Renault Triber – Detalhes da Nova Minivan baseada no Kwid



Novo modelo deve ser lançando no segundo semestre de 2019.

A Renault, uma das mais populares fabricantes de carros, pretende entregar uma novidade para o mercado da América Latina. E a novidade está relacionada a um dos últimos lançamentos da marca.

O Renault Kwid foi lançado em 2017 e em sua atual campanha é chamado pela marca com o SUV dos compactos. A primeira geração do Kwid custava R$ 30 mil reais e contava com um motor 1.0 flex de três cilindros e 12 válvulas, o seu porta-malas tinha a capacidade de 290 litros. No ano seguinte, já com algumas leves alterações, mas mantendo o mesmo motor, o carro passou a custar R$ 36 mil. O Kwid consegue fazer de 0 a 100 km/h em 14 segundos, o que é um ótimo tempo para a sua categoria.



Lançado para ocupar o espaço deixado pelo antigo queridinho da marca, o Renault Clio, o Kwid já pretendia, desde sua primeira geração, ser um compacto mais robusto, com jeito e cara de SUV. A proposta não tinha como dar errado.

Veja também:  Fim do DPVAT em 2020

Como todos os modelos, o Kwid conta com diferentes versões. A primeira é a chamada Life, com freios ABS, quatro airbags (nas laterais e parte frontal), banco traseiro rebatível e desembaçador traseiro. A versão do meio é a Zen, que adiciona uma direção elétrica, trava elétrica, limpador de vidro traseiro, vidros dianteiros elétricos, ar-condicionado e comando interno do porta-malas. A grande versão top de linha é a Intense, com encostos de cabeça nos bancos traseiros, computador de bordo, central multimídia com rádio, MP3 player, conexão USB e Bluetooth, além de rodas de liga leve.



Não por acaso, o carro foi um sucesso de vendas, principalmente na Índia. E com todo esse sucesso em torno do modelo, a Renault resolveu trazer novidades e de alguma forma reutilizar a base do subcompacto. O plano era criar projetos derivados do Kwid inicial, e com isso surgiu a grande ideia, que acaba de ser apresentada pela marca, o Renault Triber. Será uma minivan, com capacidade de até sete pessoas, mas ainda sim com menos de quatro metros de comprimento.

Veja também:  Manutenção dos Freios do Carro - Dicas e Cuidados

A marca promete que a minivan baseada no compacto já vai começar a ser vendida ainda no segundo semestre deste ano. O carro conta com um motor 1.0 aspirado e já no ano que vem receberá um motor inédito, o 1.0 SCe Turbo. A princípio o lançamento será apenas para o mercado indiano, que realmente adorou a ideia principal do Kwid, e da Renault em geral, considerando que, segundo dados da marca, existem mais de 500 mil veículos Renault rodando na Índia. Mas logo o Triber será relançado em outros países, incluindo os países da América Latina, que também receberam muito bem o compacto Kwid.

A ideia principal do Triber é se manter parecido com o Kwid, como uma nova versão, considerando o sucesso que o compacto fez no mercado. Algumas alterações deixam sua estética um pouco mais agressiva. O Triber terá novos faróis, para-choque e uma grade, o capô foi totalmente redesenhado e a traseira conta com lanternas esguias na horizontal.

Veja também:  Recall Peugeot Expert - Problema no Cinto de Segurança

A grande diferença entre os modelos está na parte interna. A Renault teve que reinventar o espaço, para conseguir acomodar sete pessoas entre quatro metros de veículo. E ainda trouxe um pouco mais de estilo e tecnologia do que a que se encontra no interior do Kwid, contando com uma central multimídia de oito polegadas (Kwid conta com uma central de sete polegadas), um painel de instrumentos digital e dando uma atualizada no volante.

A terceira fileira dos bancos do Triber pode ser movimentada, de acordo com o usuário. Isso aumentaria a capacidade do porta-malas para 625 litros. É um pouco mais alta que os demais carros da marca, ao que a Renault respondeu que o Triber foi desenhado para ser um carro para adultos. Ainda conta com saídas de ar-condicionado, apoios de braço e até mesmo tomadas para quem vai viajar nos bancos traseiros.

Agora é só esperar o seu lançamento e ver se o novo Triber vai se sair tão bem quanto o Kwid.

Stephanie Caroline Meyer de Quadros

Inserir um comentário

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.