Dá para trocar o carro por uma bicicleta elétrica? Vantagens e desvantagens

Bicicletas elétricas estão na moda e fabricantes de carros e motos têm investido no setor, por um transporte mais econômico e sustentável. Saiba quando a troca vale a pena.

Depois que as bicicletas elétricas passaram a ter um grande destaque nas ruas e até marcas de carros e motos como Stellantis, Porsche, Rivian, Honda, Yamaha e outras passaram a lançar suas e-bikes, muita gente tem se perguntado se é possível trocar o carro por uma delas. Principalmente quem possui uma rotina agitada, quer economizar com o transporte e ser mais ecológico e o melhor de tudo, não ter que ficar parado horas e horas no trânsito.

A resposta para essa pergunta é simples. Depende. Vai depender da rotina e do estilo de vida de cada. Contudo, se o intuito é reduzir o tempo de direção, ou parar de dirigir por completo devido aos gastos, seja financeiro ou de tempo, a bicicleta elétrica pode ser uma boa aliada.

Mas para tomar a decisão de trocar de uma vez o carro pela e-bike, é preciso avaliar muito bem cada situação. Continue lendo para descobrir as vantagens e desvantagens de trocar o meio de transporte.

Vantagens de trocar o carro por uma bicicleta elétrica

Para tornar o deslocamento diário em algo que tenha mais impacto positivo no meio ambiente, trocar o carro por uma bicicleta elétrica pode fazer muito sentido. Além disso, elas são divertidas de usar, e permitem que o transporte seja feito com o mínimo de gasto possível.

Sem contar que podem ser usadas não só para contornar trânsito engarrafado como ainda pode-se utilizar ciclovias. Se você roda em horário de pico, mal passando de 20km/h por hora de média, uma bicicleta elétrica pode se mostrar um meio até mais rápido e prático de transporte. Podes ser mais prático, até, que moto.

São econômicas

As bicicletas elétricas poupam recursos quando comparadas aos carros. Por si só, o desembolsar de dinheiro para a compra de um carro já é bastante cara. Mas quando você ainda adiciona despesas, seguro, impostos, manutenção, etc. O orçamento fica enorme.

Contudo, nem sempre as bicicletas elétricas vão conseguir atender as necessidades. Por exemplo, em casos de viagens mais longas, elas não podem atender as necessidades já que as baterias aguentam apenas determinado limite de distância. Sem contar que está fora de cogitação, para a maioria das pessoas, usá-las em estradas ou vias expressas.

Mas vale ressaltar que elas têm condições de reduzir e muito o tempo do trajeto do trabalho, e os gastos que envolvem transporte. Sendo assim, as economias podem ser muitas.

Desvantagens de trocar o carro por uma bicicleta elétrica

Por incrível que pareça, um dos contras de fazer essa troca são os preços. Ter uma bicicleta elétrica custa mais caro do que ter uma do tipo convencional. Isso porque alguns novos impostos estão sendo cobrados pelo veículo, além de seguros, acessórios, novos equipamentos e assim por diante. Se você errar a compra, terá gasto um bom dinheiro em algo que não vai usar.

Embora isso ainda custe muito menos do que um carro, as variações já estão ficando mais altas. Outras desvantagens envolvem o seu peso e também, que será necessário ter um local para recarregar a bateria. Dependendo de onde você trabalha pela distância, talvez seja necessário “abastecer” a bateria para voltar para casa.

Além, claro, de estar exposto ao tempo. Você pode, em teoria, usar capacete e roupa impermeável de motoqueiro, mas fazendo esforço para pedalar, suando, isso pode se mostrar bastante desconfortável. Então, seria um veículo para usar com tempo bom, necessariamente.

Para tirar as próprias conclusões é preciso avaliar tudo isso com calma e realmente pensar se vale a pena fazer a troca. O mais importante é que o meio de transporte atenda às necessidades e a rotina de cada um.

E, se você tiver família, filho pequeno, coisas para carregar… bicicleta elétrica pode ser algo muito pouco prático para o dia-a-dia.

Conclusão

Em suma, bicicleta elétrica não é para qualquer um. Depende muito do uso que se faça. Para um bom número de pessoas, que só faz deslocamento de casa para o trabalho por vias engarrafadas, elas podem ser sim uma boa troca. Mas se você mora em cidade muito quente e chuvosa ou precisa carregar mais coisas, fique com o carro mesmo.

Bicicleta elétrica

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *