Caoa Chery iCar e Tiggo 8 Pro PHEV 2023 ficam mais caros em julho


Caoa Chery reajusta preços de seu carro elétrico de entrada e de seu modelo PHEV.

A Caoa Chery publicou, recentemente, uma notícia que não agradou aos consumidores: os modelos iCar e Tiggo 8 Pro PHEV se tornaram mais caros a partir deste mês de julho.


A marca automotiva chinesa anunciou o aumento nos valores das duas principais versões de automóveis, recentemente lançadas no mercado brasileiro: versão minicarro iCar e o modelo SUV híbrido (plug-in) Tiggo 8 Pro. Assim que a empresa publicou que vai iniciar a eletrificação de toda a linha que compõe seu rol de produções em nosso país, foi comunicado, também, o início do comércio das versões com motorizações elétricas, propulsões híbridas plugáveis e as híbridas-leve, que vão equipar todos os seus veículos.


O primeiro teve seu preço elevado em mais 5.000 reais, passou de 139.990 para 144.990 reais, um reajuste pouco acima de 3,5% que o deixa com quase o mesmo valor do Kwid E-Tech (Renault), na concorrência entre os preços.


A versão Tiggo 8 Pro (Plug-in) Hybrid teve seu valor elevado em 10.000 reais, passou de 269.990 para 279.990 reais, ainda assim bem abaixo do preço do Compass 4xe híbrido (Jeep), mesmo com reajuste de 3,7%. Portanto, esta dupla de carros elétricos, o mini modelo de propulsão elétrica e o seu SUV híbrido fabricado em nosso país, estão sendo mantidos no setor de pré-venda, pela marca, porém, com os valores mais altos.


Destaques dos dois modelos:

O iCar consiste em um veículo de pequeno porte, medindo 3,20 metros de comprimento, com espaço interno para 4 pessoas; novo bagageiro com capacidade entre 100 e 380 litros conforme o número de ocupantes a bordo. Está disponível nas tonalidades branca, verde e cinza, as duas últimas versões (verde e cinza) com valor de 145.290 reais. Está equipado de motorização elétrica e entrega 61 cavalos força a 15,3 KGFM. A bateria de lítio com potência 30,8 kWh. A autonomia é de 280 km. Esta é uma das grandes promessas para este novo segmento, que segue em bom crescimento no Brasil.

Leia também:  Linha Dacia 2024 na Europa: Renault Sandero, Duster, Kwid (Spring) vão mudar

A versão Tiggo 8 Pro (PHEV) de motor tipo 1.5 Turbo, com desempenho de 147 cavalos força, acrescido de mais duas motorizações elétricas, com desempenho de 170 cavalos, somando o total de 317 cavalos para 56,6 KGFM. As duas propulsões elétricas entregam, respectivamente, 75 cavalos a 17,3 GFM no torque, e 95 cavalos a 16,8 KGFM. Está equipado de embreagem dupla, em 11 velocidades e nove modos para condução, e consegue fazer até 42,7 km/l.

A bateria é bastante potente, carregada de células de lítio que forma 15 kWh. A versão Tiggo 8 Pro (PHEV) tem capacidade de rodar um percurso de 77,6 km em modalidade elétrica, e pode ser recarregado externamente (tomadas externas). Registra a marca de 0 a 100 km/h em 6,7 segundos. Entre os dois citados, o Tiggo 8 Pro é a versão mais cara, tanto de sua linha específica, como diante do iCar.

Pouco tempo após o comunicado público, indicando a elevação dos valores no mercado, já havia o registro de duas mil reservas no site oficial da companhia Caoa Chery, mesmo que a empresa já houvesse apresentado os novos e mais altos preços para alguns modelos. Portanto, ambos os veículos seguem em ampla concorrência.

No caso do trio de propulsão eletrificada da marca chinesa, a versão Arrizo 6 Pro, a Tiggo 5x Pro e a versão Tiggo 7 Pro, seguem na mesma escala de valor, respectivamente: 159.990; 179.990 e 199.990 reais.


Chery Tiggo 8 Pro


Outros Conteúdos Interessantes



Você gosta de carros e motos e escreve bem? Gostaria de escrever para nosso site e ser remunerado por isso? Então clique aqui e envie seu texto para avaliarmos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.