Recall do Chevrolet Sonic, Cruze e Tracker – Problema no Airbag



Chamado atinge modelos fabricados entre 2014 e 2018.

A Chevrolet acabou de anunciar que fará um recall para resolver um problema de rompimento do insuflador para três modelos diferentes. De acordo com o anúncio da marca, há possibilidade de dispersão de pequenos fragmentos de metal pela cabine, em casos de acidentes para os modelos do Cruze, o Sonic e o Tracker.

Para fazer a reparação dos veículos as concessionárias devem reparar todos os problemas que podem ser identificados que podem atrapalhar o funcionamento do airbag do motorista. Segundo o comunicado, a empresa diz que em caso e batida e acidentes, o sistema de airbag é acionado conforme esperado, porém, o que pode acontecer é o rompimento do insuflador que fica no volante, que provoca a dispersão de fragmentos de metal pela cabine.



O problema além de causar danos materiais, também podem causar lesões físicas bem graves, ou até fatais, tanto para o motorista, quanto para os outros passageiros.

Veja também:  Kia Rio 2020 - Lançamento, Novidades e Preço no Brasil

Sobre o reparo

O reparo para os três modelos da Chevrolet é feito através da substituição do airbag defeituoso, e o serviço pode ser agendado e realizado em qualquer uma das concessionárias da marca em todo o país. De acordo com as informações, o agendamento pode ser feito através do site www.chevrolet.com.br/servicos/recall, ou pelo telefone 0800 702 4200.



Quais são os modelos envolvidos?

Os três modelos que estão envolvidos para fazer o recall são:

  • Tracker = número de Chassi: do FL110150 a JL415149 com fabricação entre 04/06/2013 a 12/06/2018.
  • Sonic = número de Chassi: do ES503657 a ES639235 com fabricação entre 18/02/2013 a 19/03/2014.
  • Cruze = número de Chassi: do EB116749 a GB167781 com fabricação entre 27/05/2013 a 12/04/2016.

Componentes de reposição

Além desses veículos que precisam de fazer recall, a Chevrolet também está trocando algumas peças que são vendidas para troca e reposição no balcão das lojas. O modelo do insuflador de airbag tem número 95366753, com fabricação de 01/05/2014 a 24/07/2019, que podem ser usadas para trocar nos veículos, incluindo os modelos Tracker 2018.

Veja também:  Renault Sandero GT Line 2020 - Novidades, Diferenças e Lançamento no Brasil

Como é o defeito?

De acordo com o comunicado, a empresa está informando que durante uma colisão e ao insuflar do airbag, alguns fragmentos de metal podem ser lançados no ar, causando o rompimento do insuflador, que fica no volante. Esse defeito pode ser altamente prejudicial e perigoso para as pessoas que estiverem dentro do veículo, causando ferimentos graves e até fatais nos ocupantes, daí o nome “airbag mortal”.

Sendo assim, os proprietários dos veículos envolvidos devem fazer o recall dos veículos para reparo o quanto antes. De acordo com o Procon-SP, quem já tiver tido algum tipo de acidente e sofreu dano pela manipulação desse produto, ou algum tipo de ferimento, podem solicitar no judiciário uma reparação pelos danos sofridos.

Veja também:  Ford Bronco Sport 2021 - Novidades e Versões

O recall foi anunciado, já que o acessório com defeito foi feito pela empresa japonesa Takata. Isso acontece já que o item de segurança abre com muita força, e isso faz com que os fragmentos de metal sejam arremessados dentro do carro. No caso dos veículos que estão sendo anunciados para recall, a empresa informa que em casos de acidentes, esse é o risco que os ocupantes estão correndo.

Até o momento sabe-se que 12 pessoas sofreram algum tipo de dano com os “airbags mortais” da empresa Takata em todo o país. Por esse motivo que a Chevrolet convoca imediatamente os proprietários do Sonic, Cruze e Tracker para esse reparo o quanto antes. O serviço deve ser agendado em qualquer concessionária pelo números que foram mencionados acima ou pelo site, em qualquer canal de atendimento.

Por Susan NogArt

Inserir um comentário

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.