Novo Ford Bronco 2020 – Novidades e Mudanças





Modelo será equipado com motor 2.3 e câmbio de 10 marchas.

A Ford, uma das maiores montadoras de veículos de todo mundo, e com quatro fábricas pelo Brasil (Camaçari, São Bernardo do Campo, Tatuí e Taubaté), anunciou mais uma novidade para o mercado 2020: O Ford Bronco. O novo jipe da marca deverá chegar ao mercado entre 2020 e 2021. E apesar das tentativas de manter segredo, logo foi confirmada o mais novo modelo de fabricação da marca.

Apesar de ser anunciado como uma novidade, o Ford Bronco é um velho conhecido da fabricante de veículos. O modelo foi produzido entre os anos de 1966 e 1996, tendo no total cinco gerações lançadas entre três décadas. Seu principal objetivo, durante essa época, era concorrer com o modelo Jeep CJ5, se apresentando um pouco mais confortável e com diferenças notáveis de seu concorrente direto. A primeira geração, 66-67, teve alguns carros importados para o Brasil, cerca de doze unidades foram doadas pelo governo americano para o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), alguns poucos ainda rodam pelo território nacional, inclusive.

Veja também:  Citroen C3-XR 2020 - Registro e Lançamento no Brasil



Em 1994, um certo Ford Bronco na cor branca ficou famoso nos Estados Unidos. Este foi o carro usado por O. J. Simpson, ex-jogador de futebol americano, em sua fuga quando foi acusado do homicídio de sua esposa Nicole Brown Simpson, que foi assassinada, juntamente com seu amigo Ronald Goldman, em sua mansão em Los Angeles, Califórnia. Depois de algumas batalhas judiciais, o jogador foi absolvido da acusação.

O novo Ford Bronco

E agora, pouco mais de vinte anos depois da última geração ter sido lançada, a Ford anuncia seu novo Bronco. A marca até tentou fazer segredo, mas sem sucesso. Já existem especulações sobre o motor que vai acompanhar o mais novo jipe da marca.


Segundo informações, o motor para acompanhar o jipe será o já conhecido 2.3 EcoBoost turbo com quatro cilindros – que já é fabricado pela marca há algum tempo. Não existe uma especificação exata sobre a potência e o consumo desse motor dentro deste modelo. O mesmo motor apresenta variações de potência e consumo em outros carros da marca. Em uma versão da Ranger, vendida nos Estados Unidos, ele apresenta uma potência de 272 cv. Provavelmente o Bronco ficará com uma potência próxima do Mustang, que pode variar entre 314 cv e 334 cv.

Veja também:  Novo Recall do Volkswagen Jetta, Golf e Tiguan

Em questão de design, o Bronco apresenta uma leve semelhança ao Land Rover, que também já foi uma fabricação da Ford. Com uma carroceria volumosa, uma linha de cintura elevada nas vigias laterais e também uma discreta saias de rodas.

Na frente o Bronco mostra dois faróis de LEDs diurnos, circulares, fazendo uma referência ao modelo original lançado nos anos 60. Também apresenta dois feixes de LED estendidos sob a grade dianteira e o nome da marca se encontra muito bem destacado na mesma grade.

Na traseira, uma pequena semelhança com a Ranger 2019, com as suas lanternas de LED. Suas rodas serão pretas e o teto branco.

Não se tem muita informação sobre seu interior ou como será o seu centro multimídia. Por fora o Bronco tem um design que remete algumas referências de seu antigo modelo e suas gerações anteriores. Provavelmente, o estilo retrô pode ser adicionado a seu interior também. Será preciso esperar para ver.

Veja também:  Fim do Fusca - Encerramento da Produção Mundial

A maior parte das informações gira em especulações, da surpresa que não é mais tão surpresa assim. Não se sabe se a Ford pretende manter esse nome, ou até mesmo se pretende lançar outros modelos e outras gerações do jipe. O que se sabe é que um protótipo do Bronco já foi visto em Detroit, em Michigan – Estados Unidos.

Agora é só esperar pelo Bronco, que já parece pronto para encarar a sua missão de concorrer diretamente com os modelos da Jeep e também o próprio Land Rover Discovery.

Stephanie Caroline Meyer de Quadros



Inserir um comentário

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.