Parcelamento das Multas de Trânsito no Cartão de Crédito em Curitiba





Prefeitura passa a aceitar parcelamento das multas em até 12 vezes no Cartão de Crédito.

Para os motoristas que necessitam efetuar o pagamento das multas de trânsito, uma facilidade a mais foi implementada, ao menos em Curitiba, no estado do Paraná. É que a Prefeitura daquela localidade permite o saldo do valor em até 12 vezes, via cartão de crédito. A implementação desta facilidade só foi possível porque a cidade recebeu o sinal positivo do Detran – Departamento de Trânsito – do estado do Paraná com o município de Curitiba.

Para aqueles que querem aderir a novidade, serão aceitas as bandeiras de cartões mais populares do mercado: Visa, Mastercard, e a brasileira Elo, emitida por bancos públicos e privados desde o ano de 2010. O valor será repassado pelas operadoras de cartão ao departamento de trânsito responsável pela aplicação das multas. Antes, porém, o motorista deve comparecer a sede do Detran do Paraná para a solicitação desta modalidade de pagamento.




Veja também:  Novo Toyota Corolla Híbrido Flex 2020 - Lançamento

Modelo já vem sendo adotado

O modelo por pagamento de cartão no débito de alguns impostos já vem sendo adotado, porém, de forma mais lenta. O Conselho Nacional de Trânsito, no ano passado, havia liberado o pagamento de impostos como IPVA – Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores, além de Licenciamento de veículos e outras taxas nos cartões de crédito e débito. O parcelamento em até 12 vezes e a incidência de juros.

Na oportunidade, o conselho liberou aos departamentos estaduais que requisitassem a autorização para esta modalidade de pagamento. Na visão, o pagamento via cartão de crédito era apenas uma das opções oferecidas para pagamento, sendo que o parcelamento acrescia juros, sendo definido pela operadora de cartões escolhida pelo motorista.


Prefeitura de São Paulo foi pioneira

Uma das primeiras prefeituras a adotar este tipo de facilidade foi a prefeitura da cidade de São Paulo. A facilidade em receber as multas e a agilidade da forma de pagamento foram os principais motivos do órgão solicitar as operadoras financeiras realizar o parcelamento dos débitos diretamente no dinheiro de plástico.

Veja também:  Fim do Volkswagen Fusca - Modelo Sai de Linha pela Terceira Vez

Sobre o cartão de crédito

O dinheiro de plástico, ou cartão de crédito, vem sendo popularizado no Brasil, sendo eles emitidos por bancos, cooperativas ou fintechs, aquelas empresas digitais que vem se destacando no mercado financeiro.

Esta facilidade surgiu na década de 1920, nos Estados Unidos, contendo um número de 16 dígitos, podendo estar confeccionado a data de emissão, porém, obrigatoriamente, a data de expiração do cartão. Na parte frontal ainda se encontra o nome do titular do cartão, além da bandeira. Na parte traseira, além do CVV, que é um número de segurança, também se encontra informações extras, como números de telefone e caixas eletrônicos que aceitam o cartão. Pode conter chip ou não.

Em 1920, apenas aqueles selecionados poderiam obter esta novidade. Com o tempo, o sucesso do cartão foi se espalhando e aceito em mais locais, pela sua segurança e simplicidade. Um homem, ao esquecer seu cheque em casa e necessitava pagar uma conta, teve a ideia de criar um cartão para facilitar o pagamento. Foi daí que surgiu o cartão de crédito.

Veja também:  Novo Renault Kwid Outsider 2020 - Novidades e Preço

A primeira emissora de cartão foi a Diners, conhecida no mundo inteira e existente até os dias de hoje. Na década de 70 surgiu os famosos cartões para o público corporativo, sendo aperfeiçoado até os dias de hoje.

Aqui no Brasil, o cartão começou a ser usado em 1954, através da emissora de cartões Diners. Na década de 60 iniciou uma das formas mais tradicionais de emissão: através dos bancos, que ao perceber o sucesso que esta novidade estava no país, resolveu também disponibilizar a facilidade aos seus clientes.

No Brasil, até a década de 90, os cartões eram apenas nacionais, isto é, podia-se apenas usar no país. A partir daí, nasceu os primeiros cartões internacionais, sendo largamente utilizados.

Por Leandrinho de Souza



Inserir um comentário

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.