Fim da Produção do Fiat Uno




Fiat anuncia Fim da Produção do modelo Uno. Montadora traz edição especial de despedida.

Novo veículo na esteira italiana está chegando aos mercados internacionais. O Ciao, Uno. Trata-se de data histórica para o curso da indústria automotiva, já que após quase três décadas na linda de montagem, a gestão da multinacional Fiat anunciou a suspensão definitiva da produção da série Uno. Entretanto, este mesmo modelo passa ser produzido em nova linha de versões, com direito a uma edição especial para fechar sua despedida com chave de ouro.


A questão é que são três modelos originados pela companhia Fiat em fase de despedida nesse fim de 2021, fechando um período de grandes produções, no caso: a versão Grand Siena, o Doblò e o já clássico Uno. Este, entretanto, como foi explicado, vai deixar a linha de montagem em grande estilo, por meio de lançamento e um título até sugestivo: Ciao.

O Uno Ciao em sua definitiva versão será produzido em apenas duzentas unidades. Certamente o valor no mercado não será dos mais doces, mas, consiste em um importante passo e salto de qualidade da multinacional, como se uma geração passasse o bastão para a seguinte. É muito importante fazer notar que o Uno clássico está partido da linha de montagem após 37 anos no mercado, com boas versões, e muitos bons serviços prestados aos consumidores.

A razão para a aposentadoria destas três linhas distintas da Fiat é o fato de consistirem em estruturas de veículos que já estão enfrentando dificuldades de adaptação junto à nova legislação no que tange às emissões, e que vão começar a vigorar a partir no primeiro mês de 2022. Muitos poderão objetar que carros antigos, reformados e adaptados ainda rodam em abundância pelas ruas brasileiras, porém, a companhia precisa, também, seguir uma linha evolutiva e de aperfeiçoamento, junto à concorrência, de modo que não venha a quebrar no futuro, ou seja, se trata de uma série de fatores para essa mudança definitiva.

Leia também:  Novo Ford Escort 2015 - Vídeo com fotos do lançamento

Portanto, apesar de clássicos, essas versões se tornariam modelos obsoletos muito rapidamente, sem muito retorno e colocando as finanças da empresa em risco.

De outro modo, a gestão e os engenheiros da Fiat ainda não anunciaram nada sobre as novidades que estão por vir, entretanto, alguns vazamentos dão conta de uma espécie de novo furgão, o intitulado Scudo, o qual apresenta até 1500 kg em capacidade. Segundo alguns especialistas, poderá ser um tipo de “clone” da Citroën, o Jumpy; considerando que a Fiat e a Citroën, atualmente, produzem linhas de automóveis sob a mesma guarda da corporação Stellantis.

Assim, a companhia italiana está preparando uma nova linha de estreia, inteiramente inédita, para o próximo ano, que chega com boas perspectivas. Entre essas estreias, que poderão mexer com os desejos dos consumidores mais abastados, alguns especialistas estão aventando variadas hipóteses de carros elétricos com design totalmente novo, considerando que a versão de despedida do Uno, o Ciao, consiste em uma porta de entrada para as produções mais ousadas da companhia, daqui para frente.

Para finalizar, estatísticas no segmento da indústria automotiva indicam que o ano de 2021 tornou-se grande motivo de comemoração a unidade oficial da Fiat no Brasil. Esta indústria italiana, com sede estabelecida na cidade de Betim (Minas Gerais), conquistou uma soma de 22,53% em termos de participação em todo o setor do mercado automotivo brasileiro, antes mesmo de o mês de outubro finalizar.

Este recorde faz frente a grandes concorrentes como Jeep, parte integrante da Stellantis, a multinacional italiana, além disso, promoveu um lançamento eficaz: a linha Pulse, o primeiro SUV da empresa fabricado em solo brasileiro.

Paulo Henrique dos Santos

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.