Fiat Mobi Drive 2020 – Novidades e Análise do Carro



Confira aqui as principais qualidades do novo modelo da Fiat.

A Fiat é conhecida no Brasil por seus carros pequenos e econômicos. Muitas pessoas têm a imagem do Fiat Uno como aquele carro “pra rodar”, pois tem um baixo consumo de combustível, tanto na cidade quanto na rodovia. O modelo que começou com essa “tradição” foi o Fiat 147, lançado no Brasil há 44 anos (1976) e foi fabricado por 10 anos (até 1986), sendo depois substituído pelo Uno.

Lançado em 13 de abril de 2016 (como modelo 2017), o Fiat Mobi é um veículo que entrou no mercado para bater de frente com o Volkswagen Up! na categoria de subcompactos econômicos. A versão mais completa é o Mobi Drive, que é equipada com o motor Firefly, que começou no Uno há 5 anos.



Especificações técnicas

Vamos falar especificamente das características do Fiat Mobi na versão “Drive”. O carro tem um tanque de combustível de bom tamanho, com capacidade para 47 litros de combustível. Esse combustível vai ser consumido por um motor 1.0 L, que tem 72 cavalos (53 kW) de potência a 6.000 rotações por minuto quando abastecido com gasolina. Já quem abastecer o veículo com o combustível derivado da cana de açúcar (etanol) vai ter uma potência de 77 cavalos a 6.250 rotações por minuto.

Em relação ao torque, o motorista terá em mãos um torque máximo de 10,4 kgfm a 3.250 rotações por minuto quando abastecer o carro com gasolina; e terá 10,9 kgfm de torque máximo quando abastecer com etanol.



As dimensões do carro são boas para encontrar vagas de estacionamento em cidades apertadas e para manobras em lugares apertados, pois o carro tem uma largura de apenas 1,63 m e um comprimento de 3,56 m. A altura do piso do carro em relação ao solo é de 15,6 cm e a altura total do veículo é de 1,50 m. A distância entre eixos fica em 2,30 m.

Leia também:  Vendas de carros crescem 15,56% nos primeiros 15 dias de fevereiro

Alguns detalhes sobre o veículo (Mobi Drive)

O Mobi Drive tem opcional de adição de faróis de neblina, tendo também sensor de estacionamento. Uma característica do Mobi que não poderia deixar de estar presente é a tampa traseira do porta-malas toda em vidro. Outro opcional que o carro traz é a chave no modelo “canivete”.

Estamos falando de um carro básico, mas ele tem características de carros completos, como controles de áudio pelo volante! Dá para aumentar e abaixar o volume pelo volante, além de trocar a faixa da música. Já no lado esquerdo do volante dá para ativar a função bluetooth e passar as informações do computador de bordo. A tela desse computador de bordo tem 3,5 polegadas (8,9 cm) de diagonal e traz algumas funções interessantes, como velocímetro digital.

O acabamento da porta é texturizado e sem rebarba. Já os vidros dianteiros são elétricos, com dois botões do lado do motorista, que pode controlar os dois vidros. Os vidros de trás são manuais.

No centro do painel há um encaixe para o celular, onde ele serve como um computador de bordo e fica numa posição ideal para servir como navegador GPS. É possível baixar um aplicativo (chamado Live On) para que o celular ganhe essa “função” de computador de bordo.

O ar-condicionado é manual e o carro conta com função de desembaçador traseiro. O espelho interno do motorista (para dar aquela arrumada no cabelo) pode ficar tampado. O porta-luvas é pequeno, mas dá para guardar o manual do carro mais algumas coisas pequenas. Os bancos são em tecido com duas tonalidades, banco inteiriço (o encosto de cabeça é inteiriço com o resto do banco). O espaço para as pernas no banco traseiro é pequeno e quem tem mais de 1,80 m de altura pode sofrer um pouco.

Leia também:  Consórcio de Veículos - Aumento no Número de Contemplados

Com todas essas informações você saberá se esse carro é ou não para você. Boa compra!

Por Bruno Rafael da Silva

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.