Carro com Bateria Descarregada – O Que Fazer

  

Saiba aqui o que fazer quando seu carro estiver sem bateria.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Detran, em junho do ano passado, no Brasil, há aproximadamente cerca de 51 milhões de automóveis. Desse modo, é correto imaginar que a grande maioria dos brasileiros já tiveram a experiência de viver uma situação em que a bateria do carro arria inesperadamente. Bom, essa é, pelo menos, a realidade de boa parte dos motoristas, desde os mais experientes (pode acontecer!), até os mais jovens proprietários de automóveis. Dessa forma, a seguir haverá uma série de informações a respeito do que o motorista deve fazer quando a bateria do carro descarrega.

Primeiramente, é importante saber que a bateria de um automóvel foi fabricada para durar no máximo até 3 anos. Dessa maneira, ela realmente pode acabar devido ao fim de sua vida útil, no entanto, há uma série de atitudes do motorista, muitas vezes tomadas sem o conhecimento das consequências, que podem diminuir o seu prazo de validade, isto é, deixar as luzes traseiras e os faróis acesos por muito tempo; deixar o rádio e as luzes internas do carro acesas por um tempo prolongado; os cabos soltos; muito tempo sem utilizar o automóvel e até mesmo a sujeira podem ser fatores que causam o descarregamento da bateria. Sendo assim, parece óbvio que quando menos se espera, a bateria pode deixar o motorista na mão. Logo, saber dessas informações é importante para que o motorista saiba economizar a bateria, especialmente se ela possui mais de um ano e meio.

Veja também:  Pane no Carro - O Que Fazer

Quando a bateria descarrega, a primeira ação que o motorista deve ter é ligar para o seu mecânico, já que não é indicado que o próprio motorista, uma vez que além de existir a possibilidade de ganhar um choque, o problema pode ser pequeno, como apenas um cabo solto, ou, então, pode ser já mais grave e o mecânico precisa realizar a recarga, usando não só os equipamentos necessários, mas também roupas especiais a fim de evitar choques, ou até mesmo ter de fazer a troca da bateria. Vale ressaltar ainda que em situações emergenciais é necessário, por vezes, a disponibilidade de outro veículo, pois é necessário um cabo de conexão para realizar a ''mamadeira'', ''chupeta'' ou ''jacaré''.

Veja também:  JAC T20 2018 - Preço e Ficha Técnica

A segunda dica é a seguinte: durante o procedimento de recarga da bateria, é preciso que os cabos negativo e positivo do carro descarregado estejam conectados na bateria de um veículo que esteja funcionando normalmente. Desse modo, é necessário tomar cuidados essenciais, por exemplo, não se pode, de forma alguma, encostar a lataria de ambos os carros, além disso é preciso ter o cuidado na hora de manusear os fios.

A terceira dica é importante para logo após a recarga do carro, isto é, a fim de ter certeza que o carro está com carga suficiente para voltar a andar, é necessário deixá-lo ligado por cerca de 15 minutos antes de dar a partida.




A quarta dica é manter o Zinabre sempre limpo. Para quem não sabe, o Zinabre fica na bateria e é muito parecido com uma borra verde, ele é um sinal de que há substâncias da própria bateria que, em contato com o oxigênio, acabam gerando outras substâncias que se agregam na bateria e podem atrapalhar o seu funcionamento. Desse modo, é necessário que o proprietário do veículo não negligencie na limpeza da bateria. Para isso, é necessário que seja dissolvido cerca de 200 g de bicarbonato em 1 litro de água. Depois, é preciso que a mistura seja colocada nos polos da bateria junto com vaselina. No entanto, é extremamente importante que tanto os carros quanto os cabos estejam desligados.

Veja também:  Novo Polo 2018 - Novidades e Principais Mudanças na Versão Brasileira

A quinta orientação tem muito haver com a segurança dos envolvidos no processo. Isso porque o processo de recarga não deve ser realizado com fios domésticos. Além disso, é bom que se envite o contato dos fios positivo e negativo da bateria, uma vez que, além de danificar a bateria, há também o risco de haver o início de um incêndio.

Por fim, a última orientação é especialmente para os automóveis que ficam muito tempo guardados na garagem. Veículos assim precisam ser ligados ao menos uma vez por semana, durante no mínimo 5 minutos. Dessa forma, não há riscos de que a bateria descarregue.

Ana Paula Oliveira Coimbra






Inserir um comentário

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.