SUVs mais baratos do Brasil 2022

Conheça os SUVs mais baratos do Brasil para você comprar neste segundo semestre de 2022.

O gosto aos "veículos utilitários esportivos" está em alta e segundo a FENABRAVE, Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores, 46,51% dos veículos emplacadas no Brasil, neste primeiro semestre de 2.022, é do subsegmento SUV, Sport Utility Vehicle. Confira abaixo a lista dos 10 carros mais baratos desta categoria.

10º) Chevrolet Tracker

O Chevrolet Tracker ficou em 4º no ranking da Fenabrave entre os SUVs mais emplacados nos seis primeiros meses, com 26.966 unidades. O preço dele está a partir dos R$ 113.490,00 em sua versão básica. Já com câmbio automático, ele possui um motor 1.0 turbo, com potência de 116 cv e torque de 16,8kgfm.

Chevrolet Tracker

9º) Chery Tiggo 3X

O Chery Tiggo 3X 1.0 T PRO CVT 2023 custa R$ 113.490,00. Tem câmbio de 9 marchas CVT, motor 1.0 turbo, que oferece 17,1 kgfm de torque e 102 cv de potência, e emplacou 3.412 unidades de janeiro a junho deste ano, ficando em 19º lugar na lista mencionada da Fenabrave.

Chery Tiggo 3X PRO

8º) VW T-Cross

Agora temos o primeiríssimo colocado no ranking de SUVs mais vendidos, o Volkswagen T-Cross, emplacando 32.871 unidades. O SUV mais vendido atualmente, custa a partir de R$ 111.800,00 na sua versão Sense 200 TSI e vem com câmbio automático de 6 marchas e com motor 1.0 turbo, oferecendo torque de 20,4 kgfm e potência de 128 cv.

VW T-Cross

7º) Hyundai Creta

O Hyundai Creta Action 2022, modelo anterior ao novo Creta, custa a partir dos R$ 109.690,00 e ajudou o modelo a ficar em 3º lugar nos emplacamentos, com 29.255 unidades. O seu câmbio é automático, com motor 1.6 de 130 cv de potência e torque de 16,5 kgfm.

Leia também:  Scooter Elétrica Aima Tiger S5 2022 - preço, ficha técnica

No modelo novo, o Creta mais barato é o 1.0 T-GDI Comfort 2023, com motor turbo e câmbio automático, que custa R$ 120.890,00.

Hyundai Creta Action

6º) Nissan Kicks

Com transmissão manual de 5 marchas e custando aproximadamente R$ 109.290,00, encontramos o Nissan Kicks Sense 1.6 2022, que vem equipado com motor 1.6, oferecendo 114 cv de potência e torque de 15,5 kgfm. Emplacando 17.087 unidades no período já mencionado, onde ele também ficou em 8º no ranking da Fenabrave.

Nissan Kicks

5º) Renault Duster

Tendo 9.537 unidades emplacas e ocupando o 12º no ranking da Fenabrave, temos o Renault Duster. Na versão 1.6 Zen 2023 com câmbio manual, ele custa R$ 102.290,00. Ele vem com motor 1.6, com potência de 120 cv e torque de 16,2 kgfm.

Renault Duster

4º) Peugeot 2008

Em 17º lugar nos emplacamentos deste primeiro semestre, com 3.929 unidades, encontramos o Peugeot 2008. Ele custa a partir de R$ 99.990,00 na versão Allure Pack e vem com motor 1.6 aspirado, com potência de 120 cv e torque de 15,6 kgfm, e câmbio automático de 6 marchas.

Peugeot 2008

3º) Citröen C4 Cactus

Em 10º entre os mais emplacados (10.618 unidades), encontramos o Citroën C4 Cactus Live, que custa a partir de R$ 99.116,00 e vem com motor 1.6 com câmbio automático, oferecendo torque de 16,4 kgfm e potência de 122 cv.

Citröen C4 Cactus

2º) JAC T40 Plus

O JAC T40 Plus não é um carro muito vendido nem muito conhecido, mas custa R$ 98.990,00 em sua versão Plus 1.5 e vem com motor 1.5 Flex de 16 V, com câmbio manual de 5 marchas e 125 cv de potência.

JAC T40 Plus

1º) Fiat Pulse

O Fiat Pulse está custando a partir dos R$ 96.290,00 em sua versão 1.3 Drive 2023. O Pulse foi o sexto SUV mais vendido do Brasil no primeiro semestre de 2022, com 24.035 unidades emplacadas. Ele vem com motor 1.3 Firefly, com potência de 107 cv e torque de 13,8 kgfm.

Leia também:  Vorax Rossin-Bertin - Lançamento de Carro Superesportivo Brasileiro

Fiat Pulse

Observações

Para todos os preços informados nesta matéria, deve levar em consideração pelo menos duas variáveis, o local em que a compra irá se realizar, pois os estados brasileiros possuem valores diferentes entre os seus impostos, e também quanto ao frete que esteve veículo irá agregar, devido a distância do mesmo.

Além disso, entre a apuração dos preços que fizemos e o momento em que você está lendo este artigo, pode haver uma grande discrepância. Isso se deve às políticas de preços que as montadoras vêm adotando, em razão, principalmente, da falta de peças, que tem causado constantes paralisações de produção e gerado grandes aumentos e, por vezes, reduções de preços em razão do estoque do modelo. Assim, um carro que hoje está mais barato pode se tornar um dos mais caros nas semanas seguintes, podendo, também, ocorrer o contrário.

Baseado no texto de Fernando Dias

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.