Carros Elétricos – Mitos e Verdades





Confira aqui as principais verdades e mentiras sobre os carros elétricos.

Se você costuma acompanhar as principais tendências do setor automobilístico, provavelmente já ouviu ou leu algo a respeito dos carros elétricos.

Nos últimos anos eles têm surgido com uma frequência cada vez maior em sites especializados, e isso faz com que muitas dúvidas e mitos comecem a surgir.




Para sanar algumas delas, preparamos esse post com alguns dos principais mitos sobre os carros elétricos. Confira e fique por dentro do tema!

São ruins de dirigir

Alguns motoristas dizem que os carros elétricos são ruins ou chatos de dirigir apenas por falta de hábito. Veja bem, quem é amante dos motores a combustão e do ronco característico deles vai sentir falta, pois os elétricos são silenciosos.


Porém, basta pisar no acelerador que esse mito é deixado de lado: apesar de não ter o tão popular ronco, são bem mais potentes que seus concorrentes!

Dão choque quando enfrentam enchentes

Como são carros elétricos esse mito até tem sua razão de ser, mas a realidade é que isso não passa de pura ilusão. As baterias desses modelos são tecnológicas e desenvolvidas para suportar situações de risco, como é o caso de uma enchente.

Veja também:  Novo HB20 e Onix 2020 - Previsões e Novidades

A bateria não dura e vicia

A bateria de um carro elétrico tem uma durabilidade média de 10 anos. Com uma carga completa, o motorista consegue uma autonomia de até 200 km de acordo com o modelo e a marca do carro. Convenhamos, para a maior parte das pessoas isso é suficiente para um dia inteiro.

Um ponto interessante sobre as baterias de carros elétricos é que elas podem ser carregadas com qualquer percentual de carga. Isso significa que ela não vicia, mesmo que esteja completamente descarregada.

Consome muita energia elétrica

É um ponto complicado, mas ainda assim, se enquadra como um mito dos carros elétricos. Primeiro que é preciso avaliar isso de acordo com a infraestrutura da cidade e do país. Mas nas cidades que contam com carros elétricos e uma boa estrutura, as análises feitas concluíram que eles consomem a mesma energia gasta por ar-condicionado de tamanho médio.

Veja também:  Kia Cadenza 2020 - Reestilização e Novidades

Outras estimativas apontam que o carro elétrico que consumisse cerca de 180 kWh mensalmente, teria um gasto de somente R$0,05 por cada quilômetro rodado.

As baterias explodem facilmente

Graças as evoluções tecnológicas isso não corre o risco de acontecer. As baterias dos carros elétricos já saem de fábrica com um chip de controle. Ele é o responsável por controlar a saída e a entrada de carga. Com isso, não é possível que elas explodam do nada, como já vimos acontecer no passado com aparelhos como smartphones topo de linha.

Todas as baterias são iguais

Mais do que falso! Apesar de algumas características como tempo de aceleração e potência serem semelhantes entre uma bateria e outra, o fato é que são bem diferentes. Por exemplo, a BMW usa um motor híbrido no modelo i3, já a Nissan prefere um motor síncrono com imãs permanentes, enquanto que a Tesla e Renault preferem motores assíncronos e sem imãs.

Veja também:  Fim do Toyota Etios - Modelo deve Sair de Linha

Autonomia dos elétricos é insuficiente

Já citamos superficialmente a questão da autonomia dos carros elétricos anteriormente. Esses modelos se destacam por oferecer autonomia para 300 km e, não se pode esquecer, que a maior parte de viagens realizadas não ultrapassam os 150 km. Ou seja, dependendo do caso, é possível ir e voltar do destino sem precisar de uma única recarga!

Quando se fala sobre carros elétricos, as pessoas imaginam algo ainda muito distante e de um mundo bem futurista. A realidade é que eles já estão presentes na vida de muitas pessoas. Além disso, a cada dia cresce o número de montadoras que investem nesse segmento e isso sem contar com as companhias de tecnologia como o Google, que também trabalham em projetos nesse sentido.

Gostou de conhecer um pouco mais sobre a tendência e os mitos envolvendo os carros elétricos? Aproveite e assine nossa newsletter para não perder as principais novidades do setor automobilístico!

Por Denisson Soares



Inserir um comentário

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.