 1.6 SCe, que apresenta desempenho de 118CV -120CV de força e potência, respectivamente movido à gasolina e à etanol; atinge a escala de 16KGFM de torque tanto a gasolina quanto a etanol.

É importante deixar claro que os motores que equipam esta linha foram mantidos os mesmos da atualidade, por decisão dos projetistas e engenheiros, sendo motores que abrangem o 1.0 SCe – com desempenho de 79 CV – 82 CV, respectivamente à gasolina e à etanol e apresenta o desempenho de 10,2kgfm e 10,5kgfm, respectivamente à gasolina e à etanol, além do 2.0 com desempenho de 150CV e mais 20,9kgfm, tanto a gasolina quanto a etanol, embora este último recurso esteja disponível apenas no modelo Sandero RS.

Em realidade, estes dois automóveis foram projetados e desenvolvidos por meio dos engenheiros da sede romena, intitulada Dacia, que é uma marca pertencente ao grupo Renault. Portanto, o Hatch e o Sedã, que estrearam no mercado automobilístico brasileiro no ano de 2007, estavam dentro de uma proposta que visou oferecer uma eficiente relação de custo e benefício, munido de acabamento mais simples, embora dispondo de um amplo espaço interno.

A estreia do primeiro Facelift se deu no ano de 2011, entretanto, este modelo de veículo não produziu muito efeito, passando batido aos clientes, dado que as suas linhas ultrapassadas haviam sido mantidas. No ano de 2014, o novo Hatch e o Sedã estrearam em sua segunda geração, na qual foi aperfeiçoado o seu design exterior, porém, com aumento do seu custo e benefício.

Do mês de janeiro ao mês de novembro do ano passado, 2018, foram comercializadas 48.956 unidades da versão Sandero, tornando-se o 11º automóvel mais comercializado no Brasil, e mais 21.036 unidades da versão Logan, atingindo o 31º lugar em vendas no Brasil. Entretanto, ambos os veículos ainda apresentam as quedas sucessivas na comercialização dentro de seus próprios segmentos.

Paulo Henrique dos Santos


Novo Suzuki Jimny 2020 – Nova Geração chega ao Brasil


Modelo deverá chegar às concessionárias no segundo semestre de 2019.

O ano de 2019 chegou e com ele trazendo grandes para quem é fã da marca Suzuki.

Depois do sucesso da marca Vitara, que começou meio tímida em terras brasileiras ainda na década de 90, a montadora japonesa conseguiu se reinventar e depois deste seu primeiro sucesso, ela conseguiu emplacar vários outros modelos que ainda fazem sucesso entre os consumidores brasileiros.

Dentre os seus modelos, um que vem chamando bastante a atenção do público é o seu modelo de SUV um pouco mais compacto, o Suzuki Jimny.

Sempre de olho em todas as tendências do mercado de automóveis, a montadora não poderia deixar de pegar carona na verdadeira ‘febre’ que tomou conta do público que é apaixonado por carros, a onda dos utilitários de luxo.

Após este grande sucesso, a marca resolveu apostar num público que gosta de carros um pouco menores, porém, sem perder as características de um utilitário. Desta necessidade, o nasceu o Jimny, que possui todas as configurações necessárias de um SUV, entretanto, em proporções um pouco menores.

Apesar das proporções menores em relação ao demais SUVs das outras categorias, o modelo mostra um desempenho bastante arrojado, tendo como uma de suas características a sua real funcionalidade como um veículo do tipo 4×4.

Depois de uma versão com um estilo mais quadrado, bem ao estilo dos veículos usados em safáris que sempre vemos na televisão, a Suzuki chega ao ano de 2019 com uma nova configuração e um estilo bem mais atualizado e mais elegante para o novo modelo.

O visual externo é bem mais moderno e as novas linhas, mais modernas, não deixam o veículo perder a sua característica esportiva e aventureira, bem ao estilo 4×4.

No aspecto interno, ele manteve a sua fama de mais compacto e o seu espaço vai continuar sendo feito para quatro pessoas. Entretanto, como os carros feitos pela Suzuki não poderiam deixar de carregar algum tipo de inovação ou novidade, no modelo 2020 os bancos dianteiros poderão ser reclinados totalmente, dando lugar a duas camas modulares para o condutor e seu acompanhante.

O novo modelo deverá trazer os itens básicos atuais feitos para dar um maior conforto e dirigibilidade como ar-condicionado automático, air bags duplos, central multimídia de navegação, controle de tração, freios ABS e assistência durante os processos de subida e descidas em rampas.

Com relação à mecânica do novo modelo, a Suzuki incorporou o motor de quatro cilindros do tipo 1.5 e que pode chegar a 180 cvs de força. Tudo isto, com um sistema de transmissão de quatro marchas e outra configuração de cinco marchas e o tipo automática para ambos.

O novo Jimny 2020, que já foi oficialmente apresentado no último Salão do Automóvel 2018 em São Paulo, deverá ser comercializado em três versões distintas, todas bem ao gosto do consumidor, porém, quem gosta de antecipar em relação à novidade, vai ter que esperar um pouco, pois a nova versão só estará nas lojas a partir do segundo semestre de 2019.

Para quem já teve a oportunidade de conhecer o novo veículo durante o evento paulista, as primeiras impressões foram excelentes e as primeiras reservas já começaram a chegar em algumas concessionárias da marca em algumas cidades.

Portanto, se você é um daqueles admiradores incondicionais da marca, então é bom ir se preparando para o novo Jimny 2020, principalmente o bolso, pois todo novo lançamento já deixa também subentendido preços mais altos pelas novidades que a nova configuração vai trazer.

Os consumidores que gostam de aventuras fora do asfalto, sem abrir mão do conforto, com toda certeza vão encontrar no novo carro a união perfeita entre sofisticação, beleza e segurança.

Emmanoel Gomes


Novo Toyota Corolla 2020 – Nova Geração


Com 53 anos de história, Toyota Corolla chega à sua 12ª geração!

Para o ano ano-modelo 2020, a Toyota está apresentando uma versão totalmente nova de um carro que tem 53 anos de história (a primeira geração veio ao mundo em 1966) – e, não, não é uma pick-up, não é um crossover e não é um SUV. É um sedan compacto: o Corolla.

A Toyota ainda quer apostar na renovação de seu sedan mais famoso! Os carros pequenos, de passeio em família, estão caindo em desuso em várias partes do mundo. Em vários países os sedans estão sendo enterrados por um ataque de pick-ups e SUVs. A montadora japonesa ainda acredita que o carro mais vendido de todos os tempos, seu pequeno sedan Corolla, ainda tenha vida longa pela frente!

Sedans em baixa nos Estados Unidos

Compare isso com o pensamento atual sobre a produção de sedans nos Estados Unidos. As montadoras de Detroit estão com o pensamento de descontinuidade de produção da maioria dos seus sedans para o mercado americano. A Ford, por exemplo, nos próximos anos se afastará do negócio de carros pequenos para se concentrar quase exclusivamente em pick-ups, crossovers e SUVs. Entre os modelos da Ford que não são pick-ups, espera-se que apenas o Mustang sobreviva no maior mercado consumidor do mundo: os Estados Unidos.

Embora os planos de cancelamento de fabricação de sedans não sejam tão severos quanto os da Ford (por enquanto), a GM está se programando para “sacrificar” nada menos que seis modelos de carros nos Estados Unidos até o final de 2019, incluindo seu elétrico Volt, Cruze e Impala.

A Toyota, por outro lado, calcula que já vendeu mais de 46 milhões de Corollas em todo o mundo desde que o modelo estreou em 1966, e não há razão para pensar que não possa vender mais.

O mercado brasileiro não tem o mesmo poder de compra que o mercado americano (nenhum mercado tem), mas apresenta algumas mudanças nessa mesma direção, guardadas as devidas proporções. O carro mais vendido do Brasil por 27 anos (dos quais foram 25 anos consecutivos) era o Volkswagen Gol. Porém, desde 2014 o mais vendido passou a ser o Chevrolet Onix, um carro maior. E parece que os brasileiros também estão desejando carros maiores.

Detalhes do Corolla de 12ª Geração

De acordo com informações da montadora, o Corolla 2019 estará disponível nas versões L, LE, XLE, SE e XSE. Mas geralmente o mercado brasileiro adota menos modelos.

Alegria ao dirigir

A Toyota promete que a nova geração oferecerá uma “experiência de dirigir alegre”. A filial norte-americana da marca descreve o novo modelo como uma “máquina muito ágil e envolvente para dirigir”.

Nova Cabine

A cabine também foi totalmente reformulada, com o modelo que vai ser comercializado nos Estados Unidos oferecendo uma tela sensível ao toque de 7 ou 8 polegadas (17 ou 20 centímetros de diagonal respectivamente). Em relação ao Corolla 2019, o novo Corolla cresceu cerca de 1 cm de comprimento (para 4,64 m) e 0,5 cm de largura (para 1,78 cm). Enquanto a distância entre eixos não mudou, ficando em 2,70 m, a Toyota diz que a altura do veículo (1,435 m) foi cortada em até 4,5 cm.

Segurança

No mercado norte-americano o novo sedan terá 8 airbags e vários outros recursos de segurança. Um conjunto avançado de itens de segurança integrados ativos e pré-colisão (como controle de cruzeiro adaptativo, alerta de mudança de faixa e feixes de luz automáticos)

Tecnologia

Estamos falando de uma empresa japonesa e de tecnologia ao mesmo tempo…

Então, é de se esperar vários componentes com muita tecnologia de ponta!

Cada novo Corolla 2020 incluirá uma câmera de ré, freio auxiliar, tecnologia Smart Stop e o conjunto de recursos de segurança chamado de Toyota Safety Sense 2.0.

Os preços ainda não foram anunciados. Mas podemos esperar preço um pouco acima do primeiro modelo da 11ª geração, lançada em 2014.

Por Bruno Rafael da Silva


Chevrolet Prisma 2019 – Lançamento, Especificações


Nova geração do Chevrolet Prisma 2019 reúne potência e tecnologia de ponta.

A nova geração do Prisma chegará ao mercado em 2019 com mudanças significativas em seu design.

O novo modelo é mais espaçoso e confortável do que as versões anteriores, ideal para transportar a família ou mesmo viajar sozinho.

O porta-malas é bem grande, com capacidade para 500 litros.

As rodas são de alumínio aro 15 polegadas.

Possui sensores de estacionamento com câmera de ré, e faróis de neblina Blue Vision na cor azul.

Os retrovisores têm ajustes elétricos.

Tecnologias

Em seu interior conta com a tecnologia MyLink, que é uma central de controle. Nela é possível acessar diversas funções multimídia e de comando do veículo, como por exemplo:

  • Envio de Mensagens via SMS ou Whatsapp;
  • Possibilidade de escolha de rotas;
  • Utilização do serviço de navegação Turn by Turn;
  • Tela touchscreen de 7 polegadas;
  • Comando de voz para escutar música, através do Android Auto e do Apple CarPlay.

O computador de bordo possui 5 funções que controlam:

  • Consumo médio;
  • Velocidade média;
  • Autonomia;
  • Tempo de viagem;
  • Temperatura externa.

O volante do novo Prisma conta com a opção de controle de funções de rádio, telefone e velocidade de cruzeiro.

A On Star é uma tecnologia exclusiva da rede Chevrolet, que permite ao motorista acessar serviços de segurança, emergência e navegação, podendo ser utilizado através do botão On Star no interior do veículo ou pelo próprio aplicativo disponibilizado para smartphone.

Os bancos são de couro sintético, com regulagem de altura e distância, o que permite um melhor posicionamento do motorista e também dos passageiros.

O câmbio possui duas opções, podendo ser o manual de 6 velocidades ou o automático, também de 6 velocidades, este último vem equipado com (Active Select), o que permite a troca manual de marcha.

O novo modelo também preza pela segurança do motorista, para isso utiliza:

  • Sistema de freios ABS;
  • Duplo ai bags;
  • Faróis de neblina traseiro e dianteiro;
  • Luz de posição em LED.

Potência

O motor 1.4 do novo Prisma evoluiu bastante, oferecendo uma performance bastante satisfatória com seus 106cv.

Combina com perfeição as duas opções de transmissão, ou seja, automática de 6 velocidades e a manual de 6 velocidades.

O motor potente responde rapidamente quando é cobrado na pista.

Graças a transmissão automática de 6 velocidades é possível obter o torque máximo de 4.800 rpm utilizando o etanol como combustível.

Mesmo em alta velocidade, o veículo possui muita estabilidade, pois conta com um conjunto de suspensão calibrado, o que já transmite uma sensação de segurança ao motorista.

O consumo médio do Prisma 1.4 foi de 10,4 km/l na cidade, e de 14,6 km/l na rodovia, isso quando se usa gasolina no tanque.

Utilizando etanol, o rendimento caiu para 10,2 km/l na cidade, e 11,9 km na rodovia.

As cores do novo modelo disponibilizadas pela Chevrolet são:

  • Preto ouro negro;
  • Vermelho carmim;
  • Prata switchblade;
  • Cinza grafite;
  • Azul infinity.

Com toda a tecnologia, conforto e potência do Prisma, seu preço de venda certamente agradará ao consumidor final.

Os valores praticados pela Chevrolet seguem o padrão comercial para carros dessa linha.

Hoje, o modelo Prisma LTZ 1.4 está sendo vendido no mercado por R$ 60.590,00.

Analisando o custo-benefício, o valor até que não assusta tanto, pois o produto final é top de linha.

Estatística de venda

Entre janeiro e setembro deste ano de 2018, mais de 48.287 pessoas escolheram o Sedan como o seu carro favorito.

Isso prova que a Chevrolet está no caminho certo, oferecendo um produto de grande qualidade por um preço comercial.

Talvez um dos atributos do novo modelo que mais cativam o consumidor na hora da compra, seja o On Star, tecnologia exclusiva da Chevrolet, que não deixa de ser uma mão na roda nos momentos de emergência, podendo até mesmo funcionar como uma secretária eletrônica para realizar reservas em hotéis e restaurantes.

Resumindo, para quem procura um bom carro com preço acessível, talvez o Prisma seja a solução.

Por Defilho

Prisma 2019

Prisma 2019

Prisma 2019

Prisma 2019


Chevrolet Onix 2020 – Lançamento, Ficha Técnica


Nova geração do Chevrolet Onix será lançada no Brasil em 2019.

Com a proximidade do Ano Novo as gigantes automobilísticas mundiais começam a apresentar os lançamentos dos novos automóveis repaginados e mais tecnológicos a fim de atender muitas exigências do mercado consumidor cada vez mais criterioso. Seguindo essa premissa será lançada em 2019 a nova geração Chevrolet Onix 2020 aqui no Brasil, possivelmente em meados do segundo semestre. Sua produção seguirá produzida no Rio Grande do Sul, na cidade de Gravataí. A geração é fruto da derivação do Global Emerging Market e tem como parceira a monstruosa chinesa SAIC. Dessa forma, nascerão automóveis Chevrolet em diferentes pais como Brasil, China, Índia, México e demais países emergentes. É estreia da GEM em território nacional, mas é válido lembrar que a Chevrolet é uma marca veterana e que além da modernização dos modelos tradicionais, tem como compromisso inovação, versatilidade e atendimento as demandas dos consumidores entregando os mais sofisticados modelos ano após ano.

Design

No site Chevrolet você já encontra uma série de inovações que o Hatch possui. Considerado líder de vendas por 3 anos, esbanja conforto interno alta tecnologia em conectividade e além do mais, o design está cada vez mais moderno. Seu revestimento Premium cobre caprichosamente os bancos e volante. É possível controle de telefone, velocidade e voz no próprio volante e porta-malas acessível por controle remoto. Apresenta direção elétrica progressiva, motores econômicos 1.4SPE/4 ECO de 1-6 cv no etanol.

Conectividade

Há uma infinidade de recursos dos quais você pode usufruir no dia a dia, principalmente em caso de trânsito intenso. Afinal, tudo que queremos é mais tranquilidade e conforto nos deslocamentos diários. É aí que entra a interatividade do novo Onix. O Sistema Android Auto está atualizado e a visualização de rotas e mapas é facilitada no seu Mylink. Ainda conta com sistemas de alertas em caso de acidentes, engarrafamentos e outros perigos bem como trajetos mais seguros. Tudo isso misturado a grande performance e economia. Conecte também seu smartphone e tenha as melhores experiências em áudio streaming, conexão Bluetooh, Rádio AM/FM, Waze integrado e todo conforto de uma tela de 7 polegadas no modo touchscreen. No computador de bordo, consulte informações como: autonomia, consumo médio, Tempo de viagem e Velocidade média.

Funcionalidades e Segurança

Importante ressaltar a tecnologia OnStar. Essa inovação permite o condutor dirigir com mais segurança e respeitabilidade com seu automóvel. Ela permite a identificação do equilíbrio ou não da pressão dos pneus. Em sistema de alerta ou por sinais sonoros ou ainda pelo aplicativo. Conta também com freios ABS e um sistema isofix e top tether para fixação de cadeirinhas com maior segurança. Há sensor de estacionamento e lanterna traseira (neblina).

Versões

  • LT 1.0: Carro de personalidade; Chevrolet MyLink e motor 80 cv e 1.0L. Valor Base: R$ 48.890,00;
  • LT 1.4: Chevrolet MyLink; Motor 1.4L e com 106cv. Valor base R$ 55.890,00
  • Advantage: Motor 1.4; Câmbio automático em 6 velocidades; Rodas aro em 15 polegadas e calotas escuras. Valor Base: R$ 56.590,00;
  • LT 1.4: Tecnologia ONStar e MyLink; Motor 1.4L e 106 cv. Valor Base: R$ 60.050,00;
  • Effect: Aerofólio, teto preto e spoiler; Rodas em alumínio escuras; Motor 1.4L e 106 cv.

Ficha técnica

Motorização

  • Tipo: Etanol e Gasolina
  • Taxa de compreensão: 12.6
  • Cilindros: 4
  • Injeção Eletrônica: MPFI

Freios

  • Dianteiro: disco ventilado
  • Traseiro: Tambor
  • Sistema: Hidráulico

Dimensões

  • Altura: 1475 mm na versão 1.0 e 1476 mm na versão 1.4
  • Comprimento: 3.933 mm
  • Largura entre espelhos: 1964 mm
  • Largura considerando carroceria: 1705 mm
  • Distância dos eixos: 2528 mm
  • Capacidade do tanque: 54 litros
  • Porta malas: compartimento fechado – 280, alinhado encosto banco e teto – 342, banco rebatidos – 1020. Todos em litros

No site da Chevrolet Brasil você encontra além dessas informações, uma infinidade de detalhes que ajudarão a escolher aquela versão mais próxima das suas necessidades. É possível, após escolher o modelo desejado, adicionar itens e acessórios proporcionando mais personalidade ao seu veículo.

Por Douglas de Paula

Chevrolet Onix 2020