Maverick vs Ranger 2023 – em preço, motor, etc., qual picape Ford é melhor?

Na dúvida sobre qual picape Ford comprar? Fizemos um comparativo técnico entre as duas para te ajudar a decidir melhor.

Lançada no Brasil no início deste ano de 2022, a Ford Maverick chegou ao mercado buscando ampliar o portfólio de carros da Ford, além de tentar destronar a Fiat Toro, modelo que lidera as vendas de picapes intermediárias.

Por aqui, a Ford optou por vender apenas uma versão da Maverick. A versão em questão é a Lariat FX4, que chegou às concessionárias da marca custando R$ 240 mil e ainda pode ser encontrada por este preço.

A Maverick Lariat chega ao país importado do México e possui uma ótima qualidade e traz o design mais atualizado da Ford, baseado na F-150 americana e que, em breve, ficará disponível na Ranger também. Porém, com o lançamento do carro no país, a Ford criou uma grande dúvida para o consumidor. Isso porque atualmente ela também comercializa o Ford Ranger, picape média da marca e que possui preços bastante semelhantes.

Em termos de preço, como dito, a Maverick Lariat está sendo comercializado por R$ 240 mil. Já a Ford Ranger é vendida em 3 versões que custam a partir de R$ 226 mil, caso da Ranger XLS 2.2 4×2 diesel.

Embora tenham preços parecidos, as duas picapes possuem concepções bastante diferentes. Para se ter uma ideia, enquanto a Ranger utiliza uma carroceria sobre o chassi, a Maverick utiliza uma estrutura monobloco, que oferece mais comodidade para os ocupantes do veículo. Com isso, o equilíbrio e bom custo-benefício da Ranger tornam este modelo bastante desejado por quem procura uma picape mais “bruta”, enquanto a Maverick é mais adequada para uso leve, urbano.

No motor, também propostas muito diferentes: todas as Ranger vêm equipadas com motores diesel, um 2.2 de 160cv e 39kgfm de torque ou um 3.2 de 200cv e 48 kgfm de torque, com versões 4×2 ou 4×4. Já a Maverick é mais potente e com menor torque, vem com um 2.0 turbo a gasolina, somente na configuração 4×2, de 253cv e 38kgfm de torque, sendo mais adequada para um uso mais esportivo.

Mesmo numa configuração básica, XLS, a Ranger já vem bem equipada: entre os itens de série presentes na Ranger estão: 7 airbags, sensor de estacionamento, central Multimídia com câmera de ré, rodas de liga leve de 17 polegadas, além do controle de algumas funções do carro através do smartphone, pelo aplicativo FordPass. Já a Maverick, até certo ponto, decepciona. Conta apenas com uma câmera de ré, nada de 360 graus e não tem nem mesmo sensores de estacionamento.

Na caçamba, a Ranger se destaca por transportar mais de 1 tonelada na caçamba e 1180 litros de carga. Na Maverick, a capacidade é de 680kg e 943 litros.

Resumindo tudo, se considerarmos os atributos de ambas as picapes, a Ranger parece ter opções mais racionais que a Maverick, mesmo com a mudança iminente no modelo. É uma picape mais versátil, adequada para uso pesado na cidade e no campo e que conta com um pacote de equipamentos similar ao da Maverick já na versão de entrada, XLS. Apesar disso, é importante frisar que os dois modelos são feitos para públicos diferentes. Por isso, dificilmente uma pessoa que planeja comprar uma Ranger, considere trocá-la por um Maverick, assim como ocorre o inverso. Agora, se você está pensando no custo dos dois carros, talvez a Ranger seja uma melhor opção, principalmente na versão Storm, que possui mais itens de série.

Imagens

Ford Maverick

Ford Ranger

Nova geração da Ford Ranger

A nova Ranger já foi apresentada. Com tela multimídia de 12 polegadas e visual atualizado, fica a dúvida se a Maverick terá grande apelo, na faixa de preço atual.

Crédito das imagens: Ford

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *