Deu ruim: donos de Chevrolet Cruze reclamam da posição P do câmbio automático

Erro no câmbio impede que carro seja desligado pois não reconhece a alavanca na posição P

Os proprietários do Chevrolet Cruze estão decepcionados com o carro, pois um problema no veículo não estaria deixando o câmbio reconhecer a alavanca na posição P, e isso traz um transtorno enorme para os motoristas. Muitos até se sacrificaram para adquirir o carro, por serem exigentes e acharem que se tratava de um modelo avançado, e agora se deparam que esta situação.

Quem tem enfrentando este problema com o Cruze diz que aparece um aviso no painel indicando o seguinte: “Mude a marcha para estacionar“. A questão é que este alerta aparece quando a alavanca de câmbio na verdade já está nesta posição e desta forma não resta mais nada para o motorista fazer, a não ser lamentar e reclamar.

Um proprietário de um Cruze, que mora em Curitiba, disse que estacionou o carro e colocou a alavanca na posição P. Ao conferir o painel, viu que as luzes indicavam que o câmbio de fato estava nesta posição, porém, o sistema não reconheceu e ele não teve como desligar o carro.

Pensando que poderia ter feito algo de errado, resolveu fazer uma pesquisa na internet e, para seu espanto, descobriu que há vários outros proprietários de Cruze com o mesmo problema.

Quem comprou um Malibu, também da Chevrolet, tem usado principalmente as redes sociais para relatar que o modelo vem apresentando o mesmo problema encontrado no Cruze.

Alguns até fizeram vídeos e compartilharam na web, mostrando que há uma lingueta de cobre que acaba ficando amassada e seria ela a causadora desse mau funcionamento quando o Parking é acionado.

Algumas oficinas pelo Brasil já atenderam vários clientes que reclamavam deste problema e descobriram a solução, agora cobram cerca de R$ 500 reais para o conserto.

O valor cobrado se deve ao fato de que o mecânico precisa desmontar quase toda alavanca de câmbio. Quando alcançam o local que informa a posição em que a alavanca se encontra, então é possível resolver o defeito.

Além do valor da mão-de-obra, a oficina também precisa cobrar a engrenagem que é trocada, uma que tem a aparência de uma chave seletora. Uma peça do tipo abre e fecha também precisa ser substituída para concluir o serviço.

O conserto é relativamente simples, segundo os profissionais que já se ‘especializaram’ neste problema, o complicado é desmontar a alavanca e depois montar tudo novamente, por isso a mão-de-obra é mais cara.

Por enquanto a Chevrolet não se pronunciou sobre o problema e enquanto isso aumenta o número de proprietários do Cruze que ficam enlouquecidos na hora desligar o veículo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *