Ford Fusion 2019 – Novidades da Última Geração



Modelo chega às concessionárias custando a partir de R$ 150 mil.

No início de 2019 foi lançado o Ford Fusion, a última geração desse sedã.

O novo sedã, que representa a última geração dessa linha, está chegando com algumas novidades: versão topo de linha híbrida, assim como teto solar de série. Os preços podem variar entre R$ 150 mil e R$ 180 mil.


É isso mesmo! A marca anunciou o lançamento do Ford Fusion 2019, no dia 11 de fevereiro.

Desse modo, se o leitor tem interesse em adquirir o novo lançamento ou é um apreciador de carros, não deixe de conferir as informações abaixo sobre as novidades dos carros.

Recentemente, a Ford declarou que não se dedicaria mais ao desenvolvimento do Ford Fusion, para se aprofundar no melhoramento de picapes e SUVs.


O novo sedã está disponível em três versões que podem variar de valores.

Ainda neste mês de fevereiro essa novidade irá chegar ao mercado. Para isso, ele passou por algumas manutenções visuais. De acordo com o fabricante, as alterações foram realizadas especiamente na traseira e dianteira do automóvel, com o intuito principal de deixar o modelo com um novo visual, mais moderno e também mais elegante. A partir de agora, o teto solar é de série, no entanto, os carros sofreram mudanças de forma comedidas e, dessa forma, os três volumes continuam mantendo seus aspectos individuais.

Veja também:  Fim do Volkswagen Fusca - Modelo Sai de Linha pela Terceira Vez

Para quem não sabe, o motor é EcoBoost 2.0, que representa potência de cerca de 248 cavalos, possui versão de entrada SEL e, ainda, tração dianteira. O modo de transmissão será do tipo automático, com seis velocidades distintas e há como fazer essas trocas de forma manual. O preço se configura em R$ 150.000.

Os equipamentos que compõem os automóveis são os seguintes: controle eletrônico para tração e estabilidade, cintos de segurança traseiros com as laterais infláveis, assistente de chamada emergencial, assistente de partida em rampas e oito airbags (joelhos, cortina, laterais e frontais).

A versão intermediária do Ford Fusion, chama-se Titanium, e também possui motor EcoBoost 2.0. O maior diferencial desse automóvel é a tração integral. Além disso, essa opção pode incluir algumas tecnologias semiautônomas, como por exemplo, alertar o motorista para colisões, contando com um assistente de frenagem automático, detecção de pedestres próximos, um amplo sistema que visa monitorar ponto cego, sistema para alertar se o automóvel está dentro da faixa, piloto, farol e estacionamento automático. Seu preço é de R$180.000.

Veja também:  Chery Tiggo 8 2019 - Especificações, Características

O modelo mais caro do Ford Fusion 2019 não vai contar com os mesmos equipamentos que a produção intermediária. Isso porque o diferencial desse sedã é a motorização híbrida. Além disso, vem acompanhada a essa versão algumas informações para que o condutor do automóvel possa dirigir o veículo de uma maneira mais eficiente, contando com o auxílio de imagens que surgem no painel. Sendo assim, o Ford Fusion Titanium Hybrid está saindo por R$ 183.000.

De acordo com James Hackett, que é o atual presidente da Ford, em maio do ano passado ele disse que o Ford Fusion seria a última linha de sedã. Nos Estados Unidos, a marca está planejando já há algum tempo em acabar com sedãs e hatches. O motivo é a vontade de investir em novos produtos, como SUVs e picapes, uma vez que, nos últimos tempos, os consumidores vêm demonstrando maior interesse nessas variedades de veículos.

Veja também:  Fiat Mobi ganha Novo Kit Pack Cross

Ainda segundo Hackett, Taurus, Fusion, Fiesta e C-Max iriam deixar de ser vendidos. O Brasil também tem chances de perder esses modelos de suas vitrines, uma vez que o Fusion tem sua fabricação de origem no México, onde de lá é levado para os EUA e dessa mesma forma chega ao Brasil.

A marca Ford ganhou o mundo nas últimas décadas e já fez grande parte da vida de milhões de brasileiros, por ser uma marca bastante popular no país, por ser fácil a manutenção e as peças serem mais acessíveis para o bolso do consumidor.

Ana Paula Oliveira Coimbra

Relacionados



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.