Shineray quer 5% do mercado paulista de motos

Shineray prepara plano para tentar abocanhar mercado da Honda, que controla quase 80% do mercado brasileiro, e Yamaha, que controla outros 17%.

A Shineray está entre as três montadoras de motos que mais emplacaram neste ano de 2.022, no fechamento semestral da Fenabrave, a marca chinesa ficou com 1,68% do mercado nacional. A expectativa da empresa é aumentar esse índice, focando em até 5% somente no estado de São Paulo até 2.027.

No Nordeste, a Shineray está mais presente nas ruas, algo que gradativamente a empresa pretende mudar nas outras regiões, principalmente no sudeste.

Comparando os números divulgado pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores, entre os meses de junho e julho deste ano, a Shineray passou de 1,7%, para 1,88%, mesmo com queda de quase 11% entre todos os emplacamentos de motos no Brasil, de 120.867, para 107.619.

Entre os "subsegmentos" que a Federação "divide", com as dez motos mais emplacadas, a Shineray aparece em duas delas, na "Trail/Fun" e na "Scooter/Cub", ambas na sétima posição.

No subsegmento Trail/Fun encontramos a Shineray XY 125, que aumentou na porcentagem da participação, de 3,46%, para 3,5%, e na categoria Scooter/Cub temos a Shineray XY 50, que além de também subir no índice mencionado, de 2,66% para 2,72%, também aumentou os emplacamentos, passando de 1.011 em junho, para 1.083 neste mês, julho.

Na mesma entrevista mencionada acima, também consta o termo "portfólio", onde se falou da diversidade e também do valor mais acessível, onde este último pode ser facilmente reconhecido quando comparado aos modelos semelhantes das outras marcas.

Além dos dois modelos mencionadas acima, a montadora também tem outras opções de motos, como é o caso da "Jef 150s" e da "SHI 175", mencionadas na entrevista citada.

Na Jef 150s, a Shineray utilizou um motor que oferece 10,3 cv de potência e torque de 14 Nm, respectivamente a 7.500 rpm e a 6.000 rpm, podendo chegar a 120 km/h, e na SHI 175 a potência é de 14 cv com torque de 1,4 kgfm, na mesma comparação de rotações por minuto.

Duas particularidades acompanham as Shinerays Jef 150s e SHI 175, a alimentação delas é feito por carburador e a partida pode ser feita, tanto na forma elétrica, por bateria, quando na forma manual, por pedal.

Quanto aos valores, os encontrados foram por volta dos R$ 12 mil para Jef e um pouco menos de R$ 13 mil para a SHI, porém, alterações podem existir, por conta de impostos diferentes entre estados e também com o frete envolvido.

No site da montadora você pode encontrar mais modelos.

Por Fernando Dias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.