Picapes elétricas Ford F-150 Lightning 2022 entregues nos EUA


Picape elétrica F-150 Lightning já está sendo entregue nos Estados Unidos

A Ford anunciou, no ano passado, uma configuração elétrica da sua picape de maior sucesso nos Estados Unidos, a F-150. Denominada Ford F-150 Lightning (ainda no ano-modelo 2022), a versão será a primeira picape da montadora com motor totalmente elétrico.


No mês de abril, a montadora anunciou o início da produção da Ford F-150 Lightning, que já tinha, naquele momento, mais de 200 mil unidades reservadas. A procura foi tanta que a Ford não pode mais aceitar encomendas da Lightning em sua versão 2022 e fãs, ansiosos para ter a sua picape elétrica, tiveram como opção ainda tentar reservar a sua diretamente em uma concessionária, porém, a preços mais altos do que os oferecidos inicialmente pela Ford. Os que não conseguiram fazer suas reservas com a montadora e também não quiseram gastar mais, terão de esperar pela versão 2023 da Lightning, que deve chegar apenas no primeiro semestre do próximo ano.


A novidade da vez é que, cerca de um mês depois do anúncio do início da produção da picape, feito, pela Ford, em 26 de abril, a montadora começou a entregar as primeiras unidades do modelo para os revendedores de Michigan, nos Estados Unidos. Com a entrega das primeiras Lightning, a Ford alcança uma boa vitória sobre a Tesla, uma de suas grandes concorrentes, pois a montadora de Elon Musk anunciou atraso de mais de um ano da sua picape Cybertruck. Com isso, a Ford pode passar a frente e, ao entregar as 200 mil unidades já reservadas da Lightning, pode acabar fisgando alguns dos clientes da concorrente.


Na pequena cidade de Standish, localizada no Michigan, EUA, a primeira picape Ford F-150 Lightning foi entregue ao agricultor Nicholas Schmidt. Comprovando o que comentamos antes, Schmidt é fã da Tesla, e tem, inclusive, um Model 3, porém, em virtude da demora da montadora em entregar a Cybertruck, o agricultor desistiu de esperar e optou por adquirir a sua Ford F-150 Lightning.


Saiba mais sobre a Ford F-150 Lightning

Como dissemos, a F-150 é o veículo mais vendido no mercado norte-americano, e a chegada ao mercado de uma configuração totalmente elétrica do modelo é um passo importante na conservação do meio ambiente. No fim do ano passado, a Ford, em entrevista coletiva, divulgou informações mais detalhadas sobre a picape e afirmou, inclusive que a Lightning estaria disponível no mercado em uma versão denominada Pro, considerada de entrada, e em outras três, chamadas XLT, Lariat e Platinum, versões que terão, entre si, níveis distintos de acabamento.

Com relação ao motor, a versão Pro terá bateria de 98 kWh, o que lhe garante, pelo menos, 370 km de autonomia, enquanto as versões XLT e Lariat, embora tenham, como de série, a mesma bateria, contam com a opção de uma bateria maior, com 131 kWh. Com isso, tanto a XLT quanto a Lariat podem alcançar os 483 km de autonomia. A versão Platinum, por sua vez, tem como de série a bateria de 131 kWh, porém, em virtude das rodas maiores, com 22 polegadas, conta com 451 km de autonomia.

Todas as versões têm como de série o carregamento bidirecional, presente em virtude do sistema Ford ProPower Onboard de 2,4 kW. Uma versão de 9,6 kW estará disponível de forma opcional para a versão Pro, enquanto as demais já terão esse carregamento como de série. Já as versões XLT, Lariat e Platinum tem como de série a central multimídia toutchscreen de 15” equipada com sistema sync4 de entretenimento.

Um detalhe interessante é que o veículo elétrico, sem o grande motor a combustão, ganhou um "bagageiro" de 400 litros no compartimento da frente, ficando com a caçamba livre para cargas mais pesadas.

A versão Pro custa a partir de 42.000 dólares, o que, no valor de conversão atual, daria em torno de 200 mil reais. A versão Platinum, por sua vez, tem valores a partir de 71.000 dólares que, convertidos, alcançam pouco mais de 350 mil reais.

No Brasil, a Ford F-150 chega em 2023, mas não temos quaisquer informações da disponibilidade da versão elétrica por aqui. Quando chegar, deve custar acima de R$ 600 mil.



Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.