Toyota Corolla é o Carro Mais Vendido em 2018


Com quase 1 milhão de unidades vendidas no mundo todo o Toyota Corolla se consagrou como o Carro Mais Vendido do ano de 2018.

Com quase 1 milhão de unidades vendidas no mundo todo, o Sedan Corolla, fabricado pela montadora japonesa Toyota em diversos países (inclusive o Brasil) se consagrou como o automóvel mais vendido em todo o mundo no ano de 2018.

Quem apontou este notável vencedor mais uma vez foi a consultoria Focus2Move através de uma reportagem recente disponível no link: https://focus2move.com/world-best-selling-car.

A Focus2Move ainda lista em segundo lugar o best-seller norte-americano, picape F-Series montada pela montadora Ford com pouco mais de 896 mil unidades comercializadas, tendo uma diferença mínima de menos de 100 mil unidades para o primeiro colocado.

O sedan japonês se consagra pelo segundo ano consecutivo com este feito, fato que se repete inclusive em sua categoria no mercado nacional.

A nova geração já foi lançada

A Toyota sabe do sucesso de seu produto e já lançou uma nova geração apresentada oficialmente em Novembro de 2018. O modelo vai desembarcar no mercado norte-americano já no primeiro semestre de 2019 e tem data prevista para lançamento em nosso mercado em 2020.

A nova geração conta com mais equipamentos como um painel digital para o motorista, interior remodelado, design externo menos conservador além de uma mecânica mais refinada e uma inédita opção híbrida (também já apresentada), tudo isto para manter seu posto de veículo mais vendido no mundo.

Quer saber quais são os modelos de automóveis mais vendidos no mundo? Confira a lista abaixo dos 20 modelos mais comercializados em todo globo:

  • 1º posição: Fabricante Toyota com o modelo Sedan Corolla comercializando até Dezembro de 2018, 995.356 unidades;
  • 2º posição: Fabricante Ford com o modelo Picape Ford Série-F comercializando até Dezembro de 2018, 896.776 unidades;
  • 3º posição: Fabricante Honda com o modelo Sedan Honda Civic comercializando até Dezembro de 2018, 696.244 unidades;
  • 4º posição. Fabricante Toyota com o modelo SUV RAV4 comercializando até Dezembro de 2018, 694.822 unidades;
  • 5º posição. Fabricante Volkswagen com o modelo Hatch Golf comercializando até Dezembro de 2018, 672.023 unidades;
  • 6º posição. Fabricante Volkswagen com o modelo SUV Tiguan comercializando até Dezembro de 2018, 660.662 unidades;
  • 7º posição. Fabricante Volkswagen com o modelo Hatch Polo comercializando até Dezembro de 2018, 611.567 unidades;
  • 8º posição. Fabricante Honda com o modelo Honda CR-V comercializando até Dezembro de 2018, 591.630 unidades;
  • 9º posição. Fabricante Toyota com o modelo Sedan Toyota Camry comercializando até Dezembro de 2018, 559.100 unidades;
  • 10º posição. Fabricante Chevrolet com o modelo Picape Silverado comercializando até Dezembro de 2018, 532.070 unidades;
  • 11º posição. Fabricante Hyundai com o modelo Sedan Elantra comercializando até Dezembro de 2018, 519.750 unidades;
  • 12º posição. Fabricante FCA com o modelo Picapes RAM comercializando até Dezembro de 2018, 501.643 unidades;
  • 13º posição. Fabricante Hyundai com o modelo SUV Tucson comercializando até Dezembro e 2018, 461.094 unidades;
  • 14º posição. Fabricante Toyota com o modelo Picape Hilux comercializando até Dezembro de 2018, 449.156 unidades;
  • 15º posição. Fabricante Nissan com o modelo Qashqai comercializando até Dezembro de 2018, 438.276 unidades;
  • 16º posição. Fabricante Honda com o modelo Sedã Accord comercializando até Dezembro de 2018, 418.252 unidades;
  • 17º posição. Fabricante Volkswagen com o modelo Sedan Lavida, comercializando até Dezembro de 2018, 415.410 unidades;
  • 18º posição. Fabricante Kia com o modelo SUV Sportage, comercializando até Dezembro de 2018, 402.467 unidades;
  • 19º posição. Fabricante Mercedes-Benz com o modelo Sedan Classe C, comercializando até Dezembro de 2018, 394.187 unidades;
  • 20º posição. Fabricante Volkswagen com o modelo Sedan Jetta, comercializando até Dezembro de 2018, 392.448 unidades.

É interessante notar na lista descrita que alguns destes modelos são oferecidos em território nacional e também são sucessos de vendas em suas categorias por aqui como o VW Polo e o próprio Mercedes-Benz Classe C.

O próximo ranking será em 2019, será que manteremos as mesmas posições?

Por Carlos B.

Toyota Corolla

Toyota Corolla


Carros Mais Vendidos no Brasil 2018 – Novembro


O Chevrolet Onix continua na liderança, com 22.277 emplacamentos realizados.

De acordo com uma estatística divulgada no site Auto Esporte, a lista dos automóveis mais vendidos neste ano de 2018 pode render uma relação de até 50 carros, só no primeiro semestre.

Entretanto, no mês de novembro foi registrada pequena queda de 8% nas vendas de veículos, embora algumas situações surpreendentes possam ocorrer antes do réveillon, como por exemplo, uma brusca mudança no, até o presente momento, intacto pódio dos carros finalistas.

Apesar dessa queda, a liderança se mantém, uma vez mais, com o famoso compacto modelo Chevrolet Onix, o qual, só neste mês de dezembro, emplacou um conjunto de 22.277 unidades, que constitui um ciclo de comércio muito bem sucedido, dado que houve o dobro de emplacamentos para este modelo.

Diante de todo esse grupo, o maior destaque, entretanto, ficou para o modelo Volkswagen Gol. Este é o compacto que deu um salto da quarta posição direto para a vice-liderança no ranking estabelecido para os modelos mais vendidos. Ainda assim, os dois modelos: Ford Ka e o Hyundai HB20 se mantém no Top 5 desta lista.

Na relação abaixo seguem todos os modelos que constituem os veículos mais emplacados só neste mês, são eles:

1º o Chevrolet Onix, com 22.277 unidades vendidas;

2º o VW Gol, com 8.836 unidades vendidas; 3º o Ford KA, com 8.834 unidades vendidas

4º o Hyundai HB20, com 8.395 unidades vendidas; 5º o Chevrolet Prisma, com 7.598 unidades vendidas; 6º o Renault Kwid, com 7.092 unidades vendidas;

7º o Fiat Argo, com 6.078 unidades vendidas; 8º o VW Polo, com 5.644 unidades vendidas; 9º o Hyundai Creta, com 5.171 unidades vendidas;

10º o Fiat Strada, com 5.158 unidades vendidas; 11º o Renault Sandero, com 5.110 unidades vendidas; 12º o Toyota Corolla, com 5.23 unidades vendidas;

13º o Jeep Compass, com 5.008 unidades vendidas; 14º o Fiat Mobi, com 4.258 unidades vendidas; 15º o Chevrolet Spin, com 4.179 unidades vendidas;

16º o Nissan Kicks, com 4.040 unidades vendidas; 17º o Volkswagen Virtus, com 3.955 unidades vendidas; 18º o Fiat Toro, com 3.922 unidades vendidas;

19º o Jeep Renegade, com 3.845 unidades vendidas; 20º o Ford Ka Sedan, com 3.695 unidades vendidas; 21º o Volkswagen Saveiro, com 3.516 unidades vendidas;

22º o Toyota Hilux, com 3.382 unidades vendidas; 23º o Volkswagen Fox e Crossfox, com 3.330 unidades vendidas; 24º o Honda HR-V, com 3.305 unidades vendidas;

25º o Ford EcoSport, com 2.994 unidades vendidas; 26º o Toyota Yaris Sedan, com 2.774 unidades vendidas; 27º o Chevrolet S10, com 2.749 unidades vendidas; 28º o Renault Duster, com 2.670 unidades vendidas; 29º o Renault Captur, com 2.554 unidades vendidas; 30º o Hyundai HB20S, com 2.543 unidades vendidas;

31º o Toyota Yaris hatch, com 2.507 unidades vendidas; 32º o Honda Fit, com 2.441 unidades vendidas; 33º o Fiat Cronos, com 2.384 unidades vendidas; 34º o Nissan Versa, com 2.382 unidades vendidas;

35º o Volkswagen Voyage, com 2.269 unidades vendidas; 36º o Honda Civic, com 2.202 unidades vendidas; 37º o Chevrolet Cobalt, com 2.059 unidades vendidas; 38º o Chevrolet Tracker, com 2.049 unidades vendidas; 39º o Chevrolet Cruze Sedan, com 1.861 unidades vendidas;

40º o Honda City, com 1.833 unidades vendidas; 41º o Volkswagen Up!, com 1.752 unidades vendidas; 42º o Ford Ranger, com 1.572 unidades vendidas; 43º o Volkswagen Amarok, com 1.540 unidades vendidas; 44º o Fiat Uno, com 1.522 unidades vendidas; 45º o Fiat Siena, com 1.482 unidades;

46º o Honda WR- V, com 1.332 unidades vendidas; 47º o Renault Logan, com 1.321 unidades vendidas; 48º o Toyota Etios hatch, com 1.241 unidades vendidas; 49º o Chevrolet Montana, com 1.169 unidades vendidas e em 50º o Citröen C4 Cactus, com 1.150 unidades vendidas.

Por Paulo Henrique dos Santos

Chevrolet Onix 2019


Carros Vencedores como Compra do Ano em cada Categoria – 2018


Lista com os 20 carros que foram considerados a Compra do Ano em diversas categorias de veículos.

A revista Motor Show divulgou recentemente a lista com os resultados da pesquisa Motor Show – Compra do Ano edição 2019.

De acordo com a revista, para esse ranking foram considerados apenas aqueles veículos que foram lançados, tiveram novas versões, alterações na motorização e mudanças no facelift.

O período avaliado foi entre janeiro de 2017 e outubro de 2018. Para participar da seleção e ganhar o selo Compra do Ano da Motor Show e poder usar o selo promocional em 2019, os carros tiveram que ser avaliados por uma equipe da revista.

A avaliação e definição das categorias tiveram por base três pontos fundamentais:

1. Inauguração de novos nichos, a exemplo dos carros elétricos e híbridos.

2. Sentido histórico, situação das peruas.

3. Relevância para o mercado de automóveis.

Segundo a revista, a principal finalidade desse modelo de seleção envolve, também, três aspectos:

1. Incentivar os investimentos e apostas em novas tecnologias.

2. Promover premiações para as marcas que não deixaram de lado determinados segmentos, mesmo considerando a queda nas vendas. Caso das montadoras que atuam com monovolumes, station wagons e os hatches médios.

3. Possibilidade de oferecer aos clientes e consumidores um panorama amplo sobre os tipos de carros disponibilizados no mercado.

A Motor Show ressalta que os nomes das categorias foram definidos de maneira que as marcas eleitas pudessem atrair mais atenção para os modelos campeões. Nessa, que é a quinta edição da seleção, foram analisados 140 tipos de carros.

Entre as categorias mais concorridas estão os SUV Médios, Hatchs Compactos, Esportivos e SUV Compactos e Premium. Todas essas categorias contaram com mais de 10 concorrentes — a categoria Premium ocupa o topo da lista com 17 modelos na disputa.

A seguir, listamos os vencedores elencados pela avaliação feita pela revista Motor Show.

1. Volkswagen Up vencedor categoria Hatch Urbano

2. Ford Ka vencedor categoria Hatch Compacto

3. Volkswagen Golf vencedor categoria Hatch Médio

4. BMW Série 1 vencedor categoria Hatch Premium

5. Volkswagen Virtus vencedor categoria Sedan Compacto

6. Mercedes-Benz Classe C vencedor categoria Sedan Premium

7. BMW Série 5 vencedor categoria Sedan Luxo

8. Audi A4 Avant vencedor categoria Station Wagon

9. Citröen C4 Picasse vencedor categoria Monovolume

10. Toyota Prius vencedor categoria Híbrido

11. BMW i3 vencedor categoria Elétrico

12. Ford Mustang vencedor categoria Esportivo

13. Honda Civic Si vencedor categoria Cupê

14. Porsche 718 Boxster vencedor categoria Conversível

15. Jeep Renegade vencedor categoria SUV Compacto.

16. Peugeot 3008 vencedor categoria SUV Médio

17. Volvo XC40 vencedor categoria SUV Premium

18. Volvo XC90 vencedor categoria SUV Luxo

19. Fiat Toro vencedor categoria Picape Compacta

20. VW Amarok vencedor categoria Picape Média

O mais vendido no mundo

E já que estamos falando sobre modelos e categoria de carros que estão tendo destaque, de uma forma ou outra, o Toyota Corolla não poderia ser esquecido.

Em 2018, o modelo foi o carro mais vendido do mundo. Segundo os levantamentos realizados pela empresa de consultoria Focus2Move, foram vendidas 995.356 unidades do modelo. O carro da marca japonesa passou na frente de seu principal concorrente, o Honda Civic e de picapes Ford Série – F.

Mercado de automóveis para 2019

A indústria automobilística brasileira apontou algumas possibilidades de desaceleração do crescimento do segmento de automóveis comerciais leves para o próximo ano.

De acordo com alguns levantamentos, a alta deverá se situar entre 5% e 10%. Especialistas avaliam que tudo dependerá de fatores de peso para que esse percentual possa ser maior ou menor a exemplo da diminuição do nível de desemprego, consumidores com mais confiança e redução das taxas de juros.

Além disso, ainda há as incertezas sobre como o novo governo se comportará frente a dificuldades do setor. De qualquer forma, as companhias fabricantes andam muito atentas a tudo isso e se mostram cautelosas em investimentos e novidades.

Gostou desse conteúdo? Aproveite e compartilhe com seus amigos em suas redes sociais preferidas!

Por Denisson A. Soares

Toyota Corolla 2019


Recall Volkswagen Gol e Voyage – Problema no Cinto de Segurança


Problema atinge 136 unidades fabricadas em 2018.

A fabricante Volkswagen anunciou no último dia 11 o recall dos automóveis Gol e Voyage, devido à possibilidade de falha no fecho duplo do cinto de segurança traseiro. Os veículos que estão sob esse risco são aqueles de ano-modelo 2018 e 2019 e totalizam 136 unidades. Os carros afetados tem data de fabricação entre 16/05/2018 e 14/06/2018 e a identificação dos chassis dos automóveis vão de JT156496 até KT010470.

Segundo a montadora, o serviço de reparo é gratuito e demora cerca de 50 minutos para ser realizado. O início do atendimento para a solução desse problema será no dia 17 de dezembro. O problema específico identificado se dá no cinto de segurança traseiro, na porca de fixação do fecho duplo.

Esse defeito pode colocar em risco a segurança dos passageiros, já que se ocorrer uma colisão os cintos localizados do lado esquerdo e central poderão se soltar e falhar em evitar lesões físicas nos ocupantes do veículo.

Para saber como proceder e ter mais informações se o seu Volkswagen se enquadra naqueles onde ocorre esse defeito, a fabricante oferece o site www.vw.com.br e a linha de atendimento 0800 019 8866.

Sobre a Volkswagen

A Volkswagen é uma empresa do Grupo Volkswagen, um conglomerado alemão de fabricação de veículos. Foi fundada em 1937 e conta com um mercado global para os seus produtos. Seu nome significa “carro do povo” e o primeiro carro produzido foi o famoso Fusca.

O que é um recall?

Um termo que pode ser traduzido como “chamada de volta”, o recall é a operação onde uma empresa recolhe um produto que fabricou por conta de um erro que compromete a segurança dos consumidores, para que sejam feitos os reparos necessários.

No Brasil, o Código de Defesa do Consumidor estabelece regras a respeito de como as empresas devem agir. Ele define, por exemplo, que a empresa responsável pelo produto defeituoso deve anunciar o recall para todos os consumidores diretamente ou também através da imprensa, informando o erro cometido e dando informações que orientem o cliente na troca ou reparo do produto.

É importante destacar que quando se trata de um recall de veículos, ele também se estende aos seminovos. Assim, aqueles que compraram carros usados também têm o direito pelo serviço, da mesma forma que os que compraram direto da empresa.

Uma dica fundamental é a de nunca se esquecer de guardar o comprovante que demonstre que o recall foi feito, para que futuramente, caso se note que o reparo não foi suficiente, seja possível pedir outro.

Importância do cinto de segurança

O cinto de segurança de três pontos, o mais utilizado atualmente, foi criado em 1959 pelo engenheiro sueco Nils Bohlin. Posteriormente, o Departamento de Patentes da Alemanha considerou a invenção tão fundamental que classificou-a como uma das oito invenções mais importantes até aquele momento.

Os cintos de segurança em geral são um dos equipamentos mais importantes dentro de um carro para proteger contra danos físicos causados por impactos que podem ser fatais. Ele é especialmente importante para grávidas, idosos, crianças e pessoas mais propensas a se ferirem em um automóvel.

Sua ação é muito simples, já que ele impede o choque do corpo do passageiro contra o volante, para-brisas, painel e evita que o ocupante seja arremessado para fora do veículo.

Ao contrário do que geralmente se pensa, os cintos de segurança não servem só para proteger aqueles que o usam, como também os outros ocupantes do veículo. Em um choque frente a frente, aqueles que estão sentados nos bancos traseiros sem cinto de segurança não só podem sofrer o impacto do choque contra a parte de trás dos bancos dianteiros, como também podem impactar e ferir aqueles que estão sentados na frente.

Bruno Esteves Campoi


Honda Accord 2019 – Novidades e Preço no Brasil


Modelo chega com motor 2.0 e custará quase R$ 200 mil.

Em sua décima geração, o sedã de porte médio-grande da montadora japonesa teve uma mudança radical. O lançamento foi no ano de 1976. Conservadoras linhas foram deixadas para trás, adotando um estilo arrojado, tendo um vidro traseiro inclinado, remetendo à carroceria no estilo cupê. É um fato que se encontra na moda dos automóveis e também se aplica aos utilitários esportivos.

O Honda Accord teve seu comprimento diminuído, entretanto, o espaço de entre-eixos aumentou 5,5 centímetros, deixando o espaço interno maior. Suas lanternas de trás possuem um formato bumerangue, sendo a assinatura nova da montadora em todos seus sedãs, como no Honda Civic. Seus faróis são estreitos e em LED, assim como os auxiliares, na dianteira cromados com enorme grade. Sua carroceria, que possui solda a laser, acaba por dispensar guarnição que encobre a junção dos painéis laterais e tetos.

Caso contrário da utilização do propulsor aspirado V6 com 3.5 litros, passou a fazer uso de um turbo de 2.0 litros, movido à gasolina e com potência menor, atingido 256 cavalos diante dos 278 cavalos presentes no V6. Entretanto, o torque é maior, atingindo 37,7 kgfm contra os 34,8 kgfm do anterior. Além deste fato, seu torque máximo já se encontra disponível a partir dos 1.500 giros. Já do V6 o torque máximo se dava com 4.900 rotações. A transmissão é automática com 10 velocidades e da própria Honda, enfatizando a economia na sétima marcha.

Honda Accord pretende brigar com Mercedes e BMW

Seu esmerado acabamento interno possui materiais macios em seu painel central e também nos forros de porta. Encaixes e arremates bem feitos. Seus bancos dianteiros possuem regulagens elétricas, memória e ventilação. O quadro de instrumentos conta com um velocímetro digital fixo, entretanto, seu conta-giros poderá dar espaço para outras configurações com consumo, navegação, etc. Na parte superior de seu painel central encontra-se o display com 8 polegadas. Diversas informações podem ser projetadas em seu parabrisa. Recarrega celular através de indução.

A marca tem diversa ambições com a geração nova do modelo, visando a concorrência com o BMW Série 5 e também a Mercedes Classe E.

Em um veículo de tal nível, não dispensa assistente para frenagem de urgência, para permanecer em sua faixa de rolamento, alerta de pontos cegos através de câmeras e controle de distância do veículo a frente. Oito airbags, além de conta com controles de estabilidade e tração.

Ágil, porém grande e pesado

Ao pilotar no lançamento, logo se percebe que suas rodas, que possuem 19 polegadas, juntas com seus pneus de perfil 40, considerado baixo, acabam por deixar desconfortável aos transitar por ondulações e remendos presentes no asfalto. Sua alavanca para troca de marchas deu lugar aos comandos eletrônicos com facilidade de operação. A direção do veículo é leve ao realizar manobras e aumento o peso quando aumenta a velocidade, além de ter uma sensibilidade boa. O baixo nível de ruídos na parte interna é percebido facilmente também. Por meio de 3 microfones são captados os sons dos ruídos de seu rolamento enviando esta frequência de som oposta fazendo com que o incômodo se anule.

Ao rodar com modo esportivo, existe uma interferência na direção e no motor. O modo turbo já joga seu tronco contra o banco. Existe o modo econômico ainda. De acordo com Inmtro, o consumo bate a marca de 9,3 km por litro ao dirigir pela cidade, já na estrada atinge 12,3 km/l. A marcha pode ser trocada através das borboletas atrás do volante. O deslizamento das mãos acontece no volante, pelo revestimento liso.

O novo Honda Accord será comercializado em apenas uma versão e em três diferentes cores: branca, prata e preta. O valor será de R$ 198.500.

FILIPE R SILVA


Salão do Automóvel de São Paulo 2018 – Novidades Aguardadas


Confira quais são os automóveis aguardados no Salão do Automóvel de São Paulo neste ano.

Entre os dias 8 e 18 de novembro, o Salão Internacional do Automóvel de São Paulo (maior exposição automobilística da América Latina) irá abrir suas portas ao público e aos entusiastas do setor, o evento irá acontecer no pavilhão de exposição Salão Expo, pela segunda vez consecutiva.

A expectativa é de mais de 700 mil visitantes ao longo destes 10 dias, estarão presentes cerca de 30 montadoras expondo pouco mais de 500 modelos.

Como de costume, a expectativa é grande para verificar de perto tanto os lançamentos das montadoras para o mercado nos próximos anos como também uma ótima oportunidade do visitante averiguar em um único espaço os principais automóveis comercializados em território nacional, fora os carros-conceito e superesportivos que dão charme e requinte ao evento.

Pensando nisso, listamos abaixo as principais novidades esperadas (muitas inclusive confirmadas) separadas por marca:

Audi

Sedan Audi A8

Com 480 cavalos de potência oferecidas através do seu potente V8, a Audi irá oferecer o seu sedan de alto luxo apenas na versão L (de entre-eixos mais longo). Além de todos os luxos e requintes característicos de seu segmento o Audi A8 tem o mérito de ser o primeiro carro com condução autônoma de nível 3 a venda no mercado mundial.

SUV Audi Q8

A Audi também irá mostrar a nova geração do SUV Q8, chegando com 380 cavalos de potência através de seu V6 e também um motor elétrico com 48 volts acoplado para melhorar suas marcas de consumo exageradas.

BMW

SUV cupê X4

Maior e com mais equipamentos a BMW irá oferecer seu SUV com dois tipos de motorizações, a primeira a gasolina com 184 cv ou 252 cv (dependendo da versão) e também a diesel com 190 cv ou 231 cv (também dependendo da versão escolhida).

Chery

SUV Tiggo 4

A Chery vai oferecer mais uma opção para o disputado segmento dos SUV compactos com o Tiggo 4, a motorização será um 1.5 turbo com ótimos 21.4 mkgf de torque e 147 cv de potência além do câmbio de seis marchas automatizado.

SUV Tiggo 7

Outro SUV será confirmado pela Chery, o Tiggo 7, de maior porte desta vez para brigar em um segmento superior hoje dominado pelo Jeep Compass.

Chevrolet

Chevrolet Hatch Bolt

Com baterias no assoalho e 200 cavalos de potência permitindo uma invejável aceleração de 0 a 100 km/h em 7 segundos, o Bolt é aposta da Chevrolet no segmento de carros elétricos. Existe a expectativa da GM oferecer o modelo para venda no mercado nacional.

Ferrari

Superesportivo Ferrari 488 Pista

A legendária montadora italiana irá apresentar o 488 Pista, o modelo tem o mérito de ser 50 cavalos mais potente que o 488 GTB, isto significa uma aceleração de 2,8 segundos de 0 a 100 km/h e uma velocidade máxima de 340 km/h disponíveis através de um motor V8 de 720 cavalos.

Superesportivo Ferrari Portofino

Outra novidade a ser apresentada é a Ferrari Portofino, sucessora da California com motor V8 de 600 cavalos permitindo o motorista chegar aos 320 km/h em 3,5 segundos.

Honda

SUV Honda HR-V

A Honda vai apresentar o novo HR-V disponível em outros mercados com uma nova grade frontal e um novo conjunto de faróis de LED, além de para-choques remodelados.

Jeep

SUV Renegade

O sucesso de vendas da Jeep vai ganhar mudanças sutis através do novo desenho do para-choque dianteiro e novos contornos para os faróis dianteiros e traseiros, na parte mecânica não haverá maiores alterações.

Lamborghini

SUV Urus

A Lamborghini irá apresentar seu SUV de luxo, com preço em torno dos 2 milhões de reais, além de porte e espaço o modelo conta com 650 cavalos capazes de levar os ocupantes até 305 km/h de velocidade máxima, acelerando de 0 a 100 km/h em menos de 4 segundos.

McLaren

McLaren Senna

Intitulado pela própria McLaren como seu carro mais rápido até então produzido, o bólido será oferecido com um motor 4.0 V8 de 800 cavalos, permitindo o incrível torque de 81,8 mkgf e velocidades máximas superiores a 320 km/h.

Mercedes-Benz

Utilitário Classe G63 AMG

A Mercedes permite aos seus interessados a encomenda de seu utilitário Classe G somente na versão mais nervosa, a AMG, o veículo será apresentado no salão em sua versão V8 com duplo turbo e um inteligente sistema de desligamento de cilindros do motor quando necessário para maior economia de combustível.

Esportivo AMG GT 4-door

Outra novidade a ser apresentada será o potente GT 4 com 639 cavalos de potência oferecidos através de um V8. A tecnologia embarcada também será destaque com a possibilidade do motorista escolher entre seis modos de condução diferentes.

Nissan

Hatch elétrico Nissan Leaf

A principal novidade a ser apresentada pela Nissan é a nova geração do Nissan Leaf com maior autonomia para o motorista (400 km nesta versão atual), além de oferecer um automóvel mais potente e maior, existe uma forte expectativa da Nissan disponibilizar o modelo para venda em nosso mercado no próximo ano.

Rolls-Royce

SUV Cullinan

Cullinan é o primeiro SUV da marca inglesa de luxo, para levar suas mais de 2 toneladas e todo luxo a bordo, o Cullinan vem com um motor V12 com duplo turbo de 571 cavalos de potência e exagerados 86 mkgf de torque.

Volkswagen

SUV T-Cross

A principal novidade da Volkswagen será o SUV T-Cross confirmado com duas motorizações, a primeira 1.0 de 128 cavalos e a segunda de 1.4 de 150 cavalos, todas com turbo acoplado na mecânica. O modelo nacional será levemente maior que o europeu e contará com opções de câmbios manual e automático.

Agora é só aguardar à data e conferir de perto todas estas novidades!

Por Carlos B.

Salao Internacional do Automóvel SP 2018


Mercedes-Benz GLE 2019 – Nova Geração, Lançamento


Nova geração do GLE da Mercedes-Benz conta com mais tecnologia e diversos itens de segurança e conforto.

O SUV mais comercializado pela montadora Mercedes-Benz, o já conhecido GLE, chega a sua quarta geração na linha 2019, agora com ainda mais tecnologia e diversos itens de segurança e conforto. Anteriormente conhecido popularmente pelo nome de Classe M, o atual GLE, o qual também compartilha a plataforma com o modelo Classe E, passou a ser mais moderno e agora possui um desenho diferenciado na geração de lançamento.

Os concorrentes dele também já são conhecidos antigos, como o Lexus RX e o BMW X5. Em geral, as linhas do modelo apresentam que a montadora continuou com boa parte do design já consagrado do modelo Classe M, porém agora possui a linguagem visual próxima dos modelos lançados recentemente, como por exemplo, o Classe A novo. A montadora alemã informou também que até mesmo a aerodinâmica do modelo 2019 foi alterada, passando a ter 0,29 de coeficiente aerodinâmico, que de acordo com a Mercedes é um dos mais baixos nesta categoria.

O maior destaque desta geração nova fica por conta da parte interna do modelo, o qual continua na minha linha das atuais características da montadora, oferecendo um painel digital equipado com dois displays de 12,3 polegadas, os quais trabalham como um painel de instrumentos e também como uma central multimídia. Ao se tratar de conectividade, o equipamento de central multimídia, como já era de se esperar, é a mais nova MBUX, a qual possui uma inteligência artificial e assim entende os comandos de voz dos usuários, permitindo realizar pequenas funções, entre elas traçar rota por meio do GPS e também alterar a temperatura do ar-condicionado.

O GLE linha 2019 ganhou mais 8 cm se comparado com a geração anterior. Segundo a montadora, esse aumento permitiu que o utilitário esportivo ofereça um espaço ainda maior para os passageiros nos bancos de trás, nas versões com 7 lugares, inclusive. No quesito porta-malas, o modelo passou a permitir uma carga de 825 litros, ou se estiver com os bancos rebatidos o volume total é de 2.055 litros, o que pode se considerar um bom tamanho.

Ao tratar de segurança, o novo Mercedes GLE possui assistente que auxilia na mudança de faixa e conta com frenagem de emergência em casos de risco de colisão ao realizar ultrapassagens. Possui também assistente de congestionamento ativo, o qual tem a capacidade realizar detecção de engarrafamentos, além de fazer o controle do ritmo de aceleração em velocidade menor que 60 km/h. Além disso, a tecnologia até pode auxiliar a dar passagem para viaturas ou ambulâncias. Outro ponto que é necessário destacar é o sistema E-Active Body Control, de suspensão pneumática, o qual faz o ajuste da suspensão de cada uma das rodas de maneira independente, melhorando assim a performance de todo o conjunto de suspensão do veículo.

Na questão dos propulsores, a montadora Mercedes-Benz, a princípio disponibilizou um motor com 6 cilindros em formato “V”, um V6 que possui uma potência de 367 cavalos e torque de 51 kgfm. Além do propulsor a combustão há também um híbrido com sistema baseado numa arquitetura elétrica com 48 Volts, o qual consegue gerar uma potência de 25 cv e um torque de 25,5 kgfm. A caixa de transmissão é automática e conta com 9 marchas.

Em um futuro próximo o GLE linha 2019 deverá contar com versões que possuam motores híbrido plug-in e movidos a diesel. O veículo irá ser apresentado ao público agora em outubro ao decorrer do Salão do Automóvel que acontecerá na capital francesa, Paris. Aqui no Brasil o modelo só deve chegar para o Salão do Automóvel da cidade de São Paulo no mês de novembro. Na Europa e no mercado norte-americano as vendas deverão iniciar no primeiro trimestre do próximo ano.

Por Filipe Silva

Mercedes-Benz GLE 2019

Mercedes-Benz GLE 2019

Mercedes-Benz GLE 2019


Ford Ka Sedan Titanium – Características, Ficha Técnica


O carro é indicado para famílias, principalmente aquelas que são compostas por 4 pessoas mais ou menos, pois como é um carro considerado um pouco mais simples, não conta com tanto espaço interior.

Primeiramente, antes de citar características do carro, é importante citar qual sua presença no cenário brasileiro. Para aqueles que já estão ligados ao mundo automotivo sabem que é um carro popular presente há muito tempo no Brasil, isso porque está cada vez mais evoluído e o preço normalmente baixo, e aproveitando para comentar preço baixo, está a sua importância para a própria Ford, que atualmente oferece o Ka como o mais barato de seus modelos, e o seu barateamento é devido a vários fatores que serão citados logo abaixo. Portanto, acompanhe atenciosamente as características caso tenha a intenção de comprar um ou até mesmo recomendar para familiares ou colegas.

Como é um carro específico, no caso Sedan, é bom que se saiba que ele não está ao mesmo tempo que o hatch, e no ano de 2019 ele completará quatro anos circulando por vias brasileiras, e para quem acompanha os automóveis sabe que desde sua versão inicial, ele passou por mudanças muito significativas, tanto em estética quanto de desenvolvimento e desempenho. Assim "pede-se" uma nova versão, porém a mesma não é prevista para tão recentemente, sendo apenas para o ano de 2022, mas que apesar de parecer longe rapidamente chegará.

Detalhes e características

O carro é indicado para famílias, principalmente aquelas que são compostas por 4 pessoas mais ou menos, pois como é um carro considerado um pouco mais simples, não conta com tanto espaço interior. Mas ele também pode chamar a atenção de pessoas que estão à procura de um carro atual e que tenha algum espaço como, por exemplo, em seus porta-malas que em comparação com o hatch possui muito mais espaço, mas considere o maior público ainda sendo os pais de famílias a procura de simplicidade e conforto.

Em questão de tamanho ele é um tanto quanto chamativo, isso porque conta com um comprimento ostentador, sendo 4,27 metros, o que demonstra um aspecto mais chamativo, pois um sedan grande sempre é olhado quando passa ao nosso lado, porém não é apenas nessa dimensão que ele chama a atenção. No quesito largura ele é composto por 1,69 metros, e isso ajuda muito na parte de estabilidade do carro, que contando com tudo isso garante segurança e conforto a começar por suas medidas. Restando ainda comentar sobre duas distâncias que também ajudam no fator anterior, são elas, altura de 1,52 metros e sua distância entre-eixos com uma medida considerável de 2,49 metros.

Para o conforto interno, para que não ajam problemas de dor e desconforto, são recomendados no máximo quatro adultos.

Em questão de estética exterior agora o carro traz novidades em sua grade frontal que agora é hexagonal e mais atraente aos olhos dos compradores e de quem vê ele passando.

Em suas novidades, além da grade podem estar incluídas algumas outras coisas, como seu para-choque, este que destaca ao máximo os faróis de neblina do carro. Porém essa mudança de design tem um propósito, citado até pela própria empresa, que visa em seu principal promover uma melhor entrada de ar no carro ligado ao seu estilo, ou seja, além de bonito ele tem como objetivo melhorar o desempenho. Porém além destas características, não existem outras que são tão significativas, acompanhe então sua ficha técnica abaixo e seu preço.

Ficha técnica e preço

  • Motor: Pode variar de 1.0, o mais simples, até 1.5 mais completo;
  • Cilindros: 3 em linha;
  • Válvulas: São 12 válvulas em ambos os modelos;
  • Cilindradas: No mais simples são 997 cc já no 1.5, 16499 cc
  • Sua transmissão de marcha no modelo mais simples são 5 marchas manual, no completo tem de cinco e seis, porém com transmissão automática.

Seu preço da versão mais simples até a mais compota varia de R$ 49.490 a R$ 70.990, isso levando em conta a complexidade de seus componentes.

Por Gustavo Martins

Ford Ka Sedan Titanium

Ford Ka Sedan Titanium


BMW Série 3 320i – Características, Novidades


O novo BMW Série 3 320i estará no Salão do Automóvel de Paris 2018 com diversos atrativos.

Antes de ressaltar a super máquina que será demonstrada pela BMW, é de extrema importância citar as produções da montadora, isso por que é uma marca mundialmente famosa por seus carros que são muito luxuosos e chamativos, independente de onde estão passando, sempre existe aquele destaque a mais, e além de luxuosos os veículos ainda possuem uma capacidade de desenvolvimento muito alta, por isso pode ser considerada a marca top de linha por algumas revistas e jornais que fazem esse tipo de classificação para empresas que estão ligadas a montagem de veículos, neste tópico então será ressaltado o modelo BMW Série 3 320i, que realmente é um dos mais chamativos da marca pronto para ser apresentado, acompanhe abaixo suas melhores características, novidades e a história do modelo.

História do Série 3

Claramente ao se ouvir "história" imagina-se que a Série 3 teve um antecessor e isso é real, que seria no caso Série 2, mas tendo foco na primeira que é a mais atual em relação de desenvolvimento, foi fundada no ano de 1975, e tem como seu maior exemplar, já que foi o primeiro produzido na Série, o carro E21, que hoje em dia pode ser considerado um carro ultrapassado, mas que na época era um carro muito bom e desencadeou as vendas.

Características e novidades

Primeiramente, é bom saber que o novo carro que inclui a série 3 ainda não está sendo produzido em série, pois ele tem uma grande representatividade pela BMW, e obviamente eles não querem aceitar algo que não seja considerado perfeito, então o que se espera de sua apresentação é um grande design ligado a uma série de fatores de desempenho coisa que se depender da empresa não faltará, já que em fotos de modelo não totalmente definido anteriormente o carro parecia ser totalmente bom, mas necessita-se que sejam feitos ajustes finais para que seja oficialmente lançado.

Tendo em vista então o carro 320i da Série 3, acompanhe os detalhes, a começar por talvez a parte que chame mais atenção em um carro, que é seu contorno, o carro passou então por um chamado "facelift", isso o tornou mais moderno ainda, já que seu modelo antecessor já tinha uma característica mais atual.

Suas rodas, por exemplo, têm uma grande variedade de tamanho, estando inclusas nelas, o aro 17, 18 ou até mesmo o 19 polegadas.

Novo Série 3

Agora citando o carro mais novo da Série 3, chamado G20 podemos ver quais as novidades e melhores características do carro, tendo início por sua grande capacidade de recebimento tecnológico, pois como citado acima a empresa não quer nada menos que o perfeito para um carro que promete tantas novidades. Em imagens é possível observar sua parte interior com muitos detalhes, e estes então são ressaltados devido ao design, seu painel, por exemplo, parece de carros futuristas, uma grande estrutura com linhas bem atraentes.

Ainda citando a parte de dentro, é possível ver seus bancos, que como de costume possuem um design luxuoso e confortável, já que seu desenho parece abrigar facilmente as pernas sem que se tenham desconfortos na hora de dirigir ou ficar em uma viagem longa.

Seu ar-condicionado é muito chamativo, pois ele é automático. Ainda na parte de dentro espera-se que os comandos do motorista para ações sejam feitos por voz para que não atrapalhe na hora de conduzir.

Sobre o Salão do Automóvel de Paris

O evento, por incrível que pareça, já completa seus 120 anos, e no ano de 2018 estará sendo feito entre as datas de 04 e 14 do mês de outubro, e não abrigará apenas BMW, mas também todas as outras marcas que estão disponíveis para a venda de carros.

Por Gustavo Martins

BMW Série 3 320i


Carros Mais Baratos do Brasil – 2018


Alguns modelos da Chery, Renault, Fiat e Chevrolet estão entre os mais baratos vendidos no Brasil.

Quem pretende comprar um carro novo sabe que é preciso comparar todos os modelos e ficar atento a vários detalhes, por exemplo, o espaço interno, segurança, economia de combustível e tantos outros itens. Porém, os brasileiros nesta época de crise sempre começam a verificar primeiramente o preço, afinal, nem sempre é possível ter o carro dos sonhos na garagem, mas aquele que o dinheiro dá para comprar.

Se você também está pesquisando por um carro novo e está de olho nos preços, fique atento à lista abaixo que traz alguns dos modelos mais baratos da atualidade:

Chery QQ

O modelo não é muito popular no Brasil, mas vem ganhando cada vez mais espaço justamente por custar bem menos que os concorrentes, hoje as versões ficam entre R$ 28.340 a R$ 34.140. O problema é que só tem motorização 1.0 de três cilindros flex e câmbio manual de 5 velocidades, mas é uma ótima opção para quem não se importar com isso. O hatch é leve, pesa cerca de 940 kg e mesmo assim não consegue garantir uma boa economia, pois faz 8,9 km/l na cidade e 9,9 km/l nas estradas. Se abastecido com gasolina, consegue fazer 12,9 km/l na cidade e 14,4 km/l na estrada. Outra questão que precisa ser analisada é a falta de espaço, pois é bem compacto e o porta-malas oferece apenas 160 litros de espaço.

Chery QQ

Renault Kwid Life

O modelo custa R$ 32.490 na versão mais barata e é uma ótima opção para quem pensa em adquirir um carro 0km. Tem um design moderno, linhas luxuosas e conta com três versões: Liffe, Zen e a Intense, sendo que a versão mais cara é de R$ 41.990. O motor é 1.0 flex 3 cilindros com 70cv e 9,8 kgfm e câmbio manual 5 velocidades. É um veículo relativamente econômico e abastecido com gasolina faz até 15,6 km/l nas estradas. O porta-malas oferece 290 litros de espaço, só que a abertura não é tão larga. É um bom veículo, mas a versão mais barata pode ser considerada simples de mais por alguns, então é preciso comparar as três e ver se não farão falta os itens do modelo que custa R$ 41.990. O problema é que se o consumidor resolver comprar a versão mais cara, encontrará no mercado outras marcas, que oferecem boas opções, então é preciso pensar bem antes de fechar negócio.

Renault Kwid Life

Fiat Mobi Easy

O modelo de R$ 32.590 na versão de entrada tenta ganhar mercado. São quatro versões e todas precisam ser analisadas muito bem, para o consumidor não se arrepender depois, pois a companhia caprichou nos itens, mas dos modelos mais caros. A versão top custa R$ 43.590 e apesar do preço tem motor 1.0 Firefly com 77 cv e 10,9 kgfm. Outro detalhe importante é que as versões baratas contam com o antigo 1.0 Fire que oferece 75 cv e 9,9 kgfm. Abastecido com gasolina, o modelo faz 15,2 km/l nas estradas. Esta opção não é boa para quem tem família grande, mesmo com o porta-malas tendo 235 litros.

Fiat Mobi Easy

Fiat Uno Attractive

Outro modelo da Fiat fica entre os mais baratos, só que este custa R$ 42.990 se for na versão mais barata. O motor é 1.0 8V flex, 4 cilindros de 75 cv. Não tem mais no mercado o hatch com motor 1.3 Firefly com câmbio automatizado de 5 marchas. Segundo o Inmetro, abastecido com gasolina esse modelo faz 13,4 km/l nas estradas. Tem bom espaço no porta-malas, com 280 litros e internamente é confortável, desde que a família não seja grande.

Fiat Uno Attractive

Chevrolet Onix Joy

O modelo que é o mais vendido no Brasil, tem sua versão Joy que custa R$ 43.790 e apesar de ser mais cara que os quatro modelos acima, é uma excelente opção para quem pode gastar um pouco mais. O motor é 1.0 8V de 4 cilindros, com 80 cv e 9,8 kgmf. Apenas quem pagar mais e adquirir as versões top é que poderá contar com o motor 1.4.

Chevrolet Onix Joy

Por Russel


Fim do Hyundai Azera, Fiat 500 e Renault Kangoo no Brasil


Modelos saem de linha para entrada de novos modelos.

O Hyundai Azera, Fiat 500 e Renault Kangoo quase já não podem ser encontrados nas ruas atualmente. Crises econômicas, taxas de câmbio e os números de venda quase que inexpressivos determinaram o futuro desses três modelos, que agora saem definitivamente de linha no mercado nacional.

De acordo com informações levantadas pelo site Auto Esporte, as vendas continuarão somente enquanto os estoques nas concessionárias durarem.

Ainda segundo a reportagem do portal de notícias, todas as marcas confirmaram as novas medidas. Quem tem a perspectiva de adquirir um desses modelos deve se apressar um pouco, até porque há estoques, mas a situação deles já é muito reduzida.

Azera

Dentre os três carros apontados, somente o Azera tem uma remota possibilidade de ter no futuro uma nova geração no Brasil.

Segundo informações da Caoa, responsável por importar os carros da Hyundai, de fato, o cronograma da empresa prevê que o New Azera seja importado para o Brasil. Entretanto, ainda não há uma data definida para esse caso.

A título de curiosidade e mesmo sem nada ter sido tomado por certo, o novo sedã da Hyundai já consta na edição 2018 do programa do Inmetro de etiquetagem veicular.

Renautlt Kangoo

A Renault, companhia responsável pela produção do Kangoo, já lançou o sucessor do modelo atual em terras argentinas. Aliás, o furgão é fabricado por lá. É interessante observar que a versão latina do Kangoo é estruturada com base no Dacia Dokker. Coisa diferente ocorre na Europa: por lá o carro tem uma geração “nativa”.

Mas segundo informa a marca, não existe nenhum tipo de projeto que tenha em vista o lançamento, no Brasil, de alguns dos dois modelos do Kangoo, ao menos até o final de 2019.

Fiat 500

Em 2015, o Fiat 500 ganhou uma leve atualização em seu visual. Aqui no Brasil, havia a expectativa de sua chegada no mínimo há dois anos. Mas como podemos observar, isso nunca ocorreu de fato.

Aqui há um “x” desconhecido, uma vez que a montadora não informou quais foram os reais motivos que a levaram a desistir de importar, do México, o novo Fiat 500. Porém, especula-se que um dos motivos seja a taxa cambial desfavorável.

Kia Picanto

Diferentemente de todos os modelos citados anteriormente, o Kia Picanto passou por algumas alterações há bem pouco tempo. A nova geração chegou a estrear no Brasil no mês de janeiro deste ano. Nessa ocasião, a marca comentou que a disponibilidade do carro envolvia apenas um lote com 100 unidades.

De fato, com poucos meses foi possível vender todos os 100 carros. Entretanto, o dólar entrou em disparada e acabou inviabilizando a chegada de novos modelos. Aliás, esse foi o fator principal que fez com as vendas do Picanto GT fossem interrompidas.

Mercado automotivo

De acordo com dados da Fenabrave, os índices do mercado automotivo brasileiro são otimistas. No mês de julho deste ano foram registrados 208 mil emplacamentos. Em termos comparativos, esse número representa um percentual 17 vezes maior do que o obtido no mesmo mês de 2016.

No caso das vendas de carro zero-quilômetro, o índice aponta um crescimento de 7%. No acumulado, considerando o período situado entre os meses de janeiro e julho de 2018, a alta aponta um índice de 12,81% em comparação com o mesmo período do ano anterior.

O mercado automotivo de carros usados também obteve uma alta. Mas nesse caso ela foi muito sensível. A variação positiva registrou 0,3% no acumulado de janeiro a julho e em comparação com o mesmo espaço de tempo em 2017.

No que diz respeito a concessão de crédito para financiamento veicular, a situação é um tanto complicada. De acordo com a Fenauto, a cada 10 pedidos de financiamento, somente 3 são aprovados.

Aproveite para compartilhar esse conteúdo em suas redes sociais preferidas!

Denisson A. Soares


Mitsubishi ASX 2019 – Características, Novidades


O Mitsubishi ASX 2019 chegará às lojas com muitas novidades, mas nenhuma mudança radical, já que o modelo passou recentemente por uma reformulação geral.

O novo Mitsubishi ASX 2019 chegará às lojas com muitas novidades, mas nenhuma mudança radical, já que o modelo passou recentemente por uma reformulação geral, mesmo assim a empresa providenciou alguns detalhes que dão um toque especial nesta versão, deixando ela realmente esportiva. Desde que entrou no mercado de SUVs em 2010 que a Mitsubishi vem caprichando neste modelo, por isso ele tornou-se um dos favoritos, já que oferece beleza, personalidade e potência.

O ASX 2019 traz uma proposta diferenciada, mostrando que é possível oferecer visual esportivo, um interior com estilo luxuoso e confortável, além de ótimo desempenho. O carro foi criado na plataforma de utilitários que seguem a mesma proposta, por isso é um sucesso desde que foi concebido, atraindo tanto os consumidores mais exigentes em relação ao visual, como também aqueles que dão prioridade ao desempenho.

O farol ficou um pouco mais alongado e apesar de ser apenas um detalhe, fez uma diferença enorme, combinando com a grade frontal que foi totalmente redesenhada para deixar o modelo mais imponente.

O ASX 2019 traz um motor 2.0 flex, transmissão automática CVT e garante um desempenho bem melhor que o modelo anterior, os testes realizados já mostraram isso.

Em relação à tecnologia, a Mitsubishi caprichou e seu novo modelo traz muitas novidades, garantindo não só mais conforto, mas também maior segurança e mais conectividade.

Confira alguns itens do ASX2019:

  • Freios ABS com EBD.
  • Airbags frontais.
  • Direção elétrica.
  • Isofix.
  • Ar-condicionado automático.
  • Trio elétrico.
  • Banco de couro garantindo um visual interno mais luxuoso.
  • Controles de estabilidade e tração para dar total segurança nas curvas, mesmo em velocidade mais alta.
  • Android Auto e Apple CarPlay para o motorista ficar conectado.
  • Volante em couro, assim como a alavanca de câmbio.
  • O sistema multimídia conta com tela de 7".
  • Piloto automático.
  • DVD player.
  • Câmera de ré.
  • Bluetooth.
  • GPS.

Um detalhe importante nos novos faróis de xenôn, não está apenas no visual que combina com o conjunto, mas também por oferecer maior visibilidade à noite sem ofuscar a visão de quem vem na direção contrária e isso garante maior segurança a todos. Na lateral do veículo, acabamento cromado, inclusive nos frisos das janelas que deixam o Mitsubishi ASX 2019 mais luxuoso e quem optar pela versão na cor preta, poderá perceber ainda mais este detalhe, já que o cromo terá maior destaque.

Vale destacar também o teto panorâmico que ocupa quase todo teto do modelo, dando a sensação de maior liberdade, principalmente para quem gosta de viajar com o carro para locais mais próximos à natureza.

O motor agora consegue oferecer até 170 cv quando abastecido com etanol e 160 cv quando é gasolina, com 22,9 kgfm de torque com etanol e 21,9 kgfm com gasolina. Essa pode não ser uma relação que surpreenda muito, mas também não deixa a desejar, principalmente se tratando de estradas e ruas no Brasil. É um carro com 1420 kg que vai muito bem no dia a dia na cidade e também nas estradas. O modelo vai de 0 a 100km/h em apenas 11,9s e alcança a velocidade máxima de 188km/h.

A transmissão automática CVT é com modo manual de 6 marchas e este é um modelo que apesar do tamanho e do peso, consegue garantir uma economia media de combustível, fazendo a média de 10.7 km/l na estrada e 9.4 km/l na cidade quando abastecido com etanol. Os dados dos testes com o modelo abastecido a gasolina ainda não foram divulgados oficialmente.

O preço sugerido é de R$ 102.490 para o modelo de entrada e a versão completa com tração 4×4 chega a R$ 119.490. O novo Mitsubishi ASX 2019 tem muito a oferecer, tanto em design, como também em desempenho e tecnologia, por isso é bom o consumidor analisar todas as versões com calma para escolher aquela que melhor atende seu perfil.

Por Russel

Mitsubishi ASX 2019

Mitsubishi ASX 2019

Mitsubishi ASX 2019


Novo padrão de placas começa a ser usado no Brasil


Rio de Janeiro começou a utilizar o novo padrão de placas do Mercosul.

Os proprietários de carros sabem que ao comprarem um automóvel precisam ficar atentos a diferentes questões envolvendo o mundo automobilístico. Uma vez que as montadoras, os órgãos estaduais e federais sempre realizam mudanças em diferentes normas para que os veículos possam circular livremente pelas ruas do país. E para que o motorista não tenha a sua habilitação comprometida é necessário que ele sempre fique atento a qualquer notícia. E o mais novo deste universo é a respeito de um novo padrão para as placas dos carros brasileiros seguindo o formato usado em veículos que circulam na região do Mercosul. Saiba agora todas as informações a respeito dessa mudança.

As primeiras informações a respeito das placas usadas no Mercosul que vão ser usadas em território nacional

O primeiro ponto que precisa ser explicado é que as placas que estão sendo mencionadas neste texto são as placas de identificação dos veículos. Isso parece meio óbvio. Mas, mesmo assim é preciso deixar todos os pontos esclarecidos. A ideia de unificação ou padronização das placas dos carros que circulam pelo Mercosul acontece há alguns anos. Em alguns países dessa região isso já acontece.

Entretanto, em território nacional, essa iniciativa algumas vezes parecia que de fato iria ser adotada e em outros momentos não. Mas, na data de 11 de setembro de 2018, ficou acordado que o Brasil passará a usar as placas com o mesmo design e com as mesmas informações das placas usadas no Mercosul. O responsável por divulgar essa notícia foi o Departamento Estadual de Trânsito do estado do Rio de Janeiro, o DETRAN/RJ. Como foi o órgão fluminense o responsável pelo anúncio, a medida vai ser adotada inicialmente nos carros que possuem a placa do Rio de Janeiro. Segundo algumas informações do DETRAN/RJ, o custo para essa mudança será de R$ 219,35. Esse é o preço atual para que um motorista emplaque o seu carro no Rio de Janeiro.

Um ponto importante para os motoristas de placas cariocas, é que o objeto vai ser mudado inicialmente para os veículos novos ou carros que tiveram a placar estragada, por algum motivo e precisam colocar uma nova identificação. Ou ainda em caso de venda do veículo ou outras situações em que o carro vai ser retirado do estado, por exemplo. Os donos de automóveis mais antigos podem adotar a nova placa, basta pagar as taxas dessa alteração. Para que assim, ele esteja em dia com todos os requisitos do seu veículo.

Como será a nova placa, as informações que ela vai trazer?

No Brasil, hoje em dia, se tem diferentes placas, e elas são representadas por diferentes cores. Pois, essas tonalidades significam que aquele automóvel está encaixado em algum grupo particular. Por exemplo, os carros que contam a placa com o fundo preto, correspondem a veículos antigos, com algumas décadas de uso, de colecionadores. Os com a predominância cinza na placa são automóveis comuns usados pelos motoristas e assim se tem mais variantes.

Com essa nova lei de padronização, a ideia é que todas as placas tenham de fundo a cor branca e uma faixa azul na parte superior. O que vai determinar se o veículo é particular ou de colecionador é a cor das letras que também será a mesma usada nas bordas das placas. Assim, com essas novas regras, as cores foram divididas para atender as seguintes categorias:

– Preto: particular, carro utilizado para os motoristas em geral.

– Violeta: colecionador.

– Vermelho: comercial.

– Laranja: diplomático.

– Verde: especial.

– Azul: oficial.

Além disso, as placas vão conter as já tradicionais três letras. E ao invés dos quatro números, nesta nova placa vai se ter um número, uma letra e mais dois números. Além disso, nela vão estar presente diferentes símbolos e marcas que ajudarão a verificar sua autenticidade. Os exemplos de alguns símbolos são: marca d’água, domicílio de registro (UF-município), faixa holográfico e outros. Por fim, uma informação importante é que ainda não se tem uma data estimada para que os outros estados adotem essa nova exigência quanto às placas, isso deve acontecer de forma gradual.

Para mais informações acesse: http://www.detran.rj.gov.br.

Por Isabela Castro

Placa Mercosul


Carros mais vendidos em Agosto de 2018


O Chevrolet Onix continua liderando o ranking, com 21.763 unidades emplacadas.

Pelos dados obtidos dos números de RENAVAM no último mês de Agosto (as informações precisam ainda ser confirmadas pela Fenabrave) a preferência nacional continua sendo o Chevrolet Onix.

Aliás, uma preferência que se consolida mês a mês colocando o modelo da montadora americana com folga de mais de 11 mil exemplares em comparação ao segundo colocado o também consolidado modelo da montadora coreana HB20.

Para fechar o pódio ficou o Ford Ka com uma mínima diferença (pouco menos de 500 unidades) do modelo coreano.

No segundo pelotão, das quartas as oitavas posições, tudo fica mais embolado com vitória apertada obtida pelo VW Gol, seguido por seu irmão maior o VW Polo, também obtendo pequena vantagem para o Fiat Argo.

Por fim, o pelotão fecha com o sedan Chevrolet Prisma e o líder de seu segmento, o SUVJeep Compass seguido pelo também SUV Hyundai Creta.

Depois do pelotão de elite, algumas trocas de posições de modelos são notadas, o Toyota Corolla é o que mais chama atenção, o sedan japonês já esteve melhor posicionado no ranking em meses anteriores, tendência ou não, os SUV(s) e Crossovers começam a marcar presença mais marcante com o Honda HR-V e Nissan Kicks emplacando mais de 4 mil unidades e colocando no primeiro pelotão constantemente. O lançamento da Toyota, o Toyota Yaris começa a fazer bonito e já ocupa o Décimo Sétimo lugar a frente de veteranos como o VW Fox e Renault Sandero.

Confira abaixo o ranking dos 10 veículos mais vendidos no mês de Agosto

1º posição: Chevrolet Onix com 21.763 unidades emplacadas

2º posição: Hyundai HB20 com 10.589 unidades emplacadas

3º posição: Ford Ka com 10.118 unidades emplacadas

4º posição: VW Gol com 6.628 unidades emplacadas

5º posição: VW Polo com 6.544 unidades emplacadas

6º posição: Renault Kwid com 6.273 unidades emplacadas

7º posição: Fiat Argo com 6.166 unidades emplacadas

8º posição: Chevrolet Prisma com 6.119 unidades emplacadas

9º posição: Jeep Compass com 5.800 unidades emplacadas

10º posição: Hyundai Creta com 5.277 unidades emplacadas

11º posição: Toyota Corolla com 5.238 unidades emplacadas

12º posição: Honda HR-V com 5.021 unidades emplacadas

13º posição: Fiat Mobi com 4.874 unidades emplacadas

14º posição: Nissan Kicks com 4.792 unidades emplacadas

15º posição: VW Virtus com 4.650 unidades emplacadas

16º posição: Jeep Renegade com 4.465 unidades emplacadas

17º posição: Toyota Yaris Hatch com 4.091 unidades emplacadas

18º posição: Fiat Cronos com 4.026 unidades emplacadas

19º posição: VW Fox com 3.982 unidades emplacadas

20º posição: Renault Sandero com 3.868 unidades emplacadas

Vitória dupla (e consolidada) dos modelos da Fiat entre os Comerciais Leves

A montadora italiana tem motivos de sobra para comemorar entre os comerciais leves, mais uma vez a dupla Fiat Toro e Fiat Strada ficam em primeiro e segundo lugar com diferença mínima para a Picape de pouco mais de 50 unidades.

Fora esta dupla vitoriosa, temos o destaque da VW Saveiro com crescimento em número de unidades emplacadas e da Ford Ranger, sexta colocada, mas também apresentando crescimento e encostando cada vez mais na quinta colocação representada pela Chevrolet S10.

Abaixo o ranking dos seis comerciais leves mais vendidos no mês de Agosto

1º posição: Fiat Toro com 6.172 unidades emplacadas

2º posição: Fiat Strada com 6.119 unidades emplacadas

3º posição: VW Saveiro com 4.237 unidades emplacadas

4º posição: Toyota Hilux com 3.542 unidades emplacadas

5º posição: Chevrolet S10 com 2.645 unidades emplacadas

6º posição: Ford Ranger com 2.175 unidades emplacadas

7º posição: VW Amarok com 1.720 unidades emplacadas

8º posição: Fiat Fiorino com 1.464 unidades emplacadas

9º posição: Chevrolet Montana com 1.404 unidades emplacadas

10º posição: Renault Duster Oroch com 1.374 unidades emplacadas

Por Carlos B.

Chevrolet Onix 2018


Mudanças para a Renovação da CNH


Um novo processo está em discussão visando mudanças para a renovação da CNH.

A renovação da carteira de habilitação, bem como todo o processo que a envolve, pode estar com os dias contados. Isso porque está em tramitação no Departamento Nacional de Trânsito, o Denatran, um estudo que prevê o cancelamento da necessidade de troca de CNH em cada renovação, como vem acontecendo atualmente.

O novo processo para a renovação da CNH é um pedido realizado pelo Presidente da República Michel Temer. Esse foi feito para o Ministério das Cidades, que avalia a medida.

Com esse projeto, o motorista somente precisaria fazer o exame mental e físico que já é de praxe, ficando em poder do mesmo documento até a idade máxima de 70 anos. Ao completar essa fase, seria obrigatória a mudança da carteira.

O objetivo da mudança é evitar a procura do Detran ou do Ciretran para o encaminhamento do processo de renovação, bem como ainda ocorre em algumas localidades do país. Ainda, tal alteração diminuiria o pagamento referente à taxa exclusiva para renovar o documento, que varia entre R$ 140 a R$ 170, sempre dependendo do Estado.

Conforme informações do Denatran em nota oficial, esse projeto tem como intuito principal facilitar o processo da renovação da CNH, simplificando a vida de todos os usuários do trânsito por meio da adoção de medidas que garantem a segurança de todos os motoristas e pedestres.

Em alguns Estados a renovação já vem sendo facilitada. É o caso do Paraná, no qual o motorista recebe próximo à data de vencimento, um aviso e uma taxa para pagamento referente à renovação.

Essa é seguida de um agendamento automático para a realização dos exames necessários. Vale lembrar que, feito todo o processo, toda a documentação final é entregue na casa do próprio envolvido.

Outra alteração prevista

Outra alteração que está prevista no estudo se refere à periodicidade com que são realizados os exames médicos. Sendo assim, de acordo com o projeto, eles cairiam dos 5 anos para os 2 anos e meio, partindo da idade de 55 anos.

Com isso, seria possível uma redução de 10 anos na faixa etária limite, de forma que o intervalo de cada reavaliação seja menor. Hoje, somente a partir da idade de 65 anos é que ocorre a periodicidade para a redução de um novo exame, caindo assim para 3 anos.

Não há informações, todavia, se a redução em pauta atende algum estudo que traga indicações da necessidade da realização mais frequente dos exames a partir dos 55 anos de idade. Entre os possíveis motivos, pode-se destacar o de acidentes ou de reprovações nos exames realizados, por exemplo.

Em algumas publicações científicas e médicas, é fortemente defendido a necessidade da reavaliação em um período de dois anos, focando em motoristas acima dos 75 anos de idade. Nas mesmas, caberia ao perito em Medicina, no momento da realização do exame, definir qual o melhor intervalo de tempo de um para o outro.

Segundo o texto, há o entendimento também que a medida somente contemplará aqueles que tirarem a sua primeira habilitação após a medida entrar oficialmente em vigor. Sendo assim, todos os motoristas que já tiverem sido habilitados anteriormente, ficariam de fora das alterações, seguindo o modelo atual para a renovação.

Atualização de Foto

Um dos grandes questionamentos referentes à atualização da CNH se refere à foto na Carteira de Habilitação, uma vez que essa não seria trocada no documento. Essa pergunta ainda não teve resposta por parte do Ministério das Cidades, sendo provável um futuro com a utilização da CNH-e, a versão virtual da carteira e que pode ser acessada pelo celular.

Ao que tudo indica, essa facilitaria o processo de renovação da fotografia e a identificação do condutor de forma rápida. Sendo assim, um motorista com 48 anos de idade não correria o risco de receber uma multa em caso de carro apreendido e carteira com uma fisionomia de quando ele tinha apenas 18 anos. Vale lembrar que, pela nova lei, o documento seria o mesmo até a idade de 70 anos.

Por Kellen Kunz


Licenciamento PR 2018 – Como Pagar, Valor e Data de Pagamento


Saiba aqui como pagar o Licenciamento de Veículos 2018 no Paraná.

O Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV) é a documentação que garante que o automóvel possui autorização para circular. Ele tem que ser renovado anualmente e o motorista precisa portar essa documentação, obrigatoriamente, sempre que estiver conduzindo veículo automotivo.

Quando um veículo é flagrado rodando sem estar licenciado, o motorista tem o automóvel apreendido, além de perder 7 pontos e ser multado pelos órgãos fiscalizadores de trânsito.

Proprietários de veículos têm que pagar uma taxa para a emissão do CRLV, que varia de acordo com o estado de origem do automóvel. O valor dessa taxa no Paraná é de oitenta e três reais e treze centavos.

O mês de agendamento do licenciamento do veículo depende do último dígito da placa.

Caso o automóvel tenha outros débitos com o DETRAN, como multas, por exemplo, eles deverão ser quitados e seus comprovantes anexados aos documentos do licenciamento atual.

A taxa de Licenciamento pode ser paga no DETRAN e em bancos conveniados ao DETRAN e o motorista precisa manter seu cadastro junto ao DETRAN atualizado para receber o CRLV via Correios.

Documentação

O motorista que deseja licenciar o automóvel precisa se atentar aos prazos, ter o licenciamento de 2017, o comprovante de pagamento do IPVA de 2017 e 2018, o comprovante de quitação do seguro obrigatório e o recolhimento da taxa de licenciamento. Se houver multas, o motorista precisa quitá-las e anexar os comprovantes de pagamento.

Licenciamento do veículo PR 2018

A partir de outubro, o licenciamento de veículos e cobrança de suas respectivas taxas começam a ser cobradas. O valor da taxa é de R$ 83,13 para todos os automóveis.

Há várias formas de imprimir o boleto e efetuar o pagamento, entre elas estão as seguintes opções:

-Pelo App, site do DETRAN, ou totens da instituição;

Pelo bankline do Banco do Brasil, com cartões de outros bancos;

– Em instituições financeiras conveniadas ( BB, Banco Rendimento, Banco Sicredi, Santander e Bancoob)

Lembrando que os boletos não serão enviados para o endereço cadastrado no sistema do DETRAN esse ano.

A atualização do endereço de residência é outro passo importante. Isso porque o DETRAN enviará o documento do novo licenciamento via correio.

Prazo

O prazo para pagamento do licenciamento varia de acordo com o final da placa do automóvel. Assim, automóveis que tenham placa com os números 1 e 2 no final, tiveram o pagamento agendado para o mês de agosto. Para os automóveis com os números das placas finalizados em 3,4 e 5, o prazo para quitação está dentro do mês de setembro. Proprietários de veículos com placas terminadas em 6,7 e 8, precisam realizar o pagamento da taxa em outubro. Finalmente, automóveis com dígitos finais 9 e 0 deverão ter suas licenças renovadas em novembro de 2018.

Os motoristas podem verificar o calendário completo de renovação no site do DETRAN do Paraná.

Como todos os anos, a renovação do licenciamento começou no segundo semestre do ano, logo após a cobrança do IPVA e do seguro obrigatório.

O pagamento dessas taxas evita transtornos maiores. É preciso ressaltar que quando o veículo é apreendido, o mesmo só é liberado após a quitação de todas as pendências, além da diária do depósito, o que pode pesar ainda mais no bolso do motorista. Por isso, o importante é se manter em dia com as obrigações.

Os motoristas podem consultar as multas, débitos e verificar o dia do agendamento do licenciamento 2018 no site do DETRAN do Paraná: http://www.detran.pr.gov.br.

Kátia Elaini Pereira da Silva


Carros que serão lançados no 2º semestre de 2018 no Brasil


Os próximos meses ainda guardam muita novidade para lançamentos de carros no Brasil.

Apesar da crise em vários setores, muitos brasileiros esperam comprar seu carro zero quilômetro os próximos meses e muitas montadoras já estão preparando os lançamentos para o segundo semestre de 2018. Confira as novidades que estarão sendo oferecidas no mercado automotivo até o final deste ano.

Chevrolet Spin: o modelo passou por uma reestilização para se adaptar aos novos tempos, tentando ficar com um visual mais bonito e sofisticado, dando a impressão que é um modelo luxuoso e de fato ele tem muito a oferecer. O motor é o 'padrão Mercosul' e a versão aventureira Activ está sem aquele estepe exposto, reclamação que vinha sendo feita há muito tempo. A marca que agora pertence a General Motors espera garantir melhores vendas.

Chevrolet Spin 2019

Ka Freestyle: essa versão é inédita e é uma variante do estilo aventureiro, que chega ao mercado nacional custando R$ 67.990. O Ka foi o segundo modelo mais vendido na América Latina no primeiro semestre e a Ford quer ver as vendas aumentando até se aproximar do Onix, mas ainda está longe da primeira colocação. Toda linha do Ford modelo 2019 terá um novo visual e a marca espera alavancar as vendas.

Ford Ka Freestyle

JAC T5: mudou bastante o visual e até resolveu mudar também o nome, agora é T50, contando com muitas novidades. O motor é 1.6 duplo comando variável de válvulas. Por dentro, muito luxo, conforto e a segurança dos passageiros não foram deixados de lado, é um modelo para quem procura por um carro com estilo futurístico e muita potência.

JAC T50

Toyota Yaris: o hatch aos poucos vai ganhando espaço no mercado brasileiro e o consumidor que já adquiriu o seu tem feito muitos elogios. Já está disponível, mas a configuração sedan ainda está chegando em muitas lojas pelo Brasil. É um modelo que vale a pena conferir e claro, dar uma volta para ver como ele se comporta nas irregulares ruas brasileiras.

Toyota Yaris

Polo e Virtus: somente no terceiro trimestre deste ano é que a Volkswagen estará disponibilizando a inédita versão 1.6 MSI automática para esses dois modelos. Quem está pronto para comprar um carro novo deve esperar mais um pouco para antes avaliar estes dois veículos que são bonitos e estão com muitas novidades.

Volks Polo 2019

V60: a Volvo começa a entregar a mais nova versão de sua perua, que tem feito muito sucesso por aqui e passou por uma ligeira transformação, trazendo algumas novidades em sua versão única de acabamento que custa quase R$ 200 mil. É um preço alto para a maioria, mas este é um mercado que vem crescendo no Brasil e os mais exigentes poderão ver que o V60 não tem só preço, é um carro com linhas diferenciadas e que cumpre tudo que promete.

Volov V60

Gol e Voyage: até setembro a Volkswagen deverá apresentar o Gol e o Voyage 1.6 MSI que tem caixa automática convencional com 6 marchas, deixando de lado o antigo sistema automatizado chamado de monoembreagem i-Motion. O consumidor brasileiro já se mostra cansado da falta de novidades nestes dois modelos, mas espera que desta vez eles realmente tragam boas mudanças.

Voks Gol 2019

Audi A7: esse super carro está com uma nova geração e chega entre outubro e novembro no mercado nacional. O sedan-cupê da Audi está com muitas novidades, tecnologia de ponta e grande potência no motor. Deve ser lançado antes mesmo de aparecer no Salão. Esse é um modelo que atende os clientes mais exigentes e dispostos a pagarem mais por um carro neste estilo, que traga um bonito design, acabamento de qualidade no interior e muitas inovações tecnológicas.

Audi A7

Mitsubishi Pajero Sport: a nova geração do SUV é a nova aposta da marca para conquistar uma fatia maior no mercado brasileiro. Foram muitas testes, várias modificações e agora o modelo está pronto para ganhar as ruas, avenida e estradas brasileiras.

Mitsubishi Pajero Sport 2019

Por Russel


Carros mais vendidos em Julho de 2018


O Onix, da Chevrolet, continuou na liderança dos carros mais vendidos do mês de julho de 2018 seguido do Ford Ka e do Hyundai HB20.

O mês de julho registrou um aumento nas vendas de automóveis de 6,92% no comparativo com o mês anterior. Levando em conta o mesmo período do ano de 2017, essas estão 16,63% acima do registrado anteriormente.

Com a venda dos 208.551 carros e de comerciais leves, atualmente o mercado nacional chegou ao acúmulo de 1.335.746 veículos vendidos, uma alta de 14,16% na comparação com 2017.

A liderança por montadoras ficou com a GM, com um total de 17,63% de carros vendidos. Na sequência, estão: Volkswagen, com 14,86%; Ford, com 10,56%; Hyundai, com 9,99%; Renault, com 9,45%; e, em sexto lugar, a Fiat, com 8,61%.

Inalcançável por diversos meses, o Onix segue na liderança como o carro mais vendido, colocando uma margem extensa em relação ao segundo colocado, o modelo Ka, que segue sem nenhuma novidade que possa impulsionar a sua venda no ranking. O terceiro lugar vai para o HB20, seguido após do Gol e Polo, que finalizam o Top 5 de julho.

E para saber mais sobre os veículos que despontam nessa lista, nós te damos alguns detalhes sobre cada um dos carros. Vamos a eles.

Onix (Chevrolet)

Em julho, foram vendidos no total 16,856 exemplares do modelo Onix, mantendo-o no primeiro lugar de veículos mais negociados. Oferecido na opção com motor econômico de 1.0 SPE/4 ECO e 1.4 SPE/4 ECO de 106 cv de potência com etanol, os preços partem de R$ 48.390 e podem chegar na versão topo de linha em até R$ 57.990.

Com um catálogo extenso de cores (seis tons) e com garantia de 3 anos, o veículo é líder de vendas oferecendo tecnologia em conectividade, design muito moderno e recursos especiais que garantem todo o conforto aos ocupantes. As rodas são em alumínio e aro 15’’ e os faróis de neblina e a posição da luz em LED garantem a melhor combinação para o hatch.

Os bancos e o volante são revestidos com a categoria Premium. Outros itens importantes de serem salientados são: vidros e travas elétricas em portas, telefone e velocidade no seu volante, controle para as funções de áudio, abertura de porta-malas com controle remoto, e muito mais. Ele está disponível tanto em câmbio automático como manual.

Chevrolet Onix 2018

KA (Ford)

O segundo colocado, o Ford Ka, vendeu um total de 9.558 unidades em julho. Com preços a partir de R$ 45.490 e nas opções com motores de 1.0 de 85 cv e 1.5 de 136 cv, o veículo está disponível em uma gama extensa de cores, totalizando seis tons diferenciados.

Focada em apresentar tecnologia, a montadora deixou o carro ainda mais atualizado, com inovações em sua Central Multimídia SYNC em tela flutuante com 6.5 polegadas e sensível ao toque. Muito fácil de utilizar, é possível conectar o seu smartphone na tela do carro, por exemplo.

Já o design também não deixa a desejar, já que a nova linha foi reestilizada com novos faróis, para-choque, grade e rodas, tornando-o ainda mais moderno. As opções de câmbio são: manual e automático.

Ford Ka 2018

HB20 (Hyundai)

Com 9.124 unidades vendidas, o HB20 é vendido em preços que partem dos R$ 43.990. Com destaque especial para o visual moderno e requintado e a mais alta conectividade, os motores disponíveis são: 1.0 e 1.6.

No seu exterior, uma grade mesh type em contorno cromado e faróis com projetores e em light guide de LED. Assim, tem-se um carro bonito e marcante, com itens exclusivos.

No interior do automóvel, destaque para o acabamento e a harmonia de todas as cores, de forma a privilegiar os materiais mais nobres. Assim, percebe-se o acabamento em preto brilhante, couro no volante, iluminação mais branca, e muito mais.

Hyundai HB20 2018

Gol (Volkswagen)

O Gol vendeu em julho 6.631 unidades. Conhecido no país pelo seu excelente desempenho, o modelo é oferecido nas motorizações de 1.0 e 1.6, possibilitando inclusive a transmissão automática de seis velocidades.

Agregado a isso, o modelo conta também com o sistema infotainment, uma tela moderna e colorida de altíssima definição, possibilitando a conectividade para smartphones pela tecnologia App-Connect. Ainda, os comandos podem ser realizados diretamente no volante, não precisando tirar as mãos dele.

Os preços variam conforme a versão pretendida, partindo de R$ 44.990.

Volkswagen Gol 2018

Polo (Volkswagen)

Foram comercializadas 5.828 unidades do Polo em julho. Considerado o mais seguro da categoria, o modelo também é ofertado nos motores 1.0 e 1.6, com baixo consumo de combustível.

Com um visual mais agressivo, de forma a garantir a iluminação de tudo que está à sua frente, os faróis posicionados na parte dianteira ganham destaque especial, colocando-o de forma mais presente na estrada e não pecando no item de modernidade. Novos faróis dão um show a parte para o mercado cada vez mais exigente.

Os preços do veículo partem, na versão mais popular, dos R$ 49.990, podendo chegar a até R$ 69.190 na topo de linha.

Volkswagen Polo 2018

Por Kellen Kunz


Nova Chevrolet Trailblazer 2019 – Preço e Novidades


Modelo deverá chegar às concessionárias custando cerca de R$ 181 mil.

Uma das grandes novidades anunciadas pela Chevrolet para os próximos meses é a nova linha do Chevrolet Trailblazer 2019. Considerado como o primeiro SUV da montadora GM, a receber uma reformulação, o veículo seguirá sendo oferecido em motorizações já conhecidas e com preços que partem dos R$ 181.990 e podem chegar, na versão mais cara, em até R$ 219.990.

Ficou interessado e quer saber mais? Então confere a matéria e fique por dentro de tudo que nos aguarda sobre o modelo.

Motorização com potência máxima

O Chevrolet Trailblazer 2019 será oferecido com o motor 2.8 TurboDiesel e na opção 3.6 V6. Ambas as motorizações são acompanhadas de um câmbio com a transmissão automática de até seis velocidades.

Na primeira versão, a TurboDiesel, o modelo chega entregando 200 cavalos de potência e torque de 51kgfm. Conforme dados do Inmetro, o veículo consegue desenvolver na estrada até 10,5 km por litro. Já na cidade, esse número é de 8,4 km por litro.

Já na versão 3.6 V6, são entregues 279 cavalos de potência em um torque de até 35,7 kgfm. Considerado um modelo mais esportivo, esse SUV recebe especial destaque por seu desempenho, podendo chegar aos 100 km por hora em um tempo máximo de 7,6 segundos.

Mercado competitivo

Para se destacar no mercado, a Chevrolet agregou ao modelo Trailblazer 2019 um pacote de conveniências contendo: luzes para a condução diurna, acendimento automático dos faróis, sensor para chuva, partida remota por meio da chave, direção elétrica, sensor para estacionamento tanto dianteiro como traseiro e, por fim, um retrovisor interno eletrocrômico.

Todos esses e os demais itens de série foram pensados para um mercado que cada vez mais cresce em termos de utilitários esportivos. Sendo assim, não é permitido nenhum escorregão, já que os concorrentes estão de olho em cada fatia do negócio.

Atualmente, a Chevrolet é tida como uma das marcas, entre as quatro maiores, que mais se destaca na produção e na comercialização de SUVs. No Brasil, a montadora americana é considerada a que mais tem crescido no emplacamento dessa modalidade de carros.

Muito desse desempenho positivo nas vendas tem sido atribuído ao campeão de vendas da GM, o SUV compacto Tracker. Somente no primeiro semestre de 2018, as vendas da Trailblazer, Equinox e da Tracker somaram a quantia de 17,3 mil unidades.

Esse número traz um crescimento de 170% em todas as vendas, quando considerado o mesmo período de 2017. Vale acrescentar também que o segmento de SUVs teve um acréscimo total de 27% em vendas no ano de 2018, isso comparado ao ano passado.

Concorrência acirrada

As conquistas da GM são consideradas muito importantes, uma vez que é necessário ter uma linha sólida nessa fatia de mercado de SUVs, já que não há nenhum modelo que seja líder nesse respectivo segmento. De acordo com um levantamento que foi publicado pela Federação Nacional de Distribuição de Veículos, a Fenabrave, o Tracker, apesar de ser o utilitário com maior número de vendas da GM aqui no Brasil, ocupa apenas a sétima colocação em um ranking geral de emplacamentos de SUVs no país.

Todavia, o modelo não possui uma outra versão que confronte de forma direta com os modelos de entrada de seus rivais. Isso porque a sua versão mais popular é vendida a R$ 90 mil. Na comparação com o Jeep Renegade, por exemplo, esse parte dos R$ 77 mil em seu modelo mais barato.

Entre o período de janeiro e de junho de 2018, a Tracker recebeu um total de 13.440 emplacamentos. No segmento voltado para os SUVs médios, o modelo Equinox teve uma melhora em suas vendas após a chegada da versão LT, uma mais em conta, com preços que partem dos R$ 137.990 e podendo chegar a R$ 157.990 em sua versão mais cara, a Premier.

Tido como o principal rival do Compass, o Equinox emplacou no período de janeiro a junho um total de 2.354 unidades em relação ao modelo do Jeep, que alcançou os 28.194.

Para o Chevrolet Trailblazer 2019, por outro lado, deixaram as concessionárias até agora 1.536 unidades. O seu principal líder e rival é o Toyota SW4, que recebeu até o momento 6.142 emplacamentos.

Kellen Kunz


Hyundai Creta e HB20 2019 – Edição Especial 1 Million


Conheça aqui as principais novidades da versão 1 Million do veículo.

Quando uma indústria automobilística atinge suas metas, concluindo um período de vendas bem sucedidas, nada mais justo do que registrar essa realização em seu próximo projeto. Desta vez, um novo modelo surgiu desta série de comemorações sobre a produção de 1 milhão de veículos na sede da companhia localizada em Piracicaba, Estado de São Paulo.

A empresa Hyundai no Brasil está anunciando a estreia de uma nova série toda especial destinada às linhas Creta e a HB20. A Intitulada "1 Million", consiste em uma edição que dá início às comemorações sobre o processo de produção cuja meta de 1 milhão de veículos atingiu sua finalidade, na unidade da companhia de Piracicaba, no Estado de São Paulo.

Assim, o modelo desta série será suplementado com uma gama mais ampla de acessórios exclusivos, incluídos no pacote de sua lista, em termos de equipamentos. Este grande modelo inédito terá o seu período de comercialização inicial a partir da segunda quinzena do mês de agosto deste mesmo ano, sendo produzido dentro de um número total de exemplares correspondente a 4,5 mil unidades, das quais 2 mil vazadas sobre a plataforma do Creta; 1,2 mil destinadas ao HB20 e as demais 1,3 mil sobre a produção do HB20S. Até o presente momento não foram revelados valores de nenhum dos novos veículos.

Com relação à versão Creta, trata-se de uma edição que porta em sua estrutura um destaque para a sua chave presencial, chamada “Hyundai Key Band”, a qual possui o formato específico de uma pulseira e um visual desprovido de botões. Todo esse equipamento tem capacidade de desempenhar funções correspondentes a uma Smart Key estilo convencional, proporcionando uma eficiente conectividade direta com smartphones por meio de um tipo de aplicativo.

Deste modo, a empresa Hyundai apresenta, também, a vantagem de o item em questão poder funcionar como uma espécie de relógio, de contador de passos e até de calorias; assim como um medidor de distâncias percorridas, operando de modo a exibir as notificações por meio de celular em seu visor, sinalizando, por exemplo, os momentos em que ocorrem as chamadas de voz e os alarmes.

Esta versão está estabelecida numa base munida de acabamento intermediário, o Pulse Plus, saindo da indústria inteiramente equipado com um motor de potência 1.6 e um câmbio automático em seis marchas. Outras especificações acrescentadas são: função de partida de motor por meio de botão; munido de faróis que operam com o projetor e a luz diurna de tipo DRL, marca LED; as rodas são de liga leve em aro de raio 17 polegadas; a sua grade frontal possui borda com cromo escurecido e a tampa de seu porta-malas está emoldurada nesta mesma tonalidade; as maçanetas externas estão cromadas e a antena é de tipo barbatana. Em seu interior, os bancos são produzidos em couro de cor bege, e está todo equipado de uma central multimídia BlueMedia suplementada pela TV digital.

No que tange à versão HB20, seja o Hatch seja o Sedã, a base de sua configuração é a chamada Comfort Plus, aparelhado com motor de potência 1.6 e mais um câmbio automático em seis marchas; munido de rodas de liga leve com aro de 15-diamantadas; a grade hexagonal está adornada de aletas cromadas e de um contorno em cor preta brilhante; os faróis possuem projetor e a assinatura de luzes LEDs; as suas maçanetas externas estão cromadas; possui vidros que são movidos ao modo elétrico em suas quatro portas, do tipo One-Touch, que aciona subida e descida, munida de um sensor de segurança anti esmagamento; possui função de acendimento automático de faróis e a direção (volante) possui regulagem para altura e para profundidade. Este Hatch também possui uma antena de tipo barbatana.

Vale a pena conferir esta novidade.

Paulo Henrique dos Santos


Nissan Micra V – Características, Novidades


Confira as características e novidades do novo Nissan Micra V.

A Nissan está querendo voltar ao segmento dos compactos premium através dessa quinta geração do seu modelo Micra europeu, o hatch que conhecemos com o nome de March. Ele está bem maior dessa vez e muito bem equipado, mas não se anime: ele não virá para o Brasil tão cedo, não desse jeito.

Esse novo Micra está rompendo os seus laços com o seu antecessor que foi lançado no ano de 2010 e depois renovado no ano de 2014. O seu modelo era visto até como um downgrade de sua linha. Ele possuía na sua mira mercados emergentes, e deixava a desejar na sua qualidade geral em materiais e até no seu acabamento.

Na Europa, a montadora da Nissan agora está querendo retomar a sua posição no mercado premium. Já no Brasil, o seu modelo atual irá continuar na briga no segmento de entrada.

A diferença evidente entre essas gerações está em seu design arrojado do novo Micra V, lado a lado esses dois carros não parecem ter algum tipo de parentesco. Até em seu tamanho a novidade destaca: ele possui 17,4 cm a mais em seu comprimento, ou seja, 4 metros, 7,8 cm a mais na sua largura e ainda 5,5 cm na sua altura. Seus novos traços também o beneficiaram, colocando o modelo como o melhor em sua categoria.

Suas maçanetas traseiras que são disfarçadas simulam uma carroceria com duas portas, e traz itens únicos no seu design.

O Micra também utiliza a nova plataforma do modular CMF B, e passou em certos momentos por aperfeiçoamentos até atingir um comportamento mais esportivo ao seu modelo anterior que possuía um propósito mais familiar. Ele usa suspensão McPherson em sua dianteira e um eixo de torção em sua traseira. A sua direção possui assistência elétrica e os freios a disco na dianteira, mantendo seus tradicionais tambores em sua traseira, ainda o mesmo padrão nesse segmento.

Os seus vincos e sua linha de cintura ascendente dá um ar esportivo para o veículo.

No quesito de segurança, as suas novidades são os itens inéditos para o seu segmento: um monitor de faixa para rolagem e com travas nas suas rodas, sistema que impede sua troca inadvertida de faixas, um alerta de colisão que pode reconhecer pedestres e suas câmeras de 360º, semelhantes do Kicks. As câmeras do novo Micra também serão capazes de ler placas no trânsito e também velocidade da via.

O seu volante traz os comandos de cruise control, inexistente no modelo do Kicks.

O seu interior é bicolor e reforça o estilo jovem, trazendo uma linha totalmente esporte.

Na sua versão Connecta, há a tela de 7 polegadas e sensível ao toque com som Bose, que irá contar com dois alto-falantes já inseridos nos encostos de cabeça dos bancos dianteiros.

Esse recurso que impede a sua troca inadvertida entre faixas é inédito para o segmento.

De acordo com testes realizados pela Nissan, ele pode ir de 0 a 100 km/h até 12 segundos e pode atingir cerca de 183 km/h. A sua alavanca do câmbio fica em posição elevada e é composta por 5 marchas, e seus engates se mostram muito confortáveis.

O seu porta-malas oferece um espaço de até 300 litros, ou seja, 35l a mais que seu modelo atual.

Se você se interessou por esse modelo, não deixe de conferir todas suas novidades e também sobre seu lançamento oficial no Brasil. A estimativa é que não demore para a Nissan começar a comercializar o veículo para os brasileiros.

Por isso, não deixe de ficar atento a todas as novidades da montadora sobre esse modelo que com certeza chegará com todo no mercado nacional.

Por Ricardo Ferreira Rodrigues

Nissan Micra V

Nissan Micra V

Nissan Micra V


Recall da Volkswagen no Brasil – Modelos Up!, Voyage, Gol e Tiguan Allspace


Modelos Up!, Voyage e Gol, fabricados nos anos de 2017 e 2018, e também o SUV Tiguan Allspace, com fabricação em 2018, foram convocados para Recall no Brasil.

Foi anunciada nesta terça-feira, dia 17 de julho, pela Volkswagen, que alguns modelos da montadora passarão por um recall no Brasil. Trata-se dos modelos do Up!, Voyage e Gol, fabricados nos anos de 2017 e 2018, e também da SUV Tiguan Allspace, com fabricação em 2018.

Para verificar se você possui um carro que está dentro da chamada para o recall, basta conferir a numeração final dos chassis envolvidos na notificação. Quem tiver alguma dúvida, poderá ainda consultar a Volkswagen por um telefone disponibilizado para a situação, o 0800 0198866.

Up!, Gol e Voyage (2017 e 2018)

Os chassis envolvidos no recall referentes ao modelo Up! são: HT530304 até JT 535410. Já nos modelos Voyage e Gol, os chassis englobam: HT000090 até JY052528. Vale lembrar que esses números não são sequenciais.

O motivo divulgado pela fabricante para o reparo se dá uma vez que o airbag localizado no local do motorista não é correspondente ao do modelo especificado. Sendo assim, o comunicado dá nota de que, caso haja uma colisão do automóvel, o componente incluído não ofereceria a proteção necessária e especificada.

De acordo com a montadora, a troca do airbag do motorista é totalmente gratuita, sendo calculado um tempo médio de 40 minutos para a reposição. Sabe-se que, no total, são 406 proprietários que precisarão agendar o reparo em uma das concessionárias. O atendimento oficial já começará na próxima semana, dia 23 de julho, segunda-feira.

Tiguan Allspace (2018)

Desde o seu lançamento em abril de 2018, esse é o primeiro recall pelo qual passará a nova Tiguan Allspace. São dois casos distintos de manutenção, sendo o primeiro voltado para o reparo de uma falha localizada no aperto da porca do pivô.

Essa fica na suspensão dianteira, afetando os chassis JM100906 até JM140952. No total, estão incluídas 163 unidades no recall.

Um dos riscos apresentados pela Volkswagen é de que o pivô se solte, de forma a comprometer a direção do condutor e podendo ocasionar graves acidentes na estrada. Ao que tudo indica, o conserto leva em torno de uma hora, precisando ser agendado antecipadamente.

Já os chassis JM135333 até JM163399 irão para reparo, uma vez que foi constatada uma dobra na bolsa do airbag frontal. Essa está incorreta e caracteriza uma falha no processo de fabricação do fornecedor.

Localizada na parte do passageiro, serão chamados 177 proprietários para a troca gratuita do item. A troca também deverá levar cerca de uma hora até o seu final.

Outros recalls da Volkswagen em 2018

Apesar de ser um recall de grandes proporções, já que engloba diversos modelos conceituados da marca, essa não é a primeira convocação no Brasil da montadora alemã no ano de 2018. Em fevereiro, 110 unidades do modelo Passat foram chamados para troca do sistema de antiesmagamento de vidros, uma vez que esse podia não perceber que algo impedia o fechamento automático dos vidros.

Ainda, foi necessário realizar uma única troca do modelo em relação às mangas de eixo referentes às rodas traseiras. Essas corriam risco de quebra.

Já em março, a Volkswagen convocou 15 unidades dos modelos Up!, Voyage e Gol, por falha na fixação do pivô de suspensão dianteira esquerda, podendo esse se soltar sob pressão, ocasionando graves acidentes.

No mesmo mês, ainda, duas unidades do Golf foram chamadas por falha muito similar aos dos conhecidos “airbags mortais”, que ocasionaram diversas mortes no mundo todo. Esse equipamento da Volkswagen foi fabricado, todavia, por outra empresa, a ARC. Porém, uma vez acionado, ele podia lançar alguns fragmentos de carcaça contra todos os passageiros do veículo.

Recall é o seu direito

O recall é um direito do consumidor, não existindo um defeito que não seja considerado grave. Conforme o Código de Defesa do Consumidor, a solicitação deve ser feita pela montadora sempre que houver um defeito na fabricação de um produto que coloque a vida do usuário em risco.

Logo que constatado um problema, a empresa precisa comunicar o mesmo ao Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor, o DPDC, realizando uma forte campanha publicitária para que o proprietário seja informado sobre os problemas e as soluções, de forma clara e objetiva.

Por Kellen Kunz

VW Voyage 2018


Audi Q3 2018 – Características, Especificações


O Audi Q3 2018 tem muito espaço interno e design moderno e bonito.

O Audi Q3 2018 é um carro muito bonito e moderno. Ele tem muitas funções essenciais. Ele é uma ótima opção para quem deseja ter um carro completo e que seja moderno. Um dos pontos mais relevantes desse carro é seu espaço interno, o que faz com que muitos consumidores o escolham na hora de comprar seu carro novo. O seu design moderno também conta muito na decisão final de compra. Mas, ele não possui apenas esses detalhes como características positivas, tem muitas outras como vocês vão ver nesse texto.

Audi Q3 2018 tem motor muito potente

O Audi Q3 2018 tem um ponto que vai agradar a muitos usuários, que é o seu motor de 1.4 Flex Turbo. Ele consegue fazer a potência máxima de 150 cv, e o seu torque máximo é de 25,4 kgfm. Ele pode ser abastecido com etanol ou gasolina e isso também agrada a maioria dos consumidores de carro, pois dessa forma ele traz versatilidade para quem possuir esse modelo.

Carro com muito espaço interno

Outro fator que torna o Audi Q3 2018 um carro muito indicado é porque ele tem muito espaço interno. Ele comporta 5 pessoas facilmente, e todos os usuários tem espaço de sobra para estica as pernas e se manter confortável em seus assentos. Por essa razão esse carro é indicado para famílias com mais de 3 pessoas ou que tenham crianças.

Audi Q3 2018 tem acabamento impecável

Outra razão que chama a atenção de muitos consumidores é o acabamento do carro. E o Audi Q3 2018 tem acabamento perfeito. Ele possui beleza por dentro e por fora. Podemos classificar esse acabamento interno como impecável e chamativo, o que se torna mais um ponto positivo.

Conheça os itens de série do Audi Q3 2018

Agora vamos falar dos itens de série do Audi Q3 2018, que são de alto nível e extremamente importantes para o melhor desempenho do carro. Aliás, os itens de série são muito importantes na hora da escolha final da compra do novo carro. Veja os itens desse carro abaixo:

– Frisos decorativos pretos

– Faróis

– Indicação de controle da pressão do pneu

– Para choque-reforçado

– Sistema de limpador dos faróis

– Banco do motorista com ajuste elétrico no banco dianteiro

– Iluminação interna

– Sistema de teto solar

– Alavanca de banco em couro

– Banco em couro sintético

– Rack do teto preto

– Ar-condicionado com saída traseira

– Comando de voz

– Proteção do cárter

– Tecnologia e segurança

– Cinto de segurança para banco traseiro

– Alto-falantes

– Freio de estacionamento eletromecânico

– Controle de estabilidade

– Sensor de luz e chuva

E muitos outros.

Valor do Audi Q3 2018

O Audi Q3 2018 é um carro que pode ser considerado caro por alguns, mas quem entende que ele é um modelo completo e muito confortável vai saber que o seu valor é de acordo com sua qualidade. Seu valor de entrada custa R$150.990 e a versão Top de linha custa R$164.990. Ambas são muito completas e capazes de levar a excelência a seus usuários.

Pontos negativos desse carro

Como nada na vida é perfeito, esse carro também possui alguns dois pontos que podem não agradar a muitos. O primeiro é que suas peças são caras, e isso quer dizer que qualquer necessidade de troca pode ser sentida no bolso. O segundo ponto é que a rede de concessionárias desse carro é pequena. Fora isso, o Audi Q3 2018 é um dos carros mais completos que existe e que consegue agradar aos seus usuários totalmente.

Se você gostou das características do Audi Q3 2018, escolha seu modelo preferido e aproveite tanta potência e modernidade!

Por Cristiane Amaral

Audi Q3

Audi Q3


Pagamento das Multas de Trânsito no Cartão de Débito e Crédito


Resolução do Contran libera pagamento e até parcelamento das multas no cartão.

No começo do mês de julho, o Contran (Conselho Nacional de Trânsito) publicou por meio da resolução de número 736 a liberação do pagamento de multas de trânsito com o uso de cartões de crédito ou débito e, ainda mais, permitiu também o parcelamento dos valores.

Até o momento, o parcelamento do valor total da multa só era permitido no estado do Paraná. Mas com essa resolução, todos os estados do Brasil estão autorizados a realizar o parcelamento dos valores das multas, assim como deverão aceitar o pagamento por meio de cartões, seja de débito ou crédito. Essa medida tem validade a partir da data de publicação da resolução, que no caso foi no dia 05 de julho de 2018.

Há algum tempo, o Contran está prometendo facilitar as formas de pagamento de dívidas. Em outubro do ano de 2017, foi permitido o pagamento por meio de cartões, com a resolução de número 697. Entretanto, em maio do ano de 2018 essa modalidade foi suspendida pelo órgão, sem nenhuma explicação.

Há alguns detalhes, porém, que são muito importantes ressaltar. Um deles é que há exceções, débitos de multas inscritas na dívida ativa, multas aplicadas por outros órgãos autuadores, veículos licenciados em outras UFs (Unidades de Federação) e parcelamentos inscritos em cobrança administrativa não podem parcelar o valor nem pagar com algum tipo de cartão.

Além disso, nenhum órgão tem a obrigação de oferecer o serviço de parcelamento ou opção de pagamento via crédito ou débito. Cada órgão de trânsito tem a liberdade de decidir e habilitar as operadoras de cartões para que este serviço esteja disponível. Dessa forma, a cobrança de juros também fica a cargo de definição da entidade financeira do cartão.

Veja a seguir mais informações sobre como pode ser realizado o pagamento de multas.

Como o pagamento pode ser realizado?

No caso de pagamento com cartão de débito, os valores podem ser pagos à vista. Para cartões de crédito, estes valores podem ser parcelados entre 2 e 12 vezes.

Assim que a transação for aprovada, mesmo se for com pagamento em cartão de crédito, o órgão prestador de serviço tem como dever oferecer um comprovante provisório de quitação ao motorista, de modo que estejam listados, de forma individual, todos os débitos pagos.

Estes comprovantes também podem (e devem) ser enviados por e-mail, SMS para o número de celular ou endereço eletrônico indicado pelo usuário, em um prazo de 30 minutos a uma hora. No entanto, este prazo só é válido nos dias e horários em que há expediente bancário, ou seja, de segunda a sexta-feira, das 11:00 às 16:00 horas. Caso o pagamento seja realizado fora deste período, a quitação definitiva das transações só irão se concretizar na manhã do próximo dia útil.

Além disso, o órgão de trânsito continua recebendo o valor à vista. O parcelamento e as negociações são realizadas entre o proprietário e a operadora de seu cartão. Por essa razão, a regularização do veículo é realizada de forma imediata, sem a necessidade de pagamento da última parcela.

Porém, o Detran, Polícia Rodoviária, Dnit, Der, prefeituras e demais órgãos de trânsito podem sim auxiliar nesse procedimento, por meio da habilitação das empresas financeiras, oferecendo alternativas de pagamento por cartão e para regularizar os débitos dos donos dos veículos.

Como visto, essa nova modalidade — que antes estava disponível apenas para multas aplicadas em veículos com registro no exterior — tem como objetivo reduzir o número de inadimplências e trazer ao usuário uma melhor forma de pagar suas dívidas e regularizar seus veículos.

Mais informações podem ser consultadas na Resolução n° 736.

Felicia Lopes


Carros Novos Mais Baratos do Brasil em 2018


Confira os 5 carros novos mais baratos do Brasil neste ano de 2018.

Esta semana foi anunciado que o carro mais barato do mundo não será mais comercializado, o Tata Nano está saindo de linha em um dos países mais populosos do mundo, a Índia.

Um dos carros mais baratos e também o mais básico, o veículo possuía apenas o essencial para rodar nas estradas daquele país e o seu custo estava avaliado pelo preço de R$ 13 mil.

Um cenário bem diferente do que vivemos aqui no Brasil. Apesar das diferenças e avanços das normas de trânsito e segurança que possuímos por aqui, estamos bem à frente da Índia.

Você já viu algum vídeo de como é o trânsito na Índia? Faça uma pesquisa rápida no Youtube que você encontrará vários exemplos.

Lista dos Veículos mais baratos em dois níveis

Essa diferença justifica o preço dos veículos mais caros em nosso país. Nesse artigo vamos listar os veículos mais baratos vendidos no Brasil em dois níveis, se você tem interesse em encontrar um carro barato, continue lendo este texto e descubra qual deles se enquadra no seu perfil.

A seguir vamos mostrar os subcompactos com motor 1.0 avaliados entre R$ 27 mil e R$ 32,5 mil e a partir do 4º da lista veículos acima da linha dos R$ 40 mil. Infelizmente em nosso país há uma carência de veículos até R$ 35 mil novos, nessa faixa apenas seminovos.

1. Caoa Chery QQ

No topo da lista encontramos o subcompacto com motor 1.0 de três cilindros e 75 cv de potência produzido em Jacareí – SP, o Caoa Chery QQ Smile, sendo vendido a partir de R$ 27,5 mil.

Os itens de série são vidros elétricos, rádio com USB e computador de bordo, se o cliente desejar comprar este modelo da Chery deverá abrir mão de dois itens, a direção hidráulica e o ar condicionado, diminuir no conforto para ter economia de preço.

Chery QQ 2018

2. Renault Kwid

O Renault Kwid foi lançado há pouco mais de um ano e atualmente sofreu um encarecimento em seu preço de R$ 2,5 mil, sendo vendido a partir de R$ 32.490. O subcompacto da Renault possui motor 1.0 também com os mesmos 3 cilindros do Caoa e 70 cv de potência.

Os itens de série são desembaçador traseiro, isofix e airbags laterais. A economia oferece apenas os itens obrigatórios. Não possui suporte para vidros elétricos, direção ou travas elétricas.

Se você desejar Kwid com direção elétrica deverá optar pela versão intermediária, chamada Zen e ainda sofre um aumento de R$ 5 mil chegando a R$ 37.490, mesmo assim ainda está na lista dos mais baratos.

Renault Kwid 2018

3. Fiat Mobi

A Fiat investiu no subcompacto Mobi como seu carro de entrada. Nas versões para 2019 conseguiu um reajuste de preço diminuindo em R$ 2 mil do valor original. O motor é de 4 cilindros 1.0 com 75 cv de potência, o motor é o famoso Fire 1.0.

Caso desejar a versão de 3 cilindros 1.0, chamada Firefly, deverá desembolsar pelo menos R$ 43.590 apenas na versão intermediária. Outro detalhe é que esta opção não possui ar condicionado e direção hidráulica.

Fiat Mobi 2018

4. Fiat Uno Attractive

Há pouco mais de um mês o famoso Uno ganhou uma nova linha para 2019, no entanto, não existem muitos motivos para comemoração. A versão para 2019 perdeu alguns itens de série e voltou a usar seu motor antigo o Fire 1.0 com 4 cilindros e 75 cv de potência.

Outro detalhe é o reajuste em R$ 3 mil em seu preço original, os itens de série são ar condicionado, direção hidráulica, travas e vidros elétricos, o Uno tem uma grande vantagem em relação ao seu primo Mobi, o espaço interno maior, além da direção hidráulica e o ar-condicionado.

O Uno Attractive está sendo vendido pelo preço de R$ 42.990.

Fiat Uno Attractive 2018

5. Chevrolet Onix Joy

Chegando em quinto lugar da lista dos veículos mais baratos do Brasil, um dos mais vendidos também, o Chevrolet Onix Joy, com preço a partir de R$ 43.790 com motor 1.0 de 4 cilindros e 80 cv de potência.

O valor mais acessível é justamente pelo seu acabamento mais simples e também pela ausência da modernização dos modelos 2019. Os principais itens de série são direção, vidros e travas elétricas e ar-condicionado.

O Onix possui câmbio com 6 marchas e o essencial para os modelos mais econômicos, a versão Onix LT 2019 mais moderna está sendo vendido a partir de R$ 48.390.

Chevrolet Onix Joy 2018

Estes são os 5 veículos mais baratos do Brasil, qual deles você achou mais interessante? Compartilhe este artigo com seus amigos e veja se eles têm interesse em comprar um veículo mais barato.

Por Marcio Ferraz


Bugatti Divo – Hipercarro será Lançado em Breve


Hipercarro Bugatti Divo terá sua produção limitada em 40 unidades e será lançado no mês de agosto.

O Bugatti Chiron realmente não é um carro que seja suficientemente excepcional na visão de seus engenheiros da sua marca. Tanto é que essa empresa está prestes para lançar um novo hipercarro, que deve inclusive se parecer um pouco com sua outra linha. A Bugatti divulgou esta semana um pouco dos primeiros detalhes e provavelmente muito em breve soltará um teaser do modelo inédito Divo, ele está classificado lá fora como hipercarro para corrida que terá uma produção limitada com somente 40 unidades. E como previsto seu preço será astronômico média de 5 milhões de euros a cada exemplar, o equivalente hoje cerca de 22,5 milhões de reais.

O novo Bugatti Divo terá como foco principal menor peso e uso de materiais mais leves em toda sua construção além de mais downforce para poder aprimorar mais a sua aerodinâmica. Seu nome faz referência ao famoso piloto francês o Albert Divo, que teve como marca a corrida da Itália Targa Florio onde ficou em primeiro lugar, nos anos de 1928 e também 1929 a corrida com um bordo Bugatti Type 35.

A expectativa da empresa é que esse modelo Divo possa ser equipado com o motor W16 sendo quad-turbo com 8.0 litros usado também no Chiron Sport a versão mais insana desse carro, mas com o aprimoramento para poder gerar muito mais que dos 1.500 cavalos da sua potência além de 163,3 kgfm de torque produzido pelo bólido da atualidade. Além disso, juntamente com os aprimoramentos na aerodinâmica, o carro poderá atingir uma velocidade ainda maior que os 420 km/h e poder alcançar 100 km/h num raio de tempo menor que 2,3 segundos do original.

Além de seu motor, o Bugatti Divo e Chiron Sport podem compartilhar também a sua estrutura de fibra em carbono. Porém, surge uma grande incógnita se a marca vai retirar ou se irá adicionar algo para poder reduzir o seu peso, visto que no modelo atual ele já traz vidros finos e seus limpadores de para-brisa são de fibra de carbono economizando alguns quilos.

O seu visual também é único, visto que sua marca deverá reviver uma tradição do coachbuilding. Segundo declaração do presidente da montadora Bugatti, o Stephan Winkelmann, diz que a intenção é poder fazer do Divo que seja um carro capaz de poder “emocionar pessoas de todo o mundo” e poder “interpretar o DNA imposto na marca em seus termos de condução muito ágil e orientada para um desempenho ainda melhor”.

O Bugatti Divo poderá ser revelado no The Quail, o encontro de automobilismo que irá acontecer em Monterey, Califórnia nos Estados Unidos, dia 24 de agosto.

Com certeza será uma ótima opção para os amantes desse modelo de automóvel, com certeza os amantes pagarão o valor previsto para poder ter em sua coleção esse grande carro.

A marca da Bugatti está presente em todo mundo, com clientes renomados em toda parte do planeta Terra, os maiores milionários do Mundo possuem um carro da marca.

Com certeza seu carro será de alto padrão, e sua alta velocidade atenderá os amantes de fortes emoções. Por isso se é o que você procura não hesitará em pagar o valor pedido pela montadora para adquirir o novo modelo Divo da empresa.

Fique de olho para saber mais detalhes sobre esse grande carro, e fique atento em quando será sua estreia de vendas. Já que serão pouquíssimos exemplares produzidos e provavelmente acabará seu estoque muito rapidamente.

Se tem a intensão de comprar um exemplar do Bugatti Divo, não pode perder nenhuma informação sobre sua estreia que está muito próxima e será sucesso de vendas com toda certeza.

Por Ricardo Ferreira Rodrigues

Bugatti Divo 2019

Bugatti Divo 2019

Bugatti Divo 2019

Bugatti Divo 2019


Volkswagen e-Golf – Características, Especificações


Carro elétrico Volkswagen e-Golf tem um grande desempenho e se mostra muito econômico.

Antes de falar sobre o carro, é necessário citar a importância de um carro elétrico no cenário nacional, já que atualmente se temos são muito poucos e não são nacionais também. Primeiramente dizendo qual a importância é bom saber o quanto este carro mudará o cenário de automóveis, tanto na parte de desempenho veicular quanto na montagem bem diferente na parte do motor, isso pode ser uma provável supervenda de novos veículos e com toda essa nova tecnologia consequentemente a atração de novos compradores pode ser maior, ainda mais para aqueles que visam à ajuda do meio ambiente.

Além das características físicas do carro, deve-se saber também qual a contribuição dos mesmos para o meio ambiente, ao não usar combustível como, por exemplo, álcool, gasolina ou diesel, o carro não estará liberando poluição na atmosfera, um superuso de carros desses tipos muito provavelmente aumentará nossa qualidade de vida e tornará o cenário mundial mais sustentável e adepto cada vez mais para os seres vivos que nele vivem, mas para isso devemos esperar que as empresas lancem esses modelos que em sua maioria estão na fase de testes, mas graças a algumas grandes como a Volkswagen podemos ter grandes notícias que é o caso do e-Golf, abaixo veja as características do carro.

Características

De primeira mão o que ajuda muito no e-Golf é sua autonomia, na cidade é um ótimo carro com um grande desempenho e se mostra claramente muito econômico.

Pensando agora em relação à sua velocidade, como possui as baterias atuais lítio-íon de 38,5 kWh, sua velocidade pode chegar a 200 km/h, isso é bem surpreendente para um elétrico e consequentemente uma notícia muito chamativa para o público comprador.

Para carregá-lo em estações próprias, pode ser adquirido 80% de carga em apenas uma hora, ou seja, um carga rápida e eficiente. Agora para quem deseja fazer o carregamento em tomadas normais, para ter o carregamento na mesma proporção, dura cerca de 6 horas.

Design

Na questão de design, como segue o exemplo do Golf normal, não muda muito, isso por que ele é diferente, mas não em parte estética, o que muda de mais chamativo é sua linha na parte frontal que no e-Golf é azul.

Parte tecnológica

Na parte interna, na maioria dos atuais produzidos, pode-se notar um display para a interação condutor x veículo, e no Golf não seria diferente, sendo um display de 8 polegadas que tem algumas compatibilidades com plataformas famosas como Apple CarPlay e o Android Auto. Sabendo disso é possível que possam ser conectados smartphones com este veículo para que se faça o uso de algumas coisas que sejam necessárias e fiquem facilitadas no carro.

Outra coisa que facilitará esta interação é o Car-Net e também e-Remote, onde é possível ajustar algumas coisas no carro e receber algumas informações como, por exemplo, a climatização geral do carro, e também saber o nível de bateria, ficando mais fácil para saber quando deverá carregá-lo e o quanto tem atualmente.

Outra coisa opcional que pode ser adquirida é o "Sistema de assistência ao condutor", o mesmo proporciona algumas informações para quem conduz, como os lugares que possuem congestionamento, assistência para estacionar e isso é uma grande facilidade para o condutor.

Preços

Apesar de todas essas informações que já foram cedidas, o preço real ainda não foi divulgado, mas é esperado que seja em breve, apesar disso ainda podem ser esperados alguns valores, já que ele já é comercializado em alguns lugares do mundo, por exemplo, nos EUA, e lá sai pelo preço de US$ 30,5 mil e fazendo a conversão para a moeda brasileira espera-se o preço de em média R$ 100.000,00.

Por Gustavo Martins

Volkswagen e-Golf

Volkswagen e-Golf


Nissan Leaf – Características, Vendas no Brasil


Carro elétrico Nissan Leaf será vendido no Brasil em breve.

A Nissan lançará no Brasil seu modelo chamado Leaf, ele já é o carro elétrico mais vendido em todo mundo. Esse modelo fará parte da nova estratégia que a marca adotará para o país, que irá incluir os modelos híbridos.

Esse carro deve ser apresentado para todo o país durante a feira do Salão do Automóvel em São Paulo ainda neste ano de 2018, com início de suas vendas previsto para o começo do ano de 2019. Essa confirmação foi feita ainda na feira de Tóquio, que está aberta ao público até o dia 5 de novembro.

O Leaf está já na sua segunda geração e algumas unidades de sua versão anterior já circulam pelas cidades entre São Paulo e o Rio de Janeiro, mas ainda só como táxis ou até mesmo carros de polícia que foram cedidos pela montadora Nissan em um certo período de testes.

Esse modelo atual está sendo vendido em três versões e podem trazer baterias com uma autonomia de 320 quilômetros. Seu motor elétrico gera até 150 cv em potência.

De acordo com seu presidente da Nissan na América Latina, ainda é um pouco cedo para definir um preço para o Leaf no Brasil. Porém seu bom desempenho de vendas no mundo todo se deve aos seus valores praticados, que estão na faixa de R$ 95 mil com incentivos fiscais na América, mas para o Brasil não se espera um valor abaixo de R$ 120 mil.

O desenho está muito alinhado aos modelos de carros da Nissan, não tanto futurista quanto o seu modelo anterior do Leaf. As suas dimensões são também similares às da perua de um porte médio, porém seu desenho remeta a mais de um modelo hatch.

As suas rodas são grandes, possuindo 17 polegadas e seus pneus são mais largos do que já foram vistos nos carros elétricos.

Há também um bom espaço em seu banco traseiro, onde todos os ocupantes podem viajar com seus joelhos em uma posição alta, similar ao espaço das picapes médias. Isso pode ocorrer devido à posição das baterias, que estão instaladas sobre o assoalho.

Tanto seus assentos dianteiros como traseiros também podem ser equipados também com um sistema inovador de aquecimento. Porém o uso dessa tecnologia diminuirá significativamente a sua autonomia da bateria.

O seu espelho retrovisor parece ter dobrado de tamanho, em contraste com um volante pequeno, bem parecido ao do SUV modelo compacto o Nissan Kicks.

Colocada bem no centro do painel, sua central de multimídia traz um trivial para os dias de hoje: uma tela sensível ao toque, um sistema de navegação através de GPS, seu áudio com Bluetooth e também recepção do sinal de TV digital, porém só funciona se o carro estiver parado.

Já o seu quadro principal dos instrumentos não é 100% digital: seu velocímetro ainda mantém seu tradicional ponteiro, dando um leve toque dos anos 1990 a um certo contraste a um carro modernoso.

Outro detalhe muito importante que remete ao seu passado não muito distante é um tocador de CDs, esse item que está sendo abandonado em muitos projetos recentes na parte de sonorização automotiva.

As suas forrações são bem claras nas versões, com couro e algumas partes imitando camurça. Os modelos mais baratos contam com um acabamento em um tecido preto.

A sua parte da frente pode acomodar o seu motor e também os tantos cabos por onde passam a energia. Há também suas tubulações de um sistema de ar-condicionado.

Possuindo 435 litros, seu porta-malas é bem curto e, porém, muito profundo.

O câmbio é um redondo, mas não há muito o que fazer. Carros elétricos não têm escalonamento de suas marchas, sua força é jogada para suas rodas de uma forma imediata.

Um botão pode acionar seu sistema e-Pedal, que funciona como um sistema de freio do carro assim que seu motorista tirar o pé do seu acelerador.

Com certeza será uma ótima opção de comprar para aqueles que procuram economia nos combustíveis de seus carros.

Não deixe de procurar uma concessionária Nissan para saber mais informações sobre o veículo.

Por Ricardo Ferreira Rodrigues

Nissan Leaf

Nissan Leaf


Hyundai Elantra 2019 – Características, Novidades


O novo modelo ganhou mudanças em sua parte externa e conta com uma ficha técnica muito interessante e que tem muito a oferecer aos consumidores.

A Hyundai é uma grande empresa do mercado automobilístico e no Brasil a organização tem uma história recente quando comparada a outras marcas do mesmo setor. Mas, mesmo assim a o grupo da Coreia do Sul conta com boas vendas em território nacional. E com a intenção de aumentar ainda mais a sua participação no mercado nacional, o grupo pretende lançar um dos seus mais recentes carros em solo brasileiro: o Hyundai Elantra 2019. Ainda sem uma previsão exata de chegada ao Brasil, o Elantra modelo 2019 conta com uma ficha técnica muito interessante e que tem muito a oferecer aos consumidores. Veja as informações abaixo.

A Hyundai promoveu mudanças no Elantra para o modelo de 2019

Praticamente todas as marcas automobilísticas quando vão lançar um carro de uma mesma família costumam realizar mudanças nas características dos veículos quando a versão mais nova é colocada no mercado. E no caso do Elantra 2019, esse fato não foi diferente. O automóvel ganhou mudanças em sua parte externa. Pois, na parte da frente do carro a grande hexagonal está com um novo formato. Além disso, o farol também foi remodelado. Eles continuam com o LED, mas agora são triangulares. O farol do modelo de 2018 não tinha as pontas tão bem definidas, assim para se chegar a uma figura geométrica mais fácil de ser interpretada.

O para-choque sofreu mudanças sutis, ele ainda lembra o modelo de 2018. Entretanto, uma diferença é que o para-choque da frente é diferente do objeto colocado atrás. Na parte de trás, o carro também contou com um novo jogo de lanternas. Considerado um sedã, ainda não se tem tantas informações sobre a parte do interior do veículo para se comparar com o modelo de 2018. Entretanto, os consumidores podem esperar um carro mais tecnológico, com mais recursos, tecnologias e ainda mais confortável. O carro deve contar com um excelente sistema de som e de conectividade com aparelhos como os smartphones e outros. Além de recursos para ajudar na condução dos motoristas, como sensores para estacionar e outros. E itens de segurança, como um sistema completo de airbags e outros itens. Pois, a Hyundai é uma marca que sempre trazer novidades e fazer com que o veículo atende todas as necessidades do consumidor.

Informações a respeito do motor do Elantra 2019

Ainda não se tem informações completas sobre todos os detalhes do Elantra 2019. Mas, em alguns sites se tem alguns dados dizem a respeito do motor deste automóvel. A primeira informação que chama atenção é que este carro pode ser híbrido, ou seja, ele pode usar dois tipos distintos de combustível para ser ligado. Esse tipo de automóvel vem sendo uma aposta grande das montadoras ao redor do mundo.

Especula-se também que as versões do Hyundai Elantra 2019 podem ser entre 128 a 167 cavalos. Ainda não se tem informações mais aprofundadas sobre quantas versões vão ser lançadas e as características mais específicas sobre cada um dos modelos. Seguindo o que a marca sul-coreana está empregando nas últimas versões do Elantra, a expectativa é que o modelo de 209 conte com seis marchas e tenha também transmissão automática.

Expectativa de chegada ao Brasil e o preço no mercado nacional deste veículo

Existe uma grande expectativa que o Elantra 2019 comece a ser vendido no Brasil a partir do segundo período de 2019. Pois, no primeiro semestre do próximo ano, o veículo deve chegar ao mercado internacional e ser vendido em outros países inicialmente. Já em relação ao preço, deve se inicialmente olhar o valor do Elantra 2018. Este veículo hoje pode ser encontrado a partir de R$ 80.000,00 e pode chegar até R$ 120.000,00. Como se trata de um modelo mais atualizado, a expectativa é que ele chegue acima de R$ 100.000,00.

Para outras informações acesse: https://www.hyundai.com.br/.

Por Isabela Castro

Hyundai Elantra 2019

Hyundai Elantra 2019


Carros Mais Vendidos no Brasil – 1º Semestre 2018


Confira aqui a lista com os carros mais vendidos no Brasil durante o 1º semestre de 2018.

Apesar da crise, o consumidor brasileiro continua empenhado em adquirir seu carro novo e no primeiro semestre de 2018, o Chevrolet Onix mais uma vez foi o líder de vendas. O número de Onix vendidos foi quase o dobro do segundo colocado, o que deixou a Chevrolet bem animada e disposta a manter o posto neste segundo semestre. A Fenabrave divulgou o balado das vendas de veículos para o primeiro semestre do ano e de acordo com os dados informados, a alta nas vendas, em relação ao ano passado, foi de 14,5%

Ver o Onix na liderança não foi surpresa para ninguém, pois o modelo continua sendo um grande sucesso de vendas e o novo modelo tem a missão de continuar conquistando o consumidor que está pensando em comprar um carro zero quilômetro nos próximos meses.

Confira a lista dos 10 carros mais vendidos no primeiro no primeiro semestre de 2018:

  • 01º) Chevrolet Onix: 89.620 unidades vendidas
  • 02º) Hyundai HB20: 50.419 unidades vendidas
  • 03º) Ford Ka: 48.262 unidades vendidas
  • 04º) Volkswagen Polo: 34.138 unidades vendidas
  • 05º) Volkswagen Gol: 32.512 unidades vendidas
  • 06º) Fiat Strada: 32.512 unidades vendidas
  • 07º) Chevrolet Prisma: 32.015 unidades vendidas
  • 08º) Renault Kwid: 29.678 unidades vendidas
  • 09º) Toyota Corolla: 28.554 unidades vendidas
  • 10º) Jeep Compass: 28.194 unidades vendidas

O HB20 da Hyundai continua indo muito bem no mercado nacional e a cada novo lançamento consegue se aproximar ainda mais do consumidor, mas está longe de conseguir o sucesso do Onix.

O aumento das vendas do Onix no primeiro semestre deste ano foi de 7,6% em relação ao mesmo período de 2017. Isto mostra que a Chevrolet vem acertando nas novidades implementadas no modelo, que segue com fôlego para ser mais vendido também neste segundo semestre. A Hyundai, apesar de ter ficado com a vice-liderança, está preocupada, pois as vendas caíram 1,4% em comparação com os seis primeiros meses de 2017.

E a Hyundai tem ainda mais um motivo para se preocupar, pois o Ka teve uma alta nas vendas de 8%, graças à estratégia da Ford de oferecer algumas promoções e facilitar a negociação. Em época de crise, toda ajuda é bem vinda e o consumidor se mostrou satisfeito com as propostas da Ford e o Ka vai caminhando para a vice-liderança.

Mas quem surpreendeu mesmo neste primeiro semestre de 2018 foi o Volkswagen Polo, que ficou com a quarta posição, superando até mesmo o Gol, que ficou com a sexta posição no ranking. Só que o crescimento maior foi do Jeep Compass, que é atualmente o mais vendido do segmento e teve um aumento nas vendas de 28%.

O Jeep Renegade, o Hyundai Creta e o Ford Ecosport tiveram crescimento nas vendas neste primeiro semestre e apesar de não ficarem entre os dez mais vendidos do período, mostram que estão agradando o mercado nacional.

Mas nem todos os modelos conseguiram bons resultados, por exemplo, o Renault Sandero teve uma queda de 25% em relação ao mesmo período do ano passado e um dos motivos é a forte concorrência, pois o consumidor agora tem o Fiat Argo e também o Volkswagen Polo. Outro motivo que pode ter atrapalhado as vendas do Sandero é que o modelo não recebeu atualizações e o consumidor anda mais exigente, já que tem muitas opções para escolher.

O Fiat Uno é outro que despencou nas vendas, a queda foi de 76%. A Fiat acendeu o sinal de alerta e já está tomando providências para ver se consegue reverter os resultados ruins.

Para o segundo semestre de 2018, a expectativa é que o Onix continue mantendo a liderança com folga e a briga fique pela vice-liderança, entre HB20 e Ford Ka.

Por Russel


Peugeot 208 InConcert – Características da Série Especial


A série especial do Peugeot 208, InConcert, teve apenas 250 unidades produzidas.

O novo Peugeot 208 série especial InConcert chega ao mercado e acaba com a ansiedade de muitos usuários que estavam à espera desse modelo. Ele vem com muitas características marcantes e pode ser considerado um carro completo e muito moderno. Por ser um carro tão especial e muito esperado, serão apenas 250 unidades nesse primeiro momento de lançamento. Então se você quer um modelo, corra logo e não perca sua chance de comprar uma máquina dessas. Para saber mais detalhes desse carro, continue lendo este texto.

Conhecendo os itens de série do novo Peugeot 208 InConcert

Esse novo modelo tem muitas funções e observações positivas, e entre elas estão seus itens de série. E é claro que isso é muito animador para qualquer usuário de carro. Entre seus itens estão:

– Câmera de ré

– Isofix

– Direção elétrica

– Retrovisores na cor preta brilhante

– Rodas de liga leve aro 15

– Volante revestido em couro

– Alarme

– Monogramas In Concert nas laterais

– Vidros e travas elétricas

– Ar-condicionado

– Câmbio automático

Entre outros.

Carro com muita modernidade

O novo Peugeot 208 InConcert é um carro muito moderno, e a altura da marca, que já é bem conhecida por fabricar máquinas bem potentes. Nele o usuário encontram muitas funções a altura de um carro top de linha, como exemplo podemos citar:

– Central multimídia de 7 polegadas

– Subwoofer amplificado Slim de 250 Watts

– Sonorização e mídias completas

Dessa forma fica muito simples viajar dentro desse carro, com mais conforto e diversão para todos os usuários.

Design moderno

Outro detalhe que é muito positivo nesse carro, é o seu design moderno e atrativo. Seu desenho é diferenciado e seus faróis grandes tornam esse carro muito chamativo, e por isso ele não passa despercebido por onde passa. A marca disponibiliza e cores que são Cinza Aluminium e Branco Branquise. A boa notícia é que mesmo sendo 2 cores a serem escolhidas, ambas são lindas.

Peugeot 208 InConcert tem câmbio automático e 6 marchas

Para os consumidores que gostam de mais praticidade ao pilotar, o Peugeot 208 InConcert tem tudo para agradar. Ele possui câmbio automático e 6 opções de marchas, ele também possui 4 modos diferentes de condução. Esse também é um lado positivo e que muitas pessoas buscam na hora de escolher um novo modelo de carro.

Valor de mercado do Peugeot 208 InConcert

O preço de mercado desse carro vai agradar a maioria dos consumidores, pois ele está dentro do esperado. O preço médio desse carro é de R$65.490,00. Se avaliarmos todas as funções desse modelo, assim como seu design e modernidade, fica claro que ele é um ótimo custo-benefício. Pois se trata de um carro com ótima duração e desempenho. Ele também fica na frente da sua concorrência sem muito esforço. Então vale a pena optar por esse modelo na hora da escolha do novo carro.

Modelo Peugeot 208 InConcert tem motor 1.6

O motor do Peugeot 208 InConcert é o 1.6 que é considerado muito potente. Por isso, esse carro é ideal para quem gosta de velocidade na estrada, além de conforto e segurança em um carro só.

Carro espaçoso

Outro fator que vai agradar muito nesse modelo, é que ele é muito espaçoso. Por isso, ele é indicado para famílias grandes ou com crianças. Pois ele comporta todos os seus usuários de forma correta e no fim das contas, a viagem se torna perfeita e muito aconchegante.

Com essas informações é possível notar que esse modelo tem muito a oferecer, principalmente para os usuários mais exigentes!

Por Cristiane Amaral

Peugeot 208 InConcert

Peugeot 208 InConcert

Peugeot 208 InConcert

Peugeot 208 InConcert

Peugeot 208 InConcert


SUVs Mais Vendidos no Primeiro Semestre de 2018


O Jeep Compass foi o SUV mais vendido no primeiro semestre de 2018, com 28.194 unidades emplacadas.

Segundo dados oficiais da Fenabrave (Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores), disponíveis no endereço www.fenabrave.org.br, o campeão de vendas acumuladas nos últimos seis meses na categoria SUV foi o Jeep Compass.

O mercado de vendas em 2018 está crescendo, mesmo com eventos como a Copa do Mundo de Futebol que prejudicam a quantidade de dias úteis disponíveis no mês de Junho e Julho ou o problema de abastecimento recentemente enfrentado devido à greve dos caminhoneiros, houve uma alentadora consolidação do crescimento de unidades emplacadas ao longo de todo semestre. No total, até o fechamento do último mês foram 1.127.217 unidades vendidas permitindo registrar um aumento de 13,71% sob o mesmo período do ano passado, uma ótima notícia que culminou com o anúncio do programa de incentivos governamentais denominado Rota 2030.

Agora tanto as montadoras, fornecedores e rede autorizada esperam um crescimento consistente amparado por uma política concreta de incentivos e a pré-disposição da indústria em fornecer carros mais modernos e acessíveis a todos.

Segmento de SUV cresce

Anos atrás os SUVs médios eram considerados simplesmente carros de nicho, com poucos modelos ofertados (e consequentemente baixa competição), esta situação mudou radicalmente atualmente. Os modelos SUV estão “roubando” compradores de nichos tradicionais do mercado como sedan médios e hatches premium, o segmento de SUV, especialmente os modelos de entrada com melhor custo-benefício cresce e ocupa um espaço cada vez maior.

Prova disso são seus números, hoje todo segmento de SUV corresponde a cerca de 25% de todos os carros novos vendidos e emplacados no país, para efeito de comparação o carro mais vendido do país, o Chevrolet Onix, representante do segmento de hatches pequenos tem 27% de fatia, isto quer dizer que existe muito a ser explorado e conquistado, tanto em compradores como em produtos.

Jeep Compass é o campeão

Para muitos analistas o fato do Jeep Compass ser o vencedor em sua categoria apenas atesta a consolidação de uma marca e de um modelo comprometido com a boa qualidade e preço competitivo para seu segmento e porte.

O Compass já vem de ótimos números de vendas desde o início do ano e a tendência é que repita e inclusive se isole na liderança no segundo semestre, porém a aparente comodidade do primeiro posto não é sentida pelo seu pelotão abaixo, muito pelo contrário, entre os 10 primeiros SUVs mais vendidos algumas posições foram mantidas graças às poucas unidades na frente e mesmo as montadoras que possuem modelos recém-lançados ou novas gerações de antigos ainda lutam para melhorar suas vendas e participação neste nicho.

Vamos ao Resumo abaixo do Ranking

  • 1º Colocado: Jeep Compass com 28.194 unidades emplacadas.

Líder isolado no segmento, já vem de bons números de vendas desde os primeiros meses e deve continuar na liderança no segundo semestre, salvo algum outro importante lançamento da concorrência.

Jeep Compass 2018

  • 2º Colocado: Honda HR-V com 23.149 unidades emplacadas.

Mostra ainda fôlego e disposição, mas não está isolado em sua posição demonstrando a disposição da concorrência em mudar constantemente este ranking

Honda HR-V 2018

  • 3º Colocado: Nissan Kicks com 21.837 unidades emplacadas

O Kicks agora nacionalizado surpreendeu e venceu por poucas unidades seu outro concorrente de peso (veja abaixo), com isso, a Nissan mostra o seu acerto em investir na produção local.

Nissan Kicks 2018

  • 4º Colocado: Jeep Renegade com 21.430 unidades emplacadas

Teve a terceira colocação tomada por uma diferença mínima de exemplares vendidos, mesmo assim é muito bem aceito no mercado e faz a marca Jeep brilhar neste segmento com dois exemplares de peso.

Jeep Renegade 2018

  • 5º Colocado: Hyundai Creta com 20.152 unidades emplacadas

O SUV produzido localmente pela Hyundai se mostrou um sucesso, aumentando a participação da montadora coreana no mercado e abrindo caminho para novos produtos futuros.

Hyundai Creta 2018

  • 6º Colocado: Ford EcoSport com 15.988 unidades emplacadas

Mesmo apresentando mudanças recentes, o Ford EcoSport ainda está distante da liderança mantida pela Ford durante muitos anos neste segmento, de qualquer maneira não fez feio em comparação aos seus concorrentes diretos.

Ford EcoSport 2018

  • 7º Colocado: Chevrolet Tracker com 13.440 unidades emplacadas

Mesmo importado, está conseguindo bons números de vendas e a GM promete investir mais neste segmento.

Chevrolet Tracker 2018

  • 8º Colocado: Renault Captur com 9.342 unidades emplacadas

Ganhou do irmão mais velho por uma diferença não muito grande, em boa parte se deve este ganho pelo fato de representar um projeto mais novo.

Renault Captur 2018

  • 9º Colocado: Renault Duster com 8.402 unidades emplacadas

Conseguiu ajudar a Renault a colocar dois exemplares entre os dez mais vendidos, sendo seu custo-benefício o seu principal trunfo.

Renault Duster 2018

  • 10º Colocado: Honda WR-V com 7.975 unidades emplacadas

O principal mérito do projeto nacional da Honda é ter crescido em vendas no último mês permitindo alcançar esta ótima décima colocação dentro todos mais vendidos.

Honda WRV 2018

Por Carlos B.


Fiat Palio pode Voltar ao Mercado


Presidente do Grupo na América Latina afirma que o Palio pode voltar no futuro.

O Palio é um dos modelos de maior sucesso da Fiat, pois conquistou o Brasil inteiro, por isso o consumidor ficou tão surpreso com a notícia de que o hatch saiu de linha, já que a montadora preferiu investir pesado no Argo. Porém, o fim do Palio ainda não é definitivo e ele pode voltar. Quando a FCA (Fiat-Chrysler) apresentou seus planos para o Brasil para os próximos 5 anos, o presidente do grupo para mercados na América Latina, Antônio Filosa, informou que 'Palio' é um nome que se tornou praticamente um ícone para a empresa, por isso ele até pode retornar no futuro.

A declaração deixou os amantes do Palio empolgados, mas vale ressaltar que Filosa em momento algum deu previsão de quando poderia retornar com o modelo que foi um dos campeões de vendas no Brasil. A primeira geração chegou ao mercado nacional no ano de 1996, com o objetivo de ser o concorrente direto do Gol, que estava rendendo bons lucros à Volkswagen.

Para aquele ano, o Palio tinha um visual moderno, ousado e conseguiu conviver muito bem com o Uno, um ponto importante que muito beneficiou a Fiat. Com o sucesso do modelo, a montadora continuou investindo e a cada ano trazia pequenas mudanças, para não correr o risco de atrapalhar as vendas. Até que em 2001 houve a primeira grande mudança no hatch, principalmente no visual. Giorgetto Giugiaro, designer italiano, trouxe linhas mais modernas ao carro, que contava com motorização Fire 1.0 8V e também o 1.0 16V. Não demorou muito para chegar a opção flex e depois o modelo com motor Fire 1.4. E assim, o Palio foi acompanhando a evolução do mercado, tentando se manter entre os primeiros.

Em 2004, a Fiat resolveu fazer uma outra grande mudança no Palio, pois a concorrência estava disponibilizando modelos com design avançado, mas foi em 2008 que chegou o Novo Palio, mais uma tentativa da empresa de manter o modelo vivo, mesmo depois de tantos anos. Em 2011 é que chegou a segunda geração e em 2014 foi a vez do Palio Fire se tornar o modelo de entrada, até que este ano foi aposentado, para tristeza de muitos, que o consideravam com fôlego para mais algum tempo.

O Palio fez tanto sucesso que em 2006 a Fiat lançou um projeto ousado, o Palio Elétrico, em parceria com a KWO, uma empresa suíça e outros parceiros. A hidrelétrica Itaipu Binacional solicitou o modelo, que contava com um motor de 15 Kw, cerca de 20cv e tinha autonomia de 120 km. As baterias ficavam logo abaixo do assoalho do porta-malas, assim não roubou espaço. Só que logo surgiram os primeiros problemas, por exemplo, a recarga era muito lenta, o veículo ficava conectado a uma tomada trifásica de 220 volts por 8 horas para ser completamente carregada. O console central tinha um display onde eram exibidos todos os dados sobre a bateria, informando a carga, temperatura, entre outros.

No ano de 2001, o Palio ganhou uma carroceria nova para celebrar a chegada do século XXI, com rodas 14", saias laterais, faróis de neblina e pára-brisa degradê.

Depois de tantos anos no mercado, o Palio tornou-se um nome forte, sinônimo de beleza, qualidade e economia, só que o mercado de automóveis evoluiu muito, hoje são várias opções no mercado oferecendo tecnologia de ponta e muitas novidades para conquistar o consumidor. O Palio acabou ficando obsoleto e por isso foi aposentado. Como disse Antônio Filosa, pode ser que futuramente o nome volte a constar no catálogo de lançamentos da Fiat, mas por enquanto, fica apenas na lembrança de todos, podendo retornar futuramente, mas aí, teria que passar por uma reformulação completa.

Por Russel


CNH Digital – Emissão Obrigatória em todo Brasil


Detrans poderão decidir sobre pagamento ou não da taxa para o documento.

Desde o ano passado os brasileiros tiveram conhecimento sobre a implementação da Carteira Nacional de Habilitação Digital. Contudo, como os Detrans atuam de forma independente, muitos motoristas possuem muitas dúvidas em relação ao documento digital. Agora, a emissão do documento torna-se obrigatória para todos os estados brasileiros.

A princípio, a previsão era de que no dia 1º do mês de fevereiro os Detrans já teriam que emitir o documento digital. Porém, o tempo dado não foi suficiente para que o recurso fosse disponibilizado para todos os estados.

Assim, a partir de agora já é obrigatório a emissão da CNH digital por parte dos Detrans. É importante ressaltar que os motoristas não são obrigados a possuir o documento em sua versão digital, mas aquele motorista que optar pelo documento nesta modalidade, o Departamento de Trânsito atuante no estado em questão é obrigado a emiti-lo.

Para quem ainda se encontra com dúvidas em relação ao documento, este possui a mesma validade que o documento impresso no papel.

Outra dúvida bastante comum entre os motoristas é em relação ao valor que será cobrado pelo documento eletrônico. O que se pode afirmar até o momento é que cada Detran terá a liberdade de cobrar o valor que melhor lhe aprouver.

Pode até ser que o documento não seja cobrado, mas isso será uma decisão de cada Detran.

Quem possui o documento impresso não será obrigado a requerer o documento eletrônico.

Depois de passar vários meses em processo de implementação, o Denatran, que é o Departamento Nacional de Trânsito, confirmou oficialmente que todos os Detrans se encontram aptos para realizar o cadastro para os interessados.

Essas informações foram emitidas pelo Serviço Federal de Processamento de Dados, que informou que o último Detran a aderir ao novo formato digital do documento de habilitação foi o do estado do Rio de Janeiro, que disponibilizou o serviço no dia 25 do mês de abril.

O documento poderá ser acessado por meio de um aplicativo especialmente desenvolvido pelo Denatran. Este aplicativo já se encontra disponível para ser baixado na Play Store e nas lojas App Store. o App será gratuito.

Muitas são as vantagens de se possuir a CNH digital, uma vez que ela promete praticidade e segurança, uma vez que a versão eletrônica armazenará os dados de QR Code que já estão presentes nas carteiras recentemente emitidas e que podem ser lidos por agentes de trânsito ou policiais que estejam utilizando um aparelho tablet ou smartphone.

Se você possui carteira de habilitação e deseja ter a versão digital, é preciso fazer um cadastro. Para isso, basta acessar o site do Denatran e clicar na guia" Cadastro", fazendo o preenchimento de todos os dados. Feito isto, o órgão enviará ao requerente um e-mail para confirmação e o cadastro será ativado.

Assim, para confirmar o seu cadastro é só clicar no link enviado no e-mail. Dessa forma, acesse mais uma vez o site e realize o login, informando o número de seu CPF e informando uma senha.

Na guia "Usuários" clique na opção de "Meus dados" e complete as informações para o cadastro, agora com os dados da CNH como número de segurança e o número de seu celular.

Ao clicar na guia "CNH Digital" a adesão será efetuada ao clicar no link de ativação. Por último, é só clicar no código de ativação.

Ao realizar esse processo baixe o app CNH DIGITAL e informe o número de seu CPF e a senha criada no site do Denatran. Depois digite o código para ativação. Ao informar um número de PIN, a Carteira Nacional de Habilitação poderá ser visualizada.

Sirlene Montes


Citroen C4 Cactus ganha Nova Versão de Entrada


Confira aqui mais detalhes sobre o Novo Citroen C4 Cactus.

Um dos lançamentos da marca Citroën mais esperados no Brasil é claramente o C4 Cactus, isso porque em divulgações de esboços do carro e algumas especificações mais avantajadas foram dadas como amostra para o público, isso deixou todos os que viram bem animados e ansiosos para o lançamento oficial. O carro, assim como a maioria dos modelos lançados atualmente, tem algumas características particulares em versões diferentes, por exemplo, como é o caso do Shine, até o momento a versão mais cara do SUV, e quanto mais são reveladas as novidades mais aumenta sua popularidade.

Possuindo esta versão mais cara, o modelo também tem uma versão de entrada, chamada Live, que virá como dito no começo com motor 1.6 do C3 e trazendo calotas, coisa que não é tão comum entre os carros atuais. Mas isso também varia devido à demanda de veículos com um custo mais acessível e maior comercialização da própria empresa.

Diferente dos outros modelos da Citroën o novo C4 não traz um estilo tão redondo como suas versões anteriores, o carro agora é um pouco mais "quadrado" e não possui tantas linhas assim como a maioria dos outros, isso então ainda sim remete à ideia de que a Citroën ainda se preocupa em manter um estilo mais redondo. Seus faróis lembram um carro de outra marca, ou alguns novos produzidos de outras também, tendo como exemplo o Fiat Toro, que traz os faróis de LED um pouco mais finos e estilosos, dando a impressão de um capô maior e a parte frontal um pouco mais alta e larga, porém, não imagine que isso é algo ruim, além de economizar um grande espaço está na moda, pois várias empresas vem o adaptando. Apesar desses faróis estarem nesta parte, os originais mesmo ainda reforçam em uma área localizada um pouco abaixo, e para completar, os de milha estão na parte total abaixo da frente.

A grade frontal do veículo continua trazendo o modelo das versões anteriores, puxando o risco desde o farol e ligando o logo que está na parte frontal centralizado, como sempre o cromado predomina nesta região. Por ser um SUV, tem uma altura razoável, não sendo baixo como um esportivo, por exemplo, e nem alto como uma picape.

Outra coisa que agrada agora na parte de desenvolvimento é o carro possuir a opção de troca de marchas automática, isso facilita muito ao condutor e atrai ainda mais um público mais exigente.

O seu design parece não ser tão aerodinâmico quanto o esperado, isso talvez devido ao seu modelo de SUV não querer seguir tanto isso, por ser um carro mais espaçoso e menos esportivo.

E como já dito anteriormente, a empresa aposta muito na quantidade de versões produzidas para alavancar suas vendas, pois seu público pode querer investir em alguns modelos diferentes, por exemplo, ao querer gastar menos, a versão Live é mais apropriada por ter um custo menor, porém, acompanhado do seu custo, desempenho menor e um pouco menos de acessórios, e é nesta parte que se diferencia a versão Shine, saindo por um preço mais alto, é consequentemente mais completo, tanto na parte de estética quanto de desempenho.

Em questão de preço, ainda não se sabe ao certo com precisão, mas presume-se que possa custar mais que o valor do Peugeot 2008, que atualmente está no mercado pelo valor de R$ 89.990. Isso porque a empresa resolveu investir um pouco mais em tecnologia e deixar o carro com um estilo um pouco mais futurístico e mais perto dos atuais, e segundo imagens divulgadas, não deixou a desejar.

Gustavo Martins


Mercedes-Benz Classe C 2018 – Especificações, Preços


O Mercedes-Benz Classe C 2018 ganhou o consumidor por ser muito discreto e elegante, além disso, a estrela de três pontas presente no capô agrega ao carro um visual luxuoso e que que chama a atenção por onde passa.

Não é segredo que quando falamos sobre o segmento de luxo, o Mercedes-Benz Classe C 2018 lidera disparado as vendas. O seu valor permeia R$ 178.900,00 e pode chegar até R$ 317.900,00. O veículo dependendo de sua versão é equipado com uma carroceria sedan, cupê, conversível e perua.

Mercedes Classe C 2018 – detalhes

O Mercedes-Benz Classe C 2018 ganhou o consumidor por ser muito discreto e elegante, além disso, a estrela de três pontas presente no capô agrega ao carro um visual luxuoso e que que chama a atenção por onde passa. Além disso, aas linhas e os cromados presentes no design do carro, completa sua ostentação.

Os faróis do Mercedes-Benz Classe C 2018 possuí faróis Full LED e também LEDs diurnos. O carro possui uma pegada esportiva graças as grades de frisos cromados e seu para-choque com spoilers e frisos cromados também. Na versão Exclusive, o desenho da estrela de três pontas da estrela no capô, para aqueles que adoram o carro em sua versão original.

Outro item que também chama atenção são seus retrovisores que seguem a mesma tonalidade do restante do carro, assim como os desembaçadores dos espelhos, os repetidores de direção com luz de solo e o rebatimento elétrico. O design luxuoso também está presente em suas lanternas de LED e na tampa do porta-malas que conta com um friso cromado. O veículo continua com o teto solar em tamanho padrão.

Assim como no porta-malas o Mercedes-Benz Classe C 2018 apresenta frisos cromados nas laterais dos veículos e no para-choque traseiro, além de objetos cromados presentes na base do protetor e em torno das janelas. Nas versões C250 e C300 Sport os cromados dão lugar a elementos na cor preta brilhante e rodas aros 18 ou 19 da AMG, além de possuir lindos para-choques com entradas de ar salientes.

Já na parte interna, o Mercedes Classe C 2018 está muito próximo as características presentes no Classe S, possuindo comandos de ajustes elétricos no assento do motorista com botões presentes nas portas. Essa função permite que o motorista regule o apoio de cabeça e, além disso, possui três memórias. Os cromados também estão presentes na parte interna e os detalhes são todos em couro, as portas possuem um acabamento em alumínio. Já nas versões Avantgarde e Sport a cor predominante é o preto brilhante, e na versão Exclusive os revestimentos são todos em madeira. As três versões possuem um volante multifuncional, tendo a coluna de direção totalmente ajustável de forma elétrica juntamente com a memória do assento.

Mercedes Classe C 2018 – novidades

Para o mercado brasileiro o Mercedes-Benz Classe C 2018 traz algumas novidades. O sedã de luxo é fabricado na fábrica localizada em Iracemápolis, cidade localizada no interior de São Paulo, e além das versões já disponíveis a partir de agora contará com a versão Exclusive para o C 180. Ela terá a grade clássica da Mercedes na cor metálica e também a estrela de três pontas presentes no capô. As rodas de liga leve serão de aro 17 com raios múltiplos. O seu interior será todo revestido em madeira e terá um relógio analógico.

Ele estará equipado com sete airbags, um multimídia áudio 20 com GPS, Bluetooth, CD e USB integrados, um Dynamic Select, faróis com full LED, um controle de cruzeiro com limitador, os bancos serão todos revestidos em couro, adaptive brake, um ar-condicionado dual zone, além de possuir um pacote completo de luzes internas.

Mas isso não é tudo, a novidade que merece mais destaque é a introdução do câmbio automático 9G-Tronic possuindo nove velocidades, esse câmbio estará presente em todos os modelos da linha, além disso, terá a potência de 156 cv e 25,5 kgfm no 1.6 turbo e 211 cv com 35,5 kgfm no 2.0.

Mercedes Classe C 2018 – preços

Veja os preços que cada uma das versões irá custar:

  • Mercedes-Benz C180 Avantgarde 2018 – R$ 178.900
  • Mercedes-Benz C180 Exclusive 2018 – R$ 178.900
  • Mercedes-Benz C180 Estate 2018 – R$ 187.900
  • Mercedes-Benz C180 Avantgarde Coupé 2018 – R$ 187.900
  • Mercedes-Benz C250 Avantgarde 2018 – R$ 205.900
  • Mercedes-Benz C250 Sport Coupé 2018 – R$ 275.900
  • Mercedes-Benz C300 Sport 2018 – R$ 248.900
  • Mercedes-Benz C300 Cabriolet 2018 – R$ 317.900

Então se você é fã do sedan de luxo, não deixe de adquirir o seu Mercedes-Benz Classe C 2018.

Por Isabela Pierini

Mercedes-Benz Classe C 2018

Mercedes-Benz Classe C 2018

Mercedes-Benz Classe C 2018

Mercedes-Benz Classe C 2018


Audi A4 Limited Edition e Q3 Black Edition – Novas Versões Especiais


Conheça aqui as principais novidades do Audi A4 Limited Edition e Q3 Black Edition.

O sedã A4 e o SUV Q3 ganharam novas versões, agora contam com mais equipamentos para tentar conquistar o consumidor brasileiro, que tem à sua disposição atualmente uma série de modelos para escolher. A Audi ainda investiu em um design diferenciado e para completar o pacote de agrados ao consumidor, ainda traz preço atrativo, esperando que assim possa alavancar as vendas.

Em abril, a Audi apresentou suas novas versões, sendo limitadas ao A4, inclusive uma variante perua e o SUV compacto Q3. As duas novidades foram chamadas de Limited Edition e Black Edition, dois nomes estilosos que procuram dar ainda mais destaques à nova aposta da marca. Mas as novidades ficaram limitadas à configuração Ambient de cada um, mas com o importante diferencial que foi a adição de equipamentos que custam mais caros, só que foram disponibilizados por um preço bem mais em conta, o que se tornou um grande atrativo.

O consumidor logo nota que tem algo de diferente, porque o design foi levemente reformulado, recebendo o kit S-Linie, deixando o veículo com um estilo mais moderno. O preço do A4 ficou em R$ 210.990,00, enquanto o A4 Avant custa R$ 217.990,00 e o Q3 sai por R$ 184.990,00.

A versão Limited do modelo A4 conta com os mesmos equipamentos internos e também a mudança no design para ambos o modelo, a única diferença está no teto solar que é panorâmico para o caso da perua. A configuração Ambient recebeu uma lista completa de objetos, transformando-a em Limited Edition. De acordo com a Audi, esse grande desconto só foi possível por causa de uma negociação com a matriz, desta forma o pacote chega a custar até 40% menos do que se for adquirido como opcional. O valor destes equipamentos chegaria a R$ 29 mil, mas agora estão sendo oferecidos por R$ 17 mil, comprovando que esta edição limitada é realmente uma grande vantagem.

No caso do A4 Limited Edition, com R$ 17 mil a mais, é possível levar o kit esportivo S Line, ter um preto brilhante no acabamento exterior, roda 18 polegadas com novo design, spoiler traseiro com visual esportivo, faróis Full LED e teto solar elétrico. Esta versão já vem com volante multifuncional, bancos em couro sintético e no caso do motorista há o ajuste, smartphone interface, sensor de estacionamento traseiro e também dianteiro, câmera de ré e faróis Xenon.

A perua teria um acréscimo no valor de até R$ 30 mil, para ter a lista dos equipamentos, só que na versão Limited Edition o valor cobrado é de R$ 19 mil, para ter saias laterais, entradas de ar um pouco mais largas, emblemas S-Line na carroceria, soleira iluminada e também o difusor traseiro em estilo esportivo. O acabamento que era a cinza, passa a ser preto brilhante, nos retrovisores, nas molduras das janelas e também na grade. As rotas de 18 polegadas ganham design exclusivo. Vale ressaltar que são apenas 200 unidades do modelo A4 e 100 do A4 Avant para versão Limited Edition.

No caso do Q3, o nome da versão ficou diferente, só que a estratégia foi bem parecida, pois o utilitário conta com o pacote S-Line de série, o que já é um grande atrativo e tem descontos para os equipamentos oferecidos à parte. O que mais destaca no visual do Q3 Black Edition são os frisos por toda grade preta, além dos retrovisores escuros. As rodas também são aro 18 e com design exclusivo. Para esta opção o teto solar é panorâmico e os equipamentos adicionais são: porta-malas elétrico, kit esportivo S-Line, acabamento exterior em preto brilhante, teto solar elétrico, roda 18 polegadas com novo design, sistema de som Bose, volante multifuncional, inlay em alumínio e pacote de luz interior em LED.

Na parte mecânica destes modelos, nenhuma alteração, sendo a perua e o sedã com motor 2.0 TFSI com câmbio de dupla embreagem de 7 marchas e no caso do Q3, o motor é 1.4 e câmbio de 6 marchas.

Por Russel


BMW M5 – Lançamento e Vendas no Brasil


A inédita geração do modelo BMW M5 deverá chegar ao Brasil em breve.

Uma das maiores marcas alemãs no ramo automobilístico, a BMW, está com novo lançamento oficial no mercado internacional. A pré-venda do lote inicial já esgotou suas 30 unidades, conforme declararam os gestores da companhia.

Deste modo, dado que a citada pré-venda foi bem-sucedida até finalizar em meados do mês de abril, a inédita geração do modelo BMW M5 pode iniciar definitivamente suas vendas, chegando até às redes de concessionárias desta marca no Brasil. Ele será diretamente importado da unidade de Dingolfing, localizada na Alemanha.

Este veículo desembarcará em solo brasileiro no valor sugerido de R$ 694.950, embora possa chegar até os R$ 739.950, em sua versão mais equipada com o chamado Performance Pack. De acordo com a própria montadora, todo o lote inicialmente disposto, com 30 unidades, foi bem sucedido nas vendas, dentro deste tipo de ato especial em estreia provisória, por conseguinte, todas as demais versões estarão munidas com de um recurso intitulado: Service Inclusive Plus.

O modelo M5 já está sendo reconhecido como o mais rápido e potente da história da empresa, atingindo com mérito sua sexta geração, portando um visual bem mais agressivo, no bom sentido; equipado com tecnologias muito mais adiantadas, de ponta, além dos atributos capazes de fazer superar de longe os números da linha anteriormente lançada.

Entre as especificações estão: o motor tipo 4.4 em V8, cuja versão atualizada garante desempenho de até 608 CV na potência, ou seja, chegando a uma marca entre 5.600 e 6.700 de RPM e mais 76,5 KGFM em termos de torque.

Assim, com essa ficha de alta categoria, o modelo M5 pode acelerar de 0 a 100 km/h em um tempo recorde 3,4 segundos, de acordo com a montadora, tendo uma máxima limitada eletronicamente para até 250 km/h ou em 305 km/h no caso de haver remoção do recurso limitador. Está munido do câmbio Steptronic em oito marchas com poder de operação no modo Efficient; modo Sport e no modo Sport Plus.

Possui o sistema de tração chamado xDrive, que permite a alteração entre as diversas configurações 4WD, do 4WD Sport e do 2WD, na traseira. Para todo consumidor que aprecia a chamada direção mais permissiva, a empresa garante a opção que desliga inteiramente o controle de estabilidade. Embutidas no volante estão duas teclas vermelhas, a M1 e a M2, que permitem o ajuste preciso dos parâmetros do carro em conformidade com o desejo do motorista.

A companhia anunciou que o recurso de Service Inclusive Plus está previsto em diversos tipos de manutenção gratuita a serem realizadas nos próximos três anos. No seio dessas atividades, entra em destaque o serviço de inspeção completa; a substituição do óleo no motor; substituição dos filtros de óleo e do ar no motor; substituição do microfiltro no sistema do ar-condicionado; do filtro de combustível; substituição das velas de ignição e do fluído dos freios. Outros serviços incluem: substituição de itens devido ao desgaste; assim como dos componentes de todos os freios da parte dianteira e da traseira, ou seja, as pastilhas, os discos e os sensores; substituição da embreagem e também do limpador do para-brisa.

A versão exclusiva intitulada Performance Pack está munida da capa de motor estilo M-Carbon; dos discos de freio em cerâmica M-Sport e do teto em fibra de carbono, o que constitui uma redução total de até 21 kg.

Trata-se, por conseguinte, de uma linha de carro quase na vanguarda dos concorrentes, devido à sua simplicidade, eficiência e potência que só a BMW sabe infundir em um modelo seu. Vale a pena conferir.

BMW M5 2018

BMW M5 2018


Renault Captur Coupé – Características, Especificações


O Renault Captur Coupé tem como grande diferencial o seu design totalmente diferente com inovações como faróis em estilo único, grade frontal totalmente nova e um para-choque com entradas de ar em tamanho maior do que em modelos anteriores.

A manutenção adequada de concessionárias no ramo em que atuam depende, de forma fundamental, da capacidade em inovar e proporcionar melhorias nos modelos que comercializam segundo as tendências de consumo dos interessados em veículos.

Neste sentido, uma das novidades que estão sendo aguardadas em todo o mundo consiste no lançamento do novo Renault Captur Coupé cujos detalhes básicos serão abordados em seguida neste artigo.

Informações atuais sobre projeção do Renault Captur Coupé

O lançamento do novo Renault Captur Coupé está previsto para ser realizado por esta montadora francesa no segundo semestre do ano de 2018 em diferentes partes do mundo. O seu foco consiste no oferecimento de um SUV com estilo de cupê para mercados em ascensão quanto à indústria de automóveis.

De forma inicial, este novo veículo foi nomeado como LJC e foi apresentado em seus traços mais gerais em uma projeção na qual é possível identificar previamente as características básicas deste modelo que será apresentado, de forma inicial, no Salão do Automóvel da Rússia durante o mês de agosto.

Apesar de a sua inauguração estar agendada para a região russa, a abrangência para a venda do novo Renault Captur Coupé será em diferentes partes do mundo como Coreia do Sul, China e, também, Brasil que são representantes importantes do mercado, foco desta montadora especificada.

Para o mercado brasileiro de automóveis, de maneira específica, este modelo da Renault terá sua comercialização ofertada no território nacional sendo que a definição do seu início dependerá do comportamento econômico local e da aprovação do novo regime automotivo em análise.

Características principais do novo Renault Captur Coupé

A apresentação, de forma geral, deste novo modelo crossover da Renault ocorreu há poucos dias e usará a plataforma BO que elabora o modelo Renault Duster e, por isso, será maior do que este mesmo veículo disponibilizado no mercado europeu na atualidade.

Ao considerar o novo Renault Captur Coupé, a sua caracterização básica apresentada demonstra que a principal estratégia para atração de seus consumidores será com o estilo inovador aplicado em sua carroceria e se tornará, assim, a nova cara dos veículos oferecidos pela Renault.

A criação do novo Renault Captur Coupé teve como foco em sua realização a oferta conjunta da segurança típica de um utilitário em associação com a esportividade e desempenho que remonta os cupês mais típicos alcançando, assim, diferentes tipos de consumidores interessados.

Dados especificados do Renault Captur Coupé

O novo Renault Captur Coupé, de maneira detalhada, terá um teto com um caimento diferente dos modelos presentes no mercado atual além de lanternas traseiras com tamanho maior para uma atração, assim, do público-alvo mais jovem.

Mais um ponto destaque sobre este modelo consiste na sua capota que agora possui linhas com curvas mais acentuadas e está localizada em uma posição mais baixa do que no veículo original que serviu de base para a sua devida criação.

É importante mencionar, ainda que o Renault Captur Coupé tem como grande diferencial o seu design totalmente diferente com inovações como faróis em estilo único, grade frontal totalmente nova e um para-choque com entradas de ar em tamanho maior do que em modelos anteriores.

Com relação ao comportamento mecânico, este veículo terá motores de 1.6 e 2.0 litros quando chegar ao mercado brasileiro e existe, ainda, a possibilidade de que seja comercializado com motorização de 1.3 turbo, sendo que esta última ainda não foi confirmada.

Conclusão

Assim, ao considerar o lançamento próximo do novo Renault Captur Coupé este veículo vai oferecer a inovação do SUV com a elegância e conforto típico dos automóveis cupê e promete, por isso, ser uma das grandes atrações no mercado brasileiro ainda em 2018 para os apaixonados por veículos.

Por Ana Camila Neves Morais

Teaser Renault Captur Coupé


BMW i3 2018 – Especificações, Novidades


Novo carro elétrico BMW i3 será comercializado em breve no mercado brasileiro.

Tem muita gente por aí curiosa para saber tudo sobre o BMW i3, o carro elétrico que em breve chegará ao mercado brasileiro. Enquanto ele não chega, confira todas as novidades sobre o novo lançamento alemão na continuação deste artigo.

Como todos já sabem, este é o primeiro veículo equipado com motor elétrico que será produzido em uma larga escala pela fabricante alemã.

Para tentar agradar a todo tipo de consumidor, o BMW i chega com um design mais futurista, ideal para quem gosta de tecnologia e que sabe que no futuro este tipo de carro é que será utilizado.

O carro foi planejado para oferecer muita eficiência, conforto e dinamismo. Com um design sustentável, em seu interior encontramos muitos materiais sustentáveis, tudo recebendo um acabamento de excelência. As partes que são de plástico receberam 25% de materiais recicláveis e renováveis. Os bancos são revestidos com tecidos feitos com fibras recicladas. Também há partes feitas com madeiras que foram captadas de maneira sustentável.

O novo BMW i3 possui propulsor elétrico que oferece uma potência de 170 cavalos de potência, com capacidade máxima de torque de 24,5 kgfm. Com tração traseira e câmbio automático CVT, a bateria oferece uma autonomia que vai de 130 km a 160 km, podendo chegar até 200 km quando os modos de condução forem acionados pelo motorista, auxiliando para economizar energia.

A energia cinética que é dissipada na frenagem também é reaproveitada pelo carro, atuando na regeneração da carga.

As versões que chegarão ao nosso mercado contarão com um tanque de combustível com capacidade para nove litros. Já o motor que é movido a gasolina é de 38 cv. Este motor é usado para o carregamento da bateria atuando como um gerador, o que aumenta a autonomia até cerca de 300 km.

Como pontos positivos podemos dizer que trata-se de um carro muito bem equipado e estiloso. Já como pontos negativos temos um espaço interno um pouco pequeno e a autonomia que poderia ser melhor.

Conheça abaixo os itens de série que compõem o Novo BMW 2018:

– Sistema para controle de aplicativos;

– Rodas traseiras eletromatrizes;

– Aplicativos integrados;

– Sistema para recuperação de energia;

– Memória Interna/HD;

– Tela de 10,2" que oferece multi-funções;

– Plug-in;

– Luzes laterais, traseiras e diurnas em LED médios;

– Botação para partida;

– Limitador de velocidade;

– Assistente de estacionamento na traseira e completo;

– Conexão USB e entrada auxiliar;

– Alerta para caso de saída da rota;

– Luz automática de emergência;

– Sensor de colisão com as luzes dos freio ativas, monitoramento do condutor, ativação em caso de velocidade baixa;

– Controle de freio para curvas (CBC);

– Freio eletrônico de estacionamento;

– MP3;

– Controle de estabilidade;

– Freios assistidos;

– Preparação para isofix;

– Vidros na coloração verde;

– Vidros da dianteira elétricos;

– Indicador da pressão do pneu;

– Cartão ou chave inteligente;

– Sensor de chuva com limpador de para-brisa;

– Escurecimento automático no retrovisor interno;

– Bancos revestidos em couro;

– Bancos individuais na parte dianteira;

– Ar-condicionado;

– Volante ajustável;

– Entre outros.

Como podemos observar a lista com os itens que compõem as versões deste lançamento é realmente muito interessante e deixam o veículo ainda mais completo.

Gostou do Novo BMW i3 2018? Veja abaixo as versões que serão vendidas em nosso mercado nacional e seus respectivos valores:

– Novo BMW i3 0.6 Hybrid – Rex automatic 2018 : Saindo por R$ 154.799,00;

– Novo BMW i3 0.6 Hybrid – Rex automatic 2018 : Saindo por R$ 168.906,00.

Diante de tantas novidades de um carro elétrico que já faz algum tempo que é aguardado, com certeza o investimento é válido. Afinal, estamos falando do "carro do futuro" que com certeza irá conquistar muitos admiradores.

Por isso, não deixe de conferir de perto essas duas versões e escolha aquela que mais tenha a ver com o seu perfil.

Por Sirlene Montes

BMW i3 2018

BMW i3 2018

BMW i3 2018

BMW i3 2018


Volkswagen T-Cross – Teaser do Novo Modelo


Novo T-Cross será lançado no Brasil em novembro deste ano, no Salão do Automóvel de São Paulo.

Se algum leitor deste artigo se enquadra muito bem no perfil daqueles consumidores brasileiros que lamentam até hoje a saída do Crossfox da linha de produção da Volkswagen, então as suas lágrimas estão com os dias contados.

Tudo isto por que a montadora anunciou, nesta semana, que a nova versão do veículo nesta categoria deverá ser lançada em novembro deste ano durante um dos mais importantes eventos da indústria automobilística, o Salão do Automóvel, que será realizado em São Paulo.

Para quem espera novidades, com certeza não vai se decepcionar. A começar pelo fato de que o novo modelo chegará ao mercado brasileiro totalmente renovado em todos os seus detalhes.

Como o consumidor brasileiro adora um espaço interno, o novo T-Cross (este será o novo nome desta versão) vai chamar a atenção por este detalhe.

Isto foi possível pelo fato de que ele herdou a mesma plataforma do Virtus europeu, cuja distância entre os eixos é bem maior. Além de mais conforto internamente, a nova versão deverá ficar um pouco mais alongada.

Se no Brasil, o novo T-Crossfox vais ficar maior, isto não será em vão. Os planos da Volkswagen é a produção de um SUV maior ainda, o Tarek, de porte médio e que vai herdar a plataforma de atualização da nova versão Crossfox. Por enquanto, o que se sabe é que a marca alemã pretende fabricar esta categoria apenas na Argentina em meados de 2020.

Enquanto o novo modelo ainda não está desfilando pelas ruas das principais capitais brasileiras, os consumidores só poderão se contentar com as fotos da novidade nos principais sites sobre carros no Brasil.

Para atiçar a curiosidade dos usuários, a Volkswagen divulgou na internet o novo ‘teaser’ do seu lançamento, uma espécie de álbum de imagens prévias que mostram os principais detalhes do carro.

Quem já viu as imagens, garante que a nova versão está surpreendente, com um visual muito inovador, principalmente, pela robustez do novo modelo.

Além dos detalhes internos, a parte externa do veículo também chama a atenção pelos seus novos detalhes estéticos.

As lanternas traseiras estão bem mais alongadas e unidas por uma espécie de barra de cor escura, o que dá a impressão de ser apenas um filete de LED.

Sem dar ainda maiores detalhes sobre o T-Cross, a Volkswagen tenta, até o final, manter em sigilo o maior número possível de detalhes. Não sei se vai conseguir diante da grande curiosidade da mídia automobilística brasileira.

O que dá para adiantar aos já interessados fãs da marca é que o novo SUV virá com um motor do tipo TSI 1.0 com quase 130 cv de potência e a versão 1.4 com 150cv.

Com relação à transmissão, o T-Crossfox já vai sair de fábrica no sistema automático e de seis velocidades.

Um dos itens que devem chamar a atenção é a preocupação da Volkswagen com a segurança de seus usuários. Para tanto, o novo modelo também deverá incorporar os mesmos sistemas de segurança já adotados por seus concorrentes da categoria tanto no Brasil quanto na Europa.

Serão eles: o alerta de colisão frontal e um assistente eletrônico capaz de monitorar o veículo em movimento para que ele possa realizar uma mudança de faixa de modo maneira mais segura.

Caso você esteja pensando em levar o novo modelo para casa, então vai ter que esperar um pouco, pois a novidade só estará disponível no mercado no começo de 2019.

Até lá, o consumidor vai ter um certo tempinho para poder preparar o bolso, já que a montadora mantém também o valor do novo modelo como um segredo muito bem guardado. Para quem já tem uma certa experiência, com certeza, o preço vai sem bem maior!

Por Emmanoel Gomes

VW T-Cross Teaser

VW T-Cross Teaser

VW T-Cross Teaser

VW T-Cross Teaser

VW T-Cross Teaser

VW T-Cross Teaser


Carros Mais Vendidos em Junho 2018


Confira os 5 carros mais vendidos no Brasil no mês de junho de 2018.

O mês de junho já se despediu. Porém, o ranking oficial dos carros mais vendidos foi divulgado agora, trazendo uma lista completa de modelos que seguem invictos como campeões de venda.

Tendo isso em mente, trazemos a lista dos 5 carros que mais foram negociados em junho de 2018. Apesar do mês de maio ter registrado uma queda significativa nas vendas de veículos, ocasionada essa em parte pela manifestação dos caminhoneiros e que tomou conta das ruas do país inteiro, junho restabeleceu e equilibrou o balanço, com comercializações aquecidas.

Sem mais delongas, vamos à lista. Confira a seguir.

5º lugar: Fiat Strada

O Fiat Strada recebeu 5.134 emplacamentos durante o mês de junho, ocupando assim a quinta posição no ranking de automóveis mais vendidos no Brasil. Considerado um sucesso de vendas da montadora, o modelo tem a capacidade de carga de 705 kg, ideal para o trabalho e lazer.

Disponível no catálogo em seis diferentes versões, a picape compacta recebeu algumas alterações em 2018. Em versões focadas para o trabalho, a Hard Working e Working, alguns itens foram escurecidos, como o forro das portas, maçanetas, tecido do teto, colunas e puxadores.

Além disso, a versão Adventure recebeu uma central multimídia de última geração, com tela de 6,2 polegadas acompanhada de TV digital, rádio AM/FM, CD/DVD player, GPS, conexão por Bluetooth, câmera de ré e muito mais. Em todos os modelos, a porta USB foi movida para o console central.

Os motores disponíveis são: 1.8 de 16V flex com até 132 cavalos de potência com etanol; ou 1.4 de 8V flex, que rende um total de 86 cavalos com etanol. Em todos os modelos, o câmbio é manual com cinco marchas.

O preço, por outro lado, varia conforme a versão escolhida, partindo de R$ 47.250 e podendo chegar a até R$ 75.490. Saiba mais em: https://www.fiat.com.br/carros/nova-strada.html.

Fiat Strada 2018

4º lugar: Renault Sandero

O Renault Sandero vendeu um total de 5.857 unidades no mês de junho, subindo em58% suas vendas totais em relação a maio de 2018. Disponível em um total de oito versões, o veículo possui um grande entre eixos se considerando um modelo popular.

Sendo assim, o carro chama a atenção pelo seu porte volumoso. Na versão atualizada, o hatch compacto vem munido de motor SCe, disponível nas opções de 1.6 e 1.0, sendo de quatro e três cilindros, respectivamente. Ainda, a novidade ficou por conta da versão esportiva, com motor F4R 2.0 de 16V flex.

Os preços do modelo variam, partindo de R$ 42.900 na versão mais básica e podendo chegar a até R$ 66.800 no modelo Racing Spirit 2018. Para saber mais, acesse https://www.renault.com.br/veiculos/conheca-nossa-gama/sandero.html.

Renault Sandero 2018

3º lugar: Ford Ka

Com um total de 7.375 carros emplacados, o Ford Ka chegou no mês de junho na terceira posição. O veículo está disponível nas seguintes versões: 1.0 SE, 1.0 SE Plus, 1.0 SEL, 1.5 SE, 1.5 SE Plus e 1.5 SEL.

Há a opção de modelo hatch e sedan. Apostando forte em tecnologia e segurança, entre as principais novidades do veículo estão: direção elétrica, ajuste pelo smartphone do MyFord Docks, comandos de voz com My Connection, câmbio automatiza de Powershift e central multimídia Sync.

Os preços variam, partindo de R$ 41.990 e chegando a até R$ 57.840. Para saber mais, acesse o site https://www.ford.com.br/carros/ka/.

Ford Ka 2018

2º lugar: Hyundai HB20

Ocupando a segunda posição, com 7.888 carros vendidos, o HB20 acompanha as tendências da montadora Hyundai, que investe pesado no design e nos itens de série, como ar-condicionado, airbags, travas e vidro elétrico, entre outros.

Há dois tipos de motores disponíveis, sendo eles: 1.0 e 1.6. Os preços partem de R$ 41.665 e chegam a até R$ 62.655, dependendo da versão escolhida e câmbio manual ou automático.

Para saber mais, acesse o site https://www.hyundai.com.br/showroom/hb20.html.

Hyundai HB20 2018

1º lugar: Chevrolet Onix

Com 15.361 unidades vendidas em junho de 2018, o Chevrolet Onix é o grande campeão de vendas em junho de 2018. Com um pacote e acessórios extremamente atrativos, o veículo vem com muita personalidade e traz tecnologia de ponta. É o caso, por exemplo, do OnStar e MyLink Nova Geração.

Disponível em 5 versões (LT 1.0, LT 1.4, Advantage, LTZ 1.4 e Effect), o automóvel alia segurança, conforto e preços com grande custo-benefício. Sendo assim, o valor do carro pode partir de R$ 48.150 na versão mais popular. A versão topo de linha parte do valor de R$ 57.590.

Para saber mais, basta acessar o site https://www.chevrolet.com.br/carros/onix/.

Chevrolet Onix 2018

Por Kellen Kunz


Mitsubishi L200 Triton 2018 – Características, Ficha Técnica, Preços


Conheça aqui as principais novidades presentes no Novo Mitsubishi L200 Triton 2018.

Robustez, sofisticação e força. Esta são as principais palavras para definir com exatidão a nova versão da Mitsubishi Triton L200 na sua versão 2018.

Projetado inicialmente para ser um carro do meio rural, as sucessivas versões ao longo dos anos desde a sua estreia em 1978, deixaram o novo modelo com um visual bem sofisticado, sem descuidar do conforto, o que o tornou bastante atrativo para quem busca um carro de força para ser usado no meio urbano.

Desde que a sua primeira versão no final dos anos 70, a Mitsubishi conseguiu sintetizar de forma bastante perfeita a sua verdadeira ‘obsessão’ em fabricar veículos que traduzem a sofisticação e a alta tecnologia como característica marcante dos japoneses.

A linha 2018 da sua L200 Triton traz novos conceitos de uma máxima dirigibilidade que podem oferecer bem mais que força.

Para os leitores que já conhecem a nova versão 2018 ou até mesmo para aqueles que desejam conhecer mais perto o novo estilo Mitsubishi, a Triton 2018 não deixa nada a desejar em relação a seus concorrentes de maior peso no mercado automotivo.

Os novos motores que garantem mais força e melhor performance em qualquer terreno

Os consumidores brasileiros que gostam de avalizar um veículo pela sua força do motor, aqui vai uma boa notícia: Com toda certeza, não vão se decepcionar.

A versão 2018 traz como uma de suas novidades uma nova geração de motores: os de 2.4 DI-D MIVEC, com sistema de turbocompressão de configuração bastante variável. Em uma base de alumínio, o novo sistema é capaz de atingir uma performance de 190 CV sem muito esforço. Nesta configuração, o motorista pode optar pela versão do tipo Flex ou a Diesel.

Além disto, a linha 2018 oferece a versão 3.2 L DID-H, também na versão Diesel e com um rendimento superior a 180 CV.

Nesta configuração, o motor possui um cooler do tipo frontal que ajuda no funcionamento do seu sistema turbo, o que garante a manutenção da potência e ajuda a minimizar os desgastes do motor com uma redução da temperatura.

Para quem gosta de optar pelo tipo de motor na hora da compra, então pode escolher também a versão 2.4 do tipo Flex e com cerca de 142 Cv de força.

Para todas as versões, há a possiblidade do consumidor optar pelas versões com câmbio manual e automática de cinco a seis velocidades.

Todas estas configurações estão disponíveis nas três versões disponíveis para o modelo no mercado: A L200 Sport, a Triton Savana/Outdoor e a Triton GLX. Neste caso, o comprador pode perfeitamente optar pela versão que mais se adeque à suas necessidades e às suas possibilidades.

Além dos detalhes mecânicos, a nova linha 2018 vem uma série de itens que fazem a alegria dos seus fiéis consumidores. Para começar, podemos destacar o seu interior com um acabamento bastante sofisticado.

Dependendo da versão escolhida na hora da compra, alguns itens podem ser ofertados e outros não, mas alguns já fazem parte de todas as versões disponíveis.

São eles: Ar condicionado, faróis do tipo Led e com máscara negra, airbags, maçanetas do tipo cromadas, retrovisores do tipo elétrico, volante do tipo multifuncional com regulagem de altura e de profundidade, controles eletrônicos de estabilidade e tração, freios do tipo ABS, assistente de partida em rampas, destravamento das portas e a possiblidade de partida sem ouso da chave.

Com relação ao preço, caso você esteja interessado em levar o novo modelo para a garagem de sua casa, então é bom ir preparando o bolso. Caso o consumidor opte por qualquer uma das versões escolhidas para a nova linha 2018, ele deverá desembolsar uma quantia entre R$ 108.000,00 e R$ 175.000,00. Nada mau para um modelo considerado um dos ‘tops’ do mercado.

Emmanoel Gomes


Honda City 2018 – Características, Especificações


Novo modelo é oferecido em 5 versões.

O Honda City 2018 chega com um visual completamente renovado, mas não foi só o design que mudou, o modelo está com uma série de opções novas que prometem conquistar o consumidor brasileiro. O Sedan agora tem uma central multimídia novinha, mas nem tudo ficou melhor, por exemplo, está sem os controles eletrônicos de tração e de estabilidade, o que pode aborrecer alguns motoristas.

O consumidor já esperava um Honda City 2018 renovado, principalmente os controles eletrônicos e de estabilidade, por isso o modelo acabou decepcionando um pouco, já que justamente estes itens ficaram de fora da renovação pela qual a linha passou. O preço da versão de entrada DX é de R$ 60.900 e para quem for mais exigente e quiser a versão top, precisará desembolsar R$ 83.400.

Assim que o consumidor se deparar com o Honda City 2018 irá notar as mudanças no design, pois o veículo agora está com o visual mais sofisticado, as mudanças nas linhas fizeram toda diferença. A dianteira acabou ficando um pouco parecida com a do Civic, o que pode acabar atrapalhando a personalidade do carro. Os faróis agora são mais alongados, contando com luzes diurnas de LED. Os para-choques também passaram por mudanças, complementando o conjunto, mas na parte de trás quase não houve alterações, a não ser a as lanternas que agora contam com guias em LED.

Na parte interna, as mudanças são tímidas, a primeira vista o consumidor pode até achar que está tudo igual, mas prestando um pouco mais de atenção começará a perceber as novidades. Em relação ao quadro de instrumentos, este continua com a disposição e a central multimídia segue integrada ao painel. Só que o sistema está completamente atualizado, uma ótima notícia, pois ficou compatível com Apple CarPlay e Android Auto.

Serão disponibilizadas 5 versões no mercado, sendo que a Personal custa R$ 68.700 e é exclusiva para o público PCD. Vem com direção elétrica, ar-condicionado, trio elétrico, porém fica devendo as rodas de 15" e o sistema de áudio. Estes dois itens fazem parte dos pacotes das demais versões, mas de acordo com a Honda, se o ciente quiser poderá adicionar as duas opções à versão Personal, porém, entra como pacotes opcionais, ou seja, será preciso pagar mais caro.

O ar-condicionado digital está presente só nas opções EX e EXL, aliás, é bom procurar se informar bem sobre cada uma das versões, saber o que elas oferecem, para fazer uma boa escolha e não se arrepender depois.

A versão top de linha conta com central multimídia de 6" e navegação, além de bancos revestidos em couro, airbags de cortina e também retrovisores elétricos que trazem rebatimento automático.

Em relação à segurança, o Honda City 2018 tem muito a oferecer, começando pelo sistema de ancoragem ISOFIX, até seis airbags e cinto de três pontos, mas isto irá variar de acordo com a versão, daí a necessidade de analisar bem cada uma. Um ponto negativo no quesito segurança, é que o Honda City 2018 não tem os controles eletrônicos de tração e estabilidade, o que é lamentável, pois um modelo deste porte não poderia deixar estes itens de fora.

Na parte do motor, tudo continua como antes. O motor 1.5 i-VTEC FlexOne de até 116 cv e 15,3 kgfm, outro ponto negativo, pois poderia ter oferecido algo de nome ao consumidor, por mais simples que seja, já que a concorrência vem melhorando muito seus modelos. Até as opções de câmbio no Honda City 2018 continuam as mesmas de antes, com manual de 5 marchas DX ou câmbio CVT que conta com simulação de 7 marchas, podendo ter borboletas na parte de trás do volante.

Confira os valores de cada uma das versões:

DX manual: R$ 60.900,00

Personal CVT: R$ 68.700,00

LX – CVT: $ 72.500,00

EX – CVT: R$ 77.900,00

EXL CVT: R$ 83.400,00

Por Russel

Honda City 2018

Honda City 2018


Fiat Mobi VeloCITY 2018 – Especificações, Características


A Fiat investiu em um design arrojado, compacto, esportivo, deixando o carro com um porte ótimo para o dia a dia.

A Fiat continua trazendo para o mercado nacional, modelos que vão de encontro às necessidades dos consumidores e com isso têm conseguido bater de frente com a concorrência. O Fiat Mobi, por exemplo, acaba de ganhar uma nova opção, justamente para ser mais uma escolha para quem está pensando em adquirir um veículo novo. O VeloCITY, apesar do nome, não tem seu principal destaque na velocidade, até porque, conta com um motor 1.0 6V Firefly com 3 cilindros.

Mas o Fiat Mobi VeloCITY 2018 tem seus diferenciais e é bom o consumidor ficar de olho neles. Uma das diferenças que logo é percebida se trata do visual bem mais esportivo e a personalização exclusiva. Tudo isso deveria ficar em R$ 5 mil, porém, custa R$ 2.500,00. É uma versão que tentará conquistar principalmente o jovem, que gosta de carro diferenciado, com um estilo mais singular.

Tendo como base a versão Drive, o Mobi VeloCITY oferece teto e retrovisores pretos, como diferenciais, mas não para por aí, pois todo revestimento na parte de dentro é mais escuro, assim como as rodas de liga-leve de 14 polegadas. E o kit ainda conta com sensores traseiros para auxiliares na hora de estacionar o veículo, faróis de neblina, câmera de ré e também vem com ar-condicionado, tem máscara escurecida nos faróis, direção elétrica, travas elétricas, o volante conta com regulagem de altura, vidros dianteiros elétricos e o quadro de instrumentos conta com tela de 3,5 polegadas.

O Fiat Moby VeloCITY tem o preço de R$ 44.990,00 e com seu visual exclusivo, certamente será um destaque no mercado brasileiro de carros. Não há dúvidas de que a maioria das pessoas que vai comprar um automóvel, primeiro analisa o carro por fora e o design conta muito nesta hora, o que acaba sendo uma grande vantagem para o VeloCITY, pois é um justamente este um de seus principais diferenciais. A Fiat investiu em um design arrojado, compacto, esportivo, deixando o carro com um porte ótimo para o dia a dia na cidade, mas ele não faz feio nas viagens.

O teto na cor preta deixa o Fiat Moby VeloCITY com um estilo único, combinando com sua frente com linhas de carro aventureiro. Os retrovisores na cor preta fazem a combinação perfeita, mas a carroceria é sempre na cor vermelha ou branca.

Mas é importante ressaltar que essa característica de carro esportivo é mesmo só no visual, porque não foi feita nenhuma mudança no motor. O torque é de 10,9 mkgf e pode deixar a desejar quando a família é grande e sai de viagem.

Mas os diferenciais pesam na hora da escolha, como a lista de acessórios que teve um super desconto, certamente o consumidor vai levar isso em conta na hora de compará-lo com outro modelo.

O que pode gerar descontentamento por parte do consumidor é a ausência do sistema de som, um detalhe importante que foi ignorado pela Fiat. Com os descontos, o preço do VeloCITY acabou ficando igual ao do Argo, mas só a versão de entrada. A questão é que o Argo conta com o mesmo motor, só que vem menos equipado, porém, é maior, oferece mais espaço interno e é bem mais refinado. Agora é analisar bem para escolher aquele que melhor combine com o perfil de cada um.

O Fiat Mobi VeloCITY 2018 chega para ocupar um pequeno espaço que estava aberto e pode fazer toda a diferença, mas no final quem ganhou mesmo foi o consumidor que tem uma opção a mais na hora da compra. Outra vantagem do VeloCITY é que ele não é só diferente no visual, também tem suas vantagens, seja no preço, no kit, assim como tem seus pontos negativos. Como cada um tem suas próprias necessidades, é só ver qual a melhor opção, mas certamente VeloCITY merece uma análise caprichada, pois tem muito a oferecer.

Por Russel

Fiat Mobi Velocity 2018

Fiat Mobi Velocity 2018


Carros que podem ser usados como Taxis


Para que um carro possa ser usado como Taxi, precisa seguir alguns regulamentos e ter algumas características indispensáveis para rodar nas ruas das cidades.

Nos últimos tempos, sabe-se que houve um crescimento na procura de serviços de transporte privado pelos brasileiros, principalmente por meio de aplicativos. Ainda assim, o taxi permanece sendo um dos serviços mais buscados pelos brasileiros dentro do território, principalmente em metrópoles.

No Brasil, o serviço de taxi funciona de forma regular faz mais de 50 anos e é usado pela maior parte da população como uma forma de se transportar no interior da cidade, de forma mais rápida, confortável e eficiente. O que se difere do transporte público, que conta com superlotação dos veículos, deslocando-se a uma velocidade muito menor e de forma menos segura, já que, não é surpresa para ninguém, acontecem inúmeros assaltos, especialmente dentro de ônibus.

Desse modo, os interessados, em atuar na área de taxi, precisam estar por dentro de alguns regulamentos exigidos.

Parece evidente que, antes de seguir qualquer regulamento com respaldo na lei, o taxista precisa ter um profundo conhecimento acerca da região em que deve trabalhar. Além disso, deve possuir outros atributos, isto é, ser prestativo, paciente, atencioso, ter uma boa capacidade de se relacionar com diferentes pessoas, além de ter em mente a grande responsabilidade.

Além dessas características que devem ser encaradas como indispensáveis ao profissional que deseja atuar no ramo de taxista, é preciso ainda que o Poder Público do Munícipio conceda autorizações legais para que o interessado possa exercer essa função de forma legal. Somado a isso, é necessário possuir o seu próprio veículo, com o intuito de se juntar à frota de taxis em uma determinada região.

No entanto, não é qualquer tipo de automóvel que pode ser usado como taxi. Isto é, no Brasil, existem requisitos com relação ao automóvel usado pelo profissional. Nesse sentido, ao adquirir o veículo, a fim de começar a prestar os serviços privados, é preciso que o taxista esteja bem informado em relação a essas regras, especialmente, quando se trata das dimensões da parte traseira do automóvel, bem como os equipamentos de série que cabe aos taxis possuírem.

Pois bem, o leitor ficou interessado em saber quais automóveis podem ser utilizados como taxi, ou conhece alguém que deseja tornar-se um profissional atuante nessa área de transporte privado? Então, não deixe de acompanhar as informações que se seguem, pois serão mencionados quais são os tipos de modelos mais recomendados, de acordo com as exigências realizadas nos regulamentos.

São muitos os modelos de automóveis que conseguem se encaixar nos requisitos exigidos para se tornar taxi. Contudo, há modelos que chamam mais atenção dos taxistas, uma vez que, atendem às necessidades básicas como: ser espaçoso, tanto internamente para oferecer o maior conforto possível aos passageiros quanto na área destinada ao depósito de malas, e ainda são mais viáveis economicamente quando o assunto é a manutenção do veículo, que também é extremamente importante.

Os modelos que são recomendados de forma unânime por pessoas que já trabalham nesse ramo há algum tempo, são os seguintes: Chevrolet Cobalt e Renault Logan. No entanto, as minivans da marca Spin, também são utilizadas e também possuem boas recomendações.

Sabe-se que há marcas da Toyota como o Corolla e o Yaris, no entanto, a manutenção de veículos como esses é mais cara se comparada a marcas mais populares, como as já citadas.

Vale ressaltar ainda que, as exigências, em relação ao modelo dos automóveis, variam de acordo com o planejamento arquitetônico e de trânsito de cada cidade. Isso porque, cada município conta com suas peculiaridades, especialmente quando se trata do espaço das ruas, o fluxo de trânsito, os horários onde há maior passagem dos veículos, entre outras situações que devem ser avaliadas.

Por Ana Paula Oliveira Coimbra

Renault Logan taxi


Porsche Cayenne Coupé – Lançamento


A Porsche pretende apostar em uma nova variante do Cayenne, a versão Coupé, que está prestes a ser comercializada.

A revista inglesa Autocar anunciou que a Porsche vem sinalizando o desenvolvimento da variante cupê no modelo SUV Cayenne. Apesar de contrariar os puristas que preferem a versão original da marca, sua tendência é cada vez mais versões que possuam carroceria sejam inseridas nos utilitários esportivos, que estão fazendo com que o lucro da empresa vá ao espaço. A montadora de Stuttgart está buscando satisfazer todos os seus acionistas com as margens crescendo ainda mais.

Como o mundo automotivo está girando em torno desse SUV, a Porsche não pode ficar de fora de mais essa tendência, aproveitando o grande sucesso do Cayenne, o primeiro no seu gênero em volume de uma marca especializada em carros esportivos. Comenta-se também que um Porsche Cayenne na versão Coupé tenha uma grande demanda no Oriente Médio e principalmente na China, mas obviamente a montadora encontrará muitos clientes também na Europa e nos EUA. O bólido seria sua resposta mesmo que tardia ao BMW X6 e ao Mercedes-Benz GLE versão Coupé.

A Audi também já partiu para essa nova tendência com o Q8 e lógico que o Porsche Cayenne Coupé seria a melhor resposta da empresa, ainda mais com suas formas inspiradas no 911. Com sua produção centrada na cidade de Leipzig, na Alemanha, esse novo produto terá um grande poder de atração sobre o nicho que vem crescendo mesmo lentamente nos SUVs, mas agora está tomando outras proporções, digamos que, até mais populares. Um exemplo claro disso é o Captur Coupé, lançamento da Renault que vem desfilando por toda Europa.

Depois de sua tendência de dividir o segmento das SUVs compactas em dois a de 4,15 m e 4,30 m, o mercado tem abraçado os hatches que estão virando crossovers de até 4 m e reforçou também a divisão que existia entre os modelos que medem 4,45 m e 4,70 m. Com seus tamanhos já totalmente definidos, agora a inovação é por conta de mudar o perfil nas carrocerias para algo que seja mais individual e também esportivo. Na marca Porsche, a gama está entre a Macan e Cayenne que estão preenchendo muito bem as demandas de vendas, mas é sempre preciso inovar, pois a tendência do crescimento nesse mercado está alta e deve crescer ainda mais nos próximos anos.

Como não podemos prever o futuro, talvez essa onda da SUV seja um último tipo de carro comum antes que o carro autônomo seja completamente pleno. Marcas como a Volkswagen tendem a reforçar seus perfis atuais nas suas futuras propostas de condução autônoma movidas a eletricidade. Enquanto esse futuro, mesmo que hipotético e tenebroso para os amantes de carros tradicionais não acontece, a Porsche tem mesmo que surfar nessa nova onda enquanto pode, pois ela ainda não quebrou sua praia.

Enquanto isso não acontece vamos aguardar, pois a Porsche tem ótimos modelos de carros, e com certeza essa será uma inovação que trará muitos benefícios ao mercado, fazendo com que a preferência pela montadora aumente ainda mais aqui no país.

Com toda certeza será um modelo que conquistará o mundo todo, pois a montadora já tem seu destaque por vários países em todo o mundo.

Se está interessado em novos horizontes não deixe de ficar atento a essa inovação da marca, pois com certeza será sucesso, e se você é amante de carros da marca não poderá perder nenhum detalhe desse próximo lançamento da Porsche.

Por Ricardo Ferreira Rodrigues

Porsche Cayenne Coupé


Volvo S90 2018 – Especificações, Características


Modelo é um sedan de luxo, em tamanho médio, muito completo e tecnológico.

Ainda inédito em solo brasileiro, o novo modelo da Volvo, o S90 2018, consiste em um sedan de luxo, em tamanho médio, um pouco mais suplementado para o novo ano do modelo. Entretanto, em realidade, trata-se de um carro mais amplo. Assim que estreou como um novo modelo, no ano passado, o Volvo S90 cresceu vários centímetros para chegar em 2018 com toda a uma circunferência extra, beneficiando, deste modo, diretamente aos passageiros do banco traseiro.

Assim, o modelo S90 2018 alcança dez centímetros a mais do que o seu antecessor, com cada centímetro vasado para os espaços entre os bancos dianteiros e os bancos traseiros. Portanto, as duas portas traseiras do S90 estão agora quatro polegadas mais longas do que o modelo anterior, o que pode torná-las um pouco chatinhas para abrir em um estacionamento lotado, por exemplo, ou em um ambiente urbano.

Ao abrir as quatro portas do Volvo S90, este revela um interior que é tão completo e sutil quanto a sua forma metálica. O Volvo se destaca no centro do comércio com seu sistema de chamado info-entretenimento ou Sensus Touch e mais uma tela estilo retrato. A maioria das maçanetas e dos botões do conjunto central normal é sensível como controles de toque no Sensus, que funcionam mais como um tipo de tablet do que sistemas de info-entretenimento nos sedans rivais.

Entre outras atualizações para o S90 2018, chama a atenção a sua interface chamada info-entretenimento, a qual realiza a revisão e o controle de pista ativo que pode automaticamente puxar, de certo modo, o modelo S90 de volta para a sua própria pista, em caso de ele detectar uma colisão iminente com o tráfego que se aproxima. A essas funções se junta um conjunto opcional de recursos que podem ajudar o motor S90, dentro de suas capacidades, com a intervenção limitada do motorista. Não é bem um carro tão autônomo, mas é um grande passo nessa direção.

São três versões distintas, por enquanto, ou seja, um trio de escolhas: com motor tipo 2.0 por litro e 4 cilindros de Turbo Charged, que equipam a versão S90 T5, com desempenho de 250 CV; um Supercharged e um Turbo Charged de motor 2.0 por litro e 4 cilindros equipam a versão S90 T6, produzindo 316 CV e um Super Charged com turbo de 2.0 por litro, trabalhando com um sistema de acionamento elétrico na versão S90 T8 Twin Engine, da gama Topping. O modelo de T8 é avaliado a 400 HP e será capaz de prover uma força intensa e volumosa, embora os especialistas ainda não o tenham dirigido um. Todas as três versões, Power Trains, trabalham por meio de uma transmissão automática estelar de 8 velocidades. O modelo T5 possui tração dianteira como padrão, a qual pode se tornar tração nas suas quatro rodas, (opção oferecida pela fabricante ao consumidor, neste caso) enquanto as versões T6 e T8 estão, efetivamente, são equipadas com tração nas quatro rodas.

Previsivelmente, a companhia Volvo elevou o preço do S90 em até US $ 1.105, indo o mesmo para US $ 49.095 com relação ao T5 2018, enquanto o T6, bem mais potente e com tração nas suas quatro rodas, pode chegar ao valor US $ 55.095. O híbrido plug-in T8, o Top da Linha, pode chegar a custar $ 64.645. Todos esses números incluem uma taxa de destino obrigatória de US $ 995. Observação, esses valores são internacionais e ainda não convertidos para o Real.

Trata-se, portanto, de um modelo cuja estreia ainda não está prevista no Brasil, mas que certamente causará grande impacto por aqui, entre os consumidores.

Por Paulo Henrique dos Santos

Volvo S90 2018

Volvo S90 2018


Jeep Compass Bedrock Edition – Lançamento, Especificações


A versão especial Jeep Compass Bedrock promete vir para ganhar a preferência de todos os brasileiros, com muita tecnologia, conforto e qualidade.

A Jeep lança mais um modelo totalmente inovador de SUV, trazendo conforto, qualidade e muita tecnologia em um só modelo.

Seu exterior estampa sua marca forte e a personalidade do Jeep, totalmente urbano e com faróis de xênon e contorno de LED dão uma característica única ao modelo. Suas rodas de liga leve dão o DNA que os novos modelos da montadora têm tido como características únicas nos últimos lançamentos.

Seu acabamento interno é totalmente perfeito, em todos os detalhes, fazendo com que seu proprietário adquira um modelo único da Jeep. Os bancos possuem uma costura dupla deixando eles muito mais resistentes, podendo escolher se preferir de tecido ou couro.

O painel possui umas molduras que podem ser escolhidas em cinza acetinado ou black piano, dando um visual maravilhoso à parte interna do veículo.

Ele possui um sistema de multimídia totalmente inovador, proporcionando que esteja conectado com o mundo através de seu Jeep. Com uma tela de 8,4 polegadas, possuindo sensor de estacionamento e câmera de ré acoplada.

Ele possui 9 autofalantes além de um subwoofer e um sistema muito avançado de abertura e partida sem chaves através do Keyless Enter n’Go.

Seu motor é de Turbo Diesel 2.0 com câmbio automático possuindo um sistema de 9 marchas, dando uma sensação única de prazer e poder ao dirigir o carro.

Sua tração 4×4 dá uma aderência inigualável aos outros modelos, oferecendo uma sensação única em qualquer tipo de estrada.

Seu valor final não deve passar dos R$ 150 mil, dando um custo-benefício excelente pelo tanto de qualidade que o modelo oferece.

Se está procurando um bom modelo para adquirir, essa SUV com certeza te dará tudo que procura em carro, proporcionando experiências únicas em viagens familiares, pois ela é muito confortável, e oferece um ótimo espaço para carregar suas bagagens.

O fato de seu motor ser de biodiesel com certeza te oferecerá uma economia muito grande, fazendo com que suas viagens sejam muito confortáveis e econômicas. Sem falar que gastará menos tempo de trajeto já que o modelo possui um motor muito potente e um sistema totalmente eficiente com seu câmbio de 9 marchas.

Se procura por um modelo potente, com design inovador e seu interior luxuoso com certeza essa é sua melhor opção. Essa versão especial do Compass Bedrock promete vir para ganhar a preferência de todos os brasileiros.

Por isso, se esse é o tipo de carro que você procura, você não pode deixar de procurar uma concessionária da Jeep e fazer um test drive para poder conferir esse ótimo carro.

Com um ótimo preço ele promete ser top de vendas no Brasil, a montadora espera que esse modelo coloque a Jeep novamente entre as mais vendidas neste ano.

Oferecendo muito conforto e uma potência fora do comum a Jeep está apostando todas suas fichas no lançamento desse novo modelo, esperando com que consiga conquistar muitas pessoas ao redor de todo mundo, principalmente do povo brasileiro que é apaixonado por carros.

Com essa inovação nos novos modelos de todos os carros praticamente de todas montadoras, a concorrência está fazendo com que o padrão dos carros aumente a cada lançamento, e com isso os consumidores têm ganhado, e muito. Os carros estão ficando com preços acessíveis e muito mais desenvolvidos.

E com o fim da crise econômica no país, a expectativa é que a Jeep supere suas vendas dos últimos anos. Podendo assim recuperar o rombo que a crise financeira no país acabou deixando em muitas empresas. Por isso não deixe de conferir esse belíssimo modelo, e faça sua melhor escolha, com certeza não se arrependerá de optar por esse excelente modelo da Jeep.

Fique ligado nas novidades da Jeep, para não perder esse grande lançamento.

Por Ricardo Ferreira Rodrigues

Jeep Compass Bedrock Edition

Jeep Compass Bedrock Edition


Honda HR-V 2019 – Características, Lançamento no Brasil


Novo modelo está previsto para ser lançado no Brasil no 2º semestre deste ano.

Desde seu lançamento no Japão, no mês de fevereiro, o Honda HR-V, com todas as suas renovações, está se preparando para ser lançado também no Brasil. As peças do SUV compacto já estão passando pelo processo de registro no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial). Segundo a Honda, seu lançamento está previsto para o segundo semestre deste ano e é estimado que se realize antes do Salão do Automóvel, que ocorre no mês de novembro.

Se você é fã de carros e, principalmente, dos veículos fabricados pela Honda, continue acompanhando esse texto e saiba muito mais sobre o Honda HR-V 2019.

Honda HR-V 2019: características

Confira as principais características que a Honda está trazendo em seu novo HR-V 2019.

Design externo

A grosso modo, o Honda HR-V não promete grandes mudanças. Seu modelo se assemelha bastante ao modelo japonês Vezel. No entanto, apresenta uma peça em formato de asa mais larga e também uma grade maior, que acarreta a mudança da forma do para-choque. Os faróis são em Full-LED, como já podemos encontrar na versão Touring, porém, com design diferente deste, mostrando-se com molduras um pouco maiores.

Como a frente apresenta o facelift já aplicado no Japão e nos países próximos, acredita-se que com a traseira não será diferente.

Design interno e equipamentos

Uma das maiores novidades apresentadas, no Japão, foi o pacote de equipamentos em série do Honda Sensing, com novos mecanismos de segurança como o controle de cruzeiro adaptativo, o assistente de identificação de placas de trânsito e permanência em faixa, a detecção de pedestres, a frenagem pré-colisão, entre outros. Apesar disso, estima-se que esses equipamentos, aqui no Brasil, estarão disponíveis apenas nas versões mais caras.

Ademais, por dentro, o acabamento foi melhorado com materiais novos e mais agradáveis ao toque. O formato dos bancos dianteiros também ganhou um novo ar. Além disso, a Honda se prontificou para apresentar melhorias no revestimento acústico, de modo que possa reduzir o ruído que o câmbio CVT emite. E a central multimídia também está com um sistema integrado ao Android Auto e ao Apple CarPlay, apresentando o sistema utilizado pelo Fit e pelo City.

Motor

No Japão, o motor 1.5 do SUV é equipado com injeção direta de 131 cv. Entretanto, no Brasil, o modelo permanecerá com o motor 1.8 i-VTEC, com câmbio manual de 5 marchas (na versão de entrada), de 17,4 kgfm a 5.000 rpm e 139 cv a 6.300 rpm. Além disso, também há o CVT que pode simular até 7 posições nas demais versões.

Honda HR-V 2019: lançamento

Como visto, é de grande expectativa que a primeira reforma do crossover seja apresentada ainda no segundo semestre de 2018, de preferência, até o Salão do Automóvel, que está com previsão para acontecer no mês de novembro deste ano. Além do HR-V, a Honda também fez o registro do seu novo sedan, o Amaze. No entanto, esse modelo não possui tantas chances no mercado do Brasil, ainda mais em comparação com seu concorrente, o City.

Outro ponto negativo do novo HR-V da Honda no mercado brasileiro é que as peças registradas no INPI não apresentam nenhuma novidade em relação com as usadas pelos modelos brasileiros que, inclusive, costumam ser mais baratos. Apesar de ainda não se ter nenhuma informação sobre os valores da linha do HR-V, o estimado é que o preço continue no padrão dos veículos da Honda.

Além disso, a Jeep também está lançando seu facelift do Renegade no mesmo período, de modo que já é possível aguardar que a disputa entre as duas montadoras persista.

Por Felicia Lopes

Honda HR-V 2019

Honda HR-V 2019