Desembaçador do Carro – Dicas e Cuidados com os Filetes



Confira aqui algumas dicas de cuidados que você deve ter com os filetes do desembaçador do carro.

Pouca coisa é mais temerária ao viajar do que estar na via, com chuva, principalmente à noite, com vidros embaçados e os filetes não estarem em perfeito funcionamento. Tal fator prejudica a visibilidade do motorista, a ponto de colocar em risco a segurança dos ocupantes do veículo. Mas você sabe que cuidados são necessários com os filetes do desembaçador?

Na limpeza

Uma limpeza mal feita, com descuido ou equipamentos inadequados podem danificar o sistema.



Basta, por exemplo, que fique um resíduo de pano preso aos terminais do desembaçador para que o circuito elétrico possa ser comprometido.

Quando isto ocorre é necessário que se retire com todo o cuidado possível os resíduos ou qualquer tipo de material preso aos filetes.



No acondicionamento de carga

Ao carregar o veículo com uma carga qualquer, deve-se ter cuidado no acondicionamento dos itens com relação ao desembaçador do vidro traseiro.

Objetos pontiagudos, materiais sólidos ou similares, que estejam encostando no vidro e por consequência nos filetes (que aquecem o vidro e eliminam a umidade), são agentes externos que podem, em atrito, danificar ou romper o sistema de filetes.

É necessário que se tenha a noção de que os filetes são condutores de eletricidade.

Ao retirar a película escurecedora

Quando for necessária a retirada da película escurecedora também deve se proceder com bastante cuidado, pois o filme plástico é aplicado com um tipo de cola que poderá até mesmo “arrancar” os filetes do dispositivo ao ser puxado.

Antes da retirada da película, o ideal é que a cola seja amolecida com um soprador de calor (até mesmo um secador de cabelos).

Leia também:  Novo Hyundai HB20X 2016 - Novidades e Preço no Brasil

Os pequenos resíduos ou vestígios de cola que ficam por vezes presos aos filetes, devem ser removidos cuidadosamente utilizando-se de uma espátula de náilon e detergente líquido. Sempre passando no mesmo sentido dos filamentos condutores.

Existem também algumas empresas que possuem um sistema de retirada com um tipo de vapor.

Ao fazer a manutenção quando ocorrerem danos

Quando algum filamento não estiver fazendo o processo de desembaçar, o recomendado é que a manutenção seja feita o mais breve possível.

Se o rompimento no filete for pequeno, algo em torno de 5cm, existe a possibilidade de reconstruir a trilha utilizando um tipo de resina condutiva que possui prata. O kit para a correção custa em torno de R$ 78,00. Também existe um conjunto para a substituição dos terminais, o qual tem valor aproximado de R$ 84,00.

Como podemos observar, os cuidados com o desembaçador traseiro são importantes e a manutenção em caso de dano é de fácil procedimento e baixo custo.

Por Silvano Andriotti

Outros Conteúdos Interessantes

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.