SUVs com o melhor custo-benefício em 2022


Confira nossa lista com os melhores custo-benefício entre os SUV em 2022.

Muitas pessoas se questionam sobre qual seria o melhor SUV em termos de custo-benefício. Embora esta seja uma pergunta difícil de responder devido às variáveis envolvidas, existem alguns detalhes que podem ajudar a delimitar alguns modelos, ainda que eles estejam sujeitos a não agradar a todos os gostos.


Para responder ao questionamento, levamos em conta, por motivos óbvios, principalmente o preço. Então consideramos o que os carros oferecem de série para o motorista e passageiros e quão seguros eles são considerados.


Deixamos em menor grau a avaliação de potência e desempenho, assim como o tamanho do carro, como porta-malas e espaço para ocupantes. Consideramos que, para famílias pequenas, com um ou dois filhos, um SUV compacto tem tamanho suficiente. Além disso, um carro para andar na cidade e na estrada, dentro dos limites de velocidade, sem arrancadas bruscas, já é o suficiente para a maioria das famílias.


Veja mais sobre isso a seguir!


Renault Duster

Por fim, a boa e velha Duster, um SUV mais raiz, com mais de 23cm de altura do solo e com ótimo espaço interno. A Duster é o mais barato da lista, custando a partir de R$ 102 mil na versão Zen manual e R$ 110 mil na Zen automática.

Em termos de custo-benefício, prefira a versão Iconic com motor 1.6. Ela custa R$ 125 mil e é R$ 14 mil mais barata que a 1.3 Turbo e, com 120cv e 16,2kgfm de torque, tem desempenho mais que suficiente para rodar com tranquilidade com a família.

A Iconic vem com mimos como alerta de ponto cego, câmera de 360º e multimídia com Android Auto e Apple Car Play.


Jeep Renegade

Com custo médio de R$123 mil, o Jeep Renegade pode ser considerado uma das melhores SUVs no mercado por atender aos critérios estabelecidos para a lista ainda na sua versão Sport, o carro de entrada da linha. Esta versão conta com todos os itens que são necessários, como os airbags laterais e a cortina de série, além de oferecer recursos interessantes para o usuário, como uma boa central de multimídia.

É um dos menores SUVs do mercado, com apenas 4,268m de comprimento. Mas tem bom entre-eixos de 2,57m e seu formato mais "quadrado" beneficia o espaço interno.

Nissan Kicks

O Nissan Kicks custa, em média, R$130 mil na sua versão Advance e com o Pack Plus. Assim, o veículo vem equipado com seis aribags, central multimídia 8 polegadas e controles de tração, entre vários outros recursos interessantes e que fazem dele uma boa escolha, digna de figurar em qualquer lista de melhores SUVs em termos de custo-benefício.

Mecanicamente, é um carro construído sobre a plataforma da Renault Duster, com custo de manutenção similar.

Chevrolet Tracker

O preço médio do Chevrolet Tracker é R$138 mil na versão Premier 1.0 Turbo. Com uma lista farta de equipamentos de série, que vão desde itens voltados para questões de segurança aos mais direcionados para o entretenimento, o veículo possui câmbio automático de seis marchas.

Seu motor garante 116 cavalos de potência e 16,8 kgfm de torque. Nada que garanta muita emoção, mas sendo o mesmo do Onix, é bem econômico, com o carro chegando a fazer 14,8km/l na estrada e 13km/l na cidade, com gasolina.

Volkswagen Nivus

O Volkswagen Nivus tem como principal vantagem o seu preço, que é bastante inferior ao dos outros carros da lista. Assim, ele está abaixo da média dos demais SUVs do mercado por custar apenas R$123 mil, menos do que veículos do catálogo de utilitários da sua montadora. Além disso, o preço pode abaixar na versão Comfortline, que custa R$118 mil.

Para deixar o custo-benefício ainda mais interessante, é válido citar que esta versão possui um pacote opcional VW Play & Tech, que soma em média, R$ 5,2 mil no seu valor, mas passa a agregar recursos interessantes, como uma central multimídia de 10 polegadas e um carregador sem fio.

É um SUV mais coupé, mais baixo, mas tem bom porta-malas, de 415 litros.

Hyundai Creta

O Creta possui todos os itens exigidos para ser considerado um SUV de bom custo-benefício e tem custo médio de R$113 mil, na versão de entrada. A sua versão Comfort é bem equipada e os consumidores poderão encontrar um motor 1.0 TGDI com 120 cavalos de potência e torque de 17,5 kgfm. Além disso, o veículo possui câmbio automático de seis marchas, o que faz com que ele seja capaz de ir de 0 a 100 km/h em apenas 11,5 segundos. Não é um desempenho de prender a respiração, mas é um bom número para o segmento.

Volkswagen T-Cross

Outro modelo da Volkswagem a aparecer na lista é o T-Cross, que custa em média R$134 mil. A marca oferece vários adicionais para este modelo que parecem bastante interessantes, mas podem acabar gerando alguma confusão para os consumidores. Assim, é interessante saber que a versão mais interessante do carro é a 200 TSI Automática, a de entrada.

Uma dica: o T-Cross perde altura no porta-malas na versão Highline, devido ao estepe maior, do tamanho das rodas do carro. Consideramos tal estepe desnecessário, haja vista que só será usado em situações de emergência. Se puder optar pelas versões que não são topo de linha, prefira.


Outros Conteúdos Interessantes

1 Comment



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.