Renault Sandero – Ficha Técnica das Versões, Preços

  

Confira as características da versões do Sandero e seus preços.

Com preços que vão de R$ 43.350,00 da versão de entrada Authentique até os R$ 56.750,00 da GT Line o Renault Sandero é, segundo o próprio fabricante, o “Renault mais vendido no Brasil”.

Não é um título a ser ignorado. Após o último “facelift” de 2015 quando ganhou linhas mais arredondadas o Renault Sandero passou a agradar, e consequentemente, vender mais. Apesar do novo design, não foi só pela aparência que conquistou mais consumidores. A fabricante francesa que tem produção em Curitiba, no Paraná, enxergou a oportunidade de melhorar o desempenho de vendas no segmento dos hatches médios com melhorias mecânicas e tecnológicas. Este segmento ainda tem boa relevância no mercado nacional em tempos de dominação dos SUVs (Utilitários Esportivos).

A família Sandero tem quatro versões além dos “primos ricos”, Stepway (de apelo "aventureiro") e o RS que na verdade é considerado “outro carro” por entusiastas e fãs de esportivos. Authentique, Expression, Vibe, GT Line e Stepway estão hoje no “cardápio” da Renault Brasil para o modelo.

Mas antes de detalharmos um pouco mais as versões e suas diferenças vale um breve destaque para a motorização denominada de “SCe” pela Renault e que chegou no final de 2016 “inspirada das pistas para as ruas” segundo a própria fabricante – saiba mais sobre os novos motores 1.0 e 1.6 SCe clicando aqui (www.renault.com.br/universo-renault/renault-sport/dos-autodromos-para-as-ruas.html).

Veja também:  CNH Digital - Aplicativo oferece Versão de Demonstração

A sigla SCe vem de Smart Control Efficiency, que em tradução livre significa controle inteligente de eficiência. No caso dos motores 1.0 de três cilindros a redução no consumo de combustível prometida pelo fabricante é de 19% com uma performance de 82cv de potencia (2cv a mais em relação aos motores de mesma cilindrada usados anteriormente). Nos 1.6 SCe, estes de 4 cilindros, a Renault afirma que a redução no consumo de combustível chega a 21% e a potencia alcança 118cv, sendo 12cv a mais.

A versão de entrada Authentique e a Vibe são equipadas com o novíssimo 1.0 SCe de três cilindros. Apesar da Authentique ser a mais “básica” possui uma série de itens de Segurança que também estão presentes nas duas próximas versões Expression e Vibe, tais como: Airbag para passageiro e condutor, Freios ABS, Alerta do cinto de segurança do motorista, e Sistema CAR (que trava automaticamente as portas quando o veículo atinge 6km/h).

A versão Expression permite escolher entre o motor 1.0 e o 1.6. Ao “subir” o nível na hora de escolher pelo de maior cilindrada o motorista dispõe da potencia do 1.6 SCe de 16 válvulas e comando duplo variável no cabeçote.

Em realidade, ao sair da versão de entrada com motor 1.0 o motorista tem uma boa gama de opções entre as três outras versões destacadas aqui neste texto. Existem ainda as versões do Sandero que agregam ainda mais tecnologia e que, portanto, demandam mais investimento: Stepway, Stepway Easy-R (transmissão automatizada), R.S. e R.S. Racing Spirit. Neste último modelo o valor pode ultrapassar os R$ 70.000.

Veja também:  Mudanças na Permissão Internacional para Dirigir (PID)

Mas para quem quer ficar nos modelos mais vendidos, é preciso avaliar com tranquilidade a fim de encontrar um pacote que mais lhe agrade. A Expression não tem rodas de liga leve, por exemplo, enquanto que a Vibe vem com rodas modelo “Nepta” de 15 polegadas e a GT Line com rodas 16 polegadas modelo “Interlagos”. Estas três versões também são todas equipadas com Computador de Bordo. O Computador de Bordo possui recursos interessantes como, por exemplo, o software capaz de avaliar o modo de condução do motorista e fazer um “Eco Coaching” através do botão Eco Scoring que orienta o condutor na otimização do consumo de combustível.

Um aspecto interessante na motorização 1.6 SCe do Sandero é a introdução da Tecnologia Stop & Start, que desliga e religa automaticamente o motor do carro nas paradas e arrancadas, ou seja, em regime urbano vai favorecer a economia de combustível. Esta tecnologia está disponível apenas na família Sandero e Logan, segundo a Renault.

Veja também:  Novo Polo 2018 - Novidades e Principais Mudanças na Versão Brasileira

Apesar do argumento de economia de combustível vale lembrar que sistemas que desligam e religam o veículo em regime urbano tendem a sobrecarregar o motor de arranque – que obviamente passará a ser acionado muito mais vezes ao longo do tempo de uso do carro, do que nos sistemas “tradicionais”. Não que isso seja um problema, mas esta e muitas outras tecnologias inseridas nos projetos automotivos nos últimos anos, mais recentes, portanto, geram soluções de um lado, mas podem também trazer novos desafios em termos de reparação e manutenção. O tempo vai dizer se este recurso trará alívio para o bolso dos motoristas, ou preocupações na hora de levar o veículo na revisão.

Ficha Técnica

Sandero Authentique

Motor: 1.0 12v SCe (3 cilindros) Flex

Potência: 82cv

Transmissão: Manual

Preço: R$ 43.350

Sandero Expression




Motor: 1.0 12v SCe (3 cilindros) Flex ou 1.6 16v SCe (4 cilindros) Flex

Potência: 82cv (1.0) / 118cv (1.6)

Transmissão: Manual

Preço: R$ 46.950

Sandero Vibe

Motor: 1.0 12v SCe (3 cilindros) Flex

Potência: 82cv

Transmissão: Manual

Preço: R$ 49.100

Sandero GT Line

Motor: 1.6 16v SCe (4 cilindros) Flex

Potência: 118cv

Transmissão: Manual

Preço: R$ 56.750

Por Uirá Fernando Lopes Fernandes

Renault Sandero

Renault Sandero

Fotos: Divulgação






Inserir um comentário

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.