Fluido da Direção Hidráulica – Quando Trocar



Saiba aqui quando trocar o Fluido da Direção Hidráulica.

Antes de iniciar a pauta, uma breve introdução sobre o que é sistema hidráulico:

A área mecânica chamada hidráulica consiste em um potente sistema de funcionamento de estruturas, capaz de fornecer energia de modo eficiente por meio da utilização de fluidos sob pressão. Desde que foi elaborado, construído e testado, esse tipo de sistema mecânico é o mais utilizado em tecnologias de máquinas de todos os tipos, automóveis, sobretudo nas indústrias.



Qual a estrutura desse tipo de mecânismo?

Qualquer sistema hidráulico será composto, de modo básico, na seguinte estrutura:

Dado que esse sistema constitui um Motor, se trata, portanto, de um dispositivo de tipo elétrico, cuja principal finalidade está em fazer movimentar uma bomba. Por exemplo, um grande reservatório ou um tanque tem a finalidade armazenar e garantir a manutenção de fluidos que serão utilizados.



Veja também:  Novo Kia Cerato 2020 - Novidades, Versões e Preços

Direto ao ponto: o fluido da direção hidráulica nunca necessita de complemento. Mas, o que significa isso?

Trata-se do chamado fluido da direção hidráulica, porém, o que é, e como funciona exatamente uma direção hidráulica?

Toda direção hidráulica, que pode ser designada como direção assistida, consiste em um eficiente sistema que opera por meio de bomba hidráulica, a qual faz circular o óleo diretamente para a caixa de direção, sendo um sistema que facilita o trabalho do motorista, tornando tudo muito mais suave, ou seja, reduz esforço que o motorista normalmente necessita fazer para manusear o volante.

O fluido de direção hidráulica nunca precisa ser completado?

A resposta, segundo alguns especialistas é: Não! O mesmo fluido deve ser trocado periodicamente, ou, pelo menos, conforme o caso, receber um complemento, na medida em que se registra baixa no nível do fluido nas engrenagens.

Porém, a resposta mais clara e verdadeira é: nem um, nem outro. São casos específicos, não se trata de regulagem ou manutenção que faz parte dos cuidados que se devem ter, constantemente, com os veículos. De acordo com a maioria dos especialistas, esse é um tipo de sistema de funcionamento que não apresenta desgaste, nem vazamento ou evaporação de líquido a menos que exista algum defeito de fabricação.

Veja também:  Novo Ford Mustang 55 Anos - Edição Especial

Segundo os dados lançados em sites especializados, a estrutura que compõe qualquer direção hidráulica, salvo o que foi explicado acima (algum defeito de fábrica), está constituída de modo que o fluido dure, por assim dizer, eternamente, enquanto o veículo existir. Basta que o dono do carro confira as informações no próprio manual do veículo.

A dica é estar sempre bem informado, seja pelo manual do automóvel, seja por meio de sites especializados como esse, para que não se caia em esparrelas. Alguns profissionais mecânicos insistem que pode haver, de tempos em tempos, evaporação ou vazamento, pelas engrenagens, do fluido necessário à hidráulica, e que essa situação exige manutenção. Isso só acontecerá, segundo o site, em caso de falha que não é comum ocorrer, ou seja, defeito de fabricação ou algum outro fator extra, como uma colisão, que pode danificar muito o motor e atingir o sistema, porém, nunca se dá desgaste, vazamento por causa do uso constante, pois não há desgaste de peças ou vazamento por qualquer motivo.

Veja também:  Novo Recall do Volkswagen Jetta, Golf e Tiguan

Se houver, será um defeito fora do comum e será, sim, necessário completar com mais fluido de modo emergencial.

Portanto, muito pelo contrário do que se pensa por aí, o próprio fluido que está inserido na direção hidráulica e o típico óleo de câmbio manual não se evanescem, vazam ou são consumidos como o óleo que flui pelo motor, pois estão operando em condições para durarem tanto quanto o próprio veículo.

Paulo Henrique dos Santos

Inserir um comentário

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.