Renault Kwid 2023 passa por novo aumento de preço em agosto

Renault fará um novo reajuste de preço do Kwid em agosto.

Há cinco anos no mercado brasileiro, o Renault Kwid é, atualmente, um dos veículos mais baratos do país. Porém, se você está pensando em comprar o seu, precisa se preparar: todas as versões do sub-compacto aparecem, no site da Renault, com acréscimo no valor final. Ou seja, o Renault Kwid ficou mais caro.

O Kwid está disponível no mercado nacional em três versões e todas tiveram seus preços reajustados. A versão de entrada, denominada Zen, passou a custar R$65.790,00 (anteriormente custava R$64.690,00).

A versão Intense do Kwid, considerada intermediária, recebeu um acréscimo de R$1.600,00 e, agora, custa a partir de R$68.590,00.

A versão topo de linha do Renault Kwid, que recebeu o nome de Outsider, agora custa a partir de R$71.900,00 (anteriormente essa versão custava R$70.490,00).

Esse aumento nos valores do Kwid afasta o sub-compacto da Renault do posto de carro mais barato do Brasil, hoje ocupado pelo Fiat Mobi, cuja versão de entrada, a Like, custa a partir de R$63.390,00.

Relembre as características do Renault Kwid

O Kwid chegou ao Brasil em 2017 e, de lá para cá, já emplacou cerca de 300 mil unidades. Produzido na fábrica da Renault localizada em São José dos Pinhais, Paraná, o modelo é exportado para mais de 20 países. Como dissemos, o SUV sub-compacto está disponível em três versões: Zen, Intense e Outsider, e todas elas receberam o motor 1.0 SCe 12V Flex que, com etanol, alcança os 71 cavalos de potência e torque máximo de 10,0 kgfm, enquanto a gasolina são 68 cavalos de potência e 9,4 kgfm de torque. O câmbio é manual, com 5 velocidades. O porta-malas do Kwid comporta 290 litros.

Com relação aos equipamentos, a versão de entrada do Kwid, a Zen, possui direção hidráulica, quatro airbags, luzes de condução diurna em LED, assistente de partida em rampa, ar-condicionado, controle eletrônico de estabilidade, entre outra.

A versão Intense, intermediária, acrescenta aos equipamentos já mencionados, central multimídia de 8”, retrovisores elétricos, câmera de ré e maçanetas na mesma cor da carroceria.

Por fim, a versão Outsider, topo de linha, recebeu itens exclusivos, tais como bancos projetados especialmente para a versão, barras de teto, entre outros.

A grande novidade recente da linha Renult Kwid foi o lançamento do Kwid E-TECH, modelo de carro elétrico que chegou ao mercado nacional com a proposta de ser o mais barato do segmento, custando a partir de R$146.990,00. O Kwid E-TECH tem apenas um motor elétrico, que produz 65 cv de potência e é alimentado por uma bateria de 26,8 kW. Esse conjunto concede ao modelo cerca de 298 km de autonomia rodando apenas na cidade, segundo a Renault. O primeiro lote do carro já está esgotado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.