Novo SUV Renault Kiger pode vir ao Brasil em 2023?

Renault está se preparando para a nova agenda de lançamentos no Brasil. A partir de 2023, a empresa está planejando o fortalecimento da marca em solo nacional, devido a isso, em meio especulações, e cancelamentos de vários modelos, o lançamento do Re

A Renault está impulsionando os próximos lançamentos no país. Após promover o Kwid no mercado nacional, a fabricante está em fase final para o lançamento do novo Duster — que contam com o conjunto mecânico composto por um motor 1.3 turbo flex —, que, possivelmente, ganhará fabricação local. Em simultâneo, a Renault está se empenhando no desenvolvimento da geração de carros nacionais.

Cabe lembrar que a Renault já anunciou que está desenvolvendo um novo SUV, sobre a plataforma HJF. Os testes com a plataforma CMF-B, inclusive, já começaram no Brasil, encontrando-se, atualmente, em fase inicial no Paraná. A marca até já anunciou o investimento de dois bilhões de reais na fábrica de São José dos Pinhais.

No processo de fortalecimento da marca, os exemplares Oroch, Captur, Kwid e Duster receberam renovações. Entretanto, modelos como Sandero e Logan já foram tirados de linha, o que acabou por gerar muitas especulações sobre a chegada do Kiger como substituto do Stepway.

SUV Kiger é um possível substituto do Stepway?

No ano passado, a Renault lançou o Kiger na índia, o modelo é um pouco menor que o Stepway, medindo 3,99 metros de comprimento (contra 4,09m do Stepway), contando com um entre-eixos de 2,50 m, equivalente a um hatch compacto. Embora sua semelhança com Kwid seja notável, cabe notar que o Kiger é bem maior, pois o Kwid tem apenas 3,68m de comprimento. Aliás, o Kwid também é vendido na Índia, com o mesmo nome.

Ou seja, no quesito tamanho, é similar ao Fiat Pulse. O desenvolvimento do projeto, contudo, foi elaborado sobre a plataforma alongada CMF-A+, não a CMF-B, que faz parte do investimento da montadora no Paraná.

Conjunto mecânico do compacto Kiger

Debaixo do capô, as configurações mais simples do modelo contam com o motor 1.0 tricilíndrico aspirado, que gera 72 cavalos de potência e 9,8 kgfm de torque máximo a 3.500 rpm, com opção de câmbio manual ou automático Easy-R, ambas com cinco marchas. As versões topo de linha incluem o 1.0 turbo de 3 cilindros com potência de 100 cavalos de potência e 16,3 kgfm de torque máximo a 3.200 rpm. Mantendo a opção manual, entretanto e caixa CVT que simula cinco marchas.

E o preço?

Como um dos veículos mais acessíveis na Índia, em sua versão mais cara, a RXZ, tem o preço médio de 955.000 rúpias, R$ 70.670 na conversão direta.

Será que vem para o Brasil?

A nosso ver, o modelo tem chances de ser lançado nas concessionárias brasileiras, contudo, é preciso aguardar que a Renault confirme a intenção de trazer o modelo para cá, devemos aguardar.

De todo modo, não é o SUV da mesma plataforma anunciada no investimento da Renault no Brasil.

Imagens: Renault India

Compartilhe

Posts Recentes

Veículos elétricos vendem pouco e GM resolve apostar em híbridos

Inconvenientes e caros, veículos 100% elétricos são preteridos pela GM, que resolve mudar o foco… Leia Mais

Calendário IPVA 2024 RJ – datas, prazo, desconto

Pagamento do IPVA 2024 no Rio de Janeiro começa no dia 22 de janeiro. Cidadãos… Leia Mais

Calendário de pagamento do IPVA 2024 PR – alíquotas, parcelamento, desconto

Prazo de pagamentos para o estado do Paraná já começou a valer. À medida que… Leia Mais

IPVA 2024 São Paulo – prazo de pagamento, descontos

Prazos de Pagamento O IPVA 2024 para veículos em São Paulo possui um calendário específico… Leia Mais