Fiat Argo Drive 1.3 2018 – Análise, Preço e Novidades

  

Confira aqui todos os detalhes sobre o Fiat Argo Drive 1.3

A Fiat lançou no mês de julho seu mais novo hatch, o Argo. A marca investiu pesado no modelo para ser um dos carros mais vendidos do país, com o intuito de deixar pra trás até mesmo outras versões da marca, como o Uno, Palio e Mobi.

A Fiat pretende investir mais em tecnologia e conforto, e deixar um pouco o “populismo” de lado. O modelo básico não será como a maioria dos seus carros e o Argo de entrada será a Drive. Todo investimento para concorrer com os dois modelos mais vendidos do país: o HB20 da Hyundai e o Onix da Chevrolet.

Argo 1.3

Para quem escolher adquirir o Fiat Argo com motor 1.3, terá duas opções: o Argo 1.3 manual no valor de R$ 53.900 e o 1.3 automatizado no valor de R$ 58.900.

Para competir fortemente com os seus principais concorrentes, esses dois modelos já virão equipados com um volante multifuncional para configurações da central de multimídia, que virá com tamanho de 7 polegadas.

Além disso, os modelos de motor 1.3 terão direção elétrica, ar-condicionado digital, computador de bordo com visor colorido, travas e vidros elétricos, além da tecnologia start-stop. Para a opção de câmbio automatizado, o motorista ganha auxílio de partida em subidas, vidros traseiros elétricos e controles de estabilidade e tração.

Veja também:  Toyota Yaris 2018 - Venda no Brasil

Para quem quiser mais funcionalidades para o veículo, a Fiat abre opções para que o cliente possa incluir câmera de ré e sensor de estacionamento, que sai no valor de R$ 1.200 e as rodas de liga leve, no valor de R$ 1.900.

Investimento

Não é necessário procurar muitas fontes seguras para perceber que a Fiat está investindo para transformar o Argo como seu maior trunfo. Conhecida por ser uma marca popular, a Fiat sempre produziu carros com materiais mais simples e com pouco acabamento.

Pela propaganda comercial que a marca colocou no ar, percebe-se que é o melhor carro que a Fiat já produziu. Até mesmo alguns acessórios ganham em quesito qualidade do que os modelos mais caros da marca, como o Renegade, Toro e Compass.

O Argo conta com alguns botões de comando protegidos com um material emborrachado e para acionar as setas do veículo percebemos o quão mais leve e suave estão. Parece simples, mas esses cuidados não eram vistos nos outros modelos da Fiat.

Veja também:  Ford Ka - Ficha Técnica e Especificações

Agora o mais surpreendente é a central de multimídia de 7 polegadas. A Fiat não fabricava carros com esse tipo de tecnologia e estava bem atrasada na questão de conectividade. Os acessórios de tecnologia da marca sempre foram muito simples e pouco modernos.




Outro ponto positivo é o design interno e o tamanho do Argo. Os materiais utilizados são bem melhores e o modelo virá forte para competir com seus dois principais concorrentes. O espaço interno também teve uma grande melhoria. A Fiat é conhecida por seus carros menores para compensar o preço, agora o Argo vem maior que o Palio e o Punto.

Concorrência

Na parte de motor, suspensão, dirigibilidade e potência, também são os mais novos investimentos da Fiat. Com o motor 1.3 e 109 cavalos, o Argo consegue ser mais potente que o modelo 1.4 Onix, da Chevrolet. A suspensão está mais ajustada e confortável para dirigir e o volante com direção elétrica é extremamente leve.

A Fiat, claro, ainda está em constante melhorias e sabe que precisa de mais e mais investimentos para ganhar de vez a concorrência. Com o Argo a Fiat fica próxima do pódio, mas ainda precisa rever seu câmbio automatizado.

Veja também:  Como Conservar a Pintura do Carro

A primeira vez que a Fiat usou uma transmissão GSR foi no Novo Uno em 2016 e depois no Mobi com melhorias. Mesmo assim, está um pouco longe para competir com câmbio automático de alguns modelos concorrentes.

A Fiat pretende concorrer com a versão 1.4 do Onix, o carro mais vendido do Brasil desde 2015. A versão menos equipada da Chevrolet sai por R$ 51.650, a mais completa sai por R$ 56.650, mesmo assim a Fiat consegue entregar mais itens especiais.

Com o HB20, o Argo compete com a versão turbo da Hyundai, com os equipamentos oferecidos o carro sai mais barato que o novo lançamento da Fiat, mas também fica devendo em muitos acessórios que o Argo oferece.

A concorrência vai ser muito saudável e boa para os consumidores. A Fiat pretende emplacar 5 mil carros por mês até 2017, contudo, a crença do mercado é que esse número seja ainda maior.

Por Carolina Costa






2 comentários em “Fiat Argo Drive 1.3 2018 – Análise, Preço e Novidades

Inserir um comentário

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.