Fat e-Bikes – vantagens e desvantagens de bicicletas elétricas Fat


Conheça as principais vantagens e desvantagens de comprar uma e-bike Fat.

As bicicletas elétricas têm conquistado espaço no mercado nacional, gradualmente estão se popularizando como uma alternativa prática e econômica para transitar pela cidade e passear por lugares próximos.


Segundo o levantamento de dados da Aliança Bike, Associação Brasileira do Setor de Bicicletas, a comercialização da categoria atingiu o recorde no ano de 2021, com 40.891 unidades vendidas, contando com o crescimento de 21%. E as perspectivas para este ano são otimistas, com previsões de um novo recorde de vendas.


Outros fatores que podem explicar o aumento na procura por esse segmento são a valorização do dólar, o preço do frete marítimo e a instabilidade econômica. Os consumidores estão buscando alternativas que possam gerar custo-beneficio e as bicicletas elétricas são excelentes neste quesito.


Os incentivos para o comércio são promissores, com ótimas normas políticas. Como, por exemplo, a medida que retirou as bikes elétricas da cobrança do ICMS na cidade de São Paulo e a medida que zerou o imposto de importação para motores de bicicletas elétricas, através do Ministério da Economia.


Pensando em todas essas perspectivas, te apresentaremos a modalidade, quais as suas origens, significado as principais vantagens, benefícios e desvantagens (afinal, tudo possui os seus bônus e ônus) das Bikes Fat e-bikes. Além de tudo, reunimos alguns modelos excelentes de bike elétricas.

O que é fat e-Bike?

Em tradução literal, Fat Bike significa “bicicleta gorda”. Essa terminologia tem origem em seus pneus largos, maiores que os de uma bicicleta comum. O modelo se popularizou na década de 1980, aprovado inicialmente em terrenos áridos e em segundo ponto, nas localidades mais frias, por suas rodas largas que se estabilizam em territórios diversos.

Leia também:  Volkswagen Jetta TSI - Lançamento no Brasil

A categoria foi desenvolvida para rodar por qualquer lugar, sem dificuldades. Logo, as Fat e-Bikes são os modelos que possuem essa característica e utilizam um motor elétrico integrado.

Há uma extensa variedade de bicicletas elétricas, as mais leves chegam a velocidades entre 20 a 32 quilômetros por hora, enquanto as mais robustas podem alcançar 45 km/h. Esses modelos dispõem de baterias recarregáveis e dois tipos de configurações, sendo:

  • Pedelecs: Não possuem o acelerador, ou seja, o motor é ativado quando o ciclista pedala;
  • Bikes elétricas com acelerador: incluem acelerador e possuem três funcionalidades, acelerando sem pedalar, somente pedalar para ativar o motor ou ambos.

Principais vantagens

Pronta para qualquer terreno: com pneus mais largos e com menor pressão, uma fat e-bike dará melhor tração em subidas, descidas e ruas de terra.

Economia financeira: A principal vantagem em comprar uma e-bike é o benefício financeiro. Hoje em dia está muito caro manter carros, por vários motivos, como o preço dos modelos disponíveis nas concessionárias, seguro, imposto, manutenção e combustível. As bikes elétricas são uma opção válida para quem procura economia no orçamento mensal.

Praticidade para o dia a dia: as bicicletas elétricas são práticas, leves e de manutenção simples, não ocupam muito espeço e podem ser guardadas em qualquer “canto”. São um meio de transporte prático para se deslocar até o local do trabalho, transitar pela cidade, driblando o trânsito e com uma velocidade considerável. É ideal para pessoas que gostam de viver de maneira descomplicada e objetiva.

Principais desvantagens

Mais cansativa para pedalar: uma fat e-bike tende a ser mais cansativa para pedalar, no asfalto. Se a maior tração e baixa pressão dos pneus são bons para terrenos íngremes ou ruins, no asfalto você precisará pedalar com mais força e gastará mais energia do motor elétrico.

Leia também:  Melhores carros para trabalhar como motorista de aplicativo em 2022

Poluição indireta: A principal desvantagem das bikes elétricas é a poluição indireta gerada pela bicicleta, durante a criação de energia elétrica para sua aplicação, além dos impactos da fabricação e dos descartes, principalmente, o descarte das baterias. Apesar disso, os resultados positivos no meio ambiente ainda são melhores. Gerando o impacto ambiental menor que veículos com motores tradicionais.

As baterias das bicicletas elétricas, embora também tenham impacto ambiental, são menos tóxicas e possuem a vantagem de poderem ser recicladas. Lembrando que, estão sendo desenvolvidas novas tecnologias para fabricar baterias com maior tempo de vida e gere menor descarte além, dos modelos movidos a energia solar.

Alguns modelos e preços de fat e-bikes

As fat e-bikes costumam ser um pouco mais caras que bicicletas elétricas de pneu fino. E algumas também podem passar da potência de 350w e velocidade máxima de 25km/h, números a partir dos quais se torna obrigatório o emplacamento do veículo e, pelo menos, uma carteira ACC para ciclomotores para conduzi-las. Confira quatro modelos que separamos:

Spark Rhino: R$ 8.455,00


Spark Rhino

Coswheel T20 10 Ah: R$ 12.949,20

Coswheel T20 10Ah

Spark Dobrável: R$ 7.900,00

Spark dobrável

Liberty FAT: R$ 9.590,00

Liberty Fat

Move Ways Eco Way dobrável: R$ 7.884,05

Eco Ways dobrável


Outros Conteúdos Interessantes



Você gosta de carros e motos e escreve bem? Gostaria de escrever para nosso site e ser remunerado por isso? Então clique aqui e envie seu texto para avaliarmos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.