Carros bons e baratos para uso em estrada de terra e no asfalto


Precisa de um carro de uso misto? Há vários modelos bons e baratos, no mercado de usados, para gastar pouco e não ter incômodo. Confira quais são.

Tem gente que prefere viver no campo, acordando ao som dos pássaros e observando aquele belo nascer do sol. Contudo, algumas exigências só podem ser realizadas na vida urbana. E para isso, contar com automóveis capazes de suportar as estradas de terra e lama é essencial.


Eles são resistentes, muito confortáveis, apresentam bom desempenho e, o melhor de tudo, são baratos – características essas de carros bons para uso em estrada de terra e no asfalto. A seguir listamos cinco modelos com capacidade de transpor obstáculos seja qual for o estilo do percurso.


Atenção: nós vamos colocar alguns vídeos desses carros abaixo em situações bem extremas. São apenas para você ver que são bons de barro, não recomendamos que você os use nessas condições.


VW Crossfox

O acoplado motor 1.6 de 8V é super confiável. Na versão 2011, o modelo pode ser encontrado a partir de R$ 25 mil. A variante faz parte da 2° geração da Volkswagen, que desenhou um design mais aventureiro e deu ao carro um estilo bem mais elaborado.


A versão anterior oferecia um estepe na traseira não tão atraente, mas com a mudança o acessório recebeu uma trava mais eficiente. Tem pneus de uso misto e a altura do solo é 190 mm. O Crossfox conta com Buchas de suspensão e coxim do motor reforçados, deixando o veículo mais robusto e preparado para estradas de terra e asfalto.

Renault Sandero Stepway

A versão 2013 chegou no país com dois tipos de motores, ambos preparados para diferentes tipos de destinos. Na versão, o modelo chegou sem estepe e costuma ser comprado a partir dos R$30 mil. A vantagem do automóvel é que fornece porta malas maiores que o primeiro da lista.

Além de ser um veículo confiável, ele possui uma manutenção mais em conta. Possui dois tipos de motores: 1.6 8V e 1.6 16V. Esse segundo é muito eficiente e ainda gasta pouco. Por outro lado, o acabamento fica a desejar. No painel, por exemplo, o Sandero Stepway tem alguns defeitos bem escancarados.

Renault Duster

Irmã da Sandero Stepway, as Duster 4×4 costumam ser exibidas em atoleiros dos mais sérios na Europa. Há vários vídeos no Youtube sobre ela.

Aqui temos um porta-malas de mais de 400 litros, motor confiável, opção de versão flex e, também 4×4, nas usadas. Um dos melhores carros para barro e que anda muito bem no asfalto.

Uma 2013 pode ser encontrada por pouco menos de R$ 50 mil e não há grande diferença de preço para a 4×4.

Fiat Idea Adventure

Desenhado para oferecer bastante espaço, o Idea tem 185 mm de vão livre do solo, o veículo possui pneus de uso misto e traz o tão reclamado estepe na traseira. Também do segmento robusto, no entanto, não é considerado um hatch, mas sim uma minivan.

Com bastante espaço no interior e compacto por fora, o modelo 2007 foi a sensação de vendas, assim como as demais linhas da marca. Atualmente, a Fiat Idea Adventure é adquirida a partir de R$ 25 mil. O modelo atende as exigências de quem mora em chácaras ou sítios, mas que precisa ir com frequência as vias urbanas. Ou seja, precisa de um jeito ou de outro enfrentar ruas enlameadas e esburacadas.

Fiat Strada Adventure

Picape derivada do Palio, na versão Adventure, na maioria das vezes conta até com o diferencial Locker, boa para sair de atoleiros. Disponível nas versões cabine dupla e simples, boa para quem precisa carregar cargas.

Uma Strada Adventure 2012 pode ser encontrada por algo em torno de R$ 50 mil.

Fiat Palio Weekend Adventure

A versão perua do Palio e da Strada, tem as mesmas características da picape e oferece um generoso porta-malas de mais de 400 litros, com razoável espaço no banco de trás.

Uma Palio Weekend Adventure 2012 custa em torno de R$ 40 mil.

Fiat Uno/Mille

Este é um dos favoritos entre o pessoal que mora no interior e precisa pegar estrada de chão. Reforçado e com ótima suspensão, motor simples que dá pouca manutenção e é barata, o Uno é um dos carros que melhor se sai em barro.

Produzido de 1984 até 2021, aqui, há uma ampla gama de modelos à disposição, com preços dos R$ 10 mil aos R$ 60 mil. Se for pegar barro constantemente, prefira os mais simples, os Mille 1.0.

Hyundai Tucson primeira geração (até 2016)

Sempre na lista dos carros mais vendidos, a Hyundai Tucson é realmente um dos carros bons e baratos para viagens tanto no asfalto como em estradas de terra. O SUV tem um vão livre do solo de 195 mm e ainda possui um acabamento muito bem trabalhado.

As versões 2.0 e V6 2010 podem ser adquiridas pouco acima dos R$ 32 mil. Essa última versão disponibiliza tração nas quatro rodas, sendo a primeira aparecer com a novidade no mercado. Dependendo da versão, o modelo pode ser comprado até mais barato, uma 2004 pode ser encontrada por até R$ 25mil.

Mitsubishi Pajero TR4

Quando esse nome é citado logo a memória é ativada para ralis ou trilhas pesadas com aqueles desafios quem tiram o fôlego. Como se sabe, esse modelo é um dos carros mais utilizados no Sertão do Rally e na Mitsubishi Cup. Foi projetada através de uma picape, mas ganhou detalhes extremamente robusto.

Apesar da descontinuidade pelo mundo, o Brasil recebeu uma versão exclusiva, pois a montadora notou o estrondoso sucesso dela por aqui. O último face-lift chegou com as mesmas características das demais: motor 2.0 e conversão automática ou manual. A 4×4 de 2010 possui valor acima de R$ 40 mil, enquanto as versões de 2015 o valor é bem superior, a partir de R$ 66 mil.

Bônus: VW Fusca

Não podemos deixar de terminar a lista com um dos melhores carros já feitos na história. Não à toa, foi o modelo mais vendido do mundo.

O Fusca foi o tipo de carro para qualquer uso, seja asfalto, seja cidade. Mesmo tendo só transmissão 4×2, é famoso no interior como um carro muito bom de barro. É tão durável que até hoje é um dos carros mais vistos em estradas rurais. Sem contar que é fácil e barato de arrumar e qualquer mecânico conserta.

É antigo, um projeto de 1938, mas, hoje em dia, estiloso. Foi produzido no Brasil de 1959 a 1986, tendo uma nova etapa de 1994 a 1996, quando foi produzido a pedido do então presidente Itamar Franco.



Outros Conteúdos Interessantes

4 Comments


  1. Quem escreveu a matéria, precisa aprofundar os conhecimentos. Nunca o Duster 4×4 Diesel esteve no Brasil.

    1. Você tem razão. No Brasil, se o veículo leva menos de 1 tonelada, é obrigatório ter caixa de marcha com reduzida para ter motor a diesel, único critério que a Duster nunca atendeu. Foi um equívoco de nossa parte. Obrigado pelo comentário, matéria corrigida.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.