Volkswagen prepara Fim dos Motores à Combustão



Montadora deve parar de criar novos motores à combustão.

Uma das palavras-chave para definir a vida contemporânea, em termos de bem-estar físico é: sustentabilidade. Aperfeiçoar produtos e veículos de todos os tipos, sobretudo os que são movidos a combustível fóssil, de modo a torna-los menos poluentes e mais saudáveis é o grande desafio.

Assim, os representantes da multinacional automobilística Volkswagen anunciaram, na semana passado, dia 21 deste mês de março, em pleno domingo, que os novos projetos que comporão as futuras frotas de modelos da companhia não contarão com motores à combustão, ou seja, este tipo de motor tenderá a ser aos poucos dispensado. Por enquanto, os engenheiros da empresa trabalham constantemente para atualizar os componentes dos mesmos, que marcam presença no mercado.



A meta está em atender, rigorosamente, os padrões de controle sobre a emissão de poluentes, que constitui um protocolo dos países da Europa, no sentido de fazer avançar esse princípio como um padrão para se equipar os novos veículos da grande marca alemã, cujas produções ainda não migraram para o padrão de automóvel 100% elétrico.

De acordo com nota oficial da CEO da multinacional, foi revelada, em evento ao vivo, numa breve entrevista concedida à Automobilwoche, que a meta está em avançar nas produções e, aos poucos, dispensar os tipos de motores movidos à combustíveis na base de petróleo, dado que se trata de matéria prima que também se esgotará com o tempo, ao passo que a energia elétrica pode ser constantemente gerada, com menor custo.



Em nota, os representantes da empresa explicam que, apesar da mudança inevitável, ainda é necessário que os veículos estejam equipados com motores à combustão, porém, aperfeiçoados para se evitar muita poluição; nenhuma mudança se faz do dia para noite, dado que a indústria que produz combustíveis fósseis possui contratos e compromissos mútuos entre as indústrias automobilísticas por décadas. A transição não será nada fácil, porém, vai acontecer.

Leia também:  Land Rover Defender Raw - Edição Limitada será vendida no Brasil

Além disso, existem outros tipos de aparelhos ou equipamentos à combustão, sendo comercializados no mercado há mais de 70 anos. Gerações de consumidores estão acostumados com esse padrão, e dependerá deles, em grande parte, essa mudança. Entrar de supetão com um produto novo, sobretudo nesse segmento, pode ser um grande erro.

Ainda conforme os representantes da Volkswagen, existe uma boa expectativa de que os novos veículos com motores elétricos venham a, com o tempo, representar mais de 70% do comércio desta importante montadora, até o ano de 2030. Não está muito longe, portanto.

Estudos estatísticos indicam que, sobretudo nos EUA e na China, a meta está em estabelecer o chamado Market Share, ou seja, compartilhar uma boa fatia do mercado automobilístico, de até 50% em menos de 10 anos.

Este processo acompanha uma decisão apresentada em recente anúncio, publicado por uma das subsidiárias da multinacional alemã, ocorrida na semana retrasada, por meio da qual o CEO da Audi declarou que a empresa em breve estaria desativando a produção do atual tipo de motorização. Entretanto, essa declaração não definiu qualquer data, deixando muitas incógnitas. Mesmo assim, fechando o tema, o que fica claro é que os próprios consumidores terão poder de decidir quando, de fato, o último motor movido a combustão será inserido em uma linha de produção. Como disse um dos maiores economistas da história: a indústria não rege, mas serve ao consumidor final.

Outra observação: a adaptação do atual motor, por meio dos mesmos tipos de peças existentes, constituirá um dos grandes desafios de todas as automobilísticas que engrenarem nesse ramo, levantando um debate bastante crítico sobre as leis europeias, que cada vez mais impõem às empresas a adoção de produções mais sustentáveis.

Leia também:  Novo reajuste nos preços do Chevrolet Onix 2015

Paulo Henrique dos Santos

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.