Fim do Peugeot 308 e 408 no Brasil



Modelos deixarão de ser produzidos e vendidos no país.

O ano de 2019 mal chegou e muitas mudanças já começaram a ser sentidas para quem gosta de acompanhar as novidades que sempre acontecem no mercado automotivo mundial. Desta vez, a notícia vem de uma das gigantes do automobilismo mundial, a Peugeot.

A marca anunciou oficialmente em seu site que suspenderá em definitivo a produção tanto do seu modelo 308 quanto do famoso 408 em suas unidades brasileiras.


A decisão foi tomada após a empresa constatar o baixíssimo volume de vendas de ambos os modelos por pelo menos dois anos consecutivos nas concessionárias brasileiras espalhadas por todo o país. Deste modo, os consumidores brasileiros que ainda queiram se aventurar para adquirir um destes remanescentes, deverão contar ainda com o estoque final que ainda permanece no pátio de montadora em sua unidade brasileira. A intenção da empresa é zerar o seu saldo atual.

Nos últimos anos, a comercialização deste tipo de veículo estava ficando cada vez mais dífícil, ao contrário do que se observou no início dos anos 2000, quando o segmento dos chamados hatchs médios estava em alta em todo o Brasil.

Veja também:  Novas Funções da CNH Digital e CRLV

O aumento da procura por veículos curtos e que fossem fáceis de dirigir e manobrar, principalmente, no complicado trânsito das grandes cidades acendeu a luz verde para a comercialização deste tipo de veículo.


Entretanto, como uma das mais importantes características neste complexo universo de carros espalhados pelo mundo, a tendência de consumo da população sempre está em constante modificação e com a explosão de interesse pelos chamados SUVs nestes últimos três anos fez a venda dos veículos mais compactos despencar cada vez mais.

Diante deste quadro, a fabricante francesa viu dois dos seus maiores sucessos de vendas entrarem para a lista dos carros menos vendidos em todo o Brasil. Para se ter uma ideia, no ano de 2018, o 308 vendeu pouco mais de 400 unidades em todo o país. Este foi o modelo que mais foi atingido pelo fracasso das vendas.

Veja também:  IPVA RJ 2019 - Calendário de Pagamento, Valor e Descontos

Já o 408 conseguiu emplacar pouco mais de 730 unidades no ano passado, não que pudesse ser considerada uma situação mais confortável, mas ficou também muito aquém das expectativas da empresa e, por isto, entrou também para a lista de suspensão de fabricação nas unidades brasileiras.

Ambos os modelos ainda estão sendo comercializados no país pelo preço de R$ 90.000,00 para o 308 e a partir de R$ 70.000,00 para o 408. Todos eles já saem de fábrica com o famoso motor THP de 1.6 com 173 cvs e transmissão automática de seis velocidades.

Com a saída destes modelos da linha de vendas da Peugeot, a empresa já anunciou que vai direcionar toda a sua estratégia de venda para os veículos que fazem parte da categoria SUV: 2008, 3008 e 5008, além do seu modelo 208 e os veículos destinados ao uso comercial como o Partner, o Boxer e o Expert.

Veja também:  IPVA TO 2019 - Alíquotas, Descontos, Calendário e Como Pagar

Apesar da suspensão em terras brasileiras, os modelos continuarão a ser fabricados em um dos vizinhos mais próximos do Brasil como a Argentina. Além disto, eles deverão ganhar um design e uma nova concepção bem mais luxuosa inspirada em um primo bem próximo, o 508.

Caso você queira conhecer os novos modelos, basta pesquisar nos principais sites automobilísticos do país as fotos da nova geração tanto do 308 quanto do 408. Com um visual bem mais alongado e mais luxuoso, os novos veículos prometem satisfazer os consumidores argentinos que, via de regra, parecem ser bem mais exigentes que os brasileiros.

Para quem ainda que ter seu modelo na garagem, apesar da sua saída do mercado, é bom ir logo reservando o seu exemplar na concessionária mais próxima e fica na expectaiva para recebe o seu.

Emmanoel Gomes

Relacionados



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.