Meyers Manx, criadora do primeiro buggy, volta com um elétrico – 2.0 Electric

A Meyers Manx foi a empresa que criou o buggy original, em 1964. Agora, a fabricante volta com um buggy elétrico.

Responsável por dar início ao segmento de buggys voltará ao mercado, completamente repaginado e adaptado à realidade dos veículos elétricos: o Meyers Manx 2.0 é a releitura do modelo clássico, popular sobretudo nas décadas de 1960 e 1970.

A versão do passado era fabricada a partir do chassi do Fusca, e a carroceria era feita de fibra de vidro. A nova versão, porém, não tem mais ligação com a Volkswagen e não sabemos ainda a partir de qual material será feita a carroceria do buggy. Contudo, o design segue bem parecido com o original, e foi feito por Freeman Thomas, designer renomado e responsável por modelos de peso como a nova geração do Fusca e do Audi TT. Phillip Sarofim, proprietário da Meyers Manx há cerca de dois anos, foi o grande responsável pelo retorno do buggy, e explicou que o modelo novo teve clara inspiração no clássico das décadas de 1960 e 1970.

O novo Meyers Manx 2.0, como dissemos, terá motorização elétrica e diferentes versões: as de entrada contarão com bateria de 20 kWh e cerca de 241 km de autonomia; as versões topo de linha, por sua vez, possuirão bateria de 40 kWh e autonomia de até 483 kWh. A motorização, porém, não muda: todas as versões contarão com dois motores elétricos que, em conjunto, alcançarão cerca de 205 cavalos de potência e torque de 33,1 kgfm.

O antigo buggy era um veículo muito leve e, segundo dados do fabricante, a nova versão seguirá essa tendência, e deverá pesar entre 680 kg e 750 kg.

Com relação aos equipamentos, o Meyers Manx 2.0 deverá contar com direção eletro-hidráulica, freios a disco nas quatro rodas, frenagem regenerativa e freio de estacionamento elétrico. A fabricante promete, também, suporte para a realização de atualizações constantes, uma vez que a intenção é garantir melhorias a partir de impressões dos primeiros a usarem o novo buggy.

A produção do novo buggy Meyers Manx 2.0 deve ser iniciada no próximo ano e, a princípio, apenas 50 unidades do modelo devem ser produzidas, na Califórnia. A partir de 2024 a fabricante espera aumentar a capacidade de produção.

Ainda não temos informações sobre os valores de venda do novo buggy. O modelo deve marcar presença no evento Monterey Car Week, o qual acontecerá no fim deste mês, nos Estados Unidos, e reservas poderão ser feitas durante o evento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.