Como Legalizar Carros Rebaixados?





Saiba o que fazer para legalizar um carro rebaixado.

Provavelmente você conhece alguém que é apaixonado por carros. E talvez você até seja um deles. E uma ‘modinha’ que veio para ficar é a dos carros rebaixados, já que muito se vê deles em filmes, novelas e nas próprias ruas do mundo todo.

Porém, você faz ideia sobre a forma correta de rebaixar o seu veículo? E os custos envolvidos para a legalização? Se você não souber a resposta para essas perguntas, essa matéria é para você.


Fique ligado e confira todas as informações que você precisa saber para não correr o risco de receber uma indesejada multa ou, ainda, perder os pontos de sua carteira de habilitação. E se você já rebaixou o seu carro, muita atenção. Saiba que é preciso deixar a documentação em dia, com passos bem simples e de fácil acesso. Confira tudo a seguir.

Legalização do carro: e agora?

Para quem ainda não rebaixou o seu veículo, o primeiro passo a seguir é solicitar juntamente ao DETRAN a Autorização Prévia da Autoridade de Trânsito. Isso é fundamental antes de uma modificação no seu automóvel.

Veja também:  Dia do Cliente - Histórico, Quando é Comemorado

Feita a alteração no carro, o segundo passo é o de obter o Certificado de Segurança Veicular, o CSV. Para que se consiga esse certificado, são necessários alguns passos.


Em primeiro lugar, o veículo precisará passar por uma vistoria, tanto pelo DETRAN como em uma das unidades credenciadas do Inmetro. Sendo aprovado nessas, o condutor recebe o CSV.

Ao estar em mãos com esse documento, ainda é exigido alguns outros documentos, precisando esses ser providenciados. Trata-se do Documento do Veículo, o CRV, ou a declaração de seu extravio; a nota fiscal de todas as peças utilizadas; e a nota fiscal do serviço realizado, sendo que esse precisa ser feito, preferencialmente, em uma oficina autorizada.

Em relação a esse último item, caso o condutor tenha feito o trabalho por meios próprios, é necessária a apresentação de uma declaração de caráter específico do próprio proprietário. Assim, é preciso constar todos os dados do veículo e motorista, bem como ter uma firma reconhecida e que se responsabilize civilmente e criminalmente por todo o serviço.

Porém, se mesmo sabendo de tudo isso, o condutor já fez a mudança no carro sem o aviso e autorização prévia para o DETRAN, o procedimento ainda deve ser o mesmo. Todavia, vale ressaltar que há uma multa administrativa para esse caso, com um valor aproximado em R$ 120.

Veja também:  Venda de Carros com Combustível Fóssil poderá ser Proibida no Brasil

Valores para a legalização do carro rebaixado

Com a emissão de todos os documentos que foram citados anteriormente, o valor para a legalização de um carro rebaixado pode variar, dependendo da região e do Estado do Brasil. Porém, em média, esse fica em torno de R$ 350.

Nesse valor, não está incluído os gastos do condutor com o mecânico de confiança, peças necessárias, entre outros. Portanto, o melhor é estar prevenido e reservar um valor extra em caso de necessidade.

Dicas muito importantes

Agora que você já sabe o custo e os documentos necessários, vale lembrar de algumas dicas muito importantes. Sendo assim, antes de qualquer coisa, é muito importante levar o automóvel para um mecânico de confiança antes de apresentá-lo em vistorias. Isso porque ele poderá se certificar de que nenhuma regra sobre o rebaixamento tenha sido descumprida.

Além disso, logo que for entregue o laudo do Inmetro, esse deve ser apresentado e entregue ao DETRAN. Assim, eles poderão realizar uma nova vistoria, certificando-se de que o laudo tem validade.

Veja também:  Volkswagen T-Cross - Novidades, Mudanças

E, por fim, antes de circular pela cidade com o seu carro rebaixado, atenção. Você somente está autorizado para isso quando a documentação oficial chegar, tendo sido realizados corretamente todos os procedimentos.

Para quem descumprir qualquer recomendação em relação à legalização de um veículo rebaixado, a infração é dura. Assim, o condutor que for flagrado dirigindo um carro sem autorização, responderá por infração grave, com apreensão do automóvel, multa aproximada em R$ 130 e perda de um total de cinco pontos na CNH.

Por Kellen Kunz

Carros rebaixados



Inserir um comentário

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.