Hyundai Creta N Line 2023: ficha técnica, motor, detalhes, preço


A Hyundai deve colocar no mercado em breve um novo modelo: trata-se do Creta N Line 2023. Ficou curioso? Então conheça melhor os atributos desse carro.

Desta vez, o Creta veio com um visual diferente, parecido com o estilo do Palisade e do Kona (ambos da Hyundai). Apesar disso, eles conseguiram misturar os traços característicos da marca com linhas que distinguem o carro de todos os outros, mostrando que sabem inovar mesmo sem sair de seu estilo característico.


A versão brasileira vem com algumas diferenças das demais versões, como a grade, sendo mais imponente (parece que os brasileiros gostam de carros agressivos) e a entrada de ar, exclusiva para a versão brasileira.


Mas a parte que mais distingue este carro dos outros é o farol, com certeza, porque vem com um “design” inovador. O fato é que mudou bastante, talvez para melhor, talvez para pior. Vai do gosto de cada um.


De fato, o SUV mantém poucas linhas que remetem ao modelo anterior: uma delas é a curva oblíqua em cima da porta traseira. A outra está na coluna C, com um acabamento que simula alumínio. As lanternas traseiras estão muito diferentes, pois parecem bumerangues quando ligadas. Será que os brasileiros vão gostar? Fica a dúvida.


O porta-malas tem 422 litros, sendo um pouco menor do que na última versão. Há quatro modos de condução na versão 2.0: smart, eco, normal e Sport. Na versão 1.0 Platinum, não há versão smart. O câmbio é automático e de seis marchas. A Hyundai projetou a parte interna do carro de modo a ressaltar a sofisticação, por uma combinação de cores que deixa o carro mais moderno. Esse modelo vem com um teto solar panorâmico que ocupa toda a extensão superior. O novo Creta ainda vem com oito câmeras que filmam 360 graus. A imagem é mostrada na tela multimídia.

Na versão 1.0 turbo, o motor tem 120 cv e um torque de 17,5 KGFM a 1.500 RPM. Tem três cilindros, com bloco e cabeçote de alumínio. Além disso, é leve e compacto, com injeção direta de combustível. Tem a proposta de ser econômico. As rodas são de liga leve preta de 16”. Possui controle eletrônico de estabilidade, controle de tração, assistente de partida em rampa, seis airbags e isofix, além do sistema de monitoramento para avisar a pressão dos pneus e do ajuste manual da altura dos faróis.

A versão 1.0 Limited tem faróis de neblina acrescentados, além de rodas de 17”. Vem junto um sensor traseiro de estacionamento e um carregador sem fio para “smartphones”, entre outras coisas.

A versão 1.0 Platinum tem câmera de monitoramento de ponto cego e o freio de estacionamento passa a ser eletrônico e com autoroad. O banco do motorista possui refrigeração, e há a seleção dos modos de condução.

A versão 2.0 é a única com faróis e lanternas em LED e rodas de 18”. Também é a única com detector de fadiga, sistema de frenagem autônoma, assistente de permanência em faixa, assistência de centralização em faixa, controle de velocidade adaptativo, sensor de estacionamento dianteiro e farol alto adaptativo, sem contar que tem o motor turbo com 167 cv.


Por Carlos Costa do Prado

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.