Misturar Gasolina e Etanol Rende Mais?



Saiba aqui se a mistura de combustíveis pode fazer com que o carro renda mais.

O Brasil é pioneiro na produção de etanol como fonte energética para abastecer veículos, no mesmo nível que a gasolina e o óleo diesel. Antigamente, o etanol foi a melhor alternativa para que o país superasse a crise do petróleo. O etanol foi ganhando fama como combustível para todos os tipos de veículos, até ser o que é hoje.

Com a evolução da tecnologia, veio se tornando possível que os automóveis usassem dois tipos de combustível juntos, em um mesmo tanque, chamado de carro flex. Dessa forma, foi possível usar combustível oriundo de petróleo ou de cana-de-açúcar em um mesmo carro, ao mesmo tempo. Com o aumento dos preços da gasolina, muitas pessoas vêm se perguntando se misturar gasolina com etanol não é uma forma de economia.

Quer saber mais sobre isso? Nós te explicamos, acompanhe a seguir!

Como funciona o motor flex?

Antigamente, os motores que funcionavam a álcool e a gasolina eram diferentes. Os motores faziam com que cada um dos combustíveis exigissem mais peças e/ou componentes especiais. Além disso, a maioria dos carros era movidos a álcool. Porém, com a escassez de material que compunha este combustível, as fabricantes se viram com a necessidade de criar e implantar ferramentas que convertessem o motor para ser movido a gasolina.



Veja também:  Fiat Argo 2019 ganha Nova Versão de Entrada

No entanto, este tipo de ferramenta era muito caro. Assim, com a necessidade do mercado de ter algo novo e mais adequado às condições econômicas e de matéria-prima disponível, foi criada a tecnologia flex. Um motor com essa tecnologia possui maior resistência, pois o etanol tem fator corrosivo maior que o que a gasolina possui, e capacidade para suportar a gasolina.

Além disso, ele possui a sonda lambda, que permite que o motor saiba qual combustível está sendo usado e manda esta informação para o sistema de injeção do veículo.

Em seguida, a ECU interpreta estas informações, ajustando automaticamente o motor para o combustível que está sendo usado. Todo este cálculo e conversão é realizado de maneira extremamente rápida, a fim de que não haja nenhuma alteração perceptível no funcionamento do propulsor, nem seja necessária alguma mudança na condução de veículo.

Veja também:  Ford Edge 2019 - Características, Lançamento no Brasil

Dessa forma, o motor foi projetado para funcionar perfeitamente com ambos os combustíveis, mas também pode funcionar perfeitamente com 100% de etanol ou com 100% de gasolina, sendo possível encher completamente o tanque com um deles, mesmo após ter consumido todo o outro combustível.

As únicas falhas que podem ocorrer são oriundas da qualidade do combustível. Por essa razão, é muito indicado o abastecimento em locais que possuem bons históricos e avaliações. Além de abastecer, em caso de dois combustíveis, no mesmo lugar, a fim de evitar que a qualidade de um seja superior/inferior a do outro.

Mas misturar gasolina com etanol economiza?

A gasolina e o etanol apresentam diferenças em várias características. A começar pela eficiência, pois o etanol não apresenta um bom consumo. Enquanto o etanol aumenta a potência e o torque do veículo, além de custar um valor bem menor que o da gasolina.

Veja também:  Chevrolet Prisma 2019 - Características, Especificações

Além disso, é obrigatório por lei que a gasolina que é vendida no Brasil apresente 27% de etanol em sua composição. Dessa forma, mesmo abastecendo com gasolina, sempre haverá a mistura de combustível fóssil com o vegetal.

Por isso, a fusão da gasolina com o etanol economiza em termos financeiros, mas não em termos de consumo, pois como o etanol não apresenta uma boa eficiência, é necessário reabastecer com mais frequência quando comparado com o uso de somente gasolina. Além disso, só haverá um benefício financeiro quando o etanol estiver custando menos que 70% do valor da gasolina.

Portanto, segundo as estimativas, o melhor a se fazer para manter a eficiência do motor e economizar com combustível é usar entre 10% e 20% de etanol, e completar o restante do tanque com gasolina.

Felicia Lopes




Inserir um comentário

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.