Recall Fiat Uno, Palio e Grand Siena – Problema nos Airbags





Chamado da montadora atinge cerca de 81 mil veículos.

Foi anunciado pela montadora Fiat, na última sexta-feira, dia 7 de dezembro, um importante reparo em 81.697 unidades dos carros da marca que levam os modelos de ano 2012 e 2013 do Grand Siena, Palio e Uno. O motivo do recall é um problema nos airbags que foram fornecidos pela Takata.

Segundo informações fornecidas pela montadora, uma vez que os veículos fiquem expostos às variações de umidade e de temperatura, o resultado pode ser a degradação parcial ou total do deflagrador de airbag. Isso pode ocorrer tanto do lado do passageiro como do motorista. Uma vez que isso aconteça, em casos de alto impacto, como em acidentes em que potencialmente ocorre a abertura dos airbags, é possível que a pressão em excesso rompa com as bolsas, dispersando assim os fragmentos metálicos em direção aos ocupantes dos automóveis. Tal fato pode ocasionar danos físicos fatais ou graves

Veja também:  Novo Hyundai HB20 2020 - Novidades e Previsão de Lançamento



.Modelos e chassis envolvidos

Antes de qualquer coisa, é importante saber quais são os modelos envolvidos no recall. Para o Palio, há dois modelos envolvidos, ambos com fabricação em 2012 e 2013. O primeiro foi feito na Argentina, com os chassis não seqüenciais de 007964 a 603797.

Já o Palio com produção brasileira envolve os chassis não seqüenciais de mesmo ano e de número 090792 a 121717.O Uno convocado para recall é de ano 2012/2013, com chassis 397602 até 043575. E, por fim, o Grand Siena possui os chassis não seqüenciais de 034481 até 062830.


Sobre os atendimentos

Vale lembrar que os atendimentos para o recall da Fiat somente iniciarão na segunda-feira, dia 10 de dezembro. Para a realização da troca de todo o módulo, a montadora vem orientando os proprietários de todas as unidades que estão envolvidas no reparo. Assim, é solicitado que o dono faça o agendamento do mesmo em uma das concessionárias da marca envolvida. Não é cobrado nenhum valor para o reparo, ou seja, ele é gratuito. O tempo previsto é de cerca de duas horas. Quem busca maiores informações pode sanar as dúvidas pelo site oficial da Fiat, no endereço eletrônico https://www.fiat.com.br/. Além desse, ainda foi disponibilizado um telefone para contato direto com a mesma, no número 0800 707 1000.

Veja também:  Novo Recall do Volkswagen Jetta, Golf e Tiguan

Caso dos airbags mortais da Takata

Considerado como o maior recall de toda a história do setor, o caso dos airbags da Takata já traz números assustadores. São no total 19 vítimas mortas e aproximadamente 200 feridos. No Brasil, 13 montadoras que estão sediadas o país já precisaram convocar os compradores de veículos que traziam o defeito para a substituição da peça em questão.O primeiro caso que se teve conhecimento foi no ano de 2004 e envolveu a Honda, conforme dados do jornal New York Times. Na ocasião, a montadora reportou o problema à Takata, pressionando a fabricante para uma explicação pública sobre o problema. As explosões seguiram acontecendo até 2014, atingindo uma boa parte de fabricantes e os proprietários dos veículos em geral. Nos Estados Unidos são, atualmente, mais de 42 milhões de carros afetados pelo reparo.Fundada em 1933 no Japão, a Takata Corporations possui a sua sede em Tokyo. Considerada até então como uma das principais fornecedoras de airbags em todo o mundo, com um controle e fatia de 25% no mercado, a produção teve início na década de 90, especializando-se com isso em equipamentos para a segurança de automóveis.Além de airbags, a fabricante produz também outros produtos, como cadeirinhas infantis, volantes e cintos de segurança. Em 2013 a marca recebeu, inclusive, um prêmio público pelo seu envolvimento em sistemas de airbags com tecnologia avançada. Em abril desse ano, a japonesa de autopeças foi vendida para a Key Safety Systems. O valor pago pela nova proprietária é equivalente, em reais, a R$ 5,45 bilhões.

Veja também:  Mudanças nas Leis de Trânsito - Simulador, Carga Horária e Exame para Moto

Kellen Kunz



Inserir um comentário

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.