Exeed, divisão de luxo da Chery, confirma início das vendas no Brasil em 2023

Depois de adiamento, finalmente a Exeed confirma o início das atividades no Brasil.

A Exeed, divisão de luxo da Chery, anunciou oficialmente o início das operações no Brasil. A empresa deve trazer o VX, já esperado desde o ano passado, o LX ET-i, confirmado no fim de maio, além de dois outros dois novos SUVs: AtlantiX (divulgado anteriormente como Atlantis) e Stellar, ainda inéditos. Segundo a empresa, todos os seus carros serão eletrificados, no país. As vendas devem começar em 2023.

Vamos conhecer os modelos.

Exeed VX

O VX é uma incógnita. Já é um velho conhecido e já foi flagrado rodando sem disfarces em estradas brasileiras no ano passado. Trata-se de um SUV de grande porte, de 7 lugares, com 4,97m de comprimento e construído sobre a plataforma do Tiggo 8 Pro.

No entanto, a versão lançada na China (chamada de Lanyue 400T, por lá) não conta com motor híbrido ou elétrico. Por lá, é um 2.0 turbo de 261cv e torque de 41 kgfm, com transmissão automática de dupla embreagem de 7 marchas, com opção de tração nas quatro rodas. Como não conta com um motor híbrido, não sabemos que motorização teria por aqui, nem se, de fato, será lançado por aqui.

O destaque é o painel, com duas telas de 12,3 polegadas conjugadas, formando um conjunto único, ao estilo dos Mercedes mais novos.

Na China, há quatro versões do modelo à venda, o Xingyao Pro, Xingyao 4×4 Pro, Xingrui Pro e Star Zun Pro, com preços que vão de 193.900 yuans (cerca de R$ 155 mil) a 233.900 yuans (cerca de R$ 183 mil). Ou seja, no Brasil, pode-se esperar uma faixa de preços de R$ 250 mil a R$ 300 mil, ou mais.

Leia também:  Promoção da Renault oferece Bônus na Troca do Carro

Exeed VX frente

Exeed VX painel

Exeed LX ET-i

Este é confirmado. O Exeed LX ET-i é um híbrido plug-in com capacidade de rodar até 105km em modo elétrico. É um SUV do porte do Compass, com 5 lugares e 4,53m, construído sobre a plataforma do Tiggo 7 Pro.

Os motores são um 1.5 turbo de 156cv e torque de 23kgfm, aliado a um potente motor elétrico de 170cv e torque de 32kgfm. Ou seja, um carro com potência e torque de sobra para ser usado em modo 100% elétrico.

Também conta com um belo painel com duas telas de 12,3 polegadas, lado a lado, como no VX.

O carro é vendido em duas versões, na China: Feng (Vento) e Zhen Feng (Vento Real), com preços de 157.600 yuans (cerca de R$ 123 mil) e 167.600 yuans (cerca de R$ 131 mil). Ou seja, no Brasil, podemos esperar preços ao redor de R$ 200 mil, ou mais.

Exeed LX ET-i frente

Exeed LX ET-i traseira

Exeed LX ET-i painel

AtlantiX e Stellar

Não temos quaisquer informações a respeito desses modelos, apenas imagens e vídeos-conceito demonstrando os carros.

O Stellar foi divulgado no Salão de Xangai do ano passado e, segundo a Chery, adota a filosofia das quatro liberdades que a empresa quer adotar seus produtos nos próximos anos. São elas:

  • liberdade das mãos, em que carros devem ser autônomos, para que você possa fazer qualquer outra coisa, no lugar de simplesmente dirigir;
  • liberdade de ansiedade de viagem, em que a bateria do carro elétrico deve ter autonomia suficiente para uma viagem tranquila, sem ansiedade porque ela está acabando;
  • liberdade de espaço;
  • vida livre.

A partir disso, o que podemos esperar são carros autônomos como os da Tesla, em níveis 4 ou 5, onde você pode deixar o carro dirigir sozinho por viagens longas.

Leia também:  Caoa Chery iCar 100% elétrico: o novo carro da irmã de Gil do Vigor

Provavelmente, também, terão motorização 100% elétrica, sem modo híbrido, mas com baterias grandes o suficiente para viagens mais longas.

De resto, só temos especulações.

Na imagem abaixo, o conceito do Stellar:

Exeed Stellar

E abaixo, o que foi divulgado para o AtlantiX, apenas o teaser:

Chery AtlantiX

Fabricação no Brasil

Ainda não temos informações se esses carros serão fabricados pela Caoa Chery, mesmo que LT ET-i e VX usem a base de Tiggo 7 e 8, respectivamente. De todo modo, a Caoa fez um investimento de R$ 1,5 bilhão recentemente em sua planta de Anápolis (GO) e há a expectativa de que a Exeed esteja nos planos.

No entanto, por serem carros premium, bem mais caros, é possível que, num primeiro momento, venham importados da China.

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.