Renault Duster 2023 – preço, motores, consumo – carro para estrada de terra


Renault Duster 2023 é um carro bem construído, durável, de mecânica simples e barata. E aguenta bem estrada de terra.

Os imprevistos em viagens são até mencionados, no entanto, a verdade é que não sabemos o que realmente nos aguarda. Para suportar o tranco da estrada esburacada e de terra, um dos melhores carros que temos hoje, em preços acessíveis, no Brasil, é o Renault Duster, que é conhecido como rústico e bruto.


Com 5 variantes no mercado nacional, o Renault Duster, com preço a partir de R$ 102.290, na versão com câmbio manual, segue firme dentre os SUVs. Mecanicamente, o carro é idêntico ao Captur, que pode ser até considerado como uma reestilização da Duster. No entanto, o Captur é um carro de maior luxo, com acabamento mais refinado e com um design mais “urbano”. E mais caro que o Duster que, não obstante, seguiu passando por reestilizações e mantém um estilo próprio, de aparência robusta, com público fiel.


O modelo francês sofreu algumas alterações nos últimos anos e está no mercado, hoje, com acabamento, motorização, equipamentos e o visual mais voltado à conforto e modernidade. Não tem mais a versão 4×4 a diesel e hoje adota o 1.6 16V SCe, de 120cv e o mesmo motor do Captur, um 1.3 Tce, mais potente, de 170cv, na versão Iconic TCe. Não obstante, manteve as características que o tornaram um dos favoritos entre o público que precisa enfrentar estradas difíceis.


As versões automáticas vêm com o já muito bem aceito câmbio CVT, o mesmo do Nissan Kicks (que também adota a mesma plataforma, sendo produzido, também, na planta de São José dos Pinhais).


Confira as características.

Design e dimensões

O carro mantém o aspecto mais robusto e o formato mais quadrado, com bons ângulos de entrada na frente e atrás. Faz o veículo passar a imagem de valentia e resistência e torna-o bom para enfrentar terrenos acidentados.

Na traseira, o modelo tem lanternas em LED, semelhantes à do Jeep Renegade. Quanto ao para-choque, o acessório elevou a linha de cintura, deixando-o mais envolvente.

Segundo os dados da fabricante, as medidas do Renault Duster são essas:

  • Comprimento de 4,37 m;
  • Largura de 1,83 m;
  • Altura de 1,69 m;
  • Distância de entre-eixos de 2,67 m.

Interior

O painel ficou mais moderno em relação às versões anteriores, a central de multimidia recebeu mais tecnologia e o volante é idêntico ao Sandero. Um detalhe que não agrada parte dos consumidores ainda continua, os comandos na haste da coluna.

Além do painel contar com um ar mais tecnológico, os comandos de ar-condicionado também ganharam toques modernos. A central agora é compatível com os sistemas Apple CarPlay e Android Auto. Na versão top de linha, a Iconic, conta até com mimos como frenagem de emergência, câmera 360º e alerta de ponto cego.

O modelo não ficou a desejar quanto ao porta-objetos e ao espaço. Os dados de fábrica apontam para 20,3 litros de espaço. No porta-malas nada foi alterado, os mesmos 475 litros continuam, além do tanque ainda suportar os 50 litros.

Motorização

1.6

O motor que ocupa as versões de entrada é o 1.6 16V SCe, antigo conhecido dos proprietários de Renault, que gera 120cv e 16,2kgfm de torque. É um motor que já tem um bom tempo de mercado, tendo equipado Clio, Sandero e a própria Duster há vários anos. De mecânica simples, dá pouca manutenção, é barata e há ampla oferta de peças disponíveis no mercado.

Pode vir com câmbio manual ou automático do tipo Xtronic CVT, que simula oito marchas.

Consumo desta versão, com câmbio manual:

Câmbio Manual

Câmbio automático CVT

Gasolina/cidade

11,6km/l

10,5km/l

Gasolina/estrada

12,3km/l

11,5km/l

Etanol/cidade

8,1km/l

7,2km/l

Etanol/estrada

8,5km/l

8,1km/l

1.3 Turbo

O motor presente na versão Iconic TCe é o mesmo acoplado no Captur, sendo 1.3 turbo. A potência do motor atinge 170 cv com etanol, enquanto registra 162 cv na gasolina e 27,5kgfm de torque. É um motor mais moderno, mais forte. No entanto, sua manutenção é mais cara.

O câmbio é o mesmo CVT.

  • 10,8 km/l – gasolina/cidade;
  • 7,7 km/l – etanol/ cidade;
  • 11,5 km/l – gasolina/estrada;
  • 8,4 km/l – etanol/estrada.

Esse conjunto de dados é apenas para a versão topo de linha Iconic. As demais variantes recebem 120 cv e torque de 16,2 kgfm.

Demais acessórios

Na central multimidia, munido da tecnologia Easy Link, a tela é de 8′ polegadas e há ferramentas que permitem fazer ajustes personalizados. Esses ajustes podem ser executados por até 5 usuários, que podem acrescentar nome, foto e layout personalizados.

Nesses ajustes também podem ter preferencias de áudio – que oferece até nove estações de rádio. Há sistemas de segurança, dois airbags, conexão bluetooth, avisos sonoros e funções de travamento e destravamento das portas.

Versões e preços

  • Zen 1.6 MT: R$ 102.290,00
  • Zen 1.6 CVT: R$ 110.690,00
  • Intense 1.6 CVT: R$ 117.690,00
  • Iconic 1.6 CVT: R$ 124.790,00
  • Iconic 1.3 Turbo CVT: R$ 138.790,00

Análise para uso em estradas de terra e esburacadas

Todas as versões de Duster vão bem em estradas de terra. Na Europa, principalmente, são comuns vídeos de fora de estrada usando a Duster, em estradas com muito barro e trilhas. É um carro que consegue ter um bom desempenho em estradas ruins e aguenta o “abuso”.

A versão turbo, mais luxuosa, tem ótimo torque, bom para situações onde é preciso força. No entanto, as versões de entrada, mais básicas, já vão muito bem e podem ser mais indicadas para uso em meio a terra e barro. Potência e torque já são mais que suficientes para estradas onde não se pode correr muito. E ainda conta, como dissemos, com manutenção mais barata, maior oferta de peças, sendo um projeto já com anos de mercado. Se for usar em estradas de sítio, portanto, prefira as versões 1.6, mesmo com menor potência e torque.

Faz falta a antiga versão 4×4, que traria resultados bem melhores em estradas difíceis. A dica, portanto, é usar o carro, nas versões 4×2, em estradas de terra, mas não fora de estrada ou com barro em excesso.

Confira, abaixo, um vídeo, em inglês, comparando o desempenho do Duster europeu, em 4×2 e 4×4, na lama:



Outros Conteúdos Interessantes

1 Comment



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.