Citroen C4 Pallas – defeitos comuns


Confira aqui quais são os principais defeitos presentes no Citroen C4 Pallas.

Lançado no Brasil entre 2007 e 2013 pela Citroen, o C4 Pallas é um sedã alongado e derivado do hatch C4 da mesma marca. Inicialmente, o modelo em questão era fabricado na argentina e derivava do chinês C-Triomphe. Ainda nessa fase, o carro era equipado com motor 2,0 e 143cv. Entretanto, posteriormente, ganhou um motor flex, o que aumentou a sua potência. Este foi o único motor a chegar no Brasil.


Além disso, o carro era equipado com transmissão automática e quatro marchas. Ele foi lançado no mercado nacional com o objetivo de substituir o Citroen Xsara, trocado pelo Citroen Lounge, que é um modelo menor. Atualmente, muitas pessoas têm curiosidade de saber a opinião dos donos de um Citroen C4 Pallas antes de fazer o investimento e estes aspectos serão esclarecidos pelo presente artigo.


Primeiramente, vale mencionar que as principais reclamações dos usuários se referem ao câmbio automático do veículo. Além disso, outros pontos que também são comentados no sentido negativo são a pouca durabilidade das suspensões do C4 Pallas e o seu motor, que passa por cenários de superaquecimento.


No que se refere aos problemas de câmbio, vale citar que diversos proprietários chegaram a mencionar que a transmissão automática AL4 costuma ser uma fonte de problemas. Entretanto, outros apontam os solenoides do câmbio como a fonte dos seus problemas e destacam que isso aconteceu antes mesmo que o automotivo precisasse passar pela sua primeira revisão.


Outros defeitos relativos ao câmbio estão ligados aos travamentos. Além disso, o Citroen C4 Pallas apresenta problemas de redução antes da hora adequada, trancos entre a primeira e a segunda marcha e dificuldade para engates. Tudo isso soa bastante desanimador para quem está pensando em comprar o carro, especialmente quando se pensa sobre veículos usados.

Quando se fala sobre os problemas de suspensão, vale pontuar que eles se mostraram tão frequentes quanto os de câmbio. Assim, alguns donos do C4 Pallas destacam que a sua durabilidade não é das melhores e os amortecedores precisam ser trocados ainda nos 10 mil kms.

Também foi destacada a necessidade de substituir outros componentes, como o coxins do motor, cuja troca aconteceu com menos de 60 mil kms. Além disso, as bielfas precisaram ser trocadas com 20 mil kms. Existem vários outros relatos dessa natureza, destacando a necessidade de fazer trocas de peças com uma quilometragem que pode ser considerada baixa.

De acordo com grande parte dos relatos de proprietários, essa necessidade surgiu para eles ainda no primeiro ano de uso do carro. Nesse sentido, as peças da suspensão precisaram ser substituídas também dentro do período ressaltado anteriormente.

É importante ressaltar ainda que muitos proprietários do Citroen C4 Pallas chegaram a relatar que escutaram barulhos internos no carro, especialmente ligados à suspensão, que foi descrita como macia demais para a realidade dos asfaltos brasileiros.

Por fim, outro componente a apresentar problemas com recorrência foi o motor, que começou a ser comentado negativamente ainda na sua entrada no mercado brasileiro. Na ocasião citada, um dos principais comentários destacava que a junta de cabeçote era uma peça que queimava com constância, o que fazia com que o propulsor passasse por um superaquecimento.

De encontro a isso, várias pessoas tiveram problemas com o seu carro. Outras relataram que a válvula de retorno dos gases do tanque foi um problema, assim como existem ainda relatos ligados às falhas de funcionamento do veículo de forma geral.

Portanto, é muito importante observar essas questões antes de fazer uma compra, especialmente quando se fala sobre um veículo usado. Devido ao pouco tempo que leva para que o Citron C4 Pallas apresente defeitos, é possível que boa parte dos componentes do carro tenha sido substituída pelo antigo dono.


Amanda Guimarães Faria


Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.