Novo padrão de placas começa a ser usado no Brasil



Rio de Janeiro começou a utilizar o novo padrão de placas do Mercosul.

Os proprietários de carros sabem que ao comprarem um automóvel precisam ficar atentos a diferentes questões envolvendo o mundo automobilístico. Uma vez que as montadoras, os órgãos estaduais e federais sempre realizam mudanças em diferentes normas para que os veículos possam circular livremente pelas ruas do país. E para que o motorista não tenha a sua habilitação comprometida é necessário que ele sempre fique atento a qualquer notícia. E o mais novo deste universo é a respeito de um novo padrão para as placas dos carros brasileiros seguindo o formato usado em veículos que circulam na região do Mercosul. Saiba agora todas as informações a respeito dessa mudança.

As primeiras informações a respeito das placas usadas no Mercosul que vão ser usadas em território nacional

O primeiro ponto que precisa ser explicado é que as placas que estão sendo mencionadas neste texto são as placas de identificação dos veículos. Isso parece meio óbvio. Mas, mesmo assim é preciso deixar todos os pontos esclarecidos. A ideia de unificação ou padronização das placas dos carros que circulam pelo Mercosul acontece há alguns anos. Em alguns países dessa região isso já acontece.

Veja também:  Mitsubishi L200 Triton Sport 2019 - Novidades, Características


Entretanto, em território nacional, essa iniciativa algumas vezes parecia que de fato iria ser adotada e em outros momentos não. Mas, na data de 11 de setembro de 2018, ficou acordado que o Brasil passará a usar as placas com o mesmo design e com as mesmas informações das placas usadas no Mercosul. O responsável por divulgar essa notícia foi o Departamento Estadual de Trânsito do estado do Rio de Janeiro, o DETRAN/RJ. Como foi o órgão fluminense o responsável pelo anúncio, a medida vai ser adotada inicialmente nos carros que possuem a placa do Rio de Janeiro. Segundo algumas informações do DETRAN/RJ, o custo para essa mudança será de R$ 219,35. Esse é o preço atual para que um motorista emplaque o seu carro no Rio de Janeiro.

Um ponto importante para os motoristas de placas cariocas, é que o objeto vai ser mudado inicialmente para os veículos novos ou carros que tiveram a placar estragada, por algum motivo e precisam colocar uma nova identificação. Ou ainda em caso de venda do veículo ou outras situações em que o carro vai ser retirado do estado, por exemplo. Os donos de automóveis mais antigos podem adotar a nova placa, basta pagar as taxas dessa alteração. Para que assim, ele esteja em dia com todos os requisitos do seu veículo.

Veja também:  Carros que podem ser usados como Taxis

Como será a nova placa, as informações que ela vai trazer?

No Brasil, hoje em dia, se tem diferentes placas, e elas são representadas por diferentes cores. Pois, essas tonalidades significam que aquele automóvel está encaixado em algum grupo particular. Por exemplo, os carros que contam a placa com o fundo preto, correspondem a veículos antigos, com algumas décadas de uso, de colecionadores. Os com a predominância cinza na placa são automóveis comuns usados pelos motoristas e assim se tem mais variantes.



Com essa nova lei de padronização, a ideia é que todas as placas tenham de fundo a cor branca e uma faixa azul na parte superior. O que vai determinar se o veículo é particular ou de colecionador é a cor das letras que também será a mesma usada nas bordas das placas. Assim, com essas novas regras, as cores foram divididas para atender as seguintes categorias:

– Preto: particular, carro utilizado para os motoristas em geral.

– Violeta: colecionador.

– Vermelho: comercial.

– Laranja: diplomático.

– Verde: especial.

– Azul: oficial.

Além disso, as placas vão conter as já tradicionais três letras. E ao invés dos quatro números, nesta nova placa vai se ter um número, uma letra e mais dois números. Além disso, nela vão estar presente diferentes símbolos e marcas que ajudarão a verificar sua autenticidade. Os exemplos de alguns símbolos são: marca d’água, domicílio de registro (UF-município), faixa holográfico e outros. Por fim, uma informação importante é que ainda não se tem uma data estimada para que os outros estados adotem essa nova exigência quanto às placas, isso deve acontecer de forma gradual.

Veja também:  Ford Ka SE 1.0 2019 - Análise e Preço

Para mais informações acesse: http://www.detran.rj.gov.br.

Por Isabela Castro

Placa Mercosul



Inserir um comentário

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.