Carros hatch com motores menos potentes do Brasil em 2022


Se você usa o carro no dia a dia, em ruas normalmente engarrafadas, e precisa apenas de economia de combustível, não de potência, esses carros são ideais para seu bolso.

A combinação economia de combustível, potência e preço baixo na hora de comprar um carro está cada vez mais difícil de ser encontrada, especialmente no Brasil, em virtude do aumento dos preços de veículos nos últimos anos, e também dos constantes aumentos nos preços dos combustíveis. As opções que mais se aproximam do ideal, nesse quesito, acabam sendo os hatches, em sua maioria equipados com motor 1.0, que geralmente oferecem uma boa economia de combustível e se apresentam constantemente como as opções mais acessíveis no mercado de carros novos.


Carros que possuem motor 1.0, entretanto, costumam ter menos potência e menos torque, embora prometam compensar com a economia de combustível. Porém, nem sempre a promessa de economia é cumprida, pois em muitos casos os carros com menor potência precisam trabalhar com giro do motor, ou pressionando o acelerador além do ideal, fazendo com que o consumo de combustível acabe sendo maior, até mesmo se aproximando do consumo de veículos mais potentes. Ressalte-se, no entanto, que não são carros ruins. São carros econômicos, todos de manutenção barata, pensados para uso urbano, com trânsito lento, parando o tempo todo. Mas são carros que devem ser dirigidos no ritmo deles, sem pisar demais.


Por isso, na hora de comprar um carro, é importante considerar as variáveis e decidir qual a prioridade no momento da escolha. Caso uma das suas prioridades seja a potência, preparamos uma lista com alguns dos carros menos potentes a venda no mercado brasileiro. Em nossa lista, não consideramos carros elétricos nem automóveis de passeio, e priorizamos os valores de potência relacionados aos modelos movidos a gasolina.


Leia também:  Novo Peugeot 208 - Lançamento e Preço no Brasil

Vamos, então, conhecer os carros menos potentes do Brasil.


1) Renault Kwid: 68 cv de potência e torque de 9,4 kgfm

O topo da lista é ocupado pelo Renault Kwid, que aparece também nas listas de carros mais baratos do Brasil. O hatch com motor 1.0 é o que oferece menos cavalos de potência, embora o torque esteja bem próximo de outros modelos dessa lista. Visando diminuir o preço – e também evitar que o carro competisse com outros mais potentes da fabricante – a Renault retirou comandos de válvula variáveis do motor do Kwid, fazendo com que o propulsor do carro entregasse menos potência, embora tenha mantido o torque próximo ao de carros mais potentes, estratégia usada para evitar que o consumo de combustível se tornasse alto demais, diminuindo as vantagens de se optar por um modelo menos potente.

Se você andar com cuidado, contudo, é extremamente econômico: faz 15,6km/l na estrada e 14,9km/l na cidade, quando abastecido com gasolina.

2) Peugeot 208: 71 cv de potência e torque de 10 kgfm

Nossa medalha de prata vai para o Peugeot 208, que chega com novidades em sua linha 2023, mas mantém o motor 1.0 Firefly. Esse motor conta com duas válvulas por cilindro, embora tenha comando único com variador, fazendo com que, embora funcione bem em rotações mais baixas, apresente dificuldades em altas rotações, como a maioria dos carros aqui citados.

No entanto, o prêmio é 16,3km/l de consumo na estrada e 14,7km/l na cidade, com gasolina. Basta andar com calma.

3) Fiat Argo: 72 cv de potência e torque de 10,4 kgfm

A medalha de bronze na lista de carros menos potentes a venda no Brasil é do Fiat Argo. Equipado com motor GSE Firefly 1.0 de 3 cilindros 6 válvulas, o mesmo do 208, o Argo compensa com o torque, um dos maiores da categoria, num acerto levemente diferente do Peugeot. A Fiat fez um bom trabalho com a sua nova família de motores, pois conseguiu mantê-los com força em rotações mais baixas, mesmo sofrendo em rotações mais altas. Para um carro a ser usado no dia a dia, porém, essa característica é suficiente.

Leia também:  Hyundai Creta 2017 - Lançamento e Preço no Brasil

Mesmo sendo mais pesado que o 208, o consumo é excelente, se você andar tranquilo: 15,8km/l na estrada e 14,1km/l na cidade.

4) Fiat Mobi: 73 cv de potência e torque de 9,5 kgfm

O Fiat Mobi, em sua versão de entrada Like 1.0, aparece em nossa lista de carros menos potentes do Brasil. Equipado com motor Fire 1.0, mais antigo, conta com 4 cilindros e 8 válvulas, e é destacado pela Fiat como um motor muito econômico. Com essa motorização, porém, o Mobi precisa de giros mais altos a fim de alcançar mais agilidade.

A motorização do Mobi, bem como a potência alcançada são as mesmas do Grand Siena e do Uno, ambos já fora de linha. Assim, temos um empate triplo no quarto lugar da lista.

Fazendo 15km/l na estrada e 13,5km/l na cidade, com gasolina, contudo, o consumo compensa de longe a baixa potência.

5) Hyundai HB20 e HB20S: 75 cv de potência e torque de 9,4 kgfm

Para fechar nossa lista, trazemos o novo HB20, que se mantém com o motor Kappa com três cilindros, além de sistema de balanceamento do bloco usado para reduzir ruído e vibração. Esse motor conta com duplo comando de válvulas e sistema de injeção equipado com tecnologia flex. Com isso, garante potência e torque comuns em sua categoria.

Novamente, outro carro que compensa a baixa potência sendo amigo do bolso, capaz de fazer 15km/l e 13,1km/l na cidade.

Além dos já citados, o Polo e o Gol, da Volkswagen, ambos com 75 cv de potência e torque de 9,7 kgfm; o Chevrolet Onix, com 78 cv de potência e torque de 9,6 kgfm; além do Renault Sandero, com 79 cv de potência e torque de 10,2 kgfm, todos entregando menos de 80 cavalos de potência, merecem ser lembrados em nossa lista.

Leia também:  Audi A6 2014: itens de série que consquistam qualquer um


Congestionamento


Outros Conteúdos Interessantes



Você gosta de carros e motos e escreve bem? Gostaria de escrever para nosso site e ser remunerado por isso? Então clique aqui e envie seu texto para avaliarmos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.