Honda HR-V 1.5 Turbo 2019 – Novidades e Ficha Técnica



Confira aqui os principais prós e contras do novo Honda HR-V 1.5 Turbo 2019.

Novamente a companhia automobilística japonesa Honda está surpreendendo seus clientes. O novo modelo HR-V consiste no sétimo veículo de maior aquisição em todo o mundo.

Produzido sobre a base da plataforma estendida para o Fit, este SUV faz parte do segmento B, estando em concorrência com grandes marcas, tais como a Jeep e a Nissan. Entretanto, o HR está munido de vantagens a mais que os seus concorrentes. Ele está vazado em um amplo espaço interior, possui um porta-malas com capacidade para até 448 litros, sendo um veículo bem mais versátil em diversos sentidos, portando o chamado banco traseiro tipo mágico, que articula o assento na vertical de modo a ser possível transportar nesse espaço mais objetos.



Ele está equipado com um motor 1.5 turbo, que pertence ao Civic Touring. Sua estreia está programada para o evento anual no Salão de São Paulo. Toda a configuração será a mesma já produzida para o modelo Touring, projetada e instalada no anterior modelo Top de Linha. A comercialização em território brasileiro se dará a partir do final do primeiro semestre de 2019. O valor no mercado nacional será superior aos R$ 108.500, que abarcam o atual modelo EXL, porém, os especialistas acreditam que ele não chegue a custar mais 128.500 reais, que é o valor atual do Civic Touring.

Entre outros atributos estão:

Um propulsor de quatro cilindros com desempenho de 182 CV e e mais 24,5 KGFM em torque, apresentando registros que superam os 139 – 140 CV, respectivamente a etanol e a gasolina, além de 17,4 e 17,3 KGFM a partir da marca de 4.800 rpm ou 5.000 rpm por meio de gasolina.

Leia também:  Acura RDX 2010 - nova frente e faróis de neblina reestilizados - veja fotos


Esta mesma plataforma sofreu algumas alterações, entre as quais está a função de montagem dos dispositivos ditos amortecedores de desempenho. Estas peças não estão integradas ao suporte de suspensão, sendo que sua função essencial está em fazer amortecer a vibração produzida sobre a estrutura e fazer estabilizar as posições das rodas frontais, com relação às rodas traseiras.

Entre outros retoques operados pelos engenheiros da companhia, estão as rodas adaptadas para modelos com pneus mais largos, na escala de 225-50, em aro R18. Outro detalhe que fecha este aperfeiçoamento é da presença de uma espécie de sintetizador de som, o qual funciona de modo a fazer cancelar as frequências que são desagradáveis e intensifica as mais refinadas e mais audíveis, por meio do sistema de som.

A ficha técnica deste modelo, essencialmente, é a seguinte:

  • Está munido de motor transversal, que funciona por 4 cilindros em linha, com dimensão de 1.498 cm³; com 16 válvulas; movido a gasolina; possui turbo; opera por meio de Intercooler e está suplementado de injeção direta;
  • Sua potência é de 182 CV na escala de 5500 rpm;
  • O sistema de torque é de 24,5 KGFM numa escala entre 1.900 e 5.000 rpm;
  • O sistema de câmbio, integrado à sua tração dianteira, é de tipo manual em seis marchas;
  • Está equipado de direção Elétrica;
  • Possui a chamada suspensão de tipo independente da McPherson, que está instalada na parte dianteira e na traseira, junto ao eixo de torção;
  • O sistema de freios à disco é de tipo ventilado na parte dianteira e de discos sólidos na parte traseira;
  • Os modelos de pneus e de rodas são da escala 225-, aro R18;
Leia também:  Novo Mitsubishi Lancer 2.0 2012 - Lançamento no Brasil

Suas medidas oficiais são:

O comprimento é de 4,36 metros; a largura é de 2,01 metros; a altura é de 1,60 metros; o entre eixos mede 2,61 metros; seu tanque tem capacidade para até 50 litros; o porta-malas tem capacidade para 448 litros e, em sua totalidade, o automóvel pesa 1.341 kg.

Paulo Henrique dos Santos

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.