Novo Ford Ecosport Sem Estepe – Vantagens e Desvantagens



Modelo deve ter uma diminuição de custo e novos pneus do tipo RunFlat.

O ano de 2019 parece que promete ser o de muitas novidades para quem acompanha o mundo automobilístico.

Desta vez, a Ford tem se destacado neste cenário como um dos principais nomes que promete sacudir este ano. Depois de anunciar a sua parceria com a Volkswagen para a produção da nova Ranger 2020, a empresa já mostrou que vai dar uma verdadeira guinada em sua linha de produção de seus veículos no mercado mundial.


Depois de anunciar o fechamento de sua fábrica de caminhões no interior paulista, o que encerra as suas atividades neste tipo de categoria e a aposentadoria do famoso Fiesta, ela vai direcionar toda a sua atenção para mercado dos SUVs tanto fora quanto no país.

Como trazer grandes novidades é o seu estilo, a montadora anuncia agora o lançamento de sua nova geração do famoso Ecosport.

Até aí tudo bem, não parece uma grande novidade a não ser por um detalhe: o novo modelo chega ao mercado sem o famoso estepe traseiro, que antes ocupava todo o espaço externo da tampa traseira. Bom, até agora, nada de novo, afinal ele deve estar localizado na parte de baixo da traseira, como todo veículo desta categoria. Enganou-se quem pensou assim. O novo Ecosport já vem de fábrica sem nenhum tipo de estepe.

Veja também:  IPVA ES 2019 - Calendário de Pagamento, Descontos e Como Pagar

Não! Você não leu errado! A nova versão que deverá estar à venda nas concessionárias a partir de março de 2019 não possui um pneu substituto para o caso de algum dos principais der defeito ou mesmo furar no meio do caminho.

Então você deve estar se perguntando, por que a Ford resolveu lançar uma versão com esta novidade? De acordo com os engenheiros da marca, um dos motivos principais seriam a falta de espaço do bagageiro, que na nova versão estaria mais alongada e sem o estepe. Assim, o carro ganharia mais alguns litros de espaço, o que o tornaria mais competitivo dentro de sua categoria, afinal, os SUVs já caíram no gosto dos consumidores brasileiros e a Ford não deixaria passar esta oportunidade para emplacar um volume cada vez maior de vendas.

Veja também:  IPVA SE 2019 - Mudanças e Novidades

Alguns especialistas falam que a ausência do estepe poderia trazer algumas vantagens, sendo a principal delas o custo final do modelo, que seria bem menor, além de uma maior segurança, pois você não vai precisar parar no meio da estrada para trocá-lo, caso ele fure de madrugada, por exemplo.

Para substituir o estepe, a Ford adotou os pneus do tipo RunFlat, que são capazes de rodar sem nenhum tipo de calibragem. Apesar da segurança, o motorista só vai poder rodar por uma distância de até 80 Km e não pode ultrapassar os 80 Km/h. Como este tipo de pneu possui uma maior quantidade de borracha, principalmente nas suas laterais, o seu peso é maior, o que contribui para que o carro fique mais pesado e o seu consumo aumente. Esta é uma das desvantagens do novo modelo.

Veja também:  JAC iEV 40 2019 - Pré-Venda no Brasil

Além disto, o carro vem equipado com um kit de reparo composto por uma bomba e um selante liquido, caso o motorista queira rodar acima da distância permitida ou até encontrar uma borracharia para consertar o pneu furado em definitivo.

Cabe salientar que o modelo sem estepe deverá ser comercializado somente em uma versão, a Titanium 1.5, com motor do tipo TiCVT de três cilindros e com 137 cvs e câmbio automático de seis marchas. Ele substitui a versão Titanium 2.0 com estepe. Caso o motorista prefira a versão tradicional, ela estará disponível para venda nas mesmas configurações também.

Com relação ao preço, o novo modelo não deverá custar menos que R$ 100.000,00, mesmo com uma versão mais simples de motorização na tentativa de baixar os custos e elevar as vendas.

Emmanoel Gomes

Relacionados



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.