Audi Q5 híbrido será usado pela seleção de vôlei paralímpica

Modelo foi totalmente adaptado para a Confederação Brasileira de Voleibol para Deficientes

A Audi mais uma vez sai na frente de seus concorrentes e com um estratégia de garantir a inclusão social de todos igualmente lança o seu Audi Q5 totalmente adaptado para pessoas portadoras de deficiência física e que precisam de um veículo para o desempenho de suas atividades diárias.

O modelo, que está disponível desde o mês de julho deste ano, traz uma série de adaptações e, inicialmente, foi lançado para ser usado pelos atletas masculinos e femininos da seleção paralímpica brasileira de voleibol, pertencentes à Confederação Brasileira de Voleibol para Deficientes, a CBVD.

Configuração do Motor de Combustão com o sistema elétrico do novo Audi Q5

O novo modelo já incorpora o conceito de alimentação elétrica e, portanto, vem com um motor a combustão do tipo 2.0 TFSI, auxiliado por um segundo componente elétrico. O novo Crossover promete entregar uma potência de 252 cv e com um torque de 370 Nm, sendo impulsionado pelo componente elétrico com 143cv e com 350 Nm de torque. O desempenho total traz ao novo Q5 um valor de 367cv com um torque de 500 nm.

Transmissão

O sistema de transmissão do novo Audi Q5 não poderia deixar de ser automático e do tipo S Tronic de sete marchas.Por se tratar de um veículo adaptado para pessoas portadoras de deficiência, o objetivo é proporcionar um carro que seja de fácil dirigibilidade e que possa facilitar a vida de seus usuários.

Potência e Velocidade Máxima

De acordo com a fabricante alemã, o novo modelo vai de 0 a 100 Km/h em pouco mais de 5 segundos e atinge uma velocidade máxima de 210 Km/h.

Caso o condutor escolha o modo elétrico, o modelo atinge uma velocidade máxima de 135 Km/h, com uma autonomia de 50 a 62 Km para um ciclo WLTP.

Quais as adaptações feitas para o Audi Q5?

O Q5 traz um sistema de dirigibilidade adaptado para o uso de portadores de deficiência física, que consiste no uso de uma manopla única em substituição aos pedais dos veículos comuns. Ela se situa no mesmo campo do câmbio automático e permite ao motorista acelerar o veículo ao movê-la em sentido horário. Para desacelerar, o movimento deverá ser o inverso. Para frear, o condutor deve empurrar a peça para a frente. Tudo muito simples e ergonomicamente adequado para facilitar ao máximo a dirigibilidade do veículo.

Inicialmente, o novo modelo vai ser usado pelos atletas paralímpicos da seleção de voleibol. O objetivo é facilitar e agilizar o deslocamento dos competidores e de material esportivo durante as competições, além de baratear os custos com o deslocamento. Embora a novidade seja para uso deste tipo de público, nada impede que ele possa ser comercializado sem nenhum tipo de restrição para o público em geral, que necessita deste tipo de veículo adaptado para as suas atividades diárias de lazer e trabalho.

Por Daniel Feitosa

AudiQ5 selecaoparalimpica

AudiQ5 selecaoparalimpica1

AudiQ5 selecaoparalimpica2

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *