Nissan Kicks E-Power 2020 – Nova Versão Elétrica





Modelo deve ganhar nova versão elétrica no próximo ano.

Cada vez mais preocupadas com o conceito “verde”, as montadoras tem se adaptado à nova realidade no que diz respeito aos seus carros e a emissão de gases poluentes. E aqui no Brasil não podia ser diferente. Prova disso é que a Nissan já confirmou, além da importação do Leaf, que poderá lançar ainda em 2020 um carro híbrido no país. E para quem pensa que esse assunto começou a ser discutido agora pela japonesa, está muito enganado. Isso porque há um bom tempo a marca já está sondando a ideia, sendo o registro de sistema publicado apenas em janeiro no Instituto Nacional da Propriedade Industrial, o INPI.

Batizado com o nome de E-Power, o sistema funciona com um princípio diferenciado daquele que é encontrado em híbridos convencionais, nos quais o motor a combustão é o grande responsável pela tração do veículo. Assim, o propulsor elétrico realiza todo o movimento do automóvel, estando o motor a combustão presente apenas para que a eletricidade seja gerada e as baterias alimentadas.

Veja também:  Novo Renault Kwid Outsider 2020 - Novidades e Preço



Nissan Kicks: modelo em testes

A Nissan tem amplo interesse em nacionalizar a tecnologia. As especulações são de que seja no Kicks, um SUV com boa aceitação e vendas positivas. Conforme informações divulgadas, o modelo já estaria inclusive em fase de testes, com a fabricação em Resende, no Rio de Janeiro. Assim, o Kicks E-Power estaria utilizando, na comparação, o mesmo conceito que já é usado no modelo BMW i3, já a venda no Brasil. Porém, diferentemente do alemão, o sistema desenvolvido pela Nissan não necessita de carregamento com o uso de uma tomada. Ou seja, a energia é gerada unicamente pelo motor a gasolina, com um pacote de baterias muito pequenas que ocupam pouco espaço e ficam embaixo dos bancos dianteiros, não exigindo também uma plataforma nova.

Essa mesma tecnologia e plataforma já tem a sua aplicação no modelo Note, que foi construído todo em Oppama, no Japão. O propulsor elétrico do carro japonês gera uma potência equivalente a 110 cavalos e torque de 25,9 kgfm, considerado o suficiente para um toque ágil ao veículo.

Veja também:  Honda HR-V 1.5 Turbo 2019 - Novidades e Ficha Técnica

Conforme dados da Nissan, o consumo médio do carro chega a até 34 km/l. Além disso, o fabricante ainda afirma que o motor a combustão funciona de forma silenciosa, não atrapalhando em nenhum ponto o conforto dos ocupantes. Isso porque o veículo não necessita dos grandes períodos de recarga que são esperados para os carros híbridos que funcionam com o sistema de plug-in. E, apesar de não ser 100% sustentável e verde como o Leaf, a tecnologia é bastante promissora e de fácil adaptação.

São Paulo: 72,6% em emissões de gases efeito estufa

Para se ter uma pequena ideia de como os automóveis afetam a emissão de gases do efeito estufa, um estudo realizado pelo Instituto de Energia e do Meio Ambiente, o IEMA, traz um dado assustador. Somente em São Paulo, o levantamento diz que os carros são responsáveis por 72,6% das emissões totais.

Veja também:  Toyota Corolla E210 - Novidades, Lançamento

Considerados como os grandes vilões responsáveis pelo aquecimento do mundo, o estudo está disponível em um inventário que se refere às emissões atmosféricas correspondentes ao transporte rodoviário de passageiros da cidade de São Paulo.

A pesquisa foi realizada no decorrer de 24 horas de um dia normal na grande cidade.

Outro dado coletado é de que aproximadamente 40% das pessoas na cidade utilizam um transporte público e coletivo, como é o caso do trem, metrô e ônibus. Já outras 30% se deslocam em um carro ou moto.

Para acessar todo o estudo, é possível fazê-lo pelo endereço eletrônico http://emissoes.energiaeambiente.org.br/. Lá, é possível encontrar outros detalhes sobre a participação dos diferentes meios de transporte na capital e quais os combustíveis utilizados.

Kellen Kunz



Inserir um comentário

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.